1. Spirit Fanfics >
  2. Um Mundo Incrível! (Interativa) >
  3. A Verdadeira Face

História Um Mundo Incrível! (Interativa) - Capítulo 68


Escrita por: e ablonblaker


Notas do Autor


Acho que a partir daqui, muita gente pega ranço do Nicolas KKKKKKKKK

Capítulo 68 - A Verdadeira Face


Fanfic / Fanfiction Um Mundo Incrível! (Interativa) - Capítulo 68 - A Verdadeira Face

O dia seguinte começou, e todos da Raid se ocupavam com algo. Elisabeth, sempre prevenida, e com a ajuda de Zarow, preparava almoço e janta. João estava em seu laboratório como sempre. Nicolas em seu quarto, sentado em sua cama. E Raymond testava seu novo poder que lhe concedia uma alta regeneração, além de tentar se acostumar com sua cauda extra.

Raymond: Sério Lukida? Você poderia me ajudar ao invés de ficar aí brincando… -Ele disse, vendo Lukida brincando com Salamandra.

Em certo momento da brincadeira, Salamandra pula em cima de Lukida e os dois acabam numa posição extremamente similar à posição que diversos animais fazem para acasalar.

Raymond: Ok, se for para copular eu deixo hahaha! -Ele começa a rir e Lukida cobre seus olhos com vergonha, enquanto Salamandra faz a mesma face de "É sério?" que Nicolas sempre faz- Ai… Ai… muito bom… Salamandra, vai lá ver como o Nicolas está por favor? Ele não saiu do quarto o dia todo.

E então, o espírito acena com a cabeça e voa para o quarto de Nicolas.

Ao chegar, o espírito vê que o jovem Scum segurava em sua mão, duas pulseiras, uma contendo o símbolo Yin e a outra o símbolo Yang. Nicolas havia feito esses acessórios a mão, e pretendia dar ao João no aniversário de 19 anos do mesmo, mas, esse dia já havia se passado e mesmo que não tivesse, Nicolas considerava que a única coisa que João merecia de si, era um corte certeiro em seu pescoço.

Nicolas: Mas tem alguém que merece isso daqui. -Ele diz e logo vê Salamandra ali, e o mesmo faz carinho no seu familiar- Heyo Salley, se importa de me dar uma carona?

Salley: Nop, vamos lá!

Dito isso, Nicolas saiu de seu quarto e em seguida do dormitório, e logo saiu voando, com a ajuda de Salamandra.

Salley: Onde vamos Ni?

Nicolas: Para a Floresta, vamos ver o Jack.

Salley: Certo.

E então, o espírito voa rapidamente até a Floresta da Natureza, pousando no meio de arbustos, em seguida entrando novamente em Nicolas.

Com isso, Nicolas movimenta sua mão e uma magia demoníaca é desfeita, revelando uma escadaria.

Nicolas: Esconder isso aqui foi genialidade pura. -Ele diz e desce as escadas.

Lá em baixo, havia um enorme lago, com uma ponte de pedra que levava a uma pequena ilha, por assim dizer, e lá, havia uma estátua de planta, em homenagem a Jack Mavis.

Na frente da estátua, havia um caixão, mas este não era como os comuns. Este caixão, tinha a parte superior de vidro, e era repleto de magia de gelo, sendo assim, o corpo era conservado e era possível vê-lo.

A frente deste caixão, tinha uma mesa, nesta tinha algumas flores em vasos, e no meio, a Chave Menor de Salomão.

Nicolas: Heyo Jack... Faz bastante tempo que eu não venho aqui te ver né...? Até seu aniversário eu deixei passar e não vim aqui, peço perdão por isso... Mas, antes tarde do que nunca não é... Eu te trouxe algo... -Ele diz e pega em seu bolso, as pulseiras que fez, as pondo em cima da Chave Menor- Feliz 20 anos migo... Novamente, perdão por tudo... Espero que um dia, em alguma circunstância, possamos nos ver novamente...

