História Um ômega Dois alfas (TodoBakuDeku) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Fuyumi Todoroki, Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Mina Ashido, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Ochako Uraraka (Uravity), Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Tenya Iida, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yo Shindo
Visualizações 69
Palavras 1.308
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá




Boa leitura

Capítulo 2 - Psseio no Domingo


Midoriya acordou sentindo os raios solares batendo contra seu rosto, o mesmo tentava se acostumar com a claridade, abrindo seus olhos vagarosamente, o menino enfim se sentou sobre a cama o mesmo queria poder ficar ali, deitado sobre sua cama confortável durante todo aquele dia maravilhoso de domingo, mais o mesmo não podia, por que? Por que o esverdeado deveria se levantar e se arrumar para ir a um passeio com seus futuros maridos.

- Ai que vida. - disse o menino virando as pernas para fora da cama - Pois é Izuku, vou me...casar. Me casar com dois completos  estranhos que eu nunca nem vi. - disse o menino se levantando e andando até a porta de seu quarto preguiçosamente. O garoto saiu de seu quarto e foi até as escadas  e as desceu bem devagar

- Bom dia Izuku. - disse a esverdeada assim que viu o filho adentrar a cozinha 

- Bom dia meu joven filho. - disse o loiro tirando sua atenção do jornal que lia

- Há há, bom...dia. - disse o menino se sentando a mesa

- Izuku meu bebê, se anime. - disse a esverdeada dando ao filho uma tigela, uma colher, uma caixa de cereal e o litro de leite

- Vocês sabem muito bem o por que de eu está assim. - disse o menino colocando o cereal dentro da tigela 

- Meu joven Izuku, essa foi nossa única opção. - disse o loiro que logo deu um gole em seu café 

- Pai só para constar só aceitei isso por que é o melhor para a empresa. - disse o menino olhando para o pai

- Ai meu menino, você tem o coração tão bom. - disse a esverdeada abraçando o menino

~Bom, pelo menos meu cio já veio este mês, não corro o risco de entrar no cio na frente dos meus noivos. ~ pensava o menino enquanto comia seu cereal 

Na casa de Bakugo

- NAAO VOU PARA CARALHO MEM UM!!!- gritava o loiro que estava trancado no próprio quarto

- Vamos cara, sair com um ômega, não vai te matar. - disse o bicolor que estava em frente a porta. Apenas os dois garotos estavam no local pois os seus pais havian ido  trabalhar 

- NÃO VOU NÃO PORRA! - gritou o menino de dentro do quarto

- PARA DE SER MARICA, FILHO DA FRUTA!!! - gritou o bicolor dando um chute na porta a quebrando 

- Eu te ma- - o loiro foi empedido de falar  por um beijo do bicolor, o loiro deu passagem para a língua do outro e logo as mesmas se entrelacaram em uma sintonia perfeita logo os dois se separaram por falta de ar 

- Vamos para o nosso encontro. - disse o bicolor saindo de cima do loiro 

- Aaa, não podemos foder um pouco? - disse o loiro com um olhar malicioso

- Eu adoraria mais temos que ir, já estamos atrasados. - disse o rapaz indo em direção a porta 

- Tá, vamos. - disse o loiro se levantando  da cama e indo atrás do bicolor 

1 hora depois...

- Bom, chegamos na casa do nosso...noivo. - disse o loiro que nem se deu o  trabalho de sair do carro

- Tá, vou tocar a campainha. - disse o bicolor andando até a porta. O mesmo toca a campainha e é atendido pela mãe do esverdeado 

- À, olá você é o Shoto não? - disse a mulher 

- Sim, o Bakugo ficou no carro. - disse o menino com um olhar meigo - Aliás, o Izuku está? - 

- À claro, Izuku querido os seus noivos chegaram! - disse a mulher de forma doce

- Sim, cheguei, tchau mãe. - disse o menino abraçando a mãe e logo saindo da casa

- Tchau Izuku. - disse a mulher fechando  a porta

- É...Olá. - disse o bicolor que apenas observou o esverdeado, o menino usava uma calça jeans branca bem colada e uma camisa de mangas compridas azul marinho e um tênis vermelho - Bom, vamos? - 

