1. Spirit Fanfics >
  2. Um Novo Bravo Mundo >
  3. Mundo perdido

História Um Novo Bravo Mundo - Capítulo 14


Escrita por: e gigan-1972


Notas do Autor


Bom aqui está mais um ep minha gente
Depois de tanto tempo que estive fora
e esse sera bem quente ,bom em frente ao show

Capítulo 14 - Mundo perdido


Fanfic / Fanfiction Um Novo Bravo Mundo - Capítulo 14 - Mundo perdido

Kali Pov´s

Após termos recebido aquele ataque de lança bem em nossa frente, além de ter visto aquelas figuras peludas de cor albina a rodear chamadas Yeti, percebi que não iria ser fácil achar aquela arma daquele réptil ancião.

— O que querem aqui no território de meu povo? — Ordenou a tal Yeti seria com um olhar em parte hostil, onde já percebi ser uma fêmea — Fale agora suas intenções ou vamos executar todos você por essa invasão.

— Espera! Não precisa agora assim com violência, não viemos aqui para isso. — Falou Roma entrando no meio na conversa em direção ele — Então, por favor poderia baixar suas armas?

— Hora não nos peça para fazer nada, vocês invadiram nosso território com aquele monstro negro gigante, fale agora suas verdearias intenções? — Devolveu irritado um Yeti masculino encarrando agente.

— Ei! Melhor calar sua boca seu idiota da neve, meu companheiro não está mentido. — Devolveu a Indra incomoda com a acusação do Yeti.

— Hora sua elefanta, melhor segurar sua língua ou nós vamos matar você junto, esse ser e a tigresa agora. — Gritou o Macho mostrando um ar de hostil, onde parecia que uma briga a estava acontecer.

Após essa toca de provocação, eu acabei pelo então tomar uma iniciativa pra que essa situação não terminasse em um banho de sangue de nos três.

— Espere todo por favor! O que ele diz é verdade, estamos em busca por um item perigoso que pode destruir o lar de você o mundo ainda por cima. — Falei seria encarrando aqueles primatas de cor albina — Mas se não confiam em mim, olhem nos meus olhos para ver se estou dizendo verdade.

— Após eu dizer isso, os Yetis ficaram se olhar entre si como que se debatessem entre si, já Roma nesse tempo acabou falar baixo no meu ouvido.

— Kali, tem certeza disso? — Perguntou ele demostrando uma certa preocupação de vista.

— Tenho Roma confia em mim agora! — Afirmei para ele com confiança no que estou fazer — Eu vou ajudar agora.

Ele assentiu para mim, enquanto Indra ainda fica ao olhar os Yetis que estava a conversar entre si mais um pouco até que a fêmea que está sem uma lança, venho para baixo e se aproximou devagar de mim me encarrando nos olhos seria mente até por fim dar um suspiro virar em direção resto do grupo.

— A felina albina fala a verdade. — Afirmou a Yeti feminina ao resto do bando.

— Mas Yuki, como vamos saber se eles não são mesmo uma ameaça, nós? E aquele monstro negro que está nas planícies? — Exclamou outro guerreiro ainda demonstrando desconfiança conosco.

— Você está falando do cruzador, ele é meu veículo e não um ser vivo, ele serve apenas para explorar terrenos e também é minha casa. — Falou Roma encarando os guerreiros e em especial a fêmea — Mas se deixarem a gente passara fazer o que vim, iremos ir embora daqui.

— Isso você vai ter que ver com nossos venham com a gente todos agora! — Ordenou a Yeti feminina para nós três — E vamos logo que uma tempestade neve pode vir em breve.

— Está bem. — Concordamos nos três junto indo por seguir ela, afinal não havia outra opção pelo visto.

Durante o caminho estava, eu fiquei ao lado de Roma querendo falar alguma coisa com ele sobre os meus sentimentos que ficaram ainda mais fortes, nesse tempo junto, mas por causa da situação optei ficar em silêncio esperando hora certa para saber se ele sente o mesmo por mim.

— Mandou bem felina. — Falou Indra dando um leve sorrindo no canta da boca.

— Não tem de que elefanta. — Agradeci para ela sentido certa satisfação com isso.

— Kali, como você conseguiu fazê-la acreditar nas suas palavras? — Perguntou ele em seguida para mim.