Com isso, Nicolas se vira e sai da tumba, a fechando e camuflando novamente, mas não havia percebido que alguém entrou com ele na tumba.

João: O feitiço se volta contra o feiticeiro. -Ele diz removendo um item mágico de invisibilidade de sua camiseta- E pensar que o item mágico que o Nicolas criou, ia me ajudar a enganar ele...

Com isso, João anda até a mesa e ali vê o que ele queria, a Chave Menor de Salomão.

João pega o grimório vendo as duas pulseiras de Yin Yang em cima dele.

Após um tempo observando as pulseiras, o mesmo suspira.

João: Eu não posso fazer isso...

João coloca o grimório junto com as pulseiras onde estavam e símbolos mágicos aparecem em volta.

João: Link Total: Prisão Eterna.

Os símbolos travam o grimório no lugar e uma magia eterna é ativa, assim ninguém poderá mexer nele novamente.

Em seguida, João recebe uma chamada de Phausto em seu relógio e com sua espada negra, abre um portal para a diretoria.

Enquanto isso no dormitório, para afastar o tédio, todos faziam um treino, no qual Zarow, Elisabeth e Raymond tentavam atacar Nicolas, mas era impossível, pois o demônio havia se tornado insanamente rápido, e com sua katana em mãos, era impossível atacar ele.

Mas infelizmente, esse treino não durou muito, pois João chegou ali.

João: Temos uma missão, bora.

Eli, Ray e Zarow: Entendido!

Nicolas: Acabou minha paz...

Logo, todos saem e os demais esquadrões estavam ali.

Trinity: Bora?

João: Sim.

E então os esquadrões levantaram vôo, a Raid foi em cima da Salamandra, a Ordem em cima de uma enorme espada de lâmina larga, o Alvorecer num triângulo de energia e os Anjos numa plataforma de água.

Com isso todos começam a voar.

Nicolas: O estrume, qual é a missão?

João: Respeito é bom e todo mundo gosta.

Nicolas: Quando você merecer respeito eu dou, agora abre o bico.

João: "Dai-me paciência..." -Ele pensa nervoso- Exploração de reinos, especificamente quatro, conhecidos como Heart, Clover, Diamond e Spade.

Nicolas: O Phausto deu mais alguma informação?

João: Não, mas o Kitto ali em baixo disse que tem um livro com a história desses reinos, ele só precisa--

Kitto: ACHEI!

João:...achar...

Kitto: -Começa a ler- Os 4 Reinos de Naipe, representados pelos símbolos de copas, paus, ouros e espadas, eram reinos cheios de humanos e cada reino tinha sua peculiaridade. Clover, tinha itens mágicos incríveis e magias únicas. Heart tinha uma mana natural imensa. Diamond, fazia experimentos mágicos e Spade, fazia uso de pactos demoníacos. Um dia, uma guerra eclodiu entre os quatro reinos, e dizem as lendas que nada restou, somente espíritos em Heart e Clover.

Logo após Kitto terminar, Salamandra faz barulhos que como esperado, só Nicolas entende.

Nicolas: Interessante...

Raymond: O que foi amor?

Nicolas: Os espíritos que ficaram em Heart e Clover, não são quaisquer espíritos. São Undine e Sylph, dois dos 7 Grandes Espíritos.

Com essa afirmação, Trinity se põe a pensar.

Trinity: Nesse caso... Eu sugiro que a Raid vá para Heart, já que vocês tem a Salamandra. Eu e o meu esquadrão vamos em Clover, para tentar ao menos distrair Sylph. Enquanto isso, a Ordem pode ir em Spade e o Alvorecer em Diamond.

João: Nice.

Alice: Tudo bem.

Iddi: Okay.

Trinity: Ótimo então.

Nisso, todos continuaram seu vôo e logo passaram por cima de Spade, e a Ordem desceu voando, e aproveitando que todos olhavam para um lado, Nicolas jogou uma semente ao outro lado.

