1. Spirit Fanfics >
  2. Um Pai Para Meu Bebê >
  3. 008: A hora mais escura antes do nascer do Sol.

História Um Pai Para Meu Bebê - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Queridas han han cheguei han han


Vcs sabem que aqui é igual auxílio do governo, atrasa mas não falha - depende? - e cá estamos com esse capítulo do [email protected]*:&%€ e vcs que lutem ❤

Capítulo 9 - 008: A hora mais escura antes do nascer do Sol.


Ele apertou o cabo da Kusanagi, o céu escuro e o breu da floresta garantiam a ele a discrição que precisava. O Mangekyo Sharingan estava ativado e ele preparado para mandar aquilo tudo queimar no inferno. Um urro monstruoso quebrou o silêncio sepulcral do lugar. 

Sasuke estava queimando de ódio, ele achou que não poderia sentir mais ódio em sua vida, mas então ele teve sua casa destruída, a esposa sequestrada e a Bijuu roubada. 

Ele sentia o ódio queimar suas entranhas como se fosse o Amaterasu fazendo dele um punhado de cinzas, e mesmo desfeito ele continuaria queimando alimentado pelo ódio que sentia. Nem mesmo por Itachi, por Konoha ou por si mesmo, seu ódio por ter sua