— Pelo visto você não conhece esse costume na minha região e entre outras espécies, não é Roma? Mas me deixa explicar, quando se olha direto nos olhos de outra indivíduos entre as espécies pode se notar que não está mentido, pois, só quem diz a verdade não desvia o seu olhar. — Expliquei simples para ele — a sua mãe nunca ensinou isso a você?

— Hum! Interessante isso que falou, realmente salvou as nossas vidas! — Falou ele em seguida feliz — E eu só ouvi falar uma vez.

— Hum! Entendi Roma… Mas acho melhor ficamos em silêncio por agora. — Aconselhei para ele, onde encontrei a minha cauda no pulso dele devagar o fazendo ficar corado — E vamos ficar perto, está muito frio por aqui.

— Kali. — Disse primata pelado muito corado vermelho com isso, onde apenas apertei um pouco a minha causa.

— Vamos apenas ficar em silêncio agora. — Falei dando uma risadinha boa, não querendo estragar essa situação.

Quebra de tempo

Roma pov`s

Depois de andar acho uns de minutos com os Yetis pela floresta nevada, eu e as minhas duas companheiras Furrys acabamos por chegar numa encontra de montanha, de onde vi uma sériede caverna onde, eu impressione-me ao ver nada mais qual algumas dezenas de Yetis se reunido ao sair das cavernas que certamente são suas casas, fora muito impressionante de se ver.

Mas tive que tirar a minha atenção do lugar por causa da Yeti chamada Yuki aparou próxima de um macho da própria espécie bem mais velho, onde notei este um ser meia-idade, próximo dos sessenta, junto dele estão alguns Guardas armados de lanças que Yuki acabou por ajoelhar junto aos demais guerreiros.

— Yuki, quem são esses três estanhos? — Perguntou o Yeti mais velho em direção a ela.

— Grande líder, eu e o meu grupo esteve a monitorar o monstro escuro da planície e esses três seres além ser deles, onde disseram estar numa busca por um item que eles querem e está em Shangri-la. — Explicou a Yeti mostrando calma em relação mais, velho.

— “Shangri-la, espera é um lugar fictício do Romance de Lost Horizon” — Exclamei em pensamento ao ouvir essa informação.

— Roma, olhar para frente. — Falou Indra pouco me tirando dos meus pensamentos.

Quando ela chamou a minha atenção pode ver que o líder Yeti se aproximou e mim e especial ficou-me a olhar durante alguns segundos antes de novamente comer abri a boca?

— Hum! Nunca vi outro primata igual você antes, diga-me por acaso de onde você vem jovem? — Falou o líder deles, na minha direção.

— Como posso dizer, eu apenas vi de muito longe senhor. — Resumi para ele, afinal nem sei como reagira se se soube que eu vim de outro mundo — Mas com todo respeito quero pedir a sua permissão entrar em Shangri-la, esse item que estou procurando realmente pode ser muito perigo para onde moram.

Pouco após ter pedido isso, o Yeti começou a olhar-me direto nos olhos me assustando um pouco até que de repente acabei por ver umas sombras passarem por cima de nós rápidos e quando olho para cima, eu e as minhas duas garotas tivemos uma grande surpresa ao ver o que era que sobrevoava as nossas cabeças.

— Abutres-barbudos? — Exclamou a Indra olhando fixamente ao céu.

— Mas, o que deu nele para estarem aqui tão cedo na aldeia? — Perguntou um guerreiro Yeti surpreendido com isso.

— Não sei! Mas agora que estou vendo o líder deles, acho que coisa boa não vem daí! — Afirmou a Yuki com um olhar apreensivo olhar aqueles furrys alados.

Aí ver aquela cena toda, novamente fiquei com a minha mente como parada no tempo, então existem furrys que não mamíferos nesse mundo, a minha mente lutava para processar isso, afinal nem passava por minha cabeça ainda que alguma espécie ave poderia ter condição ainda de evoluir, entanto tinha que aceitar isso e expandir os meus horizontes, pois certamente pode haver muitos povos de espécies diferentes, agora que os troodons e Dinos sumiram da terra, pouco após pensar isso, os abutres-barbudos acabaram por descer para baixo no chão e pude perceber que o líder deles parecia ser o mais forte com algumas cicatrizes lutas passadas pelo visto no peito e uma asa esquerda, mostrando que ele passou muita coisa para estar aí.

