1. Spirit Fanfics >
  2. Um Mundo Sobrenatural - A Escuridão Da Loba Branca >
  3. Capítulo 16: Um pouco de meu passado

História Um Mundo Sobrenatural - A Escuridão Da Loba Branca - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura 😘

Capítulo 18 - Capítulo 16: Um pouco de meu passado


P. V. O KATY

Hoje meus país chegarão tarde do trabalho, o que fará com que eu tenha mais tempo de paz do que de custume.

Eu entro para dentro do meu quarto de novo, e vou até meu guarda roupa, pego minha roupa, e vou para o banheiro, no andar de baixo da casa, tomo um banho rápido, e subo para a sala do segundo andar, de lá eu arrasto a poltrona, que mais parece um puff, para a varanda, o posicionando ao lado da porta de meu quarto, entro em meu quarto e pego meu notebook e meu fone de ouvido externo, me sento no puff, e coloco o notebook no meu colo, levanto a tela, e automaticamente o aparelho liga, assim como eu o programei, exatamente EU programei um sistema novo em meu computador, criado por mim mesma, foi uma das minhas últimas atividades em meu curso de programação/informática/tecnologia/ design de jogos etc...

Foram longos 8 anos de curso, ou mais, meus "pais" meio que me obrigaram a fazer esse curso, apesar de na época eu tinha por volta dos 5 ou 6 anos de idade, e não tinha e nem sabia como recusar, eu não era rebelde naquele tempo, mas foi até legal, aprendi a fazer jogos, e não qualquer joguinho, um jogo da ora mesmo, tipo minha maior criação foi um jogo online/offline, o qual você tinha que descobrir alguns mistérios, lutar contra bestas de outros mundos, viajar para diversos lugares, completar missões para ganhar novas habilidades, armas ou acessórios e também subir de nível, esse jogo ganhou alguns prêmios, tenho cada um deles guardados no sótão, foi um dos melhores cursos que já fiz, e olha já fiz muitos, e alguns deles foram: Cursos de diferentes línguas (como, inglês, espanhol, francês, japonês, mandarim, alemão, grego, irlandês, polonês, romeno, latim, italiano, holandês, coreano, dinamarquês, etc...), fiz curso de dança, canto, computação, como eu já disse, culinária, desenho, estética feminina (odiava esse curso, tanto que eu destruia as  das outras meninas), esses são os que me lembro, mas eu também já pratiquei alguns, esportes como voleibol, basquete, futebol, baseball, etc, e também fui obrigada à fezer artes marciais tipo, karatê, judo, box, taekwondo, e não sei mais o que, então pouco tempo eu fiz mais de mil cursos de uma só vez, se duvidar eu fiz até kung fu e não me lembro, de tanta coisa.

Mas enfim, sou despertada de minha viagem ao passado, pelo som de iniciação do sistema operacional do notebook, coloco o fone em meus ouvidos, logo ele estava conectado no notebook, coloco em um jogo na internet, um jogo online, e não foi eu quem criou esse kkk, fico jogando por algum tempo, um longo tempo, até meus "pais" chegarem em casa, eu abaixo o volume, porque minha "mãe" iria vim falar que já chegou, e como eu havia previsto ela veio mesmo, depois que ela se foi, eu aumentei o som no maximo de novo, para quem quer que viesse me encher a paciência eu não ouviria, continuo jogando.

Logo sou chamada para o jantar, vou para a cozinha, pego minha comida me sento na mesa, sem enrolação eu termino de comer e subo para meu quarto novamente, me sento colocando o  em meu colo, e depois os fones no ouvido,  e tiro o jogo da pausa, ja iria continuar a jogar quando sou interrompida por uma chamada de vídeo, da startcam, uma rede social a qual conversas são por chamadas de vídeos, vejamos quem é... Beatriz?

Atendo a chamada vendo Beatriz na tela do aparelho em meu colo.

🖥️ Chamada de vídeo on:

Eu: O que queres?_ digo antipatica

Beatriz: Oi, Katy!_ diz com um olhar de chateação e eu solto um suspiro.