Agora sem a Ordem, todos seguiram reto, e pouco depois, os Anjos voaram para a esquerda rumo à Clover, o Alvorecer foi para a direita rumo à Diamond e a Raid seguiu reto. 

Em poucos minutos, eles vêem Heart e não demoram muito para adentrar o reino.

Elisabeth: Woooow… -Ela diz com os olhos brilhando- É lindo demais aqui…

Logo eles pousam, apreciando a beleza inestimável do reino de Heart. Era um lugar de pura natureza, cheio de belas estátuas de água e cachoeiras.

João: Por mais lindo que seja, lembrem-se, a Undine está por aqui e-- 

De repente uma lança de água sai da cachoeira, indo em direção a Elisabeth, mas João segura o objeto e o quebra.

João:...temos que tomar cuidado…

De repente, inúmeras lanças surgem, junto com soldadas de água e enormes mãos.

João: E lá vamos nós…

E então o embate começa, e todos atacavam com tudo o que tinham, mas mesmo que não fosse difícil enfrentar os objetos de água, ainda era complicado pois a cada objeto caído, muitos mais surgiam.

De repente, João repara em algo, ele vê que Nicolas não estava no combate e ao olhar, vê o mesmo deitado numa árvore, fumando.

João: Tá de brincadeira né? -Ele diz e vai até Nicolas- É sério?

Nicolas: Que foi praga? -Ele diz batendo levemente o cigarro na árvore, para derrubar as cinzas.

João: Estamos em missão e você-- -Ele dispara um raio de luz contra uma soldada- Fica deitado?

Nicolas: Eles tem você, vá pra merda e não me encha o saco.

Zarow: O SEUS VIADO! CONVERSA DEPOIS! -Ele diz com várias soldadas o imobilizando.

Elisabeth: Precisamos de ajuda!!! -Ela diz jogando cartas de fogo nas soldadas.

João: Ô caralho! -Ele diz e vai ajudar Zarow.

Enquanto isso, Raymond que conseguiu se livrar de diversos ataques chega até Nicolas.

Raymond: Amor… -Ele disse com um olhar de reprovação.

Nicolas: Oi amor.

Raymond: Se não quer se reconciliar com eles, pelo menos não os provoque!

Nicolas: Não tô provocando bebê, só... -Ele de repente some e aparece atrás de atrás de Raymond, perfurando uma soldada, que some-... não estou afim de gastar minha energia com algo tão patético quanto explorar esse reino inútil.

Logo Raymond se vira com um olhar pidão.

Raymond: Mas sem você, vai ser difícil para nós derrotarmos a Undine...

Nicolas: Tch… Essa carinha é covardia… Ok… Eu ajudo… 

Raymond: Yei!

Nicolas: Não deixe o trio de inúteis morrer, não estou afim de buscar ninguém no Inferno. -Ele diz e sai voando dali.

O jovem Scum havia usado sua zona de mana e já havia detectado de onde vinha toda a magia de água, no caso, de um enorme buraco, pelo qual Nicolas desceu.

Nicolas: Undine! Saia de onde estiver, mais cedo ou mais tarde, eu vou te achar!

De repente, uma mulher de água se manifesta ali.

Undine: Vocês não deveriam estar aqui… 

Nicolas: Não é a primeira vez que eu ouço essas palavras.

Undine: Se vocês não saírem daqui por bem, sairão por mal…

Nicolas: É, essas também… Olha, "grandioso" espírito da água, eu não me importo com suas razões para estar aqui, nem as de estar incomodando a mim, meu namorado e aqueles três inúteis sem valor… Mas você está sendo um grande empecilho, então por obséquio, pare ou morra...

Undine: Eu não permitirei que o reino de Lolopechka seja profanado! -Ela disse invocando várias soldadas contra Nicolas.

Nicolas: Como quiser… -Ele diz e some da vista de Undine, surgindo próximo a ela com sua katana em uma mão e a bainha na outra.

