História Um novo amor nas férias - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Sween Swanqueen Swanmills
Visualizações 46
Palavras 1.620
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 4 - Capitulo 4


Fanfic / Fanfiction Um novo amor nas férias - Capítulo 4 - Capitulo 4

Regina

Entrei no quarto do Henry e me assustei quando vi a Emma dormindo na cama dele e ele encolhido no corpo dela, como ele costumava fazer comigo, quando tinha pesadelos.Eu podia me acostumar com essa cena...Pensei.Fui até a cama, e me sentei do lado onde o Henry estava.Depositei um beijo na sua testa e ele começou a se mexer.

- só ele ganha beijinho?

-Oi, o que aconteceu, pq você tá aqui?

-Bom dia

-Me desculpa, bom dia Emma.Dei um beijo na sua testa.

-Ele teve um pesadelo e estava chorando aí eu escutei e vim ver, acabei pegando no sono.

-Obrigada Emma, mas você podia ter me chamado

-Tudo bem, não tem problema.

- Sou uma péssima mãe, meu filho tem um pesadelo e eu nem escuto, eu estava tão cansada.

Ei, você é uma ótima mãe, não diga isso

Ela levou a mão no meu queixo e levantou minha cabeça.

- você com certeza seria uma ótima mãe para os meu filhos.

Disse isso e abriu um lindo sorriso.

- Mamãe eu sonhei que você me abandonou.

- Não meu amor, a mamãe tá aqui, jamais vai te deixar, me desculpa eu não vim aqui de madrugada

- Tudo bem, a Emma me salvou.

Sorriu para ela, e ela devolveu o mesmo sorriso

Que cena mais linda .Pensei...

 

Todos levantamos e fizemos nossa higiene.Preparei algumas panquequas para o café da manha. Café puro para mim  e Emma e Henry por incrível que parece , tem o mesmo gosto, chocolate quente com canela. - Não sei como vocês conseguem tomar isso.Eles me olharam com cara de indignados, e depois sorriram.

-Eu queria caminhar na floresta, alguém me acompanha? -Nenhum deles me olhavam nos olhos. Já vi que vou ter que ir sozinha né? Então vocês lavam a louça do café.

-Tchau

...

Emma

Henry é um garoto tão legal, nem vejo a hora passar quando estamos Agora estamos na sala jogando vídeo game, e a Regina foi caminhar. Perguntei como quem não quer nada.

Porque o namorado da sua mãe não veio com vocês?-Precisava ter certeza que o caminho estava livre.

- Se vc quer saber se ela é solteira era só perguntar Emma.

Garoto esperto,pensei. Corei na hora.

- A mamãe não namora.

Por que será  que ela não namora?

Acho que ela precisa encontrar alguém especial, que nem no seu livro, alguém que ela ame de verdade.

-Entendi.

-Por que você está interessada?

Engasguei com a minha própria saliva-Nada, só curiosidade.

Hum sei- disse sarcástico Eu vi como você olha para ela.

-Mas o que você pensa da sua mãe namorando outra mulher.

-Olha Emma, eu quero que a mamãe seja feliz.Ela merece!

-Você é um garoto muito esperto Henry

-Eu sei- e sorri.

E modesto também.

Caímos na risada.

-Bom, vamos parar com esse vídeo game.-Vamos lá no quintal tomar um banho de mangueira?

-Sério??

-Sim.

-Tabom vou por um shorts

-Não demora

Ele subiu as escadas correndo e logo voltou, o calor estava demais.Fomos para o quintal dos fundos. Então começamos a nos molhor, eu jogava água nele com a mangueira, ele começou a encher um balde e quando menos eu esperei ele jogou todo em mim. Quando ouvimos a Regina chegando, combinamos de molhar ela também.Ele encheu o balde de água e ficamos escondidos. Assim que a Regina passou pela porta, ele jogou a água, molhando-a da cabeça aos pés.

-HENRY DANIEL MIILS !!!

Ele me olhou e disse , estamos encrencados.Caímos na gargalhada.

- Mamãe foi ideia da Emma!

-Nossa garoto, como você entrega me entrega fácil assim?

Ele sorriu...Então ela pegou a mangueira e disparou uma jato de água no meu rosto, e depois no Henry. E ali começamos uma brincadeira, muito legal.Quando já estávamos cansados, eu e ele sentamos na escadinha que tinha pra varanda, e a Regina começou a molhar a si mesmo. E que visão era aquela.  Ela estava usando uma calça legging, um top cinza e uma regata, mas com a nossa brincadeira ela tirou a regata e ficou apenas de top e com a calça. A água descia pelo seu corpo, desenhando as suas curvas. Eu nunca tinha visto algo como aquilo.Eu fui no céu e voltei. Então Henry me tirou dos meus devaneios...

-Para de babar Emma.

-Não dá garoto

E eu não consegui tirar os olhos daquela beldade a minha frente. Resolvi tomar um banho, e a cena de Regina se molhando com aquela mangueira, me deixou em um estado que eu tive que me aliviar no chuveiro. Imaginei tocando aqueles lábios, aqueles seios, e aquela bunda.. E que bunda. Me derramei em pouco minutos, eu nunca tinha  ficado naquele estado. Sai do chuveiro e me deitei na cama,sem vestir as roupas,  começei a encarar o teto e acabei cochilando...

