História Um Novo Amor ! - Capítulo 355


Escrita por:

Postado
Categorias Paolla Oliveira
Personagens Paolla Oliveira, Personagens Originais
Tags Globo, Love, Novela, Paolla Oliveira, Papa10, Papinha, Rio De Janeiro, Rogério Gomes, Romance
Visualizações 157
Palavras 2.237
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 355 - Manaus - Parte II


Paolla: Vi sua mensagem...

Rogério: E não me respondeu...

Paolla: Eu sei...quem nunca né...haha... Resolvi vir

Rogério: Ah você resolveu? 

Paolla: Uhuuum...( sorrindo)

Rogério: Eu estou trabalhando...

Paolla: Eu sei...quer dizer...agora não parece que você está trabalhando hahaha 

Rogério: Estou...Estou resolvendo um monte de coisas por aqui ...( ironico)

Paolla: Ta...desculpa!

Rogério: Você não devia ter vindo...Não misture as coisas...

Paolla: Rogério...eu...não

Rogério: Estou trabalhando...e não tenho tempo pra você...nem agora...

Paolla: Você não gostou ? Quer que eu va embora?

Rogério: Quero! Por que não devia nem ter vindo...

 Pedro: Paollinha!!!( chegando)

Paolla: Ta...(com a voz embargada)...Tchau ( saindo)

Pedro: Tchau! ....Que merda você fez? ( olhando para Rogério)

Rogério: Eu não...eu to resolvendo a merda...mas essa porra desse sinal cai toda hora...

Pedro: Não estou falando disso...( pegando o tablet)...Estou falado dela...( apontando)

Rogério: Você me conhece faz quanto tempo?

Pedro: Anos...e te admiro pra caralho...

Rogério: Quando foi que você me viu misturar as coisas assim?

Pedro: Nunca....

Rogério: Então pronto....Depois falo com ela...Agora não dá...

Pedro: Quer saber...o cara que veio quatro horas falando na minha orelha sobre ela acabou de perder 

Rogério: Perder o que ?

Pedro: Perder ela...

Rogério: Paolla tem que aprender que nem sempre é do jeito dela...do jeito que ela acha certo, estou trabalhando, ela sabe disso e também sabe que odeio misturar as coisas...

Pedro: Cara...ela veio até aqui...se tem noção?

Rogério: Tenho...tenho noção da falta de noção dela...

Pedro: Bom! Não diz que eu avisei...

Rogério: O que ?

Pedro: Da isso ai...vai lá e conversa com ela...

Rogério: Eu to trabalhando...Ela foi sem noção e deveria ter ligado...

Pedro: Mas...não ligou...e daí...você vai fazer ela ir

Rogério: Vamos trabalhar Pedro?

Pedro: Vamos! 

Pedro senta na cadeira ao lado para resolver as coisas com Rogério. 

Paolla caminha até a pousada e quando já estava quase chegando escuta seu nome:

Isis: Paollaaa?

Paolla: Oi...

Isis: Éguaaa menina que cara é essa...

Paolla: Hã? Égua?

Isis: Hahaha giria daqui...to aprendendo esqueceu?

Paolla: Ah!

Isis: Não sabia que vinha...é lindo esse lugar né?

Paolla: Pois é...acabei de chegar...mas já estou indo...

Isis: Como assim? Tudo bem?

Paolla: Ficamos onde querem que fiquemos... 

Isis: Vooolti mas quero que tu fique...

Paolla: Haha...ta engraçado isso...

Isis: Olhaaa faz o seguinte...vai embora amanhã...e vem comigo...

Paolla: Com você? Onde?

Isis: Vou fazer você tirar essa tristeza da cara hahaha

Paolla: Hã?

Isis: Va...coloque um biquini...

Paolla: Vai me levar pra nadar?

Isis: Confia em mim...

Paolla coloca o traje de banho e vai com Isis até a casa de uma outra pessoa que ela havia conhecido na vil:

Isis: Ooooh de casa! ( batendo palma)

Tonho: Oh moça pois não...

Isis: Oh Tonho...tudo bem?

Tonho: Tudo menina...

:Isis Tonho...acredita que minha mana aqui...chegou hoje e já quer ir embora...

Tonho: Oh moça que é isso? Não gostou da nossa vila?

Paolla: Gostei...gostei sim...

Isis: Acho que ela ia gostar mais...se você levasse ela lá pra ver os meninos...

Paolla: Meninos?

Isis: Confia em mim garota hahaha

Tonho: Eu levo...levo sim...

