História Um inverno pra recordar - Dramione - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Abraxas Malfoy, Alecto Carrow, Alvo Potter, Amycus Carrow, Antíoco Peverell, Antonin Dolohov, Arabella Figg, Armando Dippet, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Augustus Rookwood, Avery (Marauder-era), Avery (Riddle-era), Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cassandra Trelawney, Cho Chang, Daphne Greengrass, Dino Thomas, Draco Malfoy, Evan Rosier, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley Ii, Gellert Grindelwald, Gina Weasley, Gregory Goyle, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hestia Carrow, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Lilá Brown, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Lucretia Prewett (Lucretia Black), Luna Lovegood, Merlin, Minerva Mcgonagall, Ministro Milicent Bagnold, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Olive Hornby, Olívio Wood, Pansy Parkinson, Percy Weasley, Personagens Originais, Rabastan Lestrange, Rita Skeeter, Rodolfo Lestrange, Ronald Weasley, Rose Weasley, Rosier, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Sirius Black, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Tom Riddle Jr., Viktor Krum, Walburga Black
Tags Dramione
Visualizações 192
Palavras 1.321
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Magia, Mistério, Saga, Sobrenatural
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


DESCULPAAAAAA

Eu estava viajando e fiquei sem internet, mas prometo que se der tudo certo, talvez um poste um extra ainda hoje (de madrugada provavelmente)

Capítulo 13 - Descobertas


POV Hermione

Tinha acabado de deixar as crianças na porta da escola, com uma péssima sensação de está sendo perseguida, que Merlin cuide das minhas crianças, me agacho ficando na outra das duas e dou um beijo na testa de cada um, que ao mesmo tempo se parecia tanto, e as vezes eram tão diferentes, eu ficava encantada com a elegância, educação, calma e jeito que Scorpius agia, era parecido com o pai que apesar dele ter tido uma pessima educação, não deixava de ser elegante, mas a alto sociedade esperava isso dele, que foi herdada para Scorpius que também era da alta sociedade, já a Anny era completamente desleixada, atrapalhada, estressada tudo bem que são traço herdados de mim, mas ela não tinha a elegância do Scorpius, talvez o motivo esteja na qualidade, porém ela não se importava com isso, agia feito louca, enquanto Scorpius agia com cautela, mesmo ele sendo uma criança, acabei rindo com os meus pensamentos.

-Do que está rindo mãe? Eu sei que tô Ridícula com essas coisinhas no cabelo-Ela fala cruzando os braços emburrada, eu não puder de deixar de rir.

-Para Anny, você está...-Scorpius inclina a cabeça para o lado com uma cara de quem procurasse as palavras certas para serem usadas- Engraçadinha.

-MAEEEE- Ela olha para mim com o bico enorme e sorrio.

-Os dois estão igualmentes lindos e maravilhosos- Me levanto e entrego na mão da Fleur que encarava os dois com um sorrisinho amigável.

-Como são parecidos com o pai, chegar ser assustador- A mesma comenta olhando os dois encarada.

-Gostaria de discordar, mas é impossível negar...

Observo a Anny olhando para um ponto forçando os olhinhos como se tentasse ver algo além do que conseguia, me viro para trás e vejo uma sombra perto de um muro, parecia a mesma sombra que me observava no apartamento, volto meu olhar apreensivo para os dois, meu único deve era cuidar deles, e o meu maior medo era perde os dois, eu não saberia como agir se perdesse Scorpius e Anny.

-Bem vão entrando enquanto converso com a tia Fleur, okay?

Beijo novamente os dois que saem ao encontro dos outros.

-Fleur, cuida delas com a sua vida, por favor.

-Claro, mas o que houve? Parece atormenta

-E estou, tenho a impressão de estar sendo vigiada e seguida o tempo todo, é isso me preocupar com as crianças.

-Ja falou com o Harry sombre isso?

-Ainda não, mas se isso não para, eu vou avisá-lo antes que possa acontecer o pior- coloco minha mão sobre meu peito como se àquilo fizesse meu coração diminuir a preocupação.- Não sobreviveria se eu perdesse algum deles.

-Você se apegou bastante no Scorpius né?

-Voce não tem noção, por mim ele poderia me chamar de mãe, mas não quero ocupar o lugar da Astória, e se ela algum dia recuperar a consciência?

-Te entendo, mas e se ela não recuperar, o que é bem provável de acontecer? Todo mundo já perdeu a esperança sobre ela.

-Todo mundo menos Scorpius, que ainda reza pela a mãe, tenho medo do que possa acontecer com ele, ele é igual ao Draco, faria qualquer coisa para proteger a família.

-Hermione Jean Granger, você gostava do Draco? -Ela cruza os braços sobre o peito e me encara com uma sombracelha erguida.

-Não Fleur, não gosto dele, mas conviver com as crianças me fez ter simpatia por ele, não gosto, mas também não odeio ele, se não eu não seria nem capaz de olhar para os meus filhos...

