História Um pai para meu bebê - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Kris Wu
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kris Wu, Personagens Originais, Suho
Tags Adultério, Byun Baekhyun, Chen, Exo, Galaxyfanproject, Imagine Kris, Imagine Wu Yifan, Park Chanyeol, S/n + Kris
Visualizações 516
Palavras 638
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia

Capítulo 28 - Capítulo 28


Capítulo 28

E finalmente o bebê de S/N havia nascido.

O herdeiro chamado Wu Kwan, agora era o motivo da alegria da casa. Sem falar do Nini. Este menininho fez o favor de ir até o hospital com seu pai e esperar para ser o segundo ou terceiro a ver o rostinho do seu irmão postiço.

Assim que viu Kwan, ele sorriu e encarou o pai. O homem pegou e se sentou numa cadeira do quarto, possibilitando que JongIn pudesse acariciar o rosto dele.

— Ele é lindo, não é, papai?

— Sim. É o irmãozinho da Akame.

— E meu também! O tio Fan disse que eu poderia ser irmãozinho dele. — É mesmo? Hum, olá irmão do Nini.

— Vou proteger ele com minha vida, papai! — JongIn falou como se fosse uma ordem. — Não vou deixar nada acontecer com ele.

— Isso é bom. — SuHo sorriu e entregou o bebê para a mãe.

Agora, já em casa, Akame fazia questão de cantar para o irmão, que ficava atento a voz dela.

— O papai Chanyeol disse que vai vir te ver. — Ela falou para Kwan. — Falou que vai trazer presente. É. O Nini vai vir amanhã. Você gosta do Nini? Eu gosto.

Akame acariciava as mãozinhas do irmão que apenas olhava na direção dela.

— Kame, está na hora de ele mamar. — S/N pegou o bebê e sentou no sofá.

— Ele vai mamar tudo, mamãe?

— Não, Kame, só um pouco. — Ela riu. — E você, não quer jantar? Babà Kris fez um macarrão muito gostoso.

— Eu não estou com fome, mamãe. Eu estou… Com aqueles bichinhos no estômago. — Falou um pouco incomodada.

— Ah, bichinhos no estômago… — S/N riu. — Tem a ver com a vinda do Nini aqui amanhã?

— Acho que sim.

— Hum, você está ansiosa. Precisaremos ir ao médico resolver isso, hun?

— Mas não quero ir, mamãe.

— Mas precisa, meu amor. Você não pode ficar ansiosa toda vez que pensa no JongIn.

— Como você sabe, mamãe?

— Você disse que gosta dele. Esse é o motivo de você ficar ansiosa toda vez que pensa nele.

— Não tem outro jeito de resolver isso? Não quero ir ao médico, mamãe!

— O único jeito é você não pensar nele. Vai conseguir?

Akame olhou sapeca para a mãe.

— Não. — Ela sorriu.

— Pois então. Aí o médico vai passar um remedinho pra você ficar calma. Só isso.

— Tudo bem. Mas vamos outro dia. Amanhã o Nini vem pra cá. — Ela fez uma dancinha engraçada e correu para o quarto.

— Cuidado, garota! — Kris advertiu enquanto descia. — Hey, baby. — Ele beijou a testa de S/N e sentou ao lado dela.  — Meu bebê já está mamando, é? Senhor guloso.

S/N apenas riu e encarou o marido.

Marido.

Eles haviam se casado no sexto mês de gravidez, uma cerimônia simples e linda.  Com direito a Akame como dama de honra.

— E você, como se sente?

— Estou bem. — Ela respondeu. — Um pouco cansada, mas bem. E você?

— Muito feliz. — Yifan acariciava os pequenos cabelinhos de Kwan. — Muito. Minha família é perfeita.

A mulher sorriu e o beijou rapidamente.

— Eu te amo.

— Também te amo. — Kris riu. — Eu ouvi a conversa com Akame.

— Ela está apaixonada pelo JongIn. — S/N concluiu.

— Devemos nos preparar, então. — Yifan falou suspirando. — Minha princesinha está crescendo.

— Pois é. Daqui a pouco ela diz que JongIn a beijou.

Ambos riram e viram Kwan cair no sono.

— Vamos dormir também, amor? — Perguntou ela.

— Vamos sim. — Kris se levantou e levou o carrinho pra cima.

S/N colocou Kwan no berço e foi para o quarto.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...