— Son! O que ouve para vir aqui com os seus guerreiros a minha vila? — Perguntou o Yeti líder sério com o que estava a acontecer aqui.

— Kabir! Uma coisa está a acontecer próximo da minha área da minha tribo… um temor de terra forte está a acontecer! — Respondeu o Abutre sério ao líder dos Yetis — E temo que isso possa afetar até o seu povo.

— Um temor? Pelos deuses, por que isso está acontecendo? — Perguntou o Yeti líder realmente mostrando temor e preocupação na sua voz.

— Será que é o destruidor de átomos que está a causar isso? — Perguntei na minha mente com essas novas informações.

Pouco após ele dizer isso, o Abutre Son notou-me e foi para perto me olhar como se fosse algo de outro mundo me fazendo até me sentir desconfortável, afinal todo Furry que me viu chamou-me de macaco pelado ou depenado.

— O que está fazendo longe da sua casa, primata pelado? — Perguntou um ele olhando-me cheio de dúvidas.

— Ah! O senhor está falando comigo? — Perguntei ainda sentido a minha mente paralisar por causa da pergunto.

— Por acaso você tem problema na audição? Sim eu estou falando com você, o que está fazendo longe do seu lar de nascimento? — Repetiu ele muito retórico.

Depois dele feito essa pergunta minha cabeça como que explodiu em mil pedaços, existem humanos nesse universo então?

— Eu nem sei explicar como isso foi possível, mas apenas acordei numa praia próxima à aldeia da Indra a algumas semanas, senhor! — Expliquei para ele ainda atônico e ansioso para saber mais sobre os humanos que podem existir — Mas você sabe onde estão os demais membros da minha espécie, senhor?

— Infelizmente não jovem! Apenas ouvi boatos do meu povo recebeu de alguns corvos e macacos langur viajantes, eles dizem ter ouvido de polvos, golfinhos e outros habitantes do mar que uma espécie de ilha ou território onde vivem membros da sua espécie! — Explicou ele direto e firme na sua voz.

— Entendi senhor! Realmente isso impressiona-me saber da existência da minha espécie! — Falei para ele ainda processando as informações sobre a existência de humanos numa ilha, entanto tinha que pensar primeiro na minha missão — Mas em fim, voltando ao assunto principal, eu preciso entrar em Shangai-lá para pegar o item, tudo bem, garanto que após isso irei partir o mais breve possível.

Após fazer essa perguntar o Kabir encarou-me de frente, onde o Sun apenas se afastou logo dando espaço.

— Hum! Forasteiro, vejo nas suas palavras a verdade, já que está nessa busca por esse tal item, pode prosseguir por minhas terras até Shangai-lá. — Falou ele calma, mas pude ver que a preocupação nessa — Mas devo avisar, aquelas terras a muito perigoso e apenas nos Yetis sabemos como andar por lá, por isso algum de nós deve ajudar você nessa busca.

— O que? Precisamos de um guia para chegar lar? — Exclamou a Indra agora com essa informação.

— Parece que sim, vamos ter que ter uma ajuda nessa busca, afinal de contas eles conhecem essa região melhor que todos nós! — Falou a Kali com certa preocupação com essa situação — O problema e quem vai ajudar a gente?

Após ela fazer essa pergunta acabei por olhar um pouco a Yuki que ainda está ouvir a nossa conversa, fiquei a reparar que ela se mostrava ser muito bonita e atraente até que por fim dar um suspiro fundo.

— Eu acompanharei vocês, mas acho melhor nos preparar. — Falou ela em seguida, onde percebi que olhava para o céu que estava formar algumas nuvens — Porque, logo pode vir uma tempestade de neve atrapalhar tudo.

— Tudo bem, vamos então! — Concordei com isso, afinal percebi que busca tinha que ser feito quanto ante possível

 

Quebra de tempo

Após recebemos a permissão do Roshi, eu, as minhas garotas e Yuki acabamos pegando alguns equipamentos como facas afiadas de pedra, lanças e eu peguei um escudo de madeira forte nas cordas e antes de partir acompanhado por alguns, guardas até entrada de Shangai-lá, onde já percebei que seria mais complicado que a aldeia dos tigres pelo visto.

— Boa sorte, Yuki que os deuses ajudem nessa busca. — Falou um dos guardas para ela.

