História Um novo alvorecer - 3 temporada - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alice Cullen, Bella Swan, Edward Cullen, Jacob Black, Personagens Originais, Renesmee Cullen
Tags Bella Swan, Crepusculo, Edward Cullen, Jacob Black, Renesmee Cullen
Visualizações 12
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Juro que vou tentar ser mais pontual! Me perdoem! E boa leitura!
<3

Capítulo 16 - Sixteen


Fanfic / Fanfiction Um novo alvorecer - 3 temporada - Capítulo 16 - Sixteen

POV Greg

Apesar de estar exausto, fiquei durante horas conversando com Hannah e matando a saudade da minha família. Meu bisavô Carlisle estava de plantão no hospital, então me despedi e segui rumo a minha casa com meus pais e meus irmãos. Cai na cama observando meu antigo quarto, e depois de tantas horas consegui relaxar totalmente.

Acordei com a risada de Mary e de meu pai, sorri esfregando os olhos percebendo o quanto aquilo me fazia falta. Me levantei parando no corredor vendo os dois brincando de boneca enquanto tomavam café. Não consegui evitar a gargalhada quando Mary passou um lenço no pescoço do meu pai, eles olharam na minha direção – Bom dia dorminhoco! Descansou? – Eu concordei me sentando ao lado de Mary – Dormi igual um bebê! Cadê a mãe? – Mary deu de ombros enquanto respondia – Tá na hora da sessão de pesagem e medidas do Liam... – Meu pai murmurou algo pra ela que se levantou de repente indo para o quarto.

- O que eu perdi? – Perguntei confuso. Meu pai respirou fundo antes de responder – Ultimamente Mary vem se queixando que ninguém da atenção para ela... Principalmente sua mãe. Por causa do que aconteceu a Liam. Mas ela entende que ele não tem culpa. – Eu concordei olhando na direção do quarto – Eu cuido disso. Só tenho que deixar meu bisa colher meu sangue logo... Vou falar com ela. – Ele concordou sorrindo para mim e pegando as bonecas de Mary enquanto eu ia em direção de seu quarto.

Bati na porta e ela resmungou um “Entra”. Adentrei em seu mundo cor de rosa e me sentei ao seu lado no tapete em formato de castelo – Ei! Aposto que ouviu minha conversa com o papai né? – Ela continuou olhando para o outro lado – Sabe que eu não tenho culpa... – Eu a interrompi fazendo olhar em meus olhos – Seu dom é tudo o que eu queria! Principalmente para entender a mente das garotas... – Ela tentou segurar uma risada, falhando. – Mas falando serio, vamos dar uma volta por aí comigo? Estava com saudade de verdade! – Ela concordou me abraçando.

Meu pai se encontrava sentando na sala disfarçadamente lendo um livro, Mary revirou os olhos enquanto ia na beirada e beijava seu rosto – Desculpa pelo que eu fiz papai. Eu e o Greg vamos sair, mas depois a gente brinca mais pode ser? – Ele concordou a abraçando apertado – Tudo bem minha princesa! Vai levar o carro Greg? – Concordei animadamente e juntos saímos.

 

POV Renesmee

Engoli seco enquanto meu vô juntava os resultados das ultimas semanas para mostrar a todos. Liam brincava calmamente no colo de minha mãe enquanto Carlisle falava em bom tom – Nenhuma das amostras conseguiu combater os anticorpos... Eu sinto muito Renesmee. –

Minha tia Alice sentou ao meu lado pegando em minha mão enquanto dizia – E quanto ao sangue dos lobos? Já testou? – Carlisle negou – Vou começar hoje. E preciso levar o de Greg também... – Como se fosse sua deixa, o garoto entrou na casa rodando a chave do carro nos dedos e segurando na mão da irmã mais nova.

- Fica aqui, eu não vou demorar ok? – Mary concordou indo na direção de minha mãe e Liam, mas evitando olhar para mim... O que aconteceu na minha ausência? Greg passou rapidamente cumprimentando a todos e parando ao meu lado – Bom dia mãe! Vim para tirar logo o sangue, depois eu e Mary vamos dar uma voltinha juntos – Concordei o abraçando e indo junto com ele rumo ao escritório de Carlisle.

- O que houve com Mary? Eu saí de casa ela estava dormindo... – Ele se encolheu quando a agulha perfurou sua pele, depois olhou na minha direção falando baixo – Mary tá se sentindo excluída. Ela deixou isso bem claro para o papai. Acha que todos estão a deixando de lado. Então, resolvi sair com ela hoje para mostrar o contrario. – Meus olhos se encheram de lagrimas com o relato do garoto. Minha única filha estava se sentindo só e não tinha coragem de dizer isso para a mãe. Desci as escadas indo em sua direção – Mary, vamos conversar ali fora rapidinho? Antes de você sair com o Greg? – Ela olhou para mim seria e concordou. Paramos na frente da casa, me abaixei ficando da sua altura – Agora eu quero ouvir de você... Qual é o problema? –

Ela resmungou baixinho antes de olhar para os meus olhos – Eu não quero ser uma preocupação a mais para você! – Franzi a testa sentindo meu coração se disparar – Jamais pense isso. Eu sei que não estou te dando atenção suficiente, você é minha única menina Mary... Prometo que vamos voltar a ser como era antes! – Ela abriu um meio sorriso – Promete mesmo? – Eu concordei a puxando para meus braços – Eu prometo minha princesa! Liam vai ficar bem e vamos todos poder relaxar. Qualquer coisa que precisar, venha falar comigo ta bem? – Ela concordou finalmente sorrindo. Greg nos observava no canto da porta, me lançou uma piscadela e disse – Vamos Mary? Mãe a gente não deve demorar muito... Qualquer coisa eu ligo! – Abracei os dois e fiquei observando enquanto eles se distanciavam por fim deixando as lagrimas que eu segurava por tanto tempo enfim caírem, e no mesmo segundo Nick estava ao meu lado secando meu rosto com beijos.

 

POV Greg

- Alguma ideia do que fazer? – Questionei a Mary que cantava animadamente uma musica que tocava na radio. – Porque não fazendo uma surpresa pro bisavô Charlie? Aposto que ele deve estar sem fazer nada... – Concordei com ela – Eu topo! Mas antes vamos comprar um lanche para levar? –

- Só se tiver sorvete no meio! Aí eu to dentro – Gargalhei indo rumo ao mercado no centro da cidade. Depois de alguns minutos e com os bolsos um pouco mais leves guardamos as besteiras no carro e seguimos para a casa do chefe de policia Charlie. Buzinei e ele apareceu na janela, abrindo um sorriso idêntico ao de minha vó Bella – Meninos! Mas que ótima surpresa! Já ia ligar para a mãe de vocês cobrando uma visitinha – Desci do carro o abraçando rapidamente – Viemos passar à tarde se estiver tudo bem, e trouxemos lanche! – Mary sorrindo nos braços de Charlie complementou – E sorvete! – Entramos conversando animadamente, e eu aliviado por ver Mary interagir normalmente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...