- Claro. - disse o esverdeado indo em direção ao carro e andentrando o lugar do passageiro 

20 minutos após sairem para o passeio

Ninguém havia falado nada desde que saíram da porta da casa de Midoriya, o silêncio estava deixando um clima pesado até  o esverdeado decidir quebrar o silêncio 

- Bom,...aonde vamos? - disse o menino olhando para o loiro 

- Cala a boca seu...Deku. - disse o loiro de forma ignorante. O esverdeado apenas se encolheu

- BAKUGO!! - disse o bicolor em meio a um rosnado olhando sério para o loiro

- Tá, tá bom...desculpe Midoriya. - disse o loiro olhando para o ômega 

- Está,...tudo bem. - disse o esverdeado que continuou encolhido

- Qual foi a sua pergunta mesmo? - disse o bicolor sem tirar os olhos de estrada

- E-Eu perguntei...aonde Vamos. - disse o esverdeado levantando a cabeça 

- Nós vamos ver um filme. - disse o loiro olhando para a janela 

- Ha ha, qual o filme? - disse o esverdeado 

- Uma noite com Kkubi. - disse o loiro com uma cara de mal 

- QUEEEEE? Aquele filme de terror daquele mulher!? Não por favor não! - disse o esverdeado se desesperando

- Calma não fique assustado. Eu e Bakugo vamos está com você, lembra? - disse o bicolor dando um sorriso de canto para o menor

- Tá bom, eu confio em você Todoroki - 

¤ ¤ ¤

- Puta que parou. - sussurrava o esverdeado  que estava bem no meio dos dois alfas 

- Calma Deku, ela não vai sair da tela para te pegar. - disse em um sussurro loiro bebendo um gole de seu refrigerante

- É Midoriya. - disse o bicolor também sussurrando 

- Como alguém vai ficar calmo com esse caralho? - sussurrou o esverdeado se encolhendo

Uma hora e cinquenta e três minutos depois...

- Acho que traumatizamos um ômega. - disse o bicolor sem tirar os olhos da estrada - não sei nem quantas vezes o Midoriya foi ao banheiro. - disse o menino 

- Ele foi ao banheiro 5 vezes ao banheiro. - disse o loiro dando um leve sorriso 

- Sério 5 vezes? - disse o bicolor

- Sim, 5 vezes - respondeu o loiro

- Gente 5 vezes? -

- É 5 vezes. -

- 5, 5 vezes? - 

- Vai a merda - disse o loiro dando um ponto final a brincadeira, o mesmo pode ouvir os outros dois comecarem a rir

- Vocês são muito engraçados. - disse o esverdeado limpando as lágrimas que haviam caído pela risada

- Bom, nesse caso você vai nos ver muito. - disse o bicolor 

- É verdade, temos 4 meses até o casamento. - disse o esverdeado que ja não pensava no casamento como uma total loucura 

- É isso, mais que tal uma pizza? - disse o loiro 

- Sim! - disse o bicolor e o esverdeado em uníssono 

- E que tal depois um sorvete? - disse o esverdeado 

- Ae, falou minha língua Deku. - disse o loiro dando um sorriso

- Então vamos nessa! - disse o bicolor

¤ ¤ ¤

As 22:30 Midoriya foi deixado em casa em casa pelos seus noivos e assim que entrou viu seus pais baboes o olhando o mesmo ja sabia que era para contar como foi seu dia e logo se sentou no sofá para começar a contar as novidades

¤ ¤ ¤

Assim que Bakugo chegou em casa viu sua mãe senteda sobre o sofá da sala

- Então, como foi? - disse a loira

- Não foi tão ruim. - disse o loiro indo até as escadas e as subindo

¤ ¤ ¤

Todoroki estava em seu quarto quando viu a porta ser aberta

- Como foi Shoto? - disse Rei

- Foi ótimo mãe, venha até aqui vou kê contar - disse o bicolor dando espasso para a mulher. Assim a mesma foi e se sentou.


Notas Finais


Boa noite


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...