1. Spirit Fanfics >
  2. Um (não tão) conto de fadas; JIKOOK >
  3. IX - passado

História Um (não tão) conto de fadas; JIKOOK - Capítulo 9


Escrita por: taekj

Notas do Autor


Oi, meus anjos! Como estão? Espero que bem :D

Estão preparados para embarcar no passado do Jungkook? Aguente o coração, hein!!

Boa leitura💐

Capítulo 9 - IX - passado


Fanfic / Fanfiction Um (não tão) conto de fadas; JIKOOK - Capítulo 9 - IX - passado

-Jimin, precisamos conversar.

Olhei Lalisa por um tempo, um pouco receoso.

-Tudo bem...  _Respondi secando meu rosto molhado_  -Aonde podemos ir?

-Vamos no seu quarto.  _Ela respondeu já começando a subir as escadas novamente_

-T-tá..  

-Se ela fazer algo de errado, me avisa. Porque aí eu me resolvo com essa garota...  _Taehyung sussurrou para mim_

-Obrigada Tae. Eu já volto!  _Respondi e Taehyung apenas acaricio meus ombros_

Levantei do sofá e fui caminhando atrás de Lalisa.

A ruiva parecia estar muito chateada, ela nem olhou na minha cara direito.

Assim que chegamos no quarto, ela abriu a porta e deu passagem para que eu pudesse entrar primeiro, e eu fiz isso. Assim que entrei no quarto, Lalisa entrou também e trancou a porta atrás de si.

O quarto ainda continuava bagunçado mas a cama estava um pouco arrumada e Jungkook estava ali deitado sobre ela. Fiquei o olhando, esperando algum movimento seu mas não o tive.

Jeon não se movia, parecia estar num sono profundo...

-O que aconteceu com ele?  _Eu perguntei, quebrando o silêncio_

-Está dormindo.  _ela respondeu simples_  -Ele tomou remédio para dormir, provavelmente vai acordar só amanhã.

-Ah...  _Resmunguei cabisbaixo_

Fiquei olhando Lalisa, esperando que ela começasse a dizer algo mas ela não disse. O silêncio que se instalou no quarto, foi totalmente constrangedor, então decidi me pronunciar...

-Lalisa, sobre o ocorrido de...  _Não consegui terminar pois a ruiva me interrompeu_

-Jimin, você me prometeu que não iria irritar ele.  _Ela exclamou séria_  -Eu falei pra você que ele não estava num momento bom.

-Eu sei, mas quando eu vi a bagunça que ele fez aqui, eu perdi a cabeça. Eu não sei lidar com coisas bagunçadas!  _Eu falei rapidamente_  -Se eu soubesse que essa discussão iria deixa-lo desse jeito, eu teria ficado quieto.  _Falei com um nó na garganta_

A ruiva me encarou por um tempo e então respirou fundo, ela se sentou na cama e deu alguns tapinhas no colchão, dizendo para que eu me sentasse ao seu lado. E então eu sentei ao lado dela...

Ela abria as bocas várias vezes, mas palavra nenhuma saía de sua boca. Até ela bufar e então dizer:

-Eu vou te contar uma coisa.  _Ela disse_  -Eu não podia te contar sobre isso, Jungkook fez eu prometer que não contaria a ninguém mas...  _Ela suspirou_  -Eu preciso contar pra você, mas eu quero que me prometa que isso ficará entre nós apenas.

-Eu prometo que não irei contar a ninguém.  _Respondi a olhando_

-Vou confiar em você. Por favor Jimin, não me decepcione...  _Ela disse parecendo um pouco receosa em me contar_

-Pode confiar, isso vai ficar apenas entre nós.  _Falei tentando passar confiança para a mulher_

Lalisa me olhou e depois olhou para Jungkook, este que dormia tranquilamente. A garota esfregou suas mãos em suas coxas, tentando se acalmar. Então ela começou.