— Obrigado, voltaremos o mais rápido possível. — Garantiu ela em seguida para o guarda.

— Nesse tempo eu esteve falar com as minhas duas meninas, nunca canto mais afastado para ficamos a sós.

— Kali, Indra vamos ficar unidos certo, não quero que nada aconteça as duas. — Falei em seguido preocupado com segurança delas.

— Está bem Roma, eu também percebi que pode ser difícil, mas vamos nos esforçar. — Prometeu a minha amante e ao pegar na minha mão.

— Roma, pode contar comigo, mas queria falar uma coisa antes de irmos a nossa missão está bem? — pediu a tigresa para mim muito vermelha.

Pouco após ela ter feito essa pergunta, eu percebi que Indra estava olhar ela um pouco, após dar uma rápida pisca para mim ao se aproximar.

— Roma, vou deixar você fala rum pouco com listrada, estou ali próxima espera viu. — Falou ela, onde depois beijou-me de leve onde outra fique por alguns segundo junto — Depois a gente aproveitar mais um tempo juntos, amor.

— Está bem, a minha princesa selvagem. — disse para ela, onde acariciei o seu belo rosto, antes dela sorrir e se afastar deixando a Kali ali no canto afastado para me fim conversar

— E o que seria Kali? — Perguntei em parte vermelho, sentido certo sensação forte no meu coração igual quando Indra falou os seus sentimentos por mim.

— Bom eu… eu queria dizer o motivo que me juntei além de querer ajudar salvar esse mundo, Roma eu… estou apaixonada por… por você. — Falou ela com a voz, receio na sua voz com certa fraqueza com isso.

— O que? Você… Você realmente… está falando isso… sério? — Exclamei senti outra vez o meu coração bater rápido com essa informação, ordenado esperava por ouvir isso.

Ela sem falar mais nada se aproximou de mim em colou os seus dois braços no meu pescoço ficando com o seu nariz felpudo próximo ao meu.

— Sei que deve estar confuso de entender isso, mas… mas eu não estou mentido, eu realmente estou atraído por você… eu quero estar junto de você igual com a Indra. — Falou ela muito corada onde está a aproximar os seus lábios vermelho e quentes. — Apenas não me rejeitei, eu não consigo mais pensar em ter outro.

— Kali… você realmente… — eu nem pude falar mais nada

Ela apenas sorriu leve antes de aproximar a sua boca da minha, eu acabei por sentir meu coração bater mais forte ao sentir o corpo quente, macio e peludo dela, as suas belas, orbes verdes como reluzentes e o seu rosto belo igual uma princesa, senti a sua respiração calma, senti as nossas bocas se aproximar lentamente, onde acabei por sentir os seus lábios quentes tocarem nos meus por alguns segundos, naquele momento senti o coração dela bater muito forte pro estar sendo correspondido por ela vice-versa, entanto acabei por nos superar quando ouvir Yuki chamar.

— Pelos deuses! Você, aquela é amante dessa duas? — Exclamou ela surpresa com isso em parte vermelha- Por essa eu não esperava.

— Ah! Bem… Eu…Ela… — Nem sei o que dizer nessa situação em parte constrangedora.

— Bom deixando isso de lado, melhor irmos agora mesmo, quero logo voltar a minha aldeia. — Disse ela mudando de assunto e vira as costas, onde notei qual parecia ainda estar ainda assentindo isso…

— Roma… obrigado por isso. — Falou essa bela felina, sorrindo muito boba antes de ri para frente apressada balançando a sua cauda de emoção — Vamos indo, a busca ter que vir primeiro depois.

 Eu nem respondi anda aquela beleza felina onde quando fomos andando, pois, essa após saber disso, mil coisas passavam por minha cabeça por causa da primeira vez que a viela estava se quando ela me raptou, salvei a sua vida e o seu povo da escravidão piro da morte, realmente a minha mão tinha razão muita coisa deve agarrar eu ainda, mas agora que admite estar mesmo apaixonar por duas Furry sexy e não tem como eu voltar o meu mundo, eu vou e aceitar isso, afinal consegui o amor delas vou agora vou aproveitar estar com essas duas beldades animais.

Indra pov’s

Após termos todo, entrado nesse lugar que esses primatas da neve chamam onde Shangi-la, percebi o clima está quente e a luz do sol entrava por grande fresta acima no teto alto do lugar que fazia lembrar uma caverna, era algo muito impressionante de se ver.

