História Um Novo Amor ! - Capítulo 357


Escrita por:

Postado
Categorias Paolla Oliveira
Personagens Paolla Oliveira, Personagens Originais
Tags Atriz, Diretor, Globo, Love, Novela, Paolla Oliveira, Papa10, Papinha, Rio De Janeiro, Rogério Gomes, Romance
Visualizações 242
Palavras 2.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 357 - De quem é a culpa ?


Paolla e Rogério sobem os andares sem ao menos trocarem olhares. 

O elevador para no andar de Rogério, e quando a porta se abre Paolla o chama:

Paolla: Rogério?

Rogério: NÃO! ( segurando a porta do elevador)...Quer conversar? Conversa com qualquer pessoa...com um cachorro, com uma planta...conversa com a parede, mas não comversa comigo..Vai ser fácil cumprir seu pedidomde restrição...por que não quero mesmo olhar pra você....

Paolla: Eu...

sinto...

Rogério: Não me interessa...faz mais de vinte anos...que estou aqui, vinte anos...e essa é a primeira vez que sou chamado por um motivo assim...eu to me sentindo um lixo...satisfeita? Não se preocupa Paolla, acabou! A sua preocupação era essa? Era eu não entender...eu ficar forçando a barra? Não se preocupa...vou facilitar pra você...( saindo andando)

Paolla ofega e desiste de terminar o caminho, voltando para o estacionamento:

Glória: Paolla?

Paolla: Ah! Glória...oi...( limpando as lágrimas por baixo do oculos)

Glória: Tem um tempinho para um café?

Paolla: Tenho...pra você...

Glória: Obrigada!

Paolla e Glória entram novamente e vão até a cafeteria onde conversam:

Glória: Café?

Paolla: Sim...por favor!

Glória: Dois cafés por favor...( falando ao garçom)

Paolla: Obrigada!

Glória: Tudo bem? Você tá bem?

Paolla: Uhuum!

Glória: Paolla...Eu perdi um pedaço da minha alma, por culpa de um homem...ainda que eu ache que não...tenho que perguntar...O Rogério é uma ameaça pra você?

Paolla: Não...

Glória: Você tem...

Paolla: Tenho...absolutamente...o Rogério é a pessoa mais tranquila e doce que conheço

Glória: Desculpa...mas defendo uma causa e ...me preoupei...

Paolla: Ele é uma pessoa boa...muito boa...

Glória: E vocês estão bem?

Paolla: Estamos...e vamos ficar...não se preocupe...a novela ela vai...

Glória: Paolla a novela é importante...mas não mais importante que pessoas...

Paolla: Eu sei...é que...

Glória: É que pra muita gente...novela e pessoas como você são cifras....

Paolla: Sim!

Glória: Pra mim não!!!

Paolla: Que bom!!!Por isso é uma honra trabalhar com você...

Glória: E posso dar minha opinião em relação a isso tudo?

Paolla: Por favor!

Glória: Falta uma conversa aí não falta?

Paolla: É...eu

Glória: Eu vejo duas pessoas que se amam muito...feridas e orgulhosas demais pra dar o braço a torcer...

Paolla: Acabou de verdade mas...

Glória: Até o final dessa novela ainda vou ver vocês rindo disso tudo...Bom preciso ir lá na administração...

Paolla: Obrigada!

Glória: Não por isso querida!

Paolla vai para casa, enquanto Rogério se reune com os demais diretores da novela e a preparadora de elenco para explicar algumas coisas e chama Pedro para uma conversa privada:

Rogério: Aaaah...Andrea você pode ficar também por favor?

Andrea: Claro!

Pedro: Então o que foi?

Rogério: Eu não vou dirigir as cenas da Paolla só as que...

Pedro: Que? 

Andrea: Hã?

Rogério: A assessoria  dela convocou uma reunião informal pra pedir que...

Andrea: Fez o que ? ( chocada)

Pedro: Mas a cena da rodovia...

Rogério: Eu vou nessa...as complexas...eu posso...

Andrea: Hahahaha....aaaahahahah

Rogério: Do que você está rindo?

Andrea: Hahaha eu avisei...

Rogério: Você está dando razão pra ela?