Logo Nicolas embainha sua katana e de repente, todas as soldadas são despedaçadas.

Undine: "Que poder é esse?! Eu mal vi ele se mexer!" -Ela pensa em desespero, começando uma alta quantidade de ataques, e Nicolas novamente começa a se movimentar rapidamente, conseguindo defender todos os ataques de Undine.

Enquanto essa batalha acontecia, Salamandra, ainda dentro de Nicolas, pensava sobre algo...

Salley: "Lolopechka… Esse nome é familiar..." -Ele pensa consigo mesmo.

Nicolas: "Conhece?" -Ele pensa, enquanto apaga uma enorme quantidade de lanças com sua anti-magia.

Salley: "Hmmmm… Ah já sei! Ela era a Kanpeki da Undine!" 

Nicolas: "Kanpeki?"

Salley: "Eu te explico depois, mate minha irmã primeiro."

Nicolas: "Se ela é sua irmã, porque quer que ela morra?"

Salley: "Ela quebrou uma lei do clã dos espíritos, a punição é morte."

Nicolas: "Entendo… Bom, eu ia matar de qualquer jeito."

Enquanto Nicolas se defendia sem nenhuma preocupação, Undine observava e sabia que se não derrotasse o garoto logo, o poder dele seria seu fim e graças á isso resolve dar um basta nisso.

O espírito da água, faz uma quantidade enorme de água surgir, enchendo a base do buraco e fazendo Nicolas boiar.

Nicolas: Impressionante...

Logo ela faz Nicolas afundar, e além de prender ele com algemas de água, ela gera um martelo de água e acerta o garoto e o mantém pressionado.

Undine: "Se eu focar muita mana… Mesmo com aquele poder… Ele vai se afogar…"

Infelizmente, a lógica dela estava errada…

De repente um enorme furacão de anti-magia surge, não só sugando as águas mágicas, como as apagando.

Nicolas: Não seja uma garota má, Undine. Não vai te fazer bem ser assim…

Undine: O que?!

Nicolas: Últimas palavras?

Undine: Grrrr… MORRA! -Ela grita e manifesta um enorme tsunami, com feras de água no mesmo.

Nicolas: Tola… -Ele diz e avança contra o furacão, e logo começa a rodar, cobrindo seu corpo com anti-magia, atravessando o tsunami facilmente.

Logo após passar pelo tsunami, Nicolas voa até Undine e a perfura com sua katana.

Nicolas: Magia Proibida: Devastação da Alma. -Ele diz e um enorme poder começa a emanar.

Undine: AAAAAAAAAAH! -Ela gritava de dor e agonia enquanto seu corpo começava a rachar.

Rapidamente, Nicolas pega um talismã.

Nicolas: Absorver! 

No momento em que Nicolas grita isso, um enorme brilho azul preenche o local, e aos poucos diminui, sumindo nas mãos de Nicolas, e junto com isso, toda a mana de Undine que cercava o Reino Heart some e toda a água seca, sendo a única restante, a do mar em volta.

Nicolas logo guarda o talismã em seu bolso.

Salley: O que vai fazer com o poder dela? -Ele diz pondo a cabeça para fora do peitoral de Nicolas.

Nicolas: Como ela era sua irmã, e eu te amo, vou fazer algo bom.

Salley: Obrigado Ni! -Ele disse entrando de novo.

Nicolas: Disponha!

Logo Nicolas voa para fora do buraco e vai até João e os outros e pousa ali.

João: O que aconteceu? De repente, a mana que circundava o local sumiu.

Nicolas: Eu matei a Undine.

João: Espera, como-- -Ele tentou dizer, mas de repente, Behemoth surge para atacar Nicolas e o mesmo tenta pegar sua katana, mas antes que chegasse no cabo, Salamandra sai de si e bate sua pata no peitoral de Behemoth, em seguida o batendo no chão com tanta força que uma onda de choque empurra todos os membros da Raid.

Salley: Não ouse fazer isso!

