1. Spirit Fanfics >
  2. Um louco apaixonado >
  3. Um louco apaixonado

História Um louco apaixonado - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu sei...tah meio ruim, mas foi a primeira, dá um desconto

Capítulo 1 - Um louco apaixonado


Fanfic / Fanfiction Um louco apaixonado - Capítulo 1 - Um louco apaixonado

     Olá, sou o Erick e vim aqui lhes contar a minha péssima história de amor

Tudo começou no Facebook, estava no tédio sem ter nd pra fazer, então decidi vasculhar um pouco, me deparei com o perfil de uma garota linda e meiga, então decidi enviar uma mensagem à ela

(As letras são referentes aos personagens)

E - Olá

A - Oi, eu te conheço de algum lugar?

E - Ñ, mas pode conhecer

A - É acho q ss

E - Quantos anos a senhorita tem?

A - Eu tenho 17, e vc?

E - 💭Nossa, não parei pra pensar q pudesse ser tão nova

E - Ow, eu tenho 20

A - Nossa, vc é um pouco mais velho doq eu pensava

*depois de muito papo*

E - Ei, vc mora perto de mim e tal....o que acha de a gente marcar de sair?

A - Ñ sei se devo. Tenhk medo de vc ser um louco pervertido kkkk

E - 💭verdade, mas eu realmente quero te conhecer melhor

E - Ah, você pode ter certeza de que eu ñ farei nada q ñ seja de seu agrado

Então depois de eu ter conseguido convencê-la para sair...... ( isso levou muitooooo tempo) ;-;

E - Então pode ser na segunda as 21:40?

A - Ainda estou com um pouco de receio, mas tudo bem

E - O lugar vai ser público, então ñ tem o que temer. Será em uma cafeteria ai perto

A - Certo, estou um pouco mais aliviada ksksks

~quebra de tempo~

E - 💭Confesso q eu estou um pouco nervoso

E - Estou em frente a cafeteria

A - Ow, desculpe eu me atrasei um pouco aqui na escola, chegarei ai em uns dez min

E - Sem problemas, com tanto q vc ñ me dê um bolo ksks

A - 💭Estou tremendo de nervosismo, ñ sei nem o pq, ele ñ é o primeiro cara q eu saio as cegas, bom..... agr ñ posso voltar atrás

A - Mil desculpas por ñ ter chegado no horário marcado

E - Bom pelo menos está aqui agr, neh? Vamos entrar?

A - Há, claro

~dentro da cafeteria~

E - Vc fica bem mai bonita pessoalmente, ñ q vc seja feia pelas fts, muito pelo contrário.....

A - Vc tbm é mais atraente pessoalmente

E - Ah, obrigado (me sinto culpado por ser muito mais velho que ela)

*depois de muitas risadas e fatos......*

E - Então, já está tarde, oq planeja?

A - An, eu até iria pra casa se eu não fosse ficar sozinha......

E - (interrompe) Oww, já q ira ficar sozinha pode ir pra minha casa, não?

A - (assustada) Gostei bastante de você, então acho q td certo ir

~chegando lá~

(Death- então kkkkk a história era em caps então essa parte ficou um pouco confusa, mas daqui pra frente é a real história.)

Então eu vim aqui contar a minha verdadeira história com a Alessandra.

Bom, eu como sempre tive muito dinheiro, gostava de ajudar pessoas necessitadas. Em uma dessas ajudas encontrei um cara que estava implorando por ajuda, falava que não tinha mais dinheiro pra sustentar a casa e sua filha, então resolvi ajuda-lo (o nome dele é Welligton)

(ele estava chorando na calçada da rua)

E - Olá, precisa de alguma ajuda senhor?

W - Não, eu estou bem..... quer dizer, com o que me ajudaria? não tem como você resolver minha situação

E - Se o senhor me falar o que você precisa talvez eu possa te ajudar

W - Tá bom, é minha filha..... eu não estou conseguindo manter ela, ela já está passando fome por minha causa, eu perdi meu emprego por ir trabalhar bêbado e acabei batendo em um funcionário, pelo simples fato de ter esbarrado em mim.....

E - Posso conhecer ela?

W - Pode sim, ela está ali atrás

~pensando~

MEU DEUS, ELA PARECE UM ANJOOOOO

Fiquei totalmente apaixonado, eu simplesmente estava no céu, só de estar ao seu lado.