 — Meu Deus! Que lindo isso! — Falou Roma impressionado com isso.

— Verdade! isso até parece com algumas lendas do meu povo. —Comentou Kali olhando lugar muito fascinado com isso.

— Hum! Verdade nunca pensei que iria existir um mundo assim. — Falei maravilhada como lugar que parecia um paraíso divino.

— Realmente vocês têm a razão, Shangi-la realmente muito linda, mas esconde perigos por aqui, melhor ficarem atentos. — Avisou Yuki para todos e aponta pra um caminho de terra a frente. — Vamos temos uma busca para fazer, então apresem o passo.

— Está bem. — Concordamos nos ter em seguida

Quando ficamos a olhar um pouco, percebi que o clima já mudado onde está quente, onde tiramos as nossas eles de unicórnio da neve a deixando numa fenda de terra tapada por uma rocha marca para identificarmos, fomos junto disso notei que a Kali já tinha beijado o meu amante, por um lado estava onde estava próxima do Roma, eu acabei por sentir uma certa pontada de ciúme mesmo sabendo que ele disse mim antes ser verdade, onde fui pegar na mão dele que percebeu rápido deixando mapa com a Kali e indo para o meu lado, enquanto estava a descansar um pouco, depois andar por uma trilha de mata grande.

— Indra… Você está bem. — perguntou ele demonstrada preocupação.

— Estou Roma, mas bem eu… eu… queria saber uma coisa você A…Kali…Kali…

 Nem terminei de fazer essa pergunta, me ele acabou por ficar corado e olhou pouco para o lado, isso já cofiava que pensava…

— Não estou furiosa com você ou algo do tipo se pensar assim, mas queria saber, você e ela se…

— Sim Indra, a Kali falou dos sentimentos dela… Para mim. — Afirmou o meu amante direto mim — Mas vamos deixar isso de lado por agora, temos uma missão a fazer eu

— Ok! Vamos então pagar essa arma do réptil o mais rápido que der, eu ainda estou pensando como vamos passar um tempo. — Falei agora me acalmando um pouco, onde dou um beijo nele antes de andar para frente.

Roma pov´s

 Continuamos a andar durante mais acho uma duas horas pelo lugar, onde no caminho acabei pro ver alguma espécie de animais antigos ao qual nem fazia ideia de poderia existir como o Glyptodon, o tatu gigante pré-histórico ao qual fez eu ficar de olhos arregalados juntos das minhas duas garotas com exceção da Yeti que parecia estar incomodada, onde novamente colocamos andar novamente até que chega o numa colina alta, onde pude ver que a uns duzentos metros, podíamos ver uma espécie ilha onde parecia haver algumas casas em ruínas.

— Meninas estamos perto de achar arma dos troodons, falta só andar mais um tempo e atravessar aquele lago e ponto já podemos pegar arma e parti daqui. — Avisei para ela animada como progresso.

— Que boa notícia, mas acho melhor descansar um pouco, estou com os pés doendo agora. — falou a Indra realmente mostrando estar cansada, afinal elefantes não gostam muito de andar por terreno pedregoso.

— Eu também estou precisando de um tempo, Roma, sabe os meus pés estão-me matando de andar tanto por essa terra. — Falou Kali em seguida para mim.

— Você está mesmo moles, realmente não parecem o que ouvi dos elefantes e dos tigres. - comentou a Yuki em parte decepção em sua voz.

- De um tempo para elas, todos precisão de um descanso Yuki, acordamos hoje, tivemos o que andar mais de um quilometro até a entrada da sua vila e depois do que aconteceu, elas precisarem descarnar certo?  - Expliquei para ela, onde percebi sua beleza bem exótica e única que fazia ser uma flor rara em meia neve. — E acho que você também precisa descansar, afinal de contas ficou a fazer um longo percurso.

- Eu sou um Yeti, minha tribo é forte primata sem pelos. -  Falou ele com certa arrogância, onde em seguida da ombros — Mas tudo bem, pode descansar por um tempo, eu vou estar ali tomando um banho...e melhor não me tentar ver agora! Estamos entendidos.