Behemoth: Ele matou ela! Ele matou ela e você viu!

Salley: Ela merecia morrer e você sabe disso! Ela quebrou nossas leis e aceitou o fato de que morreria por isso!

Behemoth: Isso não importa! Ela fez pela Kanpeki dela! 

Salley: Um Kanpeki não é mais desculpa a partir do momento em que ele morre! Agora aceite isso, ou você será o próximo…

Behemoth: Maldição…

Logo, Salamandra solta Behemoth e ambos os espíritos voltam para seus parceiros.

Ninguém ali disse nada… Elisabeth, Zarow e Raymond não entendiam absolutamente nada e João olhava confuso para Nicolas…

Nicolas: Quando você erra, você paga pelos seus erros. Você sabe bem como é isso. -Ele diz e começa a andar- Vamos começar logo essa exploração.

Então sem mais nada para discutir sobre o assunto, todos vão explorar o reino de Heart.

[...]

Após certo tempo, todos terminam a exploração e acabam por não achar nada de interessante, já que Heart era um reino de pessoas humildes. 

Com isso, Nicolas fica afastado do restante enquanto estes estavam reunidos, haviam acabado de pedir explicações a Behemoth, e ele passou a João e o mesmo a seus amigos.

Zarow: Eu odeio como o passado influencia tanto no futuro… -Ele diz atraindo as atenções para si- Tipo… Os problemas do ano passado se resolveram, mas deixaram marcas que não somem por nada…

Raymond: Principalmente no Nick…

Elisabeth: Antes o coração dele era puro, ele se importava com as pessoas, fossem heróis ou vilões… Agora… Seja quem for ele não liga mais, e está disposto a matar qualquer um que entre no caminho dele… 

João: Bom… Não há nada que possamos fazer quanto a isso. Nossa melhor opção é recuperar os laços com ele e com isso, tentar recuperar pelo menos um pouquinho do Nicolas antigo, porque do jeito que as coisas estão, só podemos olhar ele botar fogo no circo. 

Zarow: E se ele tentar fazer algo parecido com o que fez à Undine? 

João: Só poderemos olhar ou depender do Raymond para parar o Nicolas, porque se algum de nós, principalmente eu, fizer algo para parar ele, ele pode fazer coisas bem piores do que fez no ano passado…

Elisabeth: É mesmo…

Raymond: Hmmm...

Enquanto todos ficavam em silêncio, o relógio de João começa a apitar e quando ele toca na tela, um poderoso barulho de vento começa a ecoar.

Trinity: O JOÃO, VOCÊ JÁ ACABOU AÍ EM HEART?! 

João: Já sim! -Ele fala com o relógio próximo à sua boca.

Trinity: ENTÃO VEM AQUI EM CLOVER! PRECISAMOS DE AJUDA! O ESPÍRITO DO VENTO TÁ ACABANDO COM A GENTE! -Ela grita e desliga.

João: Vamos logo lá. Eu vou buscar o Ni--

Elisabeth: Deixa que eu vou! -Ela se levanta.

João: Tem certeza?

Elisabeth: Calma João, seu irmão não vai me atacar se eu não der motivo! -Ela diz e vai até onde Nicolas ficou.

Chegando lá, Elisabeth consegue ouvir Nicolas falando com Salamandra, mas como sempre, só entendendo o garoto.

Nicolas: O que é um Kanpeki?

Salley: É um ser perfeito para um espírito. Quando um espírito encontra um Kanpeki, eles rapidamente geram um laço de união inquebrável e ambos podem liberar o máximo de seus poderes juntos, além de que o espírito sofre mudanças físicas e ganha uma personalidade similar a de seu parceiro.

Nicolas: Nossa relação é assim não é?

Salley: Exatamente.

Nicolas: Realmente interessante e esclarecedor... Enfim, o que você quer Elisabeth? -Ele pergunta olhando para a árvore onde a garota estava escondida e a mesma sai.

