1. Spirit Fanfics >
  2. Um novo começo >
  3. Passado que não merece ser relembrado

História Um novo começo - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Esse capitulo está meio curto, mas é pra compensar o próxima que talvez saira maior, agr aproveitem

Capítulo 2 - Passado que não merece ser relembrado


...

 A muitos anos o Hatake nunca me deixou fazer nada de errado comigo mesma, apesar disso adiantar muito, a uns tempos atrás eu comecei a me automutilar, não era muito frequente, mas era a única dor que eu conseguia aguentar e ter esse pensamento me fazia ficar… Feliz...? Talvez sim, mas a sensação do meu sangue quente escorrendo pela minha pele em acalmava de alguma forma, não sabia direito o porque que não poderia fazer aquilo, era tão reconfortante…

   Um calafrio passava por todo meu corpo e eu começava a tremer, isso impediu de eu continuar meu antigos pensamentos.

 

-Ei, tá tudo bem? - O calafrio era intenso, sentia como se meu corpo estivesse congelando, senti todos meus pelos arrepiarem e novamente não pensava em mais nada além de

-F-frio.-Após a palavra ele pegou os diversos cobertores que agora estavam apenas até minha cintura e os colocou até a altura de meu ouvido, ele começou a me abraçar em busca de me esquentar também, mas um pedido dele definitivamente me paralisou, conseguiu até me fazer parar de tremer do choque que levei.

-Suba suas mangas e me dê a sua mão.

   E-eu não queria que ele soubesse, não queria que ele visse, n

não queria que ele se preocupasse…

-N-não!

-Calma, não vou fazer nada com você, confie em mim. 

-T-tá tudo bem, não precisa - eu me encolhi a tentar me aquecer e esconder meus braços- não precisa se preocupar eu tô bem!

-EU só quero te ajudar, agora vamos - Ele pegou meus braços e subiu as mangas até meu cotovelo- Ayumi… - Ele ignorou a visão que teve e pegou em minhas mãos isso incrivelmente ajudou, o calor que o corpo do Hatake emitia ajudou muito na passagem

-

   Kakashi havia me ajudado a descer e agora estávamos assistindo um programa um tanto… estranho, já havia se passado algumas horas depois do acontecimento, eu me deitei no colo dele, afinal os remédios que o Hatake me deu me deixaram com muito sono.

   Ele ficou surpreso por eu ter deitado, mas no fim acabou começando a fazer um cafuné em mim, o'que não me ajudava a me manter acordada.

-Yumi…

-Sim...?

-Por que você faz isso?

-Isso o'que? - Eu sabia do que ele falava, mas… me sentia tão, ingrata de certa forma, ele fazia de tudo para isso não acontecer, mas mesmo assim eu fiz…

-Seu braço…

-..., Eu só queria uma dor que eu conseguisse suportar… o sentimento de ver o sangue, de pensar que isso me ajudaria a fugir de meus pensamentos, que eu poderia esquecer tudo de uma vez e não me preocupar mais com o futuro, isso me… confortava…

   Ele parou o cafuné, sentia como se eu jogasse fora a única pessoa que se importava comigo, como se eu quebrasse totalmente ela por dentro

-Só… não faça mais isso, ok?

-... Vou tentar…

-*suspiro* tudo bem…

-

   Já havia se passado dias e eu voltei a frequentar a faculdade, a pouco tempo atrás havia sido demitida do meu estágio, por isso eu acabei tendo que voltar a morar com meus pais e… vocês já sabem o resto

   Era incrível, apenas 19 anos e já consegui fazer tanta bagunça em minha vida…, o Kakashi não saia do meu pé na faculdade depois que ele descobriu “aquilo” e nós fazermos o mesmo curso não ajudava.

-Yumi, yumi, Yumi acorda!

-Ah, desculpa, tava pensando em umas coisas.

-Você tá quieta hoje, aconteceu algo?

-Nada demais, não se preocupe.

-Claro que me preocupo, o'que houve?

-Eu vi o carro dos meus pais na frente da faculdade…

-Hm… Relaxa, qualquer coisa to aqui com você - ele disse isso enquanto pegava na minha mão, a qual era tão fria e a dele tão quente, isso aquecia todo meu corpo.

  Sentia alguns flocos de neve começando a cair, nossa cidade fazia frio constante, mesmo já estando acostumada por morar lá, sempre fui um alvo muito fácil do frio.

-Acho melhor entrarmos, não quero que você fique doente de novo.

-Eu já disse pra não se preocupar! Eu não sou tão frágil e desastrada assi- Eu escorreguei no degrau o qual tinha gelo congelado batendo de costa e com a cabeça no chão, era impossível alguém ser tão fudid* como eu!

-Yumi! Você ta bem?

-T-to - Eu tentei me levantar mas assim que fiquei de pé fiquei tonta e acabei caindo em cima do kakashi que me segurou.

-Vem, deixa eu te levar pra enfermaria, você bateu a cabeça, isso pode ser algo serio!

-T-ta..

-

-Bom pelo visto não foi nada muito grave, toma esse remédio aqui pra dor e me deixe-me  passar a medicação em suas costas, levante a blusa, mas só na parte de trás por favor.

  Eu via a enfermeira chegar perto de mim, eu tomei  o remédio, mas assim que ela começou a subir a blusa eu tive flash, não muito agradáveis de memórias digamos que um pouco horríveis!

-Flash Back-

-Não, me solta! Devolve minha blusa!

-*risada* Você sabe que deve fazer o'que eu quero! E sem mais discussão!

-Não! Não! Tire suas mão de mim!

  Ele retirou minhas roupas, e começava a encostar e fazer o'que eu não queria

-S-solta…

-Fim do Flash Back-

-Não! - ela rapidamente se afastou e Kakashi entrou novamente na sala após o grito.

-Oque ta acontecendo aqui?

-E-eu fui medicar ela e ela gritou pra eu não subir a blusa dela - A cara da enfermeira era pálida, estava mais assustada do que qualquer um naquela sala.

-M-me desculpa! Mas já estou bem, vamos logo pra sua casa Kakashi! 

   Havia puxado Kakashi pra fora de lá, e continuava andando, a dor não em importava naquele momento só me dei conta de onde estava quando tinha ficado cara a cara com meu pai na saída da faculdade

Continua...


Notas Finais


Oque vocês acham que estpa rolando, e quem vocês acham que era aquele cara que abusou de Ayumi, bom.. um dia vocês descobrem né


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...