-Jungkook carrega traumas, traumas do passado que pesam até hoje.  _ela disse_  -Jungkook não é chato, ele só é... traumatizado e se priva de muitas coisas. E a principal dessas coisas são, ter contato com outras pessoas.

Eu a olhava atentamente, apenas escutando.

-Antes eu não entendia por que ele era assim. Eu não entendia por que ele mudava de humor rapidamente, eu realmente não entendia... Mas agora eu entendo, Jimin. 

-E por que?  _Eu perguntei_

-Quando eu conheci o Jungkook, ele tinha apenas 10 anos e eu tinha 12 anos.  _Ela dizia com uma expressão calma_  -A primeira vez que eu o vi foi na sexta série, dentro da sala de aula.. Ele era o aluno novo, estava sozinho e totalmente tímido.

Eu continuava olhando ela...

-Com doze anos eu deveria estar na setima série, mas eu reprovei no sexto ano. No começo eu fiquei triste por isso, mas hoje eu me agradeço muito por isso.  _Ela disse e eu Franzi o cenho, quem fica feliz por reprovar?_

-Você fica feliz por ter reprovado?  _Perguntei incrédulo_

-Sim, porque se eu não tivesse reprovado... eu não teria conhecido ele.  _Ela falou e então acariciou as pernas de Jungkook, este que estava todo enrolado no cobertor_

Eu vi como ela sorriu ao dizer isso.

-Quando meus olhos vistaram o Kookie, eu comecei a ter uma leve quedinha por ele.  _Ela disse e eu me senti um pouco incomodado com isso_  -O jeitinho tímido dele me encantou, seus cabelinhos negros e os olhos arregalados deixavam ele tão fofinho. 

-Jungkook tinha cabelo preto?  _Perguntei sorrindo um pouco tentando o imaginar de cabelos negros_

-Sim...  _Ela suspirou e então olhou de maneira triste para Jungkook_  -O motivo dele ter cabelo rosa por agora, é tão triste...

-Por que?  

-Antes de eu responder esta pergunta, eu posso perguntar outra coisa?  _Ela perguntou_

-Claro.

-Você falou sobre a mãe do Jungkook, não é?  _Ela questionou_  -Foi por isso que ele teve a crise de choro?

-É... Eu fui um idiota em falar sobre a mãe dele.  _Eu falei passando as mãos no rosto_  -Eu disse que a mãe dele tinha desgosto de tê-lo como filho.

Pensei que Lalisa iria agarrar meu pescoço quando eu terminei de falar. A ruiva arregalou os olhos e colocou a mão sobre a boca...

-Isso foi muito errado!  _Ela disse de maneira raivosa_  -Jimin, falar sobre a mãe dele é o mesmo que apertar um gatilho pra ele. 

Eu ia me pronunciar, mas a ruiva voltou a falar .

-A mãe do Jungkook o abandonou quando ele tinha apenas seis anos.  _Ela falou_

-Meu Deus... Eu não sabia.  _Eu disse totalmente triste com isso_

-Tudo bem, esse é um fato que Jungkook não conta a ninguém.  _ela falou_  

-Mas... Por que a mãe do Jungkook abandonou ele?  _Resolvi perguntar de uma vez_

-Essa é a parte mais... ruim.  _Ela falou me olhando_  -A mãe do Jeon odiava ele.

-Tem motivo pra esse ódio?  _Perguntei_

-Sim. A mãe do Jungkook passou por uma violência e então engravidou do Kookie.  _Ela falou_

Eu a olhei mas ainda não tinha entendido. "Violência"? Que tipo de violência?

-Eu não entendi, como assim?  _Perguntei_

-Jeon nunca foi planejado.  _A ruiva disse_  -Jungkook nasceu de um estupro.

Meu Deus... Agora eu estava entendendo.

-Então você quer dizer que...

-Sim, Jimin. A mãe do Jungkook foi abusada sexualmente e então engravidou dele...  