Andrea: Nem pra ela e nem pra você...mas Rogério ela ta magoada...ela está uma leoa de magoada

Rogério: E me expor desse jeito não...

Pedro: Eu falei pra você ir atrás dela...

Rogério: Eu não vou atras de ninguém...Agora muito menos...

Andrea: Ta bom! 

Rogério: Bom...se precisar de uma orientação pra algumas cenas, vocês fazem a ponte...não quero ser advertido

Andrea: Ta hahaha

Pedro: Sem problemas!

Os dias passam rápido e as gravações começam. Paolla quase não via Rogério e nas raras aparições dele em suas cenas não falavam nada, e as orientações sempre eram dadas por intermédio de alguém.

As gravações aconteciam ainda em ritmo lento, mas todos estavam empolgadíssimos com a estreia da novela no próximo ano.

Paolla vai até a sala da direção geral, para dizer que já se sentia mais confortável e pedir desculpas pela situação. Na verdade Paolla sentia falta de Rogério e de escutar sua voz.

O dia de gravação chega ao fim e logo Paolla recebe a mensagem de que gravaria uma externa em uma rodovia do Rio de Janeiro, e por se tratar de uma cena em que envolvia uma produção grande, seria dirigida por Rogério.

Paolla chega em casa e acaricia e corre com os cachorros no jardim. Sobe e encontra a tia no quarto colocando algumas peças de roupa em uma mala:

Paolla: Vai pra São Paulo?

Biga: Não louca...vou pros USA...

Paolla: Nossaaaaaaa já é hoje?

Biga: Amanhã...

Paolla: Hum!

Biga: Que cara é essa?

Paolla: Amanhã tenho uma externa...de manhã...

Biga: Hum...vai sair do estúdio e parar de gravar luta hahaha

Paolla: Hhahaha é...

Biga: Preocupada?Não estudou?

Paolla: Estudei...mas...nada...

Biga: Iiiiiih...o que foi hein?

Paolla: Nada é que essa cena vai ser dirigida pelo Rogério...

Biga: E ?

Paolla: Sei lá...

Biga: Paolla?

Paolla: O que ?

Biga: Passou o que? Quase dois meses?

Paolla: É...

Biga: Você ainda gosta dele né?

Paolla: Não...

Biga: E não sabe nem mentir...

Paolla: Você que ta vendo coisa onde não existe...

Biga: É mesmo? E por que você não sai com suas amigas...vai seguir a vida...encontrar um cara legal...ao invés de ficar treino, casa, estúdio...estúdio...treino e casa?

Paolla: Por que to sem tempo como você pode ver...

Biga: Sem tempo...ou sem vontade de ter alguém...

Paolla: Eu quero ter alguém tá!

Biga: Alguém não né? Você quer ter o Rogério de volta é diferente...

Paolla: Não quero não...

Biga: Sabe o que eu acho?

Paolla: Lá vem...( virando os olhos)

Biga: Primeiro não vira esses olhos pra mim que desviro ele no tapa....

Paolla: Hhahaha...Vem...( levantando as mãos em um gesto do mma)

Biga: Você não é nem louca...

Paolla: Hhahahaha...

Biga: Eu acho que se você ama ele ainda, devia ir atrás dele e conversar...Para de ser orgulhosa...e vai atrás dele...

Paolla: Pra que ? Eu fui pra Manaus e fiquei o que ? Isolada...largada...

Biga: Era outra situação...agora vocês estão com a cabeça fria...conversa com ele Paolla...se ele não estiver mais interessado você vai sofrer, ma vai tocar sua vida...O que não tem cabimento é essa vida morta que você está levando...

Paolla: Eu...fui falar com o Silvio...sobre ele hoje...

Biga: Viu...sabe o que é isso?

Paolla: O que ?

Biga: Amor...Não é que você está resolvida...Você tá é com saudade dele...

Paolla: Eu? Aaaaa arrego em Dona Biga...

Biga: Saudade sim....e deve ta morrendo de saudade do toque...do beijo...daquele te amo no pé do ouvido...

Paolla: Aaaaaaah tiaaaaa....da um tempo vai...( saindo do quarto)

Biga: SAUDADEEEEEEEE!!! ( gritando e vendo ela ir para o quarto)

Paolla se joga na cama e fica um tempo olhando para o teto pensando em sua vida. Rogério chega na casa da mãe para visita-la e é recebido pela irmã:

Verônica: De novo?