Elisabeth: Os Anjos Púrpura estão tendo problemas em Clover, vamos lá ajudar.

Nicolas: Entendo…

Elisabeth: Vamos lá então?

Logo Nicolas se vira, levantando a mão, que segurava um talismã.

Nicolas: Liberar. -Ele diz calmamente, e um enorme poder voa para dentro da Elisabeth de uma única vez.

Elisabeth: O-oque…? -Ela cai de joelhos, meio tonta- Oque é isso…?

Nicolas: O poder que eu roubei da Undine. Estou confiando à você.

Elisabeth: Mas porquê? Achei que você me odiava…

Nicolas: Eu te odeio. Odeio bem mais do que parece. -Ele diz com um ódio no olhar, mas sua expressão logo suaviza- Mas Raymond me pediu que eu pelo menos tentasse confiar em vocês de novo, ver vocês como pessoas com quem posso contar de novo. E eu estou testando você primeiro. Não me decepcione.

Ao ouvir essas palavras, Elisabeth se anima e se levanta com um enorme sorriso.

Elisabeth: Eu não vou te decepcionar Nick! 

Nicolas: Tch… Não se anime demais. Vamos logo para Clover.

Elisabeth: Okay! -Ela sai correndo até o restante do pessoal.

Enquanto isso, Nicolas larga no chão uma outra semente e sobe em Salamandra, que vai até o resto da Raid e os deixa subir em si, e assim, todos voam a Clover.

[...]

Chegando em Clover, eles logo viram enormes furacões pela parte nobre do reino.

Zarow: É, o espírito do vento não tá feliz não.

Logo eles se aproximam, o suficiente para ver os Anjos Púrpura jogados no chão.

Raymond: Algum plano de ataque?

Nicolas: Eu tenho, mas vou precisar de ajuda…

Elisabeth: Eu posso ajudar! -Ela diz sorrindo e Nicolas revira os olhos.

Nicolas: "Porque eu fui falar que estou testando ela… Eu voltei mais forte e burro…" -Ele pensa e logo fala- Só me proporcione coisas para eu pisar e me aproximar da Sylph.

Elisabeth: Pode deixar!

João: Ótimo. Zarow e Raymond vão comigo ajudar os Anjos Púrpura e Elisa fica aqui dando apoio para o Nicolas.

Ray e Zarow: Entendido!

E assim, João, Zarow e Raymond vão direto na direção dos anjos, mas acabam sendo vistos por Sylph.

Sylph: Mais intrusos?

Logo a pequena espírito faz um enorme furacão sair de sua mão, em direção aos garotos, mas Nicolas passa rapidamente por ele, e ele simplesmente some.

Sylph: O quê?! -Ela diz usando seus poderes temporais para ver o mundo de forma lenta, vendo que Nicolas usou sua katana para dissipar a magia- QUEM É VOCÊ?!

Nicolas: Aquele que vai matar você, e levar seu poder como prêmio. -Ele diz apontando sua arma para Sylph- Elisabeth!!!

Elisabeth: Magia Espiritual de Água: Dragões do Mar! -Ela grita erguendo a mão, e esferas de água surgem em diversas áreas, e dessas, serpentes de água saem, e com isso, Nicolas avança.

Usando as serpentes para se manter no alto, Nicolas se movimentava rapidamente, aumentando sua velocidade a cada salto, impedindo que Sylph o acompanhasse. 

Sylph: Seu maldito coelho! Pare quieto! -Ela grita e libera rajadas de vento cortante, e uma dessas, vai na direção de Nicolas.

Nicolas: Elisabeth!!! 

Rapidamente, a garota faz duas serpentes surgirem em baixo de Nicolas, e usando elas como apoio para os pés, o garoto gera um impulso e começa a girar, e quando a rajada se aproxima, é dissipada.

Logo em seguida, Nicolas enche sua mão de uma magia azul bem escuro, com tons de roxo.

