1. Spirit Fanfics >
  2. Um novo Izuku Midoriya. Villian Deku >
  3. A invasão (parte 2).

História Um novo Izuku Midoriya. Villian Deku - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii pessoal!!!
Tudo bem ?
Hoje vou matar essa curiosidade que matou vocês!
Espero que gostem dessa segunda parte! E da história também!
Enfim até mais e boa leitura!
📖📖📖

Capítulo 9 - A invasão (parte 2).


Fanfic / Fanfiction Um novo Izuku Midoriya. Villian Deku - Capítulo 9 - A invasão (parte 2).

Com Izuku no bar...

Lágrimas caíam de seu rosto ao saber o quanto aqueles que protegia se importavam com ele.

" Pode deixar pessoal , não vou morrer !" - pensa o garoto de olhos verdes como resposta ao pedido de Todoroki e dos demais.

Ele se apronta para os ataques de fora ele precisava se manter firme.

- Pode usar sua individualidade All might! - diz o delegado que havia retirado as demais pessoas de lá.

" Oque?! NÃO!!NÃO!!NÃO!! Ele agora não!" - pensa Izuku preocupado com o que ouvira.

. . .

-SHINEEEEE!!!!! - houve  uma mega explosão de um certo loiro explosivo que tinha sede por ação.

Ouve- se  o barulho de alguém sendo pulsionado para uma parede. Era Izuku. O esverdeado sorri pelo loiro ter agido em vez do All might. Ele limpa o pouco de sangue que havia escorrido de seus lábios com sua luva e retorna a sua posição de cabeça baixa.

" Permaneça firme, Izuku Midoriya!" - pensou o esverdeado para si mesmo.

Bakugou não satisfeito por não ter feito nem um arranhão no campo de força continua as explosões.

- DÁ PRA PARAR DE SER O FODÃO EM KAOSU! SEU MERDA! - grita o garoto impaciente.

" Por que você fica me lembrando do MEU esverdeado,  seu idiota?!" - pensa o loiro.

"Eu não vou ser seu Kacchan!" - pensa o esverdeado em resposta.

De tantas explosões sem sentido o loiro acaba explodindo a máquina que impedia a individualidade de Kurogiri ou próximas dele, ou seja, eles agora poderiam fugir.

"Muito bem, Kacchan!" - pensou o esverdeado sorrindo por ter dado tudo certo.

- SMASH!!!!! - foi a única voz ouvida no local tanto dentro quanto fora. Era All might, ele havia usado sua individualidade.

Na arena com Todoroki...

- Izu-kun... - foi a única coisa que saiu de sua boca antes de correr loucamente para onde o esverdeado estava.

No bar...

Com o soco não só a barreira foi destruída como a porta de entrada também. Bakugou e All might entram calmamente no local. Midoriya estava inconciente, estava a par no momento. Em um piscar de olhos uma parede de gelo se forma na frente de Bakugou e All might... Era Todoroki.

Depois de faze- la ele se vira e vê uma cena que lhe doeu nos nervos. O "Seu Izuku" inconsciente no chão, sangrando, como se tivesse levado uma surra e ter sido deixado ali pra morrer. Assim o bicolor o pega em seus braços e o leva para a arena.

Na arena...

- O que aconteceu com ele ?! - perguntou toga aflita, porém já imaginando a reposta.

Todoroki abaixa sua cabeça e levanta rapidamente, entrega o corpo para dabi que estava ao lado de toga  se agacha, levanta um pouco da barra e abaixa um pouco da meia se deparando com o localizador, ele sorri e o retira, o congela e o coloca no meio da arena.

- Pronto! Agora podemos fugir ?! - perguntou o bicolor entusiasmado, o que deixou todos surpresos.

- Claro! - disse dabi sorridente sabendo onde ele queria chegar. - Já sabe o que fazer Kurogiri.

Então kurogiri abre um portal e todos são levados por eles ... No mesmo momento Katsuki e All might conseguiram chegar na arena.