Isis: Bom...eu tenho aula...Vou trabalhar...Mas você está em boas mãos...depois me conta como foi...( saindo)

Paolla: Ta!....Isis...( chamando)

Isis: Oi?

Paolla: Obrigada!

Isis: Não por isso flor...( sorrindo)

Paolla vai na compainha do morador da ilha até uma espécie de pier. Ele mostra uma lancha pra ela e a ajuda a subir.

Tonho: A moça conhece o Amazonas?

Paolla: Não desse jeito! Embrenhada na mata mesmo...

Tonho: Trabalho com turismo aqui...

Paolla: Que legal...

Tonho: Posso levá-la pra se divertir?

Paolla: Claro! Quanto eu....

Tonho: Não moça...não se preocupa...hoje é meu dia de folga...

Paolla: Aaai meu Deus...então não...eu não quero atrapalhar...

Tonho: Não atrapalha não senhora...

Paolla: Eu quero pagar pelo seu serviço...por favor...

Tonho: A senhora vai me pagar...quando chegar la e tirar essa teisteza do olhar...

Paolla: Mas...

Tonho: Fique tranquila...Pode sentar ali...da pra tomar um sol...

Paolla senta na proa da lancha e tira a blusa para tomar sol, admira a natureza e aproveita para fazer algumas fotos. Passa um dia tranquilo, Tonho a leva para nadar com os botos e em uma visita a um aldeia indígena onde ela é recebida com carinho por crianças que brincavam no rio e com animais silvestres a deixando impressionada.

Paolla volta para vila no final da tarde, ao descer no píer encontra Marco e outros amigos de elenco que a chamam para tomar um lanche na casa onde estavam hospedados.

Tonico: Menina...ficou com saudade do namorado?

Paolla: Hum!

Zezé: Vim pra esse fim de mundo...é amor sua cobra, mas tu não sabe o que é isso hahahah

Paolla: Hhahaha

Marco: Foi nadar?

Paolla: Fui...maravilhoso...

Marco: A Isis falou que são bem bonzinhos...

Paolla: São lindos...mas ainda assim animais né...da um medinho hahahah

Zezé: To tomando coragem...

Tonico: O pessoal aqui falou que são mansos esses que andam por aqui...por que já estão acostumados...

Paolla: Ah...Nesse mundão por ai deve ter os mais atrevidinhos hahahah

Zezé: Minha filha vai ser filha de um boto atrevido hahaha

Paolla: Hahahah

Tonico: O nosso núcleo vai ser o mais legal...mais leve

Marco: Tendo o senhor...brigando com a Zeze vai ser o mais engraçado também hahaha

Paolla: Eu dei muita sorte...é uma honra...imagina, Zezé Polessa, Tonico Pereira, Gisele...

Marco: E eu além deles todos...você...mega talentosa

Paolla: Eu? Imagina hahah sou bebê...pero dessas feras...

Marco: Eu sou um feto então hahaha

Todos: Hahaha

Eles terminam de tomar o lanche e logo Paolla se despede e caminha até o lugar onde passaria a noite. 

Paolla passa pela casa onde estavam hospedados a direção da novela e logo vê Rogério na varanda, levantando um notebook no ar enquanto um morador mexia em uma espécie de antena improvisada:

Morador: Boa Noite!

Paolla: Boa Noite!

Morador: Acho que la dentro...pega melhor...

Rogério: Vou lá então...

Morador: Tchau! ( vendo Paolla se distanciar)

Rogério: Paolla?

Paolla:Hum?

Rogério: Espera aqui....vou mandar uns emails...que preciso muito enviar e já falo com você...

Paolla: Tá! ( sentando em um degrau da pequena escada)

Rogério entra para tentar enviar os emails e Paolla fica sentada esperando.

Algum tempo passa e Rogério não aparece, Paolla olha no relógio e percebe que algumas horas ja tinham passado. 

Irritada e cansada de esperar ela resolve partir, ao levantar encontra sua preparadora de elenco:

Andrea: Paolla?

Paolla: Oi...

Andrea: Ta fazendo o que sentada ai, menina?

Paolla: Tava esperando o Rogério...mas já to indo...

Andrea: Esperando o Rogério?

Paolla: Ele falou que ia enviar alguns e-mails e vinha conversar comigo...

Andrea: E por que não espera la dentro?

Paolla: Por que ele falou pra esperar aqui...mas to cansada...então ja vou indo...