-Okay, vou lá então, se cuide e avise ou Harry sobre isso.

-Pode deixar.

[...]

Entro no ministério da magia e vou direto para a minha sala, agora eu ainda trabalhava sozinha, olho para a mesa do lado e confesso que sentia falta dos olhos curiosos de Draco me secando.

Suspiro me apoio sobre a mesa até então a secretária bater na porta e me entregar uma carta, observo ela que tinha como remetente "anônimo" abro a mesma e começo a ler, é assim que leio a primeira linha eu já me arrepio por toda.

Cuidado, você está sendo vigiada, eles estão atrás de você, proteja-se e proteja seus filhos, eles o querem também, não deixe que nada aconteça com eles e com você, e isso que querem, você está sendo vigiada por uma pessoa que ninguém é nenhum de vocês pensaria nele, por motivos óbvios, quando descobrirem, receberão um choque de realidade, logo fujam, ele está do lado deles, e pode ser tão perverso quanto os demais, eu sou um cara que ouviu a conversa deles, mas eu não fiz votó perpétuo, por isso posso te contar, mas a vida do meu filho também está em jogo, eles ameaçam tirar tudo que significa felicidade, nunca concordei com o que eles falam a respeito de você, e eu e a pessoa que te vigia, mas ela não pode retrucar ou pegaram tudo que ele mais ama é ele tem medo de que façam algo com elas, e também porque ele é o mais vigiado de todos nós, desconfiam que ele poderia mandar algo a você para te ajudar, mal sabe eles quem é que tá tentando te ajudar, mas Hermione, tome bastante cuidado, ou eles matará quem você mais ama.
Ps: Aga naturalmente depois de ler essa mensagem, eles não podem saber que você sabe de algo, não conte a ninguém.

Dê: Um amigo
Para: Você.

Assim que terminei de ler senti meu mundo caindo ao meus pés "aga naturalmente" claro porque é isso que uma pessoa faz ao descobrir que está sendo perseguida, poderia acontecer o pior com os meus filhos e comigo, dou um sorrisinho nervoso e fico tensa, então minhas suspeitas estava certas, eu estava sendo perseguida por alguém, mas por quem? Quem seria essa pessoa que eu nunca iria desconfiar que fosse? Uma lista de nomes passam pela a minha cabeça, mas nenhuma se encaixa, merda.

Me levanto indo para a cafeteira, pego um cookie com café e fico olhando para fora, bem aonde aquela maldita sombra estava, sem esperar por mais nada, me aparato até perto do cara, o perfume me parecia familiar, tento força minha cabeça para lembrar mais nada me aparece.

-Ei você!

O chamo com o tom mais firme possível, vejo o ficar tenso, seus cabelos, eram claros, mas não sabia ser era loiros ou castanho claro, devido o lugar escuro que ele se encontrava, ele tinha uma postura de alguém que sempre esteve no meio de pessoas elegantes, e antes que eu pudesse fazer algo ele aparata na minha frente, MERDA! Nunca vou conseguir descobrir quem é ele, tento me manter calma e voltar para o café, tentando lembrar do perfume que estava impregnado agora no meu cérebro, inferno!

Em algum lugar por alí

-Inferno, o que aconteceu dessa vez seu incompetente?

Um som de tapa era ouvido na sala.

-FALE SE FOR HOMEM O SUFICIENTE!

-Fale meu filho, o que aconteceu

-Ela, ela quase me pegou.

-O QUE? VOCÊ É TÃO INCOMPETENTE AO PONTO DE NAO CONSEGUIR SER MAIS ESPERTO QUE UMA GAROTA?

-Mas o que queria que eu fizesse?

-Aparatasse assim que tinha visto ela aparatar?

-Pera, eu não te falei que ela tinha aparato.

-E acha que eu sou tão irresponsável de te deixar sozinho? Não sou idiota para deixar isso para você!

-Claro que não, se eu sou tão inútel, porque não se lembra logo de mim? Me deixe então.

-E isso que você quer, e eu nunca vou fazer o que você quer, porque acha que eu coloquei você para vigia-los? Não consigo imaginar qual deve ser doloroso, ver sua esposa enlouquecer, ver seus filhos mais não poder toca-los e os dizer que você está bem, e ver a mulher que você gosta, e não a acalmar quando está preocupada com algo, porque você acha que eu fiz você vigia-los e escutar toda a conversa que eles tem? De como o Scorpius reza pela a mãe e pelo o susposto pai falecido? Ver sua amada apreensiva, e Anny sempre pergutando sobre você?! Por que ver você se contorcendo em vê-los mas não toca-los e a minha satisfação, Draco Malfoy. 


Notas Finais


Desculpa os erros, capítulo não revisado.

Deixe nos comentários se querem o capítulo extra.

Bjocas da tia Geo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...