- Izu-kun...- foi a única coisa que o loiro conseguiu pronunciar ao ver " seu esverdeado" ser levado pelo portal.

All might ficou calado e se retirou do local não ligando para nada ao seu redor, ele só precisava de um tempo sozinho.

Já Bakugou olhou para o lugar onde estava o portal quando viu o "seu esverdeado" nos braços de outra pessoa, ele estava bem ferido o que deixou o loiro ainda  mais furioso.

- Izu-kun.... Eu te prometo vou fazer esses  vilões pagarem por terem feito isso com você. - disse o loiro apertando seus punhos em sinal de fúria. - Ninguém vai encostar em um fio de cabelo seu, nunca mais!

Com a liga...

- Onde nós estamos? - perguntou Todoroki.

Kurogiri suspira e então fala:

- Estamos na casa do pai do Izuku. - disse um pouco receoso.

Dabi, Toga e Shigaraki  olham para Kurogiri abismados.

- De todos os esconderijos que o All For One tinha, por que justamente a casa do pai do Izuku! - disseram em conjunto.

- O que tem de ruim, é o pai do Izuku?! - perguntou o bicolor confuso.

- Sabe o nosso pai?! - disse dabi seco, o menor afirma com a cabeça - Então ele é infinitamente pior do que o nosso, pra você ter uma ideia.

- Só de lembrar de quando o Izuku nos contou sobre ele,  me dá nojo ! - toga se pronunciou.

Todoroki estava abismado  com o que ouvira. Se o pai dele já era ruim o suficiente para fazer o dois filhos terem o desejo de serem vilões, imagine um homem infinitamente pior.

- Ele aguentou tudo isso muito firmimente , mas, quando ele resolveu se abrir para o Katsuki na época em que ele começa a fazer bullying com o Izuku, a situação piorou um pouco, porém o dito cujo voltou para essa casa, ou seja parte de seu sofrimento se foi, mas conforme o tempo foi passando acabou dando nesse presente. - disseram Shigaraki e Toga um tanto chorosos.

Todoroki apenas pegou o esverdeado em seus braços e deu-lhe um celar na testa.

- O que vocês fazem aqui?! - uma voz masculina toma posse do local.

Todos os olhares de fúria vão na direção da voz, era o pai do esverdeado. Um homem alto, de cabelos negros, como ébano com roupas folgadas e sapatos socias muito bem engraxados. Todos se preparam para mata-lo, até que os olhos esmeraldas do esverdeado darem as caras.

- Onde estamos?! - a voz inocente do garoto percorre cada um como um alívio e paz e vossos corações, mas esse sentimento se quebra com a voz, motivo de vossa fúria se pôs a falar.

- Quanto tempo, sweet~! - disse o homem se adentrando um pouco ao local e fechando a porta passando a língua pelos lábios depois de terminar a frase em um tom provocante.

Em segundos o esverdeado muda seu semblante inocente para um semblante sério,  com fogo em seus olhos.

- Nós conversamos depois sobre isso, Kurogiri. - disse o esverdeado dando um sinal pra Todoroki deixa- lo em pé. O esverdeado suspira e se põe a frente do homem com um olhar assassino.

- Eu adoraria te matar agora mesmo, mas tenho um trabalho pra você, "papai"! - disse com um sorriso no rosto e com seus olhos que em vez de verdes como esmeralda estavam vermelhos como rubis.

- Você está muito afrontoso pro meu gosto, sweet~! - disse de forma provocante e autoritária.

- pffff.... hahahaha você ainda acha que manda em mim "PAPAI"!? - ele dá uma rasteira no homem ficando acima dele.

- Claro, eu sou seu pai! - gritou o mais velho, se levantando sendo impedido pelo forte punho do esverdeado. - Por acaso o All For One deixa isso?! - disse um tanto intimidado com a situação.

- Ainda não percebeu "PAPAI" ele não dita mais as ordens na liga e você também não irá! - disse o esverdeado pegando homem pelo pescoço e o pulsionando contra a parede.

- C-como assim?! - disse ele desesperado, com certa dificuldade.