Eu estou sem palavras... !

-Quando a mãe dele foi estuprada, ela já era casada e tinha uma filha de quatro anos...  _Ela continuou_  -Quando a mulher foi violentada, ela teve que passar por vários psicólogos e tratamentos. E quando ela começou a superar o ocorrido, ela descobriu que estava grávida do Jungkook.

Meus olhos estão ardendo... Isso é tão... Nossa.

-Jeon é fruto de uma violência sexual.  _Ela disse_

-Então é por isso que a mãe dele odiava o Jungkook?  _Perguntei um pouco chocado com essa história_

-Sim. A mãe dele ficou tão destruída com essa notícia da gravidez que tentou abortar o Jungkook muitas vezes, mas não conseguiu. E então ela desistiu de tentar mata-lo quando a avó do Kookie pediu para a mulher dar a luz a ele.  _Lalisa contou_  -A avó dele falou para a filha que ajudaria a criar o Jeon...

-Nossa...

-E então os meses foram passando e então chegou o dia do nascimento do Jeon. Quando a mulher viu o rosto dele pela primeira vez, ela enlouqueceu.  _Ela contou_

-Porque...?

-Porque Jungkook nasceu idêntico ao pai. Ou melhor, idêntico ao estuprador...  _Ela falou e eu nem sabia como reagir_  -Isso foi demais para a mãe dele.

... Eu... Estou... Sem... Palavras... 

-A Sra.Jeon, mãe de Jungkook, entregou o filho para a avó. Ela não conseguia ficar perto do Kookie, isso causava crises de choro e memórias péssimas.  _Lisa continuou e então se levantou da cama_

-E o que aconteceu...?

-Quando Jungkook completou sete meses de vida, a avó dele ficou doente e ficou internada no hospital. E o Kookie teve que ficar com a mãe dele.  _Ela falou andando de um lado para o outro_  -A mãe dele maltratou muito o meu amigo...

-Maltratou como?  _Perguntei_

-Quando Jungkook começou a morar com a mãe, ele não recebia atenção. Sempre que ele chorava, a mãe dele se estressava e batia muito nele. Desde pequeno ele apanhava muito... Quando Jeon completou nove meses de vida, a mãe dele tentou matar ele enforcado só porque ele estava olhando pra ela.  _Quando a ruiva disse eu me senti tão desnorteado com isso_  -Eu acho que ela se lembrou do homem que abusou dela.

-E a irmã mais velha do Jungkook... Ela era maltratada também?  _Perguntei um pouco frustrado com tudo isso_

-Não. A garota recebia muita atenção e carinho dos pais, mas ela só recebia amor porque era fruto do amor e não de uma violência.  _Ela disse_  -Mas Jungkook me contou que essa irmã dele era um amor de pessoa.

Lalisa tava me deixando tonto de tanto andar de um lado e para o outro.

-A avó de Jungkook ficou internada no hospital durante seis meses. E quando ela saiu, ela tinha que ficar de repouso e então não pode cuidar do Jeon, ela tinha problema do coração...  _Lalisa continuou_  -Por isso, Jungkook morou até os seis anos com a mãe.

Tadinho...

-Mas foram os seis anos mais horríveis para ele.  _A ruiva disse_  -A mãe dele batia muito nele, ela ofendia ele e gritava muito com ele... Teve uma fase onde Jungkook só sabia se comunicar gritando. Graças a Deus, essa fase passou e então Jeon desenvolveu um tipo de trauma onde não suportava gritos...

Era por isso que ele falava para mim parar de gritar...

Eu sou um idiota! Eu deveria ter parado de gritar quando ele pediu.

-Os anos foram passando, Jungkook tinha quatro anos quando a mãe dele tentou matar ele novamente, tentou mata-lo afogado.  _Ela disse e eu engoli em seco_  -Ela estava perto de conseguir o que queria, mas uma coisa a impediu de fazer isso...