Rogério: De novo o que ? Boa Noite né? Não posso vir aqui...

Verônica: Não é isso...de novo aqui...sem a Paolla...ela não está trabalhando está sendo escravizada...

Rogério: Ela não...

Verônica: Oooo maninho...

Rogério: O que ?

Verônica: Entra...senta e vai logo falando o que aconteceu...você vivia grudado com ela...agora faz um tempão que vem aqui...e fica ela ta trabalhando...ela ta trabalhando...

Rogério: Mas ela está trabalhando..

Verônica: Trabalhando ela está...mas também não está com você...

Rogério: Hum?

Verônica: Oh Rogério você acha que sou idiota?

Rogério: Não!

Verônica: E aí? Não vai lutar por ela?

Rogério: Mas do que você está falando?

Verônica: To falando do fato de vocês estarem enrolando que eu sei...ela me falou...

Rogério: Ela te falou? ( espantado)

Verônica: Não é que ela me faloooooou...mas depois de quinze dias sem aparecer...você vindo quase todos os dias...aí ela me mandou mensagem perguntando da mamãe eu fiz a suposição...

Rogério: Ela te mandou mensagem?

Verônica: Toda semana...nas últimas quatro semanas...

Rogério: Pra que ?

Verônica: Pra saber da mamãe...se ela tava bem...

Rogério: Hum!

Verônica: Por que você não me falou?

Rogério: Ah! Sei lá...esqueci...

Verônica: Esqueceu? Esqueceu de falar pra sua irmã que você não namora mais a moça que fazia seus olhos brilharem?

Rogério: Olhos brilharem! ( resmungando)

Verônica: Você gosta dela?

Rogério: Oooh...a mãe ta acordada?

Verônica: Não...ta tarde...ela jantou...e dormiu...

Rogério: Hum...e a pequena...

Verônica: Foi dormir na casa de uma amiga...

Rogério: Ah!

Verônica: Não tenta escapar...da conversa...

Rogério: Não estou tentando escapar de nada...

Verônica: Rogério?

Rogério: O que ?

Verônica: Você sempre foi o conquistador...mas ela mexeu com você...você mudou...você tava mais relaxado até...

Rogério: Eu nunca fui travado...pra estar relaxado...

Verônica: Nunca foi travado...mas também nunca foi tão tão relaxado como estava com ela...sorrindo...brincando...feliz...eu te via feliz de um jeito que nunca tinha te visto ....não que você não fosse feliz...mas você estava feliz de um jeito diferente...

Rogério: E daí?

Verônica: E daí que você vai jogar isso no lixo? A chance de ser feliz assim pra sempre?

Rogério: Pra sempre! ( resmungando)....Só pra sua informação...ela que terminou comigo...

Verônica: Engraçado...você não fez o mesmo...o que ? Duas vezes ?

Rogério: É diferente!

Verônica: Por que ? Porque você pode e ela não?

Rogério: Ela não entende é imatura, quer as coisas do jeito dela sempre e ...

Verônica: Rogério! Olha pra você...Imatura? É talvez ela possa ser...você namora uma “menina” ela podia ser sua filha...e só pra lembrar você também já foi assim...Todo mundo amadurece, aprende...e aprende errando tá...Posso falar? Se ela ainda é imatura...a culpa é sua...Por que se ela errou...Você tinha que ter dado a chance dela amadurecer...e o Que você fez? Terminou com ela...e agora reclama...

Rogério: Hum! Minha culpa...( resmungando)

Verônica: O problema...de vocês homens é que não podemos ter uma crise...que somos imaturas, psicóticas, loucas, chatas...E para de resmungar...

Rogério: Ela era minha namorada...não era minha aluna...

Verônica: Não sei o que te possuiu, mas tem que ser exorcizado...Realmente ela não era sua aluna...Mas você já passou por coisas que ela não passou...você tinha que ser ciente disso...Ela vai errar Rogério...assim como você já errou...e você não pode culpar ela por isso...você já passou por isso...e era você errando...

Rogério: Tá...mas agora também já era...

Verônica: Já era? Como assim? Você não ama mais ela?

