1. Spirit Fanfics >
  2. Um novo lar >
  3. Ele é perigoso

História Um novo lar - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


insonia é uma coisa que incomoda... mas bem, aproveitei ela pra postar esse capitulo.

tenha uma boa leitura.

Capítulo 7 - Ele é perigoso


era duas da tarde, toriel esperava o moreno na porta.

 

- nito, tá na hora! - chama pelo garoto que desce a escada correndo.

- desculpa, eu acabei cochilando! - fala calçando os sapatos.

- tudo bem, eles vão chegar daqui a meia hora, temos tempo de sobra. - fala pegando a chave do carro na bolsa e sai. - tranque bem a porta.

- ok! - fala fechando a porta e guarda a chave no bolso.

 

entra no carro coloca o cinto.

 

- nito, que tal a gente fazer um piquenique surpresa pra eles amanhã. - pergunta enquanto se mantém atenta na direção.

- eu topo, vamos falar com o papyrus depois, ele deve conhecer um bom lugar no parque pra isso. - fala enquanto olha para a rua em que passou na noite anterior. - a coisa deve ter sido feia pra estarem investigando até agora. - diz enquanto passavam devagar pelo local.

- esse tipo de coisa acontecia a anos atras no subsolo, teve uma vez que dois grupos se enfrentaram e tudo o que sobrou foi poeira e algumas casas destruídas.

 

ela para e um policial vem na porta do motorista, toriel mostra a identidade e a habilitação, ele vistoria e acena para o parceiro que dá passagem. continuando o caminho discutindo sobre o fazer para o dia seguinte.

após chegar no aeroporto, eles esperam na sala de desembarque por um tempo, até toriel notar eles no meio das pessoas.

 

- ali! eles chegaram. - fala acenando para um homem loiro alto e barbudo que vinha com uma garota de cabelos castanhos que segurava um jarro com uma flor amarela, após eles chegaram onde os dois estavam deram um abraço forte - como foi lá, conseguiram?

- aqui não é um bom lugar pra falar sobre isso tori, tem muita gente. - ele fala meio nervoso por ter tanta pessoa olhando para eles, até que ele nota o garoto de cabelos pretos o olhando. - quem é esse? 

- ha, esqueci de apresentá-los. - fala indo para o meio dos três - esse é Celeste um dos garotos que falei antes e esses são meu marido e minha pequena frisk. - apresenta de forma rápida.

- é um prazer conhecê-lo senhor, espero que cuide bem de mim daqui pra frente. - fala estendendo a mão que é apertada pelo mais velho. 

- o prazer é meu. - fala sorrindo. 

- e frisk, espero que a gente se dê bem. - fala também estendendo a mão para ela.

- eu também espero que nos demos bem. - fala estendendo a mão.

 

assim as mãos deles se tocam, nito tem sua atenção mudada para o ser que flutuava do lado dela, ele disfarça e olha para a garota novamente e que dá um sorriso.

 

- bem crianças vamos indo porque ainda tenho algumas coisas para fazer. - fala toriel pegando uma mala e andando lado a lado com Asgore que também carregava uma mala, só que era maior.

- bem vamos. - o garoto fala pegando a mala da garota. 

- não precisa, eu posso carregar. - ela não queria incomodá-lo com aquilo.

- você chegou agora de viagem certo? deve ta bem cansada e ainda ta carregando esse jarro, deixa isso comigo e vamos embora antes que ela grite por nos novamente - fala normalmente andando para onde o casal foi, sendo seguido pela garota.

 

já lá fora eles veem que começou a nevar.

 

- é tori, parece que não vai dar pra fazer nada amanhã - nito fala enquanto assopra um floco de neve.

- é você tem razão, fica para a primavera. - fala entrando no carro.

- o que vocês iriam fazer amanhã? - pergunta o loiro.

- um piquenique com todos, mas não vai dar porque vai tudo está coberto de neve. - fala dando a partida. - mas podemos fazer um grande almoço amanhã, o que acham? 

- uma ótima ideia querida. - diz asgore.

- vai ser bom ter todo mundo reunido. - fala a garota.

 

o garoto estava calado olhando pra fora, não prestou atenção na última parte da conversa, pois ainda tava tentando esquecer do que tinha visto quando tocou na mão da garota que estava do seu lado. foi tirado dos pensamentos quando escutou toriel chamando.

 

- nito, tá tudo bem? - pergunta um pouco preocupada.