- Não é óbvio, eu matei o All For One, "PAPAI"! - aquilo arrepiou o homem dos pés á cabeça, enquanto o esverdeado sorri com a situação.

- Então, vai fazer o que eu pedir ?! - disse o garoto soltando o homem fazendo- o cair sentado no chão.

- C-c-claro, tudo o que pedir, c-c-chefe! - disse o homem de joelhos ao esverdeado.

- Muito bem eu quero que você trombe "acidentalmente" com o Katsuki e diga o que você fez pra mim, de uma forma que você aparente estar bêbado e que ele não confie muito, então diga seu nome confirmando suas façanhas em relação a mim. Ah! Não faça isso de imediato, no máximo até a quinta, estaremos de olho em VOCÊ! - finaliza de forma ameaçadora.

- Sim, senhor! - Concordou o homem não entendendo bem o por que de tal ordem, mas não iria desobedecer.

- Agora, Kurogiri!!! - disse o esverdeado procurado o ser que chamou a atenção. Ele estava calmo novamente, seus doces olhos esmeraldas retornaram a ser vistos.

- Ah! Deixa pra lá! - Disse o esverdeado de forma calma se dirigindo a Todoroki, toga, dabi e demais.

Tanto o bicolor como toga e dabi o abraçaram, parecia que ia em direção do colo da mãe por terem se assustado com algo ao seu redor. Ele retribui o abraço, aquele abraço era confortante e acolhedor.

Ao se afastarem, Izuku sente um corpo o abraça-lo por trás, era Shigaraki que estava bem preocupado com ele. O esverdeado se vira para corresponder o abraço.

Depois de todos se abraçarem...

- Então o que houve ?! A última coisa que eu me lembro era o All might ter usado sua individualidade, enquanto o Kacchan usava suas explosões, depois disso eu apagei.- disse o esverdeado um tanto curioso.

- Bom quando você apagou a Barreira foi destruída e com isso eles acabaram entrando, então o Todoroki chegou a tempo de fazer uma parede de gelo para impedi- los de prosseguir dando- nos tempo suficiente pra fugir pra cá. - disse dabi orgulhoso de seu irmão.

Izuku olhou para Todoroki e  sorri, caminhou até ele e o abraço aquele era o momento dele que não pode ter antes. O momento de desabafar as magoas que tanto guardava, que o fez sofrer tanto, mesmo que havia dito agora era a prova de como tudo  aquilo o mudou. O esverdeado se desaba em lágrimas nos braços de Todoroki, e o bicolor cola seus corpos correspondendo o abraço.

- Por que existe esses preconceitos com esses 20% sem uma individualidade?! Com pessoas diferentes deles ?! - disse o esverdeado em meio ao soluços.

Todoroki era outro que ira chorar ali mesmo, se lembrará do que ocorreu para ele estar ali e que mesmo, que sem querer o esverdeado conseguiu ver aquilo que ninguém via, não só em relação a Todoroki mas, como todos no local o esverdeado viu uma pessoa que eram como ele, que sofreram por que outras pessoas disseram a eles "o lugar delas por suas individualidade" que possuia ou deixava de possuir, ele viu que aqueles que os heróis deviam proteger estavam a par de todos irem a eles e oprimi - los. Ele encontrou o refugio que ele cobriria com a própria vida, mesmo sendo refugiado.

Uma lágrima escapou por parte de Todoroki, ele entendeu o por que essa liga é conhecida como liga dos vilões pelo seu passado contubardo mas, dentro da mesma era somente uma liga...

Uma liga daqueles que faziam o que os heróis diziam fazer mais caiam na própria hipocrisia....

A liga dos verdadeiros heróis...

Continua...

Será  que Bakugou acreditará na história a ponto de matar o pai do esverdeado de tanta fúria?! 

O que será que os vilões farão agora ?! 

Descubra no próximo capítulo!!!



Notas Finais


Olá de novo!
Espero que eu tenha revivido aqueles que morrem de curiosidade!
Até o próximo capítulo!!!!
Se cuidem!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...