Rogério: Amar? To tratando de esquecer ela...como vou amar alguém que não me quer...Que foi na direção geral pra falar que não me queria por perto pra conseguir me esquecer...

Verônica: Ela fez isso? A Paolla? ( surpresa)

Rogério: Fez...eu fui exposto...eu fui...na frente da Glória...do Silvio...

Verônica: E você fez o que ?

Rogério: O que eu fiz...eu to gravando faz quinze dias e deleguei outra pessoas pras cenas dela...ela quer assim...eu que não vou me prejudicar por causa...

Verônica: Não...o que você fez antes?

Rogério: O que te faz pensar que fiz algo antes...

Verônica: Rogério...eu trabalhei com a Paolla...não diretamente...todo dia...o tempo todo...mas já trabalhei...ela é elogiada pela dedicação, por ser pontual, profissional, ser um doce...não tem ninguém que já tenha trabalhado com ela que não a elogie...então se ela chegou nesse limite da razão...é por que alguma coisa aconteceu...Você maltratou ela?

Rogério: Você tá loucaaaa...eu jamais faria isso com ela ou qualquer pessoa...

Verônica: Eu sei...mas sei lá...as vezes nervoso...desculpa...

Rogério: Nunca mais ache isso de mim de novo...eu sou pai de duas mulheres...eu arrebentaria o...

Verônica: Tá...mas pra ela fazer isso ela devia estar muito magoada...então o que houve?

Rogério: Nada...É..

Verônica: É o que ?

Rogério: Tivemos um lance em Manaus...

Verônica: Ela foi pra Manaus? ( espantada)

Rogério: Foi lá atrás de mim...

Verônica: Fazer o que ?

Rogério: Pois é...sabe que eu to trabalhando...que eu detesto misturar as coisas e vai atrás de mim..

Verônica: Mas ela foi por que ? Tava com ciúmes? Tava preocupada...por que ?

Rogério: Queria conversar...

Verônica: Conversar ?

Rogério: É...

Verônica: Vocês tinham brigado?

Rogério: Tinhamos..ela tinha terminado comigo...estavamos meio enrolados...tivemos uma recaída...e eu falei que queria conversar com ela...

Verôncia: Mas se você queria conversar com ela...

Rogério: Queria...antes de viajar...mandei mensagem pra ela...ela me respondeu?

Verônica: As vezes ela não viu...ou não teve tempo...

Rogério: Ela viu...ela só não respondeu...por que não quis...por que vive colada no celular...

Verônica: Você também vive colado no celular...Vai me dizer que nunca visualizou uma mensagem e sem querer se distraiu e esqueceu de responder?

Rogério: Já...mas...

Verônica: Você sabe se não aconteceu isso...ou outra coisa que ela não pode responder sua mensagem?

Rogério: Não...eu...

Verônica: Então...Rogério essa menina saiu daqui e foi atrás de você em Manaus...se acha que se ela não te amasse...se ela não quisesse tentar...ooooou até admitir que estava errada....né...por que a pessoa que acha que está certa não ia sair daqui e ir se enfiar naquele fim de mundo pra falar pra você deixar ela em paz...

Rogério: Hum!

Verônica: Vocês brigaram lá em Manaus?

Rogério: Não...eu só falei que ela não devia ter ido...

Verônica: Aff Rogério...você nem conversou com ela?:

Rogério: Eu ia conversar....

Verônica: Ia?

Rogério: Esqueci dela...

Verônica: Como assim você esqueceu dela?

Rogério: Aaaah...estraguei tudo..mas agora...fazer o que...ela não quer mais...

Verônica: Então fala isso pra ela...fala que estragou tudo...engole esse orgulho...Rogério seja feliz maninho...

Rogério termina de conversar com sua irmã, da um beijo na mãe que ainda dormia e vai embora. Chega em casa e fica pensando em tudo o que tinha acontecido e no dia de gravação que tinha a seguir. De quem era culpa por tudo o que estava acontecendo com eles?


Notas Finais


Hoje eu estou o que ? BOAZINHA hahahaha minha chefe saiu...Não tenho livro pra ler, nem traduzir, nem editar....Fiz e estou fazendo o que ? Escrevendo hahahhah


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...