- hã? há, tô sim, só estava pensando em algo aqui comigo e acabei viajando. - fala enquanto coçava a orelha.

- ainda bem… pensei que você estava desconfortável. - a mais velha suspira aliviada, mas não tira os olhos da estrada. - estávamos falando sobre fazer um grande almoço amanhã, pra compensar o que iríamos fazer. 

- eu topo. - aceita enquanto olha e vê supermercado logo a frente. - acho melhor fazer uma parada aqui pra comprar tudo, pra não sairmos amanhã. - aconselha.

- e uma boa ideia, eu vou aproveitar e comprar algumas coisas. - fala o mais velho.

- tudo bem, mas vocês dois esperem no carro ok, para cuidar das coisas enquanto nós compramos tudo o que precisa. - fala já estacionando. após sair do carro ela se vira - vão querer algum lanche? 

- qualquer coisa que seja salgada. - nito responde.

- pra mim qualquer coisa que seja de doce. - fala e após alguns segundos - e uma barra de chocolate pra levar. 

- tudo bem, agora estamos indo, não vamos demorar muito. - fala fechando a porta do carro, e segue para o destino com o marido.

 

os dois mais novos ficaram lá em silêncio, a garota estava um pouco tensa, pois ao lado dela estava um garoto que ela nunca tinha visto na vida. passou alguns minutos até a flor que ela carregava começou a falar.

 

- ei frisk, porque estamos parados nesse lugar? - pergunta sem notar que tinha alguém que nem conhecia ali do lado.

- é… então flowey, estamos no estacionamento do supermercado. - fala um pouco nervosa.

- e porque estamos aqui ao invés de estarmos em casa, por acaso a toriel esqueceu de fazer a feira do mês? - fala calmamente - e porque você tá tão nervosa assim, parece até que tem alguém aqui. - após terminar de fala e nota ela apontando sutilmente para o lado, quando a flor olha para onde ela apontava nota duas orbes castanhas olhando diretamente para ele. - e quem é esse pirralho?

- esse é o celeste, ele vai morar com a gente. - fala deixando a flor confusa. 

- morar com a gente?... - pensa um pouco até pensar em algo e dar um sorriso um tanto malicioso. - ‘‘hahahaha, já achei uma alma pra mim’’ - pensa enquanto volta a pra a face de sempre - howdy! eu sou flowey, flowey a flor, é um prazer em conhecê-lo celeste. - ele levanta uma das vinhas pra cumprimentar.

- o prazer é meu… é ótimo ver que uma flor pode falar… - fala nito suando um pouco, pra ele, tudo agora é possível. após apertar a vinha ele solta e nota um furo no dedo, mas resolve não comentar sobre.

- … - a flor vai até a orelha da garota e fala absurdamente baixo. - frisk, checa ele. 

- mas flowey isso seria falta de educação. - fala ela no mesmo tom.

- só faz.

 

a garota entra em modo de batalha, pensando que o garoto não podia ver. e acaba usando a habilidade de checar e se segurou muito para não gritar com o que viu. momentos depois Toriel e Asgore chegam com as compras.

 

- aqui nito, você falou que qualquer coisa salgada servia então eu comprei umas batatinhas - fala entregando o pacote para o mesmo e depois entrega uma caixa pequena para a garota - aqui frisk os doces de sempre.

- obrigado(a) tori - fala os dois juntos.

- agora vamos para casa. - ela fala dando a partida.

 

durante o caminho todos estavam quietos, toriel de olho atento na estrada, asgore tinha cochilado devido ao cansaço, nito olhava para fora e a garota estava olhando para a flor que tinha voltado a dormir enquanto processava sobre o que tinha visto antes. 

 

- ‘‘ eu tenho que tomar muito cuidado, esse garoto é perigoso… e que bracelete é esse que dá tanto ataque e defesa daquele jeito? eu tenho que contar para o sans assim que vê-lo’’ fala voltando a lembrar o status daquele garoto.


 

’’ Celeste’’ 

 

lv 16

hp 56/56

 

atk 0 (80)            exp: 19522

def 120 (120)      next: 478

 

weapon: nada

armor: queen bracelet 

 

description: ser sem alma, se for um inimigo ele pode pode te matar sem você perceber. 


 

- ‘‘ele não tem alma igual o flowey…’’ - pensa enquanto olha para a paisagem.


Notas Finais


obrigado por ler

desculpe qualquer erro de português, eu os corrigirei assim que possível...


até depois hehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...