 

Regina

Entrei no quarto do Henry e me assustei quando vi a Emma dormindo na cama dele e ele encolhido no corpo dela, como ele costumava fazer comigo, quando tinha pesadelos.Eu podia me acostumar com essa cena...Pensei.Fui até a cama, e me sentei do lado onde o Henry estava.Depositei um beijo na sua testa e ele começou a se mecher.

- só ele ganha beijinho?

-Oi, o que aconteceu, pq você tá aqui?

-Bom dia

-Me desculpa, bom dia Emma.Dei um beijo na sua testa.

-Ele teve um pesadelo e estava chorando aí eu escutei e vim ver, acabei pegando no sono.

-Obrigada Emma, mas você podia ter me chamado

-Tudo bem, não tem problema.

- Sou uma péssima mãe, meu filho tem um pesadelo e eu nem escuto, eu estava tão cansada.

Ei, você é uma ótima mãe, não diga isso

Ela levou a mão no meu queixo e levantou minha cabeça.

- você com certeza seria uma ótima mãe para os meu filhos.

Disse isso e abriu um lindo sorriso.

- Mamãe eu sonhei que você me abandonou.

- Não meu amor, a mamãe tá aqui, jamais vai te deixar, me desculpa eu não vim aqui de madrugada

- Tudo bem, a Emma me salvou.

Sorriu para ela, e ela devolveu o mesmo sorriso

Que cena mais linda .Pensei...

 

Todos levantamos e fizemos nossa higiene.Preparei algumas panquequas para o café da manha. Café puro para mim  e Emma e Henry por incrível que parece , tem o mesmo gosto, chocolate quente com canela. - Não sei como vocês conseguem tomar isso.Eles me olharam com cara de indignados, e depois sorriram.

-Eu queria caminhar na floresta, alguém me acompanha? -Nenhum deles me olhavam nos olhos. Já vi que vou ter que ir sozinha né? Então vocês lavam a louça do café.

-Tchau

...

Emma

Henry é um garoto tão legal, nem vejo a hora passar quando estamos Agora estamos na sala jogando vídeo game, e a Regina foi caminhar. Perguntei como quem não quer nada.

Porque o namorado da sua mãe não veio com vocês?-Precisava ter certeza que o caminho estava livre.

- Se vc quer saber se ela é solteira era só perguntar Emma.

Garoto esperto,pensei. Corei na hora.

- A mamãe não namora.

Por que será  que ela não namora?

Acho que ela precisa encontrar alguém especial, que nem no seu livro, alguém que ela ame de verdade.

-Entendi.

-Por que você está interessada?

Engasguei com a minha própria saliva-Nada, só curiosidade.

Hum sei- disse sarcástico Eu vi como você olha para ela.

-Mas o que você pensa da sua mãe namorando outra mulher.

-Olha Emma, eu quero que a mamãe seja feliz.Ela merece!

-Você é um garoto muito esperto Henry

-Eu sei- e sorri.

E modesto também.

Caímos na risada.

-Bom, vamos parar com esse vídeo game.-Vamos lá no quintal tomar um banho de mangueira?

-Sério??

-Sim.

-Tabom vou por um shorts

-Não demora

Ele subiu as escadas correndo e logo voltou, o calor estava demais.Fomos para o quintal dos fundos. Então começamos a nos molhar, eu jogava água nele com a mangueira, ele começou a encher um balde e quando menos eu esperei ele jogou todo em mim. Quando ouvimos a Regina chegando, combinamos de molhar ela também.Ele encheu o balde de água e ficamos escondidos. Assim que a Regina passou pela porta, ele jogou a água, molhando-a da cabeça aos pés.

-HENRY DANIEL MIILS !!!

Ele me olhou e disse , estamos encrencados.Caímos na gargalhada.

- Mamãe foi ideia da Emma!

-Nossa garoto, como você entrega me entrega fácil assim?

Ele sorriu...Então ela pegou a mangueira e disparou uma jato de água no meu rosto, e depois no Henry. E ali começamos uma brincadeira, muito legal.Quando já estávamos cansados, eu e ele sentamos na escadinha que tinha pra varanda, e a Regina começou a molhar a si mesmo. E que visão era aquela.  Ela estava usando uma calça legging, um top cinza e uma regata, mas com a nossa brincadeira ela tirou a regata e ficou apenas de top e com a calça. A água descia pelo seu corpo, desenhando as suas curvas. Eu nunca tinha visto algo como aquilo.Eu fui no céu e voltei. Então Henry me tirou dos meus devaneios...

-Para de babar Emma.

-Não dá garoto

E eu não consegui tirar os olhos daquela beldade a minha frente. Resolvi tomar um banho, e a cena de Regina se molhando com aquela mangueira, me deixou em um estado que eu tive que me aliviar no chuveiro. Imaginei tocando aqueles lábios, aqueles seios, e aquela bunda.. E que bunda. Me derramei em pouco minutos, eu nunca tinha  ficado naquele estado. Sai do chuveiro e me deitei na cama,sem vestir as roupas,  comecei a encarar o teto e acabei cochilando...

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...