Eu: Oi, Beatriz!

Beatriz: O que está fazendo?

Eu: Estava quase vencendo uns dos chefões de uma missão em um jogo, mas fui interrompida por uma ligação de alguém!_ falo em um tom sarcástico.

Beatriz: Desculpe?

Eu: É fazer o que, agora já foi! Mas fala logo o que você quer?_falo irritada

Beatriz: Eu queria, te pedir desculpas, foi infantil da minha parte ter parado de falar com você por causa daquilo!

Eu: Ao menos, você sabe reconhecer, porque realmente foi bastante infantil!

Beatriz: Eu sei, não deveria ter agido de tal forma, afinal sua briga foi com meu irmão e não comigo, mas você me entende não? Você faria o mesmo pelo seu irmão, eu tinha que ficar do lado dele, você entende não é mesmo?_me olha chorosa.

Eu: Não Beatriz, eu não sei! Não tive o prazer ou desprazer de viver com meu irmão, sempre fui sozinha!_ falo fria.

Beatriz: Me desculpe!_ diz parecendo arrependida do que disse. Ficamos em silêncio por algum tempo.

Eu: Se não tem mais nada à me dizer, eu vou desligar tenho que ir dormir!_ já estava pronta para desligar a chamada de vídeo, quando Beatriz me interrompe.

Beatriz: Katy espera! Ainda somos amigas?_ pregunta com um semblante triste.

Eu: Eu não sei Beatriz! Só o tempo dirá!_ela balança a cabeça concordando, ainda triste, em seguida eu desligo.

🖥️ Chamada de vídeo off:

Assim que desligo, eu fecho todas as guias que estavam abertas, jogo minha cabeça trás, batendo-a na parede de leve, solto um longo suspiro, todos os momentos bons que tive com Beatriz, passam como um flash em minha mente, fazendo lágrimas rolarem por meu rosto, ela faz falta, muita falta, ela era minha melhor amiga, uma das únicas meninas com quem eu me dei bem, eu nunca fui de me dar bem com meninas, sempre tive mais facilidade de fazer amizade com meninos, embora gosto muito de ficar sozinha, na verdade acho que não é nem questão de gostar, mas sim de ter custume, sempre me senti sozinha, então já me acostumei, nunca em minha vida pensei que sentiria tanta falta de alguém, solto mais um suspiro.

Resolvo voltar para dentro do quarto, coloco meu notebook em cima da escrivaninha, onde sempre fica, e me jogo de costas na minha cama, olhando para o teto, pensando nas coisas que aconteceram, e em todas as brigas que vieram, depois da minha briga com Benjamin, uma semana depois ele foi atrás do Nathaniel, a briga deles foi tão feia, que apareceu no jornal da escola, eu já não estava mais como jornalista-chefe, havia deixado esse clube a poucos dias, logo alguém tomou meu lugar, mas voltando, foi difícil dizer quem tinha saído melhor ou pior daquela briga, ambos os dois se machucaram muito, eu esperava algo do tipo vindo de Benjamin, mas nunca se passou pela minha cabeça que eles iriam partir para o soco, e o Nath kkk... Quem diria, que com aquela carinha de anjo, seria tão forte ao ponto de conseguir machucar o Benjamin facilmente, isso sujou a reputação de Benjamin, não imaginária que Nathaniel fosse bom de briga, não parece ser do feitio dele, e também não imaginei que Benjamin, apanharia tão fácil de alguém em uma briga.

Quando eu comecei a fazer artes marciais, Benjamin participou comigo, treinavamos juntos, o sensei sempre nos elogiava, por isso meu espanto pelo o que aconteceu naquele dia.

Solto mais um suspiro e pego meu celular, entro na galeria, e começo ver fotos antigas, minhas com meus dois ex-amigos, Beatriz e Benjamin, algumas lágrimas escorrem pelo meu rosto.


Notas Finais


Espero que tenham gostado deste capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...