História Um novo Recomeço - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 8
Palavras 1.093
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é minha primeira história espero q gostem. Ana Julia está no 1° ano do ensino médio. No próximo capítulo vou contar o motivo dela ter mudado de escola. Aproveitem a Leitura.

Capítulo 1 - Recomeçando


Acordei com o alarme martelando na minha cabeça. Pulei da cama e fui correndo para o banheiro, tomei meu banho e fui me arrumar, eu queria causar uma boa impressão no meu primeiro dia de aula na nova escola então prendi meu cabelo no alto da cabeça deixando o resto solto, passei uma leve maquiagem e fui escolher minha roupa, já que na nova escola não tinha uniforme eu vesti um vestidinho azul esverdeado e coloquei uma jaqueta jeans, como o tempo não estava muito agradável optei por calçar um coturno caso chovesse não molharia meus pés.

Minha mãe estava gritando pela casa a proucura da chave de seu carro, meu pai estava na cozinha fazendo suco de laranja para beber enquando comia toradas com ovos, minha irmã tentava ligar pra sua chefe para dizer que chegaria atrasada porque teria que passar na clinica para pegar seu exame, obviamente era mentira o motivo dela chegar atrasada era as chave do carro q estava perdida.

Eu me sentei diante da mesa e começei a comer pão de queijo com achocolatado a primeira aula seria que me apresar então fui escovar os dente; derepente meu celular toca depois de cinco chamadas perdidas, era minha amiga Camila.

- Ana Julia, você já saiu de casa? Vem logo ta chovendo e ta um trânsito enorme - ela disse gritando no telefone.

- eu me assustei com o desespero da Camila - eu já to saindo de casa, meu pai vai me levar hoje porque ainda não seu o horário do ônibus - realmente eu já estava quase saindo de casa.

- ok, quando vc chegar vai direto pra Secretaria a gente vai se encontrar lá - ela disse se referindo aos nosso grupo de amigos.

- tá bom, tá bom - eu disse já desligando a ligação.

Eu me despedi da minha mãe e da minha irmã que por acaso já avia encontrado a chave do carro; meu pai me levou até a escola e depois seguiu para seu trabalho. Eu desci do carro e me deparei com a escola quase vazia, só tinha uns ou outros aulas passando pelo corredor, fui até a Secretaria e vi meus amigos já de cara fechada me esperando foi quando eu me deparei que faltava 3 minutos para os professores entrarem na sala, ufa pelo menos era só nós encontrarmos a sala.

- Oi gente, descupem pelo atrasado - a Camila agarrou meu braço e já começou a correr procurando nossa sala, o Lucas, a Gabi, o Víctor e a Carol também começam a correr a proucura das salas 24, 29 e 32

Eu tinha a primeira aula de história, sala 32. A Carol e o Lucas teriamos a primeira aula de química, sala 24, enquanto isso a Camila o Víctor e Gabi seguiram para sala 29 de Matemática. Ao entrar na sala me deparo com o professor já se apresentando para a turma; eu peço licença entro e me sento na terceira fileira quarto lugar, ao sentar já escuto o menino atrás de mim falando "primeiro dia e já atrasadinha" Eu dou um riso falso e abro o livro na página que o professor estava explicando.

- Atenção crianças chamada - o professor disse anunciando que precisava de atenção.

- A perai professor nós estamos no ensino médio não somos mais crianças - um garoto com uma jaqueta do time de futebol cuja eu não sabia o nome disse isso fazendo assim todos rirem para ele.

Graças a Deus depois de 2 aulas super entediante de história o sinal para o intervalo toca. Eu passei o intervalo com meus amigos comendo e comentando sobre nossas turmas, sobre os meninos gatinhos, as meninas que se acham metida e tals. O sinal tocou denovo anunciando que o intervalo já avia acabado, eu voltei para sala e no final fui embora porque a professora que ia dar as outras aulas estava passando mal.

Bom já que sai mais cedo, fui para o ponto esperar o ônibus, o menino cuja tinha feito o favor de comentar q eu estava atrasada foi junto comigo esperar o ônibus.

- Puxa vida faz quase meia hora que a gente ta nesse ponto e não passa nem um ônibus - o menino disse tentando puxar assunto.

- Bom se você for novo aqui no bairro já vai se acostumando, os ônibus demoram mesmo - eu disse sendo simpatica.

- Cara eu sou mesmo novo aqui no bairro, me mudei ontem para o Vila Cézar.

- Primeiro que eu não sou um "Cara", Eu também Moro no Vila Cézar, prazer Ana Julia.

- Onde estão meus modos não é assim q se trata um dama - ele disse fazendo graça - Meu nome é Matheus.

- Bem melhor - eu disse com tom brincalhão.

- Ana o ônibus - ele disse já pegando sua mochila para subir no ônibus.

Nós entramos no ônibus e eu fui dormindo encostada no meu novo amigo até em casa. Nós estamos quase chegando quando o Matheus me acordou fazendo cócegas.

- Para, Aaah, cheg... Eu já acordei.

- Desculpa dorminhoca, você veio o caminho todo caindo em cima de mim - ele disse rindo sem se incomodar.

- Ok, ok só vou desculpar porque você vai ser meu companheiro de ônibus e de sala todo dia - eu disse como se isso fosse horrivel, mas eu até gostava da ideia dele sempre comigo na sala e jogo ônibus.

- Isso é porque você não sabe q eu sou seu vizinho - eu disse todo contente me cutucando para eu rir.

- Aff até q não vai ser tão ruim - eu disse descendo do ônibus.

- Vai ser uma maravilha isso sim "cara" - ele disse enfatizando no "cara".

- Cara? - eu disse querendo que ele se corrigise.

- Quer que eu te chame como?

- Não sei, vc tem a noite toda para pensar - eu disse dando um beijo na bochecha dele para seguir até o portão de casa.

- Vou passar a noite pensando Aninha, até amanhã - ele disse retribuindo o beijo na minha bochecha.

- Amanhã seis e meia vem aqui em casa para me buscar para nós ir para a escola - eu disse já entrando no portão da minha casa.

- Ooook doce Aninha - ele disse gritando já de dentro da casa dele.

Eu cheguei em casa e fui tomar banho pensando no quando eu estava feliz, eu nem sabia ao certo porque estava feliz, mas aquele garoto me fez ficar radiantemente contente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...