- Sim! Claro! Claro! -  Falei muito vermelho com isso

Ela ficou a me olhar pouco como se estivesse me analisar, onde percebi ela ser até fofinha, mas finamente deixou ela ali no topo da colina e  desço para onde passou por um grande arbusto e pouco depois ouvi barulho de água, onde deduzi que havia ali uma fonte de água quente, entanto nem quis isso atrás dela devido que falei  antes, mas nisso quando fui ver minhas duas  companheiras, vi que Indra esta deitar um  pouco na árvore onde deixei relaxar e já Kali eu nem percebi onde ela está ,até que de repente senti duas mãos peludas passar e apertar-me na cintura.

- Roma venha comigo, eu quero mostrar uma coisa. - Pediu aquela bela felina docemente dando alguns ronrons- E u não aceito não.

Eu nem responder  nada ,onde senti meu coração acelerar com  essa que ela fez , onde apenas a seguir aquela beldade felina por entre as arvores até uma caverna grande  com um tempo aberto onde luz do sol chegava  até grande lago interno ,  onde minha bela tigresa tirou o resto de seus panos, ficando nua igual como venho ao mundo e acabou por tirar minhas roupas jogando num canto ,onde em seguida ela acabou pro tirar o seu biquíni de cima, ode acabei pro ver seus belos seios grandes e tenho eu assumir era realmente, grandes mesmo sendo menores que a Indra , não diminuía  sua sensualidade natural bela, onde acabei por fazer muito com ela nesse tempos sós.

- Então Roma? Gostou que está vendo? — Perguntou ela de jeito sensual se exibindo na pedra igual uma stripper sobre a luz do lugar reluzente.

- Kali...Você quer fazer isso? - perguntei já excitado querendo ter ela só para mim naquele momento junto a Indra.

— Hum! Vejo que já está em empolgado. — Falou ela com um olhar de pervertida vendo e membro endurecendo após ver aquele corpão de modelo dela — Você, não sabe como isso deixa feliz.

— Kali… você… você… está

— Ainda tem dúvida se estou realmente apaixonada por você? — Perguntou ela Vermelha mais muito empolgado chegado bem perto de mim — Apenas veja isso.

Pouco segundo depois ela acaba por aproximar os seus doces lábios da minha boca durante alguns segundo onde senti o meu coração bater rápido e uma sensação forte passar pelo meu cérebro de corresponder essa felina selvagem, as nossas línguas acabaram por se tocar eu ela fica a corresponder um poucos era muito bom sentir a língua dessa bela felina sexy, onde o meu coração estava bater forte durante esse ato até que finalmente nos espera ela falta de ar.

— Roma… o que achou disso? — Perguntou ela dando ronronado igual uma gatinha carinhosa esfregando em mim um pouco — E quero mostrar-te mais, por favor apenas aceite o meu amor, eu quero ficar com você também, deixa eu mostrar isso.

— Kali, eu… eu... — Falei muito vermelho, empolgado senti mais o seu corpo de pelo macio e peludo perto do meu. — Nem consigo dizer, mas se você quiser tudo bem.

— Eu sei que ama muita Indra, mas por favor faça-me a sua mulher, eu quero ter você ao meu lado pro toda vida, casa, ter os meus filhos e passar os meus últimos dias envelhecendo com você, eu não me importa se tiver que ter a Indra ou outras mulheres, apenas me faça a sua, quero mostrar o todo o amor que sinto por você.

Após ouvir essas palavras fizeram o meu coração pulsar mais ainda com aquele, lindas palavras vindas, onde ao olhar as suas belas, orbes azuis. Cristalino bilhar e sentir o seu corpo bater fortemente, acabei acariciando um pouco a sua cabeça peluda, onde ela usou o seu rabo ao enrolar sobre mim.

— Vamos começar a meu macaquinho sem pelos? — Perguntou ela muito vermelha exibindo o seu corpo albino novamente — Eu estou ansiosa por isso desde que percebi que sinto por você.

— Está bem, gatinha sensual, mas não se arrepende depois. — Falei muito excitado ao ver que estava apor se entregam o mim por pura volta de e amor.

 — Eu não me arrependo de nada. — Falou ela puxar-me para outro beijo e outra mão usou para pegar o meu membro — Apenas faça a sua amante, a partir de agora.

Eu apenas assentei, onde comecei a beijar a sua boca macia durante alguns minutos até que a minha essa Furry usou mãos para acariciar o meu membro com essas mãos macias felinas.