Nicolas: Magia de Gelo Negro: Frostbane! -Ele grita, manifestando um poderoso dragão com a aquela magia e Sylph tenta atacar, mas o feitiço ultrapassa os ventos da mesma e a acerta, congelando a espírito.

Trinity: Eles conseguiram? -Ele disse escondida com João.

João: Acho que sim…

Mas de repente, o gelo começa a se rachar, e Nicolas rapidamente grita.

Nicolas: Elisabeth! Me ajuda a subir!

Elisabeth: Okay! -Ela grita e gera uma serpente enorme, posicionada na diagonal para cima e Nicolas cai nela, começando a correr.

Enquanto corria, o jovem pega seu talismã e enche sua espada com magia proibida, e logo que chega na cabeça da serpente e salta, Nicolas salta, começando a cair em cima de Sylph no gelo.

Nicolas: Magia Proibida: Devastação da Alma!

O jovem Scum estava pronto para atingir Sylph, mas o gelo logo se quebra e um gigantesco furacão surge, começando a empurrar ele.

Nicolas: D-droga… 

Sylph: Não foi dessa vez seu-- -De repente, um terremoto começa e o chão embaixo de Sylph se quebra, e um pilar de pedra levanta, atingindo a espírito que é empurrada contra Nicolas, e logo atingida por sua katana, começando a ser afetada pelo feitiço.

Nicolas: Absorver! 

Após o grito do rapaz, um poderoso brilho verde surge e depois some, junto com todo o vento, revelando um céu azul, mas também Nicolas com um talismã brilhando e em cima do pilar.

João: De nada. -Ele disse com sua mão e a de Behemoth no chão.

Nicolas: Não fez mais que sua obrigação como capitão e herói. -Ele diz olhando o talismã.

João: Tch.

De repente, Elisabeth cai ao lado de Nicolas.

Elisabeth: Yei! Fomos incríveis! -Ela gritou abraçando o rapaz.

Nicolas: Claro claro… -Ele disse com cara de nojo, dando dois tapinhas leves no braço dela.

João: O que você pretende fazer com o poder da Sylph? -Ele pergunta, já pronto para roubar o talismã caso não gostasse da resposta.

Nicolas: Liberar. -Ele disse apontando para Raymond com o talismã, e o poder da Sylph vai para o mesmo.

Raymond: Wow… -Ele disse meio tonto.

João: Ok, eu gosto dele, isso pode.

Trinity: Bom, se já acabamos aqui, vocês faram a exploração?

João: Não são vocês que deviam fazer?

Trinity: Meh, façam vocês para pegarem o que quiserem, considerem um obrigado.

João: Nice. Bora lá Raid! -Ele diz, começando a explorar o reino com seu esquadrão, guardando tudo o que achavam com Nicolas e Raymond.

Após horas de procura, mais nada foi achado e todos decidiram retornar a academia para fazer o relatório.

Quando chegam e fazem o relatório, Phausto resolve fazer uma pergunta.

Phausto: E cadê o Alvorecer? A Ordem já voltou, vocês estão aqui, mas eu nem tive notícias do Alvorecer.

Nicolas: Já tentou se comunicar, asno?

Phausto tenta fazer, mas não há resposta por parte do Alvorecer.

Phausto: Como esperado… Mas tem algo a mais nisso… 

João: Como assim?

Phausto: O rastreador mostra que eles estão parados em um lugar de Diamond, sem se movimentar.

Trinity: Acham que eles foram capturados ou algo do tipo?  

Phausto: Irmã… Digo… João e Nicolas, vocês evoluíram bastante do ano passado para cá. Nicolas se tornou mais letal e João mais furtivo, vão ver o que houve com o Alvorecer.

João: Certo. -Ele diz se retirando.

Nicolas: De herói á babá de marmanjo, ai ai… -Ele diz indo atrás de João.

E assim, o jovem Scum e o jovem Sukehiro vão em direção á Diamond.





Continua… 


Notas Finais


Nicolas psycho KKKKKKK


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...