História Um Irmãozinho para o Zamasu - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Arak, Awamo, Babidi, Bills, Campari, Champa, Dabura, Dai Kaiohshin, Daishinkan, Dende, Gowasu, Helles, Iwan, Kaiohshin, Kusu, Liqueur, Marcarita, Martinu, Mojito, Moscow, Quitela, Rumoosh, Senhor Kaioh (Kaioh do Norte), Shenlong, Sidra, Sr. Kaioh, Sr. Popo, Vados, Vermoud, Whis, Zamasu, Zen'Oh
Tags Décimo Universo, Shin, Zamasu
Visualizações 29
Palavras 1.185
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fluffy, Magia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei dps de 84 anos.

Me desculpem a demora, é que eu estava me concentrando nas minhas outras duas fics, e acabei deixando essa de lado por um tempinho (tempão, né linda), e tb tem a escola agora, mas, me perdoem 🙂

Bem, chega de enrolação!

Boa leitura ❤

Capítulo 8 - Festa


Fanfic / Fanfiction Um Irmãozinho para o Zamasu - Capítulo 8 - Festa

POV Zamasu

Sabe o sinônimo de estar fudido? Então, é o quê eu estou agora!

Hoje é a festa de um aninho do Shin, e o senhor Gowasu fez questão de convidar todo mundo pra festa, inclusive as crianças!

Ah! E sabe o pior? Ele me encarregou de botar ordem nesses capetinhas! Já que ele tinha que resolver "assuntos importantes" com os anjos! Eu mereço!

- Por Zen' oh - Disse olhando a merda, todos aqueles catarrentos correndo de um lado pro outro - Aê gente! Vamos nos acalmar um pouco?

- Acalmar?! Eu quero é comer bolo! - Gritou Champa correndo até a mesa de doces.

- Você só pensa em comer, seu gordo! - Exclamou Bills.

- Claro! Senão acabo um palito de dente, igual a você! - Pronto, começaram a brigar.

- É hoje que esse universo explode - Bufei, olhei pro lado e vi Shin tentando brincar com Ea, o Kaiohshin do terceiro universo.

- Sai pra lá, babão! Você vai quebrar o meu tablet com essa baba toda!

- Bababa..

- Sai! 

- Deixa ele, Ea - Disse Anato, do primeiro universo - Olha, é tão fofinho!

- Então, pega ele pra você!

- Eu pego! - Disse ele pegando Shin no colo - Oi, bebê!

- Põe essa coisa no chão, Anato! - Exclamou Roh, do nono universo - Ele vai te molhar todo!

- Deixa de ser chato, Roh! 

- Deixa ele - Chegou Khai, do décimo primeiro universo, odeio aquele carinha - Um cara chato, tem que ficar com outro chato!

- Verdade, Khai.

- Ei! Não sou chato!

- É sim!

- Não sou!

- É sim!

- Não sou!

- Gente, vamos parar de brigar - Disse Iru, do oitavo universo.

- Calado, cabeça de cebola! - Gritou Khai.

- Não fala dele assim! - Ea revidou.

Pronto outra briga começou! Qual o problema dessas crianças, por quê não podem aquietar os cus de uma vez!

- Alguém me mata - Resmunguei, ia tentar acabar com aquela briga, até que ouvi mais alguém gritando.

- Para, Rumoosh! - Exclamou Bills.

- Vem parar! Quero ver me enfrentar! - Exclamou, Rumoosh gostava de implicar com Bills.

- Você vai ver! - Ele foi pra cima dele, puta merda!

- Bip, bip - "Disse" Mosco, o robô.

- O quê? - Perguntou Champa.

- Bip, bip.

- FALA DIREITO, FILHA DA PUTA!

- BIP, BOP - Saiu uma sirene dele, tirada da bunda provavelmente, e foi pra cima de Champa.

- Gente, por favor... - Já estava sem paciência, acho que vou explodir - CALEM A BOCA! - Eles pararam e me olharam - SENTEM AQUI AGORA, E NADA DE BRIGAS!

Eles todos vieram até mim e se sentaram, e ficaram me encarando, parecem uns zumbis!

- Então, o quê vocês querem fazer?

- Comer bolo! - Disse Champa.

- Brincar! - Disse Iru

- Ir pra um lugar com internet! - Disse Ea.

- Ir embora! - Disseram Roh e Khai.

- Destruir o Bills! - Disse Rumoosh.