*quebra de tempo uns dois a três meses*

O pai dela não gostava do fato de eu estar perto dela, então ela nunca me via, mas eu sempre a via a longa distância

Então chegou um dia em que o pai dela se irritou e não me queria por perto de forma nenhuma, já q ele estava sobre os meus custos eu decidi chantagea-lo.

Sei que não fiz o certo mas hoje eu me arrependo pelo que aconteceu (vocês saberão daqui a pouco)

W - Desculpa, mas não está dando, você está mais obcecado que o normal e eu não quero que você machuque minha filha, eu estou com um sincero medo de você cara

E - O que você disse? Eu nunca vou sair de perto da sua filha! você se esqueceu que só está vivo por minha causa? Ah eu devo lhe lembrar? FOI EU QUEM TE TIREI DA SUA PIOR SITUAÇÃO, quando estava prestes a perder tudo que tinha, FOI EU QUEM TE AJUDOU! E VOCÊ ME TRATA ASSIM AGORA?????

W - Calma, eu sei que foi você quem me tirou da pior, mas não justifica o jeito que andam as coisas com minha filha...... você está virando um completo psicopata.....

E - Se você ñ baixar sua guarda sua vida estará acabada, entendeu? Me tire do sério mais uma vez e verá o que ñ deseja

W - Por que? Planeja me matar se eu ñ seguir suas ordens, Erick?

E - Se vc continuar assim...sim, eu planejo

*Wellington completamente assustado começa andar para trás e acaba tropeçando*

* Erick agarra em seu pescoço*

W - Me larga seu bastardo

E - Me entendeu bem neh, mais uma gracinha... e eu te mato

~Falou com uma cara totalmente neutra~

W - Você ñ seria capaz disso... Sabendo que a Alessandra sempre vai te odiar se ela souber, você ñ teria a cor-

* Wellington leva um soco no rosto*

E - CALA ESSA BOCA SEU BASTARDO, Ñ COLOQUE A ALESSANDRA NO MEIO DOS SEUS PROBLEMAS

* No mesmo dia, horas depois*

E - É.... eu vim aqui me desculpar com você, Wellington

W - Desculpas? haha, q ridículo da sua parte, depois d tantas ameaças, você vem me pedir desculpas somente agora?

E - Hahahaha, você vindo me dar sermão? isso vindo d um cara q vendeu a própria filha pra mim é uma surpresa... Aliás, se não quiser aceitar não fará diferença pra mim

W - Vá pro inferno com esse seu perdão

* Quebra d tempo*

Então, como falei pra vocês eu fiz coisas muito erradas q agora eu me arrependo profundamente, mass tudo isso foi pq eu amava a Alessandra... mas hoje ela ñ está mais ao meu lado pra mim dizer isso pra ela, e ela ñ esta mais aqui por minha causa
Hoje, eu só desejo q eu morra da pior forma possível. Eu e o pai de Alessandra nos desentendemos mais algumas vezes. Nesses desentendimentos, Erick descobriu sobre aquele encontro às cegas e me proibiu de ver Alessandra

Ai que vem o caso q tanto me arrependo até hoje

Como falei antes, que não me afastaria de Alessandra e que faria algo se ele me tirasse mais uma vez do sério, pse.... eu fiz, a pior coisa que já havia feito antes....

*conversa antes do incidente*

E - HAHAAHAHHAA, você me enoja, sabe, você me tirou do sério mais uma vez! lembra do que eu disse, que tomaria providencia sobre isso?

W - Calma, você esta muito alterado, Erick, se a Alessandra ficar sabendo disso ela nunca te perdoaria

E - Pouco me importa o que ela pensara daqui pra frente, a Alessandra será minha não importa o que aconteça, me resolvo com ela depois