Andrea: Cansada? Muitas coisas hoje?

Paolla: Não...é que ja to um tempo aqui...

Andrea: Tempo? Como assim?

Paolla: Faz umas três horas que estou aqui...

Andrea: O queeee? Vou la chamar ele...

Paolla: Nãoooo...não precisa...eu não quero atrapalhar...

Andrea: Atrapalhar o que ? É onze e quarenta o que ele vai ta fazendo?

Paolla: Não precisa...ja vou indo...amanhã vou acordar cedo...combinei uma coisa com um morador aqui e...

Andrea: Tem certeza?

Paolla: Tenho!...Eu não devia ter vindo de qualquer forma...E pelo visto não é tão importante...já que..meio que fui esquecida...( sorrindo sem graça)

Andrea: Paaah!( compadecida)

Paolla: Tá tudo bem...Tchau!

Andrea: Espera...Vou pedir pra alguém te acompanhar...

Paolla: Não precisa...eu quero ficar sozinha...

Andrea: De jeito nenhum...você é uma protagonista da Globo, e eu prezo meu emprego hahaha vai que aparece uma onça e te come...

Paolla: Hahaha...Não precisa...é virando aqui...

Andrea: Paolla...espera...

Paolla: Tchau! ( andando)

Paolla vai até a casa que estava hospedada e Andrea entra e vai logo bater na porta de Rogério:

Rogério: E aí? Tudo certo?

Andrea: Tudo não né...

Rogério: O que foi?

Andrea: Encontrei a Paolla la na varanda...

Rogério: Ah Paolla? Ela não ta hospedada aqui...e ja falei pra ela que to trabalhando...que ideia...

Andrea: Engraçado...trabalhando?

Rogério: É!!!

Andrea: E falou pra ela esperar la fora...por que entao?

Rogério: Puta que pariuuuu...( terminando de abrir a porta em um supetão)...Caralho esqueci...

Andrea: Esqueceu?...Rogérioooo...

Rogério: Vou lá...

Andrea: Não adianta né...ela já foi...

Rogério: Merda!

Andrea: Ela tava muito chateada...com razão...

Rogério: Onde ela esta hospedada? Vou la...

Andrea: Eu não sei...Em alguma casa aqui...

Rogério: Merda!

Andrea: Merda é o que deve ter na sua cabeça...

Rogério: Por que?

Andrea: Rogério...ela é uma protagonista da Globo... Você tem noção de quantas cabeças iam rolar se alguma coisa acontecesse com ela?

Rogério: Ela veio...por que ela quis...

Andrea: Não...ela veio por qie ela te ama...ou amava né...Já pensou se ela é sequestrada, estrupada, morta sei lá...

Rogério: Aaah credo Andrea...até parece que estamos no Afeganistão...

Andrea: Não precisa citar o Afeganistão não...Você mora no Rio de Janeiro...esqueceu? Mas você está em um lugar inospito...que não conhece...não sabe quem são as pessoas...

Rogério: As pessoas aqui são simples...são puras...ligadas a natureza...não fa drama...

Andrea: Ela é sua responsabilidade...

Rogério: Não! Você é minha responsabilidade, o Pedro e todo mundo que foi chamado pra vir pra ca...e está na minha lista...ela não é minja responsabilidade...ela veio por conta própria...assumindo um risco...

Andrea: É...explica isso pra quem paga o salário dela se acontecer alguma coisa...

Rogério: Vou fazer quem liberou ela explicar...

Andrea: Quer saber?

Rogério: O que ?

Andrea: Você é meu amigo...trabalho com você a anos...te admiro e te respeito pra caramba...

Rogério: Obrigado! Eu...

Andrea: Mas você é um babaca...aliás to aqui pensando o que faz as mulheres se apaixonarem por você? 

Rogério: O que ?

Andrea: Ta...ela pode não ser sua responsabilidade como diretor aqui...Se bem que nós dois sabemos que é né...maaas...Então haja com sua responsabilidade de homem...seu idiota...

Rogério: Você me chamou de idiota...

Pedro: Gente o que foi? Saindo do quarto...

Rogério: Nada...um jacaré deve ter mordido a Andrea...hahaha

Andrea: Só to aqui abrindo a mente desse babaca...

Pedro: Hahaha que foi?

Andrea: O nosso amigo ai...deixou a Paolla la fora esperando três horas...aaaah sozinha...

Pedro:  Você fez isso?

Rogério: Caralho...eu esqueci...mandei os emails...foi automatico...fui tomar banho e deitei...

