História Um novo recomeço - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama
Visualizações 13
Palavras 758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi aqui estou eu com mais um capítulo, espero que gostem.

Capítulo 2 - Tentativa número um de suicídio


Fanfic / Fanfiction Um novo recomeço - Capítulo 2 - Tentativa número um de suicídio

Tia-Vamos Mika, está na hora de irmos.

Isso é ridículo, não posso nem mais ficar o tempo que eu quiser no túmulo daqueles que amo, com uma última olhada para os túmulos, me levanto e vou em direção a minha tia.

Tia-Eu sei como deve estar sendo difícil para você, mais não quero que se sinta sozinha querida. Minha tia me dá um beijo na testa, como se tudo fosse melhorar em um passe de mágica, isso tudo está sendo um desperdício de tempo para mim, só quero ter a oportunidade de ficar sozinha para me livrar dessa vida tão miserável, se Deus não está fazendo o seu trabalho direito eu irei faze-lo por ele.

Eu-Sim tia, vamos logo porque preciso ficar sozinha um pouco.

Tia-Claro querido, como quiser.

Entramos no caso e vamos em direção da minha nova casa, bom na verdade não irei ficar nela por muito tempo, não será tão difícil assim me suicidar, já tenho umas lâminas comigo, irei cortar meus pulsos e pronto, não terei mais que sentir essa dor.

Depois de um tempo, finalmente chegamos a tão esperada casa, mal posso esperar para acabar com isso logo.

Tia-Chegamos querida. É irônico né, é só algo de ruim acontecer com você e em menos de um segundo lá estarão todos a sua volta, te enchendo de palavras confortantes, abraços apertados e muitas pessoas sendo falsas com você, te dizendo como você irá superar tudo, como sua força é tão surpreendente e como tudo não passa de um plano de Deus, tá bom se tudo isso aconteceu comigo foi um plano de Deus, só tenho uma coisa para dizer para Deus "Que ótimo plano em senhor todo poderoso, porque não terminou com ele em?? Caso não tenha percebido restou uma pessoa ainda aqui para trás", bom tudo vai mesmo ficar bem.

Tia-Vamos entrar, daí você toma um banho e ficará tudo bem.

Eu-Claro tia.

Entrei na casa e logo fui para o meu quarto, não é difícil de me lembrar aonde que é o meu quarto, eu e minha irmã já havíamos vindo aqui quando eu tinha 5 anos e agora aqui estou eu, sozinha sem a betty ao meu lado para brigar comigo pelo quarto maior e melhor, mais como minha tia disse "tudo vai ficar bem. 

Entrei para o meu quarto e fui direto pegar a minha bolsa onde estavam guardadas às lâminas, as peguei e fui direto para o banheiro, tirei a roupa e coloquei a banheira para encher, quando já estava cheia o bastante, entrei na banheira e comecei a pensar, como que tudo aconteceu, como não fui levada junto com eles, aquele cara bêbado do outro carro deve estar por aí, solto e com vida como eu, tudo foi por água abaixo, nossos planos e sonhos juntos foram jogados fora, o meu plano de ir para faculdade e morar com minha irmã foram jogados no lixo, não quero viver mais aqui sem eles.

Sem perceber as lágrimas começaram a rolar, me deixando com o coração partido, me permitindo colocar para fora todas as mágoas. Sem nem ao menos pestanejar posiciono a lâmina no meu pulso e faço o primeiro corte em cima da veia, uma dor logo substitui o vazio que sinto por dentro, o sangue começa a jorrar, se esvaziando-se das minhas veias, me avisando que a vir estar se esvaindo de mim, como uma cachoeira de sangue, começo a me sentir fraca, meus olhos mau se mantém abertos, pego a lâmina e a coloco em cima do meu outro pulso e de repente esculto o meu nome ser chamado.

Tia-Mika aonde você estar?? Tinha que ser minha tia né.

Ela entra no banheiro como que por instinto e me ver dentro da banheira coberta de uma mistura de água e sangue, sem conseguir manter os olhos abertos, sinto como se a vida já não estivesse mais em mim, como se em poucos segundos a morte viesse me buscar e por fim tudo ficaria realmente bem.

A última coisa que me lembro antes de realmente apagar e me entregar ao escuro foi a minha tia correndo até mim, me suspendendo nos braços e gritando por ajuda para o meu tio, depois disso fechei os meus olhos e sentir como se tudo estivesse bem, conseguir ver minha mãe e o meu pai sorrindo e brincando um com o outro, também conseguir ver a minha irmã betty falando ao telefone com uma das suas amigas, todos estavam felizes e logo eu estaria ali no meio deles.

Tia-Como ela está doutor??

Doutor-Está fora de perigo, ela perdeu muito sangue mas logo estará bem novamente.

Tia-Oh graças a Deus.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e me desculpem pelos erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...