— Hum! Vejo que está animado ao ver assim. — Comentou ela movendo a mão de cima pra baixo e muito feliz.

— Kali… ah… ah… Você realmente… Uma pervertida. — Falou onde passei levemente sobre o seu bumbum empinado e alisar a sua bucetinha ali exposta.

— Que foi Roma? Não vai querer quer comece então. — Falou ela dando uma risadinha sexy, onde percebi brilho no seu olhar — Melhor para mim agora, eu estou louca por isso.

 Eu nem dia a encontra a Kali terminar de falar, a puxei contra uma árvore aproxima e alisar de leve com dois dedos sobre a entrada dessa parte secreta daquela beldade albina ao qual começara e gemer de leve e rebolar um pouco.

— Hum! Deixa-me agora retribuir, por esse elogio. — Falou ela aumenta movimento da sua mão durante alguns segundos onde ela se ajoelha-se colara os seios sobre ele de modo instinto — E vai ser de um jeito muito especial, apenas relaxe e me deixa fazer o meu trabalho.

Pouco instante depois ela acabou por colar os seus seios sobre o meu membro duro com pouco abri a sua boca magra o indo ela passar a sua língua macia de felina ao qual usava para lamber de leve devagar, onde acabei pro sentir uma forte onda de prazer invadia o meu corpo.

— Kali… Que língua boa… para com essa tortura! — Pedi segura a sua cabeça cheia de pelos albinos com certa intensidade.

— Não… Eu vou fazer mais… E você está gosta o ser pervertido. — Devolveu ela toda corada, aonde voltou passar a sua língua e massagear ao usar os seus seios macios como um travesseiro — E eu estaria mentido se não quisesse…

Em instantes ela acabou volta sugar lamber com a sua boca felina, onde o meu membro ao qual ela passava de modo, ousada e pervertido como uma gata selvagem, para a sua primeira vez a Kali realmente sabia que fazer, afinal ela está seguindo os instantes de Fêmea.

— Del… icio. — Falou ela em meio chupadas sensual que dava, parecendo estar sugando um doce.

— Kali… Ha… Ha… Você realmente é muito boa. — Falei entre gemidos de prazer a sua cabeça peluda.

Após ter ouvido falar isso a minha tigresa continua a massagear o meu membro com os seus seios macios e começou a provar com a sua língua, isso que ela fez durou vários minutos que até sentir que estava próximo ápice, acabei pro gozar bem na cara dela sujando sem querer os seus seios.

— Hum! Então e assim gosto de um primata. — Falou ela toda vermelho a onde passava a sua língua nos seios limpando rapidamente indo para perto de mim — Eu adorei.

— Kali, você já fez sexo com alguém antes ? — Perguntei vermelho com isso, afinal vai que ela ficasse irritada

— Sim! Mas isso foi antes de eu conhecer você, ele era um namorado antigo antes deu virar sacerdotisa. — Respondeu ela em parte vermelha com isso, antes de enrolar a sua cauda na minha perna — Mas eu não estou quero falar isso, agora eu só quero você

— Por falar isso acabei pro deixar qualquer dúvida do passado dela para trás a puxei para outro beijo sensual, onde se comecei a alisar o seu bumbum sentir o meu membro ficar duro ao bater perto da sua coxa, eu acabei pro ter uma ideia onde acabei pro encontrar numa árvore em seguida cabei pro colar a minha boca dentro da sua bucetinha.

— Ah! isso Roma… isso… isso contusa. — Pedia ela em meio a gemidos sexys de prazer que esta começar sentir.

Suguei com grande vontade aquela parte mais secreta onde enfiava a minha língua, Kali em continuava gemer um pouco mais alto com que acontece, fazendo continuar tão bom, aquela tigresa essa tigresa realmente era uma joia rara ao qual tive muita sorte de ter como a Indra, só de pensar nisso continuei a sugar mais forte ela, fazendo enquanto a mesma a passava as suas mãos sobre a minha cabeça alisando de início, realmente estava curtiu muito.

— Ah! Ah! Roma eu… Eu… Vou… vou… Ele bem pode dizer quando acabou sentir a minha boca ser enchida pelo doce mel que venho dela, era algo com um gosto inscritível, onde continuei a sugar e chupar ela durante vários minutos até em afastar, onde ela sentou no chão muito fraco e ofegante, onde acabou deitar a sua cabeça no meu peito igual uma gata.

