História Um Lugar Desconhecido - Capítulo 2


Escrita por: e RosaCriativaa

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Romance
Visualizações 9
Palavras 1.939
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sejam bem vindos ao Primeiro capítulo da nossa história chamada,Um Lugar Desconhecido,esperamos muito que vocês gostem,e esperamos também que vocês fiquem ansiosos para ler o próximo capítulo como a gente está para fazê-lo
BOA LEITUTA...♡☆

Capítulo 2 - Descobrindo


Começo a abrir meus olhos lentamente,pois a luz do sol estava batendo forte no meu rosto.Coloco minha mão em frente ao meu rosto,e começo  a enxergar melhor.Finalmente começo a olhar onde eu estava,e vejo árvores e mais árvores.

Quando percebo que estou em uma floresta,tento me levantar mas sinto uma dor forte em meu corpo,percebo que estava no chão e que pelo jeito eu tinha dormido ali mesmo.Olho para o lado e vejo minhas irmãs,por um momento fico aliviada,pois não estava sozinha.

-Helena..Acorda..

 

Hellena Andrade        17 anos

Confiante,corajosa,curiosa,sincera,animada,teimosa,louca,amigável,esperta,Alegre,gentil(as vezes)

•Não confia nas pessoas facilmente

•Quando mexem com suas irmãs ela vira outra pessoa.

Longos cabelo castanho escuro que vão até o fim das costas .Parda,olhos castanhos escuro,corpo violão,magra,lábios um pouco rosados,e tem sardas.Nem muito alta,nem muito baixa.

 

                  Pov's Hellena

 

Acordo,ouvindo o som da voz de Bekah me chamando..

 

Rebekah Andrade      17 anos

Confiante,animada,tímida,corajosa,inteligente,curiosa,louca,ciumenta,vaidosa,sincera.

•Adora fazer novas amizades

•Quando estressada melhor sair de perto

Longos cabelos negros que vão até o fim das costas,olhos castanhos,baixa,magra,morena

 

Sinto com minhas mãos que estou no deitada na grama,tento abrir os olhos mas a luz forte do sol bate em meu rosto.Viro o meu rosto e vejo árvores,e logo vejo Bekah no chão me chamando.

Fico nervosa pois não estava me lembrando como havíamos chegado lá,e eu nem sabia onde estávamos,olho para o outro lado e vejo Penélope 

 

Penélope Andrade     15 anos

Alegre,tímida,aventureira,louca,gentil,amigável,generosa,esperta,confiante,animada.

•Vê o lado bom das pessoas

•É doce até com quem já a machucou

Cabelo castanho curto,olhos azuis,branca,magra um pouco alta.

 

  Começo a chama-la,mas vejo que ela continua dormindo(ela sempre foi de dormir igual uma pedra,e sempre que tínhamos que acorda-la era chaqualhando ela, então nem me preocupei)

Tentei me levantar mas sinto uma dor no meu corpo,percebi que havia dormido um bom tempo no chão mas mesmo assim me levantei,olhei para a Bekah e ajudei ela a levantar

- Como nós viemos parar aqui?-Eu perguntei olhando para Bekah

- Não  faço a menor idéia.Não sei nem onde estamos.

Vou acordar Penélope,e me ajoelho do lado dela,começo a chamar o nome dela,e a chaqualha-la lentamente

- Penélope,acorda...

 

             Pov's Penélope 

 

Acordo com a voz de Hellena me chamando,  abro os meus olhos com um pouco de dificuldade,por causa da luz do sol ,vejo um monte de árvores me levanto rapidamente e começo a gritar assustada.

- Se acalma- Hellena fala gritando,logo olho para ela,e começo a respirar fundo,viro e olho para Bekah,me acalmo pois vejo que elas estão bem,e que não estou sozinha.

-Vocês estão aqui..Graças a Deus..Pensei que estava sozinha...- Falei

-Nós nunca vamos te deixar,você sabe.Mesmo se a gente acordar em um lugar estranho que não sabemos onde é e nem sabemos como viemos parar nele,vamos sempre estar juntas.-Bekah fala

Eu sorrio e logo me sento na grama respirando fundo,logo as meninas se sentam,uma na minha frente e outra do meu lado,fazendo uma rodinha.

- Oque vamos fazer?- Eu pergunto

-Eu não sei- Bekah fala

- Como viemos parar aqui?- Eu pergunto novamente

- Eu não sei- Hellena fala

Respiro fundo e olho ao meu redor.

-O que nós vamos fazer?....- Elas me olham 

-Ta tá vocês  não sabem..

 

                    Pov's  Rebekah

Ficamos conversando,por um longo tempo sentadas na grama,pensando em como iríamos sair daquele lugar.Eu e Hellena aparentávamos estar bem tranquilas para Penélope não se preocupar nem ter outro surto,mas no fundo nós  realmente não sabíamos oque fazer.

A tarde passou rápido,e quando vimos já estava anoitecendo e começando a ficar frio,então juntamos alguns galhos e ficamos tentando fazer uma fogueira por um longo tempo até que finalmente conseguimos acende-la,logo fizemos uma cama com os nossos casacos para Penélope,e logo vimos que ela adormeceu,ficamos sentadas ao lado da fogueira nos aquecendo e Hellena sussurra tremendo de frio.

- Como vamos ir embora desse lugar? Sem nem sabermos onde estamos,não temos Nada,não temos comida,nem água,nem agasalhos,só temos...

-Nós..- A olho e faço um sorriso fraco,pois estava tremendo de frio também..

A cada segundo esfriava mais,como nossos agasalhos estavam com Penélope,nós estávamos apenas com uma,eu com uma regata azul bebê e Hellena com uma regata vermelha cor vinho,sorte que estávamos de calças,Eu com uma calça preta e Hellena com uma calça preta também só que para o seu azar a calça era rasgada nos joelhos,Os nossos cabelos estavam soltos oque ajudava a esquentar nossa nuca e usávamos botas eu uma de cano longo e Hellena uma de cano curto.

Logo nós deitamos e vi que Hellena adormeceu,fiquei pensando no que iríamos fazer mas logo apaguei.

 

                      Pov's Hellena

Acordo sentindo uma dor no corpo,e lembro-me que estamos em uma floresta e que na noite passada dormimos no chão,passo minhas mãos em meu rosto e logo olho para o lado para chamar Rebekah,mas quando olho ela não está lá,olho para o outro lado e tinha apenas Penélope ali,me levanto rapidamente,e começo a olhar para todos os cantos,Rebekah simplesmente havia desaparecido.

- Penélope,acorda -Falo Alto,vejo ela resmungando e se virando,então vou até ela e começo a chaqualhar ela.

- Acorda,a Rebekah sumiu.- Falo e ela se levanta rapidamente

- Como assim a "Rebekah sumiu"?

- Ela sumiu,não está aqui,nós temos que ir procurar ela agora,está me ouvindo,agora.- 

Nós nos separamos e fomos procura-la pela floresta,gritavamos o seu nome,mas nada dela.Comecei a ficar preocupada,mas continuei procurando,começou a anoitecer e ia ficando mais frio,os nossos casacos estavam com Penélope então eu estava apenas de regata.

Quando eu vi já estava anoitecendo,e para minha sorte começou a chuviscos

- Não,não,não..você  só pode estar brincando comigo meu Deus,já não basta a gente quase congelar de noite,tem que ter uma chuvinha para ajudar a gente a morrer né- Falei andando.

Continuava caminhando,e gritando o nome de Rebekah,mas a cada segundo a chuva e o frio pioravam.Estava tremendo,e minhas forças estavam acabando,caminhava quase caindo,as vezes eu perdia o equilíbrio e me apoiava em uma árvore.

- E-e-esta F-f-frio d-demais...- Falei 

- R-rebekah - Eu já não tinha mais força para gritar,minhas palavras saíam como um sussurro,estava quase desmaiando,mas não cedia,tinha que me manter acordada.

Continuava andando,e junto com meus passos meu pensamento era "Como esta Penélope " e "Onde está Rebekah",me perco em minha mente mas quando ouço barulho de cavalos eu saio dos meus pensamentos.Olho para frente e vejo quatro cavalheiros,afinal ainda não estava totalmente de noite ,me espanto pois em pleno século 21,tem pessoas usando armaduras com espadas e andando a cavalo.Claro andar a cavalo é normal,mas agora usar essas roupas,ter armas e mais outras coisas,isso é loucura.

Vejo um homem descer de seu cavalo devagar,ele tinha cabelo castanho escuro,pelo que consigo ver,olhos verdes,ele também é alto pardo e forte,ele começa a se aproximar de mim aos poucos,dou dois passos para trás devagar,pois estava fraca para correr,confesso que estava com medo,eu estava sozinha com homens que aparentam ser loucos,e não tinha forças para correr então eu estava totalmente ferrada.

- Você precisa de ajuda?- O "cavalheiros perguntou

Fico olhando ele,e não respondo nada

- Por que está com essas roupas? Está chovendo e você parece estar congelando..Venha nós  vamos te-

Quanto mais ele falava mais ele se aproximava até que eu dei dois passos para trás e ele parou de andar e de falar.

-olha eu posso te ajudar,você pode confiar em mim,eu juro que não farei nenhum mal a você,eu apenas preciso que você  me deixe ajudá-la..-

Fico olhando para ele,uma lágrima solitária cai pelo meu rosto,e quando eu vou caminhar para frente eu perco a força e quando eu vou cair o cavalheiro me segura e me pega no colo estilo noiva.

- Eu vou cuidar de você-

Eu Não havia desmaiado,mas estava quase,quando ele estava quase me levando para seu cavalo eu apertei um pouco seu braço e ele me olhou

-M-me...Me solta..E-eu n-não posso ir e-embora....-

Falei pausadamente,ele me deitou delicadamente no chão e eu comecei a falar

-M-minhas...minhas irmã...E-elas p-precisam de ajuda..-

Uma lágrima cai,mas como eu estava deitada ela escorre no canto do meu olho e desce devagar..O cavalheiro fica me olhando e fala

-Nos vamos ajuda-las,me diga o nome delas..-

-P-Penélope e R-Rebekah...E-Elas se...se P-perderam...na..na F-Floresta...-

ele sorri e manda seus companheiros se separarem,vejo eles saindo,mas logo começo a perder a visão  pois acho que estou desmaiando..

-Qual é o seu nome?-

Eu abro a boca para responder mas logo a fecho junto com os meus olhos...

 

                    Pov's Penélope 

Depois que me separei de Hellena,fiquei caminhando por horas e horas gritando o nome de Rebekah,mas nada,comecei a ficar bem preocupada pois estava sozinha e já estava anoitecendo,sorte que eu não sinto tanto frio,pois eu estou bem agasalhada,graças às minhas irmãs.

Estava caminhando quando de repente começa a chover,começo a correr e a correr,quando graças a deus vejo uma casa,achei ela bem rústica,mas corri para ela e bati na porta desesperadamente.

Vejo um homem abrir e quando o vejo falo

-Será que você  poderia me deixar entrar? Sabe..é por causa da...

aponto para o céu 

- Ah claro,pode entrar..

Ele diz e eu agradeço com a cabeça,logo entro e por educação fico em pé...Olho para o homem de novo e agora vejo claramente a aparência dele,ele tem cabelo loiro escuro,ele é branco,tem olhos azuis e é alto.

-Obrigada por me deixar ficar aqui,bom..até a chuva acabar é claro..

Eu sorrio meio sem jeito pois estava com... tenho que dizer "medo",pois estava sozinha com um rapaz que eu nem conheço. 

-esta tudo bem,não poderia deixar uma moça na chuva né? E,me diga uma coisa,por que você estava essa hora na floresta sozinha?..-

-Então..É uma longa história..

- Nós temos bastante tempo..acredite.

Ele riu e eu também 

- Ah,esqueci de me apresentar..Me chamo Daniel..Daniel Silva..-

Daniel Silva     16 anos

Amigável,louco,gentil,Alegre,aventureiro,corajoso,esperto.

Cabelo loiro escuro,olhos azuis,branco,e alto.

- Muito prazer Daniel,eu me chamo Penélope..Penélope Andrade.. Enfim..

Conto tudo oque aconteceu desde que chegamos para Daniel,nós ficamos conversando e ele ia ficando surpreso e confuso cada vez mais,e ele fez até  uma janta pra nós depois.

Eu estava faminta por isso comi um monte,logo ele fez uma cama extremamente confortável para mim no chão,mas a única coisa que eu pensava era se minhas irmãs estavam bem..

 

                     Pov's Rebekah

Acordo meio dolorida,abro meus olhos e vejo que eu não estou no chão...Mas sim em uma árvore. 

-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Paro de gritar respiro um pouco.Mas não adianta

- EU ESTOU EM UMA ÁRVORE! EM UMA ÁRVORE! AAAAAAAAAAAAAAAA

Respiro mais uma vez e paro de olhar para o chão,se antes eu não tinha medo de altura ,agora eu tenho.Respiro fundo e paro e vejo oque está acontecendo.Okay estou em uma árvore,Okay está de noite,Okay está chovendo,Okay está frio demais,Okay hoje é o dia da minha morte.

NÃO,eu NÃO posso morrer aqui! Vou tentar sair dessa árvore,sozinha..

Me levanto com muito cuidado,e vlquase desmaio por conta da altura.Okay,é só descer,me viro e coloco um pé em um galho,me apoio em outro galho e assim vou indo devagar,mas de repente um galho quebra e eu me desequilibro e acabo caindo 

Quando eu achei que eu ia morrer,eu abro os olhos e vejo um homem me segurando estilo noiva.Ele tinha cabelo castanho claro,olhos castanhos,alto,branco,e forte.Olho nos olhos deles e sorrio.

- Oi - Eu falo sorrindo

- Oi - Ele fala sorrindo também 

-Suponho que você seja a Rebekah ou a Penélope..-

Ele fala ainda me segurando,e ainda sorrindo.Levanto minha sobrancelha e digo

- Rebekah..Sou Rebekah..Mas me diga,como você sabe meu nome e o nome da minha irmã?-

- Sua irmã,falou que vocês  precisavam de ajuda recebemos ordem para procurarmos vocês e aqui estou,agora eu preciso levar você aos aposentos de sua irmã,pois acho que a senhorita irá gostar de ve-la.não é mesmo? - 

- Sim.Por favor,ah e se puder me colocar no chão eu vou ficar agradecida..

sorrio,e ele sorri me colocando no chão....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Esperamos muitos que vocês tenham gostado,fizemos com muito carinho,e pretendemos fazer o próximo capítulo hoje ou amanhã..
Bjss,até o próximo capítulo..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...