- Destruir o Rumoosh! - Disse Bills.

- Bip, bop! - "Disse" Mosco.

- Caçar borboletas! - Disse Anato.

- Babababa! - Shin tentou dizer sua opinião.

- Tá bom, tá bom! - Exclamei - Que tal algo, pra fazermos juntos? 

- Tipo, o quê? - Pergunto Iru. 

- Já sei! - Exclamou Roh, com seu poder de criar, criou uma caixa de canetinhas, e distribuiu uma pra cada um.

- Roh - Me levantei, puta merda, fudeu! - O quê vai fazer com isso?

- Desenhar, na sua cara! - Ele pulou em cima de mim, os outros fizeram o mesmo, até Shin!

Caralho, esse é meu fim! O quê o senhor Gowasu tem na cabeça de me deixar com essas crianças, será que nunca passou pela cabeça dele que elas poderiam me matar?

- Parem já com isso! Eu que estou cuidando de vocês, me respeitem! - Não adiantou porra nenhuma, eles continuaram rabiscando minha cara.

- Parem agora!

Ouvi uma voz feminina. As crianças saíram de cima de mim e eu encarei a dona da voz.

Era uma anja, literalmente. Tinha o traje verde e o cabelo preso num rabo de cavalo, olhava sério para eles.

- Que coisa feia! Ficar rabiscando a cara dos outros desse jeito! - Ela me ajudou a levantar - Você está bem?

- Sim, você é...

- Vados.

- Zamasu.

- Bom - Ela encarou os capetas - Acho que vocês devem um pedido de desculpas ao Zamasu.

- Mas, Vados!

- Nada de mais, senhor Champa! Peçam desculpas agora!

- Desculpa - Eles disseram com as cabeças baixas.

- Desculpados - Bufei, desculpados o cão! Palhaçada! - Agora, vou lavar o meu rosto! 

Fui até o tanque me lavar, fiquei me perguntando por quê que aquela anja me ajudou, ela deveria estar com os outros anjos, e não me espionando!


°°°°

Voltei até o jardim e vi Vados com as crianças formando uma roda, não sei o quê eles queriam fazer.

- Zamasu! Senta aqui com a gente! - Ela me chamou e me sentei ao lado dela.

- Zamasu! - Shin apareceu me pedindo colo.

- Agora você quer colo, né? - Disse pegando ele - O quê estão fazendo?

- Uma rodinha de histórias! Estavamos te esperando!

- Me esperando?

- É! Conte uma história pra nós!

- Ah, não, eu não sei contar histórias...

- Ah, vamos! Conta! Conta!

- Conta! Conta! - Tudo mundo começou a falar, eu mereço!

- Tá bom, eu conto - Bufei - Era uma vez, um garoto que era desentendido por todo mundo, ele era tão triste, tão triste, que morreu, acabou - Olhei as crianças, estavam com cara de tédio - O quê?

- Que história mais chata! - Exclamou Champa, sendo seguido por vários "É!" dos  outros, eu sou um artista não compreendido mesmo - Vados, conta você!

- Tá bom, senhor Champa - Vados começou - Era uma vez, uma linda princesa que vivia num lindo castelo, até que um dia, ela foi sequestrada por um perigoso....

- Um perigoso?! - As crianças disseram.

- Continua, Zamasu! - Merda.

- Um perigoso... Ladrão! É um ladrão perigoso que sequestrou a princesa, e que iria levá-la até uma masmorra, para... sugar os poderes dela!

- Poderes?! - Exclamaram.

- Sim! Pois, quando nimguém estava olhando, ela era uma super-heroína mega forte! - Continuei contado aquela história, revezando com Vados, é claro. Até que foi, divertido.

- E acabou! - Ela disse.

- Outra! Outra!

- Crianças - Senhor Gowasu apareceu - Vamos cantar parabéns!

- Eba! - Elas saíram correndo.

- Parece que chegou a hora de assoprar as velinhas, maninho - Disse pra Shin que estava no meu colo.

- Vocês dois são tão fofos, juntos! - Exclamou Vados me puxando até a mesa da festa, ela me acha fofo?

Chegamos na mesa da festa e começamos a cantar parabéns, estava tudo bem, até alguém indesejado no momento aparecer.

- Então, vocês fizeram festa e nem me convidaram, né?

- ZEN' OH?!





Já era, é hoje que eu morro!


Notas Finais


Bjs ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...