-O que?

-A irmã do Jungkook. Ela tinha oito anos nesse tempo, e ela viu a mãe do Kookie afogando ele na piscina, então a garota se desesperou ao ver o irmão se debater sem ar e então ela começou a implorar para a mãe parar, e a mulher parou. Parou porque a sua filha pediu... _Lalisa suspirou_  -Jungkook me disse que gostava muito da irmã mais velha dele. Ele disse que essa menina tratava ele muito bem, Jungkook recebia carinho apenas da irmã...

-Pelo menos alguém estava com ele...  _Eu pensei alto_

-É...  _Lalisa começou a estralar os dedos das mãos_  -A vida do Jungkook foi um inferno. Quando Jungkook completou seis aninhos, tudo piorou... A mãe dele começou a deixar ele sem comer por dias.

-Que filha da p...  _Fui interrompido_

-Ela é uma estúpida. Eu sei que deve ter sido difícil para ela ser abusada, mas porra... O meu Jeon não tinha culpa de nada!  _Ela falou aumentando a voz_  -Quando ela começou a deixar ele sem comer, a irmã do Jungkook percebeu e então começou a levar comida escondido para ele.

-Essa irmã dele era um anjo...  _Eu disse_

-Sim, mas por causa disso, um dia a mãe do Jungkook encontrou a filha entregando o prato de comida para o Kookie. E esse dia foi um dos piores dias da vida do Jungkook.  _Ela disse finalmente me olhando_

-O que ela fez?

-Tentou matar ele, pela última vez.  _Ela disse derrubando algumas lágrimas_  -Ela disse para Jungkook que ele não era filho dela, ela falou que Jungkook era filho do diabo e por isso iria mata-lo para que ele voltasse do lugar de onde veio, do inferno.  

Cara... isso é tão horrível...

-Se você olhar bem para o rosto do Jungkook, você vai perceber que ele tem uma cicatriz pequena um pouco mais para baixo de um de seus olhos... Ele tem essa cicatriz porque a mãe dele o empurrou e fez com que ele batesse o rosto na ponta da mesa.  _Ela falou_  -E foi nesse dia que a mãe dele o espancou, espancou tanto que o Jungkook foi parar no hospital...

-Meu Deus...

-Jungkook quase morreu.  _Ela falou_

E então um silêncio se instalou no quarto. Essa história que ela me contou me deixou tão... triste e com muita raiva ao mesmo tempo.

-E o que aconteceu depois?  _Eu perguntei com um nó na garganta_

-Enquanto Jeon estava no hospital, a mãe dele foi embora e o abandonou para que não fosse presa.  _A ruiva disse_  -Jungkook ficou sozinho. Totalmente sozinho.

Sozinho...

-Jeon foi morar com a avó, e vive com ela até hoje.  _Lalisa disse por fim_

-E isso é bom?  _Perguntei_

-Nem tanto...  _Ela suspirou_  -A avó do Jungkook não é tão paciente com ele. Jeon tem vários traumas e sempre teve crises de choro excessivos, mas a avó dele mandava ele ir dormir quando isso acontecia. Ela é bem arrogante, mas Jungkook ama ela pelo simples fato de ela ter criado ele...

-Jungkook... ele teve uma vida tão difícil.  _Eu falei_

-Ele ainda tem. Os pensamentos dele o assombram e a culpa também...

-Culpa? Culpa de que?  _Eu perguntei de cenho franzido_

-Ela se acha culpado por ter arruinado a vida da própria mãe.  _Ela disse_  -Quando o Jungkook completou 13 anos de idade, nós já éramos amigos e então ele resolveu pintar seu cabelo de rosa.

-Por que?

-Porque ele cresceu ouvindo que sua mãe o odiava pelo simples fato de ser idêntico ao estuprador. Então o Jeon mudou seu visual e pintou o cabelo de rosa para tentar mudar e fazer com que sua mãe pudesse ama-lo... Tadinho.  _Ela falou_   -Mas a mãe dele nunca mais voltou.