— Roma… Isso… isso e tão… bom… — Falou ela em meio ao ar que volta a seus pulmões.

— Não… têm que Kali, eu realmente… também. — Disse dando um sorriso para essa felina selvagem — Onde acabou acariciar as suas costas macias.

Ficamos assim por alguns instantes antes, dela voltar a beijar-me um pouco rápido o meu membro ficou novamente duro batendo na entrada da sua intimidade, ela deu outro sorriso antes de subir no meu colo e fazer eu deitar-me no chão.

— Kali… Você ainda tem força pra isso. — Perguntei muito vermelho ao segurar cintura bela fina — Agora que fizemos isso, não mais voltar na sua vida, doçura

— Mas está claro meu amor. — Afirmou ela passar a sua mão sobre o meu peito calmante — Eu não me importo de dividir, se tiver você ao meu lado, mas vamos que interessa.

Eu apenas assenti para ela, antes de voltar anos beijar novamente com grande intensidade, rolamento onde senti coração dela pulsar muito forte, um tempo curto, antes dela se ajeitar e pegar no meu membro puxando para dentro da sua intimidade que engolia de modo devagar, onde a comecei a sentir senti um forte calor das paredes internas dela, onde comecei a mover ele de modo calmante pra provar essa princesa albina.

— Ah! Ah! Ah! Roma… isso continua… — Gemeu ela um pouco alto quando sentiu as primaras estocadas na sua buceta.

Comecei a penetrar o meu membro duro como uma rocha dentro da sua intimidade quente e molhada, aquilo fez-me ir ao paraíso quando fiz quilos senti um enorme calor em volta dele, senti inclusive as paredes internar dela pareciam massagear fortemente e comecei a dar várias estocadas de numa velocidade modera por longos minutos, nisso tudo senti que o prazer nos dominar e comecei aumentar a velocidade, senti que ele bateu no útero dela que estava aceitar isso bem.

— Kali, eu você… Isso tão quente… Eu acho que estou…

— Faça isso Roma… Eu… quero muito. — Implorou ela em meio a gritos de prazer correndo o seu corpo albino — Me engravide-me........Eu quero isso.

Depois de ouvir a minha tigresa soltava cada gemido que nisso cravou de modo leve as suas unhas nas minhas costas, entoa isso não em fez desistir, continue o movimentar o meu membro mais algum tempo até que acabei sentido  vir o ápice, para dizer mais nada após dizer isso comecei a gozar fortemente dentro dela, uma grande quantidade de esperma no seu útero sente que estava o enchendo ele com uma grande velocidade.

 Nesse momento segurei mão dela fortemente, depois de ter gozado dentro do útero quente dela, acabai caindo bem em caindo em cima dos seus seios macios por causa da exaustão, todo suado em cima da rocha.

— Kali… E isso foi tão bom… Eu adorei muito isso, o meu amor. — Falei entre aqueles seios grandes e macios dela — Você realmente… muito boa… princesa albina.

— Eu que...... que agradeço. — Falou ela docemente para mim em meio a ar que ainda voltara aos pulmões — Venha aqui eu quero… recompensar ainda mais o meu amor.

Nem disse nada quando subi para a altura do seu rosto, aonde voltei beijar aquele boca quente de veludo dela, era tão bom isso tanto quanto estar beijar a Indra, senti o meu coração bater mais devagar e junto ao dela era tão bom isso, ficamos com ela durante mais um tempo até por fim nos levantar no lago para voltar o nosso grupo e terminar essa missão, entanto quando estava sair de caverna achei um pouco ao pelo albino uma rocha.

— Será que ela estava aqui? — Perguntei olhando os pelos, onde notei que era recente isso.

— Vamos, temos que encontrar a Indra e a Yuki. — Falou a minha tigresa em seguida.

— Eu acabei apenas por guarda rápido tufo de pelo no bolso e segui a minha segunda amante, deixando esse assunto para depois.


Notas Finais


Bom aqui que termina o ep olha aqui está o animal que o Roma a viu e os abutres que aparecem no ep

tatu pre historico
https://pt.wikipedia.org/wiki/Glyptodontidae

abutre barbudo

https://pt.wikipedia.org/wiki/Abutre-barbudo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...