W - Erick, por favor ñ faça nad-

Eu o agarrei pelo pescoço com tanta raiva que não demorou muito para ele ficar sem ar e desmaiar, o sentimento dentro de mim naquela hora era inexplicável, um sentimento tão bom q eu não queria parar, depois d um tempo desmaiado eu o joguei no chão e começei a espancá-lo com tanta vontade que seu rosto ficou irreconhecível
O pior de tudo foi que , Alessandra, a a garota q eu tanto amava, o motivo por ter feito isso estava em minha frente, vendo tudo, vendo o assassinato do próprio pai, mas como eu disse, o sentimento ñ tinha mudado, então continua espancando Wellington, sim, na frente dela, ela me olhava com uma cara de assustada, e eu gostava tanto dessa expressão q não pude parar, depois de alguns minutos q eu entendi oq eu estava fazendo, eu parei e olhei para Alessandra q se encontrava desmaiada, eu chorei tanto por ter feito isso na frente dela, mas não me arrependo de ter matado aquele filho da puta

Antes mesmo de Alessandra acordar eu tinha amarrado ela com cordas, e me certifiquei que ela não conseguiria escapar sozinha. Alessandra acordou assustada e chorando me perguntando o que havia acontecido, se era verdade o que tinha visto diante dos olhos dela, se era real que eu havia matado seu pai, sem hesitar há respondi:

E - Sim, eu matei seu pai, me desculpa, eu juro que eu não queria fazer isso, quando percebi o que havia feito eu chorei e me arrependi, eu... por favor que me perdoe, eu te amo, por isso fiz o que fiz

~ Falei isso em meio um choro desesperador, estava desesperado pelo fato de que ela poderia me deixar, e me esquecer depois daquilo, mas eu estava realmente arrependido, não pelo fato de ter matado Wellington, mas sim pelo fato de ter feito na frente dela~

A - Hahahaha, sério? hahaha está me dizendo que não queria realmente ter matado meu pai? REALMENTE ESTÁ ME DIZENDO QUE ESTÁ ARREPENDIDO? Você viu que eu estava lá, não parou de bater nele pq? Eu sei que ele ñ era o melhor pai do mundo mas...

E - Alessan-

A - CALA BOCA, EU NÃO QUERO ESCUTAR SUA VOZ, E ME TIRA DAQUI! ME DESAMARRE, E SAIBA QUE VOCÊ TERÁ O MEU ÓDIO ATÉ O FIM DA SUA VIDA, EU TE ODEIOOO

E - Me desculpe....

depois disso ter acontecido, de eu saber que Alessandra me odiava eu a tranquei em um quarto escuro... não podia pensar em perder Alessandra

Já se passaram 2 meses desde a morte de Wellington, com isso e o sumiço de alessandra a notícia se espalhou, e quando eu menos esperava.....eu conheci o demônio em pessoa.
Entre meios os chefões do tráfico estava o irmão de alessandra, nada presente, porém ainda se importava com a sua família. A notícia do desaparecimento de alessandra chegou até os ouvidos de Paçoca (irmão dela) e para o meu azar ele era o dono da região onde meu esconderijo se encontrava.
Mandaram um bando há procura de Alessandra, e eu sabia que não teria muito tempo, mas decidi ficar ali mesmo, não adiantava mais tentar fugir, o bairro estava cercado por traficantes armados atrás de qualquer sinal de vida de Alessandra, então decidi me despedir....com uma carta, a última lembrança que Alessandra teria de mim

Carta~~

"Hahah sei que estou sendo um babaca por tentar te fazer me perdoar, mas eu ainda quero tentar. Quando vc ainda não me conhecia eu já te observava das sombras, não de uma forma doentia como agora. Quando percebi que podia te perder eu enlouqueci, fiz ameaças, até mesmo um assasinato, ter a cena de vc indo embora é insuportável pra mim, eu te amo tanto que não me imagino sem vc. Como um último pedido, quero que me perdoe de coração, não tem problema e não perdoar, eu entendo que oq fiz é praticamente impossível de se perdoar, mas obg por ter existido em minha vida."

Depois de tudo isso a carta foi entregue...meu coração estava apertado,com medo,rancor,tristeza e tudo que tem direito.....depois disso eu apenas peguei os remédios mais fortes que tomava regurlarmente e tomei todos de uma vez, sem pensar no que poderia acontecer dps.

20 minutos depois os traficantes da região encontrarão o esconderijo com alessandra e Erick, Alessandra desmaiada e Erick em estado de óbito.

Tudo se resolveu, Alessandra se casou, tem dois filhos, uma casa própria e é muito feliz hoje em dia....E erick? Ele observa a felicidade da amada....

Fim kk



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...