-Ah...

-Jungkook vive com o sentimento de insuficiência, ele acha que todos fingem gostar dele por pena.  _A ruiva disse_  -No começo, Jungkook me tratava igual ele trata você.

-Sério?  _Perguntei surpreso_

-Sim. Eu cheguei a achar que ele era maluco, mas mesmo assim eu não desisti! Eu continuei insistindo, fui me aproximando cada vez mais, até que um dia eu consegui virar a melhor amiga dele e consegui a confiança dele.  _Ela sorriu orgulhosa agora_

-Fico feliz por você...  _Eu falei sorrindo um pouco_

Lalisa sorriu mais ainda então veio até mim e pegou nas minhas mãos fazendo com que eu levantasse da cama e ficasse de pé à sua frente.

-Jimin, o Kookie é assim por causa do passado dele. Ele acha que se for ignorante com as pessoas, elas vão embora da vida dele antes dele se apegar.  _Ela disse simplista_

-Ele é assim com todos?  _Perguntei_

-Não, ele só é assim com quem ele gosta...  _Ela sorriu mais ainda_  -E ele gosta muito de você, Jimin. 

Ele gosta de mim...

-Ele gosta muito mas não sabe como demonstrar isso, entende? Ele tem medo de machucar as pessoas, então as afasta antes que isso aconteça.  _Lalisa acariciou levemente minhas mãos_  -Jungkook chorou bastante também quando teve seu primeiro namoradinho...

-Jungkook já namorou?  _Perguntei curioso_

-Aham, porém não foi tão legal assim. O garoto traiu ele, e isso fez Jungkook se achar mais insuficiente ainda.  

-Nossa, quem foi o idiota?  _Perguntei irritado_

-Ah, é passado... e isso não é tão importante agora.  _Ela disse_  -Jimin, você pode me prometer algo?

-Prometer o que?

-Promete tentar se aproximar do Kookie? Ele gosta de você, ele quer você por perto. Mas ele não sabe como te mostrar isso... Se você tiver um pouquinho mais de paciência, você verá o lado sensível e romântico dele.  _Ela falou entre sorrisos_

Olhei para trás e olhei um tempinho para Jungkook, depois olhei para Lalisa e então respirei fundo...

-Sim Lalisa, eu prometo tentar me aproximar do Jeon.

A garota sorriu grande e então me abraçou.

-Obrigada, Jimin! Muito obrigada! O meu amigo vai ficar tão feliz...  _Ela me apertou mais em seus braços_  

-Não tem o que agradecer, eu acho o Jungkook um menino bom.  _Não menti_  -Eu vou pedir desculpas a ele e tentar me aproximar.

-Você é incrível!  _Ela disse se desfazendo do abraço_  -Eu vou tomar um banho agora, tá? Depois nos vemos.

-Tá bom.  _Sorri para ela_

Lalisa foi até Jungkook e então deixou um selar breve em sua testa. Logo ela foi até a porta e acenou com a mão para mim, acenei de volta e então se retirou do quarto.

Quando enfim fiquei sozinho no quarto, caminhei até Jungkook e me sentei ao seu lado... Levei minha mão até seus fios macios e rosados e acariciei ali.

Agora que eu sei de toda a história do Jungkook, eu o vejo com outros olhos... Ele não é um insensível, ele só está machucado.

Ele está machucado e ferido, e eu quero ser sua cura.

Quero ser sua luz no fim do túnel...

E eu serei, custe o que custar.



Notas Finais


O que acharam dessa história? Comentem por favor <3

Eu espero que vocês tenham conseguido entender, tentei detalhar o máximo possível... Me perdoem se estiver ruim :(

Esse final--

Gente obrigada por interagirem na minha fic, eu agradeço de todo o coração!!! Obrigada, bebês.

Até logo💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...