Pedro: Mas que merda...

Andrea: Bom...quer saber Rogério...VocÊ diz não misturar as coisas...mas pra mim..no fundo no fundo...você tá com seu ego ferido porque tomou um rola...

Pedro: Hahahaha...

Andrea: E aí...mesmo achando que não...está misturando as coisas também...Pode ser que você não perceba...mas no fundo...no fundo está...por que se fosse qualquer outra pessoa...sei lá..uma das suas filhas que tivesse vindo aqui..sei que ia ficar incomodado, por que seu trabalho sempre foi um santuário...mas não ia tratar elas desse jeito...

Rogério: Eu não destratei ninguém...eu simplesmente...disse a verdade...Que ela não deveria ter vindo...Ela sabe que odeio...

Andrea: Bom...sabe...e agora sabe mais ainda...mas ela veio até aqui...então quer dizer que te ama...e queria conversar...tentar de novo sei la...Mas agora você estragou tudo...

Rogério: Eu vou falar com ela...

Andrea: Hum! Amigo...só te falo uma coisa...Boa Sorte! ....Ah...e boa noite pra vocês...( entrando na porta do outro lado do pequeno corredor)

Rogério: Andrea ta fazendo um drama mexicano...

Pedro: Mas ela está certa...

Rogério: Você também?

Pedro: Não precisa agir como namorado...nem como diretor...mas pode agir como o Rogério humano que todo mundo conhece...por que ou você estava possuído...aliás melhor usar essa desculpa...ou você foi realmente um babaca...e quer saber? Eu ia curtir se minha mulher fizesse isso...afinal...não trabalho vinte e quatro horas...e ia ser bom ter ela aqui no meu tempo livre...Você teve a oportunidade...To cansadão...vou dormir...

Paolla vira na cama por diversas vezes para pegar no sono, estranhava o silêncio vindo da floresta, as vezes algum som, mas o que tirava mesmo seu sono era seus pensamentos que a afligiam.

Rogério demorou para pegar no sono, escreveu várias mensagens para Paolla, mas devido ao sinal fraco do lugar, elas se quer tinham sido enviadas e recebidas por ela.

Rogério acorda no outro dia, e pergunta a todos no espaço onde tinham combinado de tomar café se tinham visto Paolla. Após várias negativas ele pergunta:

Rogério: Viu a Paolla?

Andrea: Não...por que ?

Rogério: Já perguntei pra todo mundo e ninguém viu ela...

Andrea: É...começa a rezar...eu avisei...

Rogério: Me ajuda achar ela Andrea...por favor...Caralho...( pegando o celular e discando o número de Paolla mais uma vez que só dava caixa postal)

Andrea: Infelizmente eu não posso...vou com a Isis e o Marco lá no rio fazer preparação...Boa Sorte!

Pedro: Que foi?

Rogério: Me ajuda a achar ela!!!

Pedro: Ela quem?

Rogério: A Paolla...

Pedro: Mas agora você quer falar com ela?

Rogério: Cara...ela pode ter sido devorada por algum bicho...sequestrada...assaltada...estrupada...morta...

Pedro: Caraca! Tu ta vendo muita televisão...

Rogério: A Andrea  falou...puta que pariu...ela falou...esse lugar...a gente não conhece...e se arrastaram ela pra mata...Caralho! ( nervoso).

Morador: Bom Dia!

Rogério: Você viu aquela mulher que estava aqui ontem?

Morador: A galega bonita ?

Rogério: Que ?

Pedro: Ela mesmo! Hahahaa

Morador: Foi embora cedinho...

Rogério: Embora?

Morador: Meu amigo levou ela de barco assim que o sol despontou...

Rogério: Ela não ta morta? Nem ferida...Graças a Deus....

Morador : Hahahah ta não senhor...

Pedro: Viu...

Morador: Pediu...pra entregar isso aqui...pra seu Rogério...Quem é?

Rogério: Sou eu...

Morador: O o senhor me desculpa...é que vejo todo mundo chamando o senhor de outra graça...

Pedro: Papinha...

Morador: Isso mesmo...

Rogério: Meu nome é Rogério...

Morador: Óh! Tá aqui o bilhete...( entregando)

Rogério abre o bilhete, o lê e da um soco na mesa de madeira com toalhas coloridas, fazendo um barulho de vidro ao balançar dos copos e talheres.

Bilhete: Estou voltando para o Rio de Janeiro, Atenciosamente : Paolla Oliveira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...