História Um Novo Reinado em Westeros - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Aegon Targaryen, Aemon Targaryen, Eddard Stark, Jon Snow, Renly Baratheon, Rhaegar Targaryen, Robert Baratheon, Roose Bolton, Theon Greyjoy, Tyrion Lannister, Tywin Lannister
Tags Game Of Thrones
Visualizações 16
Palavras 996
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Seguinte galera. Parece que essa fic vai demorar um pouquinho para trazer os temas de sexo hetero e homossexual que foram prometidos nela. Por isso, como sugestão, para aqueles leitores mais interessados nessas partes eróticas, que convenhamos é um dos pilares da série Game of Thrones, eu tive a ideia de fazer alguns pequenos one-shots com esses casais entre os capítulos dessa aqui ou em outra fic.
Aceito sugestões de casais ( Homo e Hétero ) sem preconçeitos.

Capítulo 6 - Negociações Diplomáticas.


Aerys II.

O emissário enviado aos aposentos do rei era aquilo que os pentoshis chamam de verdadeiro governante. O Magíster, que se apresentou com o nome de Reyne Merphot, era a prova da fartura em que se banhavam os ricos comerciantes das cidades livres. Estava vestido com cores vivas, nas roupas e na barba bifurcada, tingidas de amarelo e roxo, e ostentava uma imensa quantidade de anéis nos dedos que impossibilitavam saber com precisão quantos dedos ele realmente tinha.

A chegada do emissário já era esperada pelo conselho do rei. Desde que os cursos e estratégias da guerra foram definidos, o castelo de Tumbarreal caíra, e a Casa Manwoody fora a primeira das casas dornensas a voltar a se submeter ao Trono de Ferro. Uma vitória simples, mas rapida o bastante para atrair os olhares e as expectativas dos grandes senhores do Leste. O objetivo da visita no entanto ainda não estava totalmente nítida, poderia ser um aviso sobre os exércitos das cidades livres que ainda estavam por vir ou podia ser uma oferta para trocar de lado na guerra e livrar Pentos das sanções da Coroa.

- Devo admitir que o poderio de Vossa Graça nos pegou a todos de surpresa com sua velocidade em agir. Acredito que os castelos de Monpreto e Poleiro do Abutre sejam os seus próximos alvos. -

- Seus informantes são bons o suficiente. Pena que são fáceis de trocarem de lado. -

- Oh! Parece que encontrou alguns de meus pequenos amigos entre os seus. -

- Só enquanto eu infiltrava os meus próprios. -

- De fato o senhor é um homem a altura de seus antepassados. -

- Lisonjeia-me Magíster, mas acredito que sua vinda não foi para recordar os antepassados de minha Casa. -

- De fato não. Nós em Pentos sabemos bem com o que lidamos ao enfrentar alguém com o sangue da velha Valíria. -

Não era com alegria que o Magíster se referia a velha Cidade Franca, e não era para menos. Pentos, assim como as outras cidades livres eram filhas de Valíria, governadas e criadas pelos senhores dos dragões até a época da Perdição, e ao que parece, não era do agrado do Magíster se submeter ao sague do dragão por mais de uma vez.

- Já que sabe com quem esta lidando, permita-me explicar agora com o que o senhor esta lidando. Temos uma vantajem inicial na infantaria de 30 mil homens, e mais 50 mil estão na Estrada do Rei em direção a nós. É verdade que não poderemos fazer uma incursão direta por terra e tomar Lançassolar sem perder boa parte de nossas forças, mas acredito ser capaz de usar a porta de entrada que é esse castelo e partir para Alto Ermitério e Tombastella. Garanto que com o apoio desses lordes, ou sua submissão, Lançassolar vai ver o fiasco de sua empreitada revolucionária. -

A reação do Magíster não era a que o rei esperava, para falar a verdade ele sequer demostrara reação perceptível a olhos nus, quase que como ele...

- Parece que meus segredos não estão totalmente seguros aqui não é Magíster? -

- Nem em lugar algum, se Vossa Graça me permite a ousadia. Meus amigos contadores de histórias estão em quase todos os lugares e me sussurram as mais variadas histórias. Mas os meus favoritos são os ratinhos com os quais eu me comunico na capital, dentro e fora da Fortaleza Vermelha. Me pareçe que foi um tanto descuidado deixar tão pouca guarnição defendendo o centro do seu poder. -

Maldito bastardo vendedor de vinhos.

- Quanto tempo? -

- Até os exércitos de Lys e Myr desembarcarem na Baía da Água Negra? Tempo suficiente para que voces não cheguem a tempo de salvar sua preciosa cadeira de ferro. -

- Então é isso? Veio aqui e se pôs sob o meu direito de hóspede para glorificar sua estratégia? -

- E talvez chegar a um acordo de interesse mútuo. -

- Que exigiria? -

- Alguns castelos para o comando das cidades livres e algumas terras verdes para nossos amigos dornenses cultivarem algo além da habitual luxúria. -

- Parece conhecer bem a luxúria dornensa. Teve uma estadia agradável com as putas de Lançassolar sem dúvida alguma. -

- De todos os meios possíveis, e, se me permite, os rapazes também são de um vigor admirável. Acredite Vossa Graça, passe a vida se satisfazendo com apenas um dos gêneros e estará perdendo metade do prazer que o mundo lhe oferece. Mas voltando ao assunto... -

- O acordo? Negado totalmente. -

Era aquela a expressão que o rei queria tanto ver. Uma surpresa misturada com pavor.

- Creio que prefira perder a coroa então? -

- Um corvo veloz pode enviar ao Lorde Stark ordens de proteger a capital e Lorde Tarly é um comandante capaz e com 10 mil bons homens em uma poderosa fortaleza abastecida. Seus ratinhos  lhe informaram essa parte? -

- De fato informaram, mas achei que preferisse derramar menos sangue por isso. -

- Sua ousadia me fez mudar de ideia. -

- Nesse caso, nossa conversa termina aqui. -

- De fato. -

- Tem dois dias para sair desse castelo. -

- E você duas horas, seu direito de hóspede só o protegerá até o nascer do sol, depois disso os batedores de Lorde Tywin o caçarão como a uma lebre. Seu nome é Reyne se não me engano, nesse caso Lorde Tywin será uma companhia perfeita. Pergunte a ele o que ele fez com o último Reyne que ele viu, se tiver sorte ele fará você ouvir As Chuvas de Castamare antes de matá-lo. Oh! Não fique tão nervoso, se você passar a vida pensando que vai morrer de velhiçe em sua casa com seu pau na boca de alguma puta, estará perdendo metade do perigo que o mundo lhe dá. -

Poucas vezes alguém tão volumoso como o Magíster foi visto correndo tão rapidamente.


Notas Finais


SUGESTÕES PARA OS CASAIS POR FAVOR


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...