História Um mero contexto que você entendeu errado. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Visualizações 4
Palavras 647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi

Capítulo 1 - Leãozinho.



Inusitado, você.


Cheio de espamos aleatórios, avulso.


Na real eu sempre gostei disso em você. Enquanto ainda está aqui, sim.


*É que meu leãozinho está próximo de partir..*


[...]


*Ainda me lembro de tudo, tudo mesmo.*


Até de quando a sua paixonite por mim não era mais um segredo...

A escola todoa ficou sabendo, lembra? Você morria de vergonha!


*Então você me descobriu, eu também tinha essa vergonha!*

*Ah... Depois de anos reprimido, o'que eu mais temia expanar foi revelado em menos de minutos.*


Mas não era só por este “acaso" que eu iria me encantar por você! Não...


E nem pelo seus olhinhos brilhantes, eles parecem duas bolinhas de gude! Sabia?!- Quero dizer, não...


Talvez fosse pelo seu sorriso quadrado, uma das maravilhas deste mundo não inclusas na lista. As sua presinhas sempre aparecem..- *Não!*


~


_*“-Leãozinho!"*_


Eis o apelido que você recebeu da minha pessoa por causa de sua pequenas presas ( você não curtia pentear o cabelo também), te chamava assim quando queria algo, ou precisava de algum favor “absurdo".


Sabe, você fazia qualquer coisa 'pra levantar o meu ânimo, que naquele tempo não tinha a menor existência. Você me levantou contra a minha própria vontade.


_*“-Não! Eu não vou te matar... Eu gosto de você."*_


Foi o'que eu te disse quando tinha inventado todo aquele drama por eu não ter te dado chocolate. Cara, você iria mesmo se jogar da ponte do riozinho?!


Você queria que eu te empurrasse, pois eu era o “causador de sua dor".

E quando eu ameaçei o fazer, grudou na minha camisa que nem um coala.


_*“-Você... Você gosta de mim?!"*_

_*“-Ah, gosto sim."*_

_você me encarou por uns 5 segundos._

_*“-'Pera.. O'que? Nãao... Não é por aí cara..."*_


*E foi aí, que tudo começou.*


É que eu não gostava de você, mas esqueci que estava lidando com um idem de uma criança.


Okay, compartilhavamos o mesmo gosto, mas não significa que... Né?!


*Ah, só que você insistiu muito.*


Por mais que eu falasse você não me ouvia!

Legal, agora teria que me acostumar com o maluco da pontezinha me cantando.


*Mas, e se eu tentasse ao menos me aproximar?*

*Assim o fiz. Eu te entendia agora...*


Você só não queria ficar sozinho, então me queria sempre por perto. “A única pessoa que te ouvia e entendia", e eu não fazia a mínima noção disso. 


*Você realmente gostava de mim.*


_*“-Quando vai admitir que me ama? Hein biscoitinho?! Eu se que você gosta da minha companhia!"*_


Me enfezava sempre que podia, além de me chamar pelo único apelido que eu nunca gostei! Mas parece que saindo da sua boca, me faria mudar isso mais tarde.


*_[...]_*


Depois de meses eu acabei me apaixonando pelo cara das presinhas bonitinhas... Sinceramente, já era de se esperar.


*Mesmo com todos os problemas que o rondavam, jamais deixaria de sorrir. Pelo menos desde que te conheci foi assim.*


Você passou a ser o *meu* leãozinho, ainda ficava todo bobo quando lhe chamava assim.


E tudo isso por causa de contexto que você entendeu errado...




*E porque decidiu me deixar justo hoje?*


Eu havia preparado tudo. Aqueles ursinhos de pelúcia que tanto gostava, flores com cheiro de chocolate branco... Eu procurei até ao inferno por isso! Mas você amava...


Acontece que eu te esperava num parque que ficava em frente ao prédio em que morava, então teria que atravessar a rua. 


*Aquela bendita rua.*






E lá estava você! Acenando 'pra mim, sorridente que nem uma criança. Havia pintado as madeixas do cabelo de verde.



*Você iria finalmente correr até mim, 'pra mim.*





*E “bam!".*





*Aquele carro entendeu tudo errado.*



Mas eu não tiraria nenhuma virtude disso.

Afinal, ele acabara de tirar a minha maior.




*Eu não sei se você pretende voltar.*


Na verdade, eu prefiro que isso tenho sido um erro. Que eu também tenha entendido errado.


*Tudo não se passa de um horrível pesadelo... É eu estou sonhando!*

Amanhã você terá acordado, e me esperará em frente ao portão da escola com um pacote de biscoitos de morango. Ah, odeio morango..


*É isso, está tudo bem! Não está?!*


Você.. Você não pode ousar ir assim...


*Justo agora, que eu entendi o'que era realmente o certo...*


       _*JK for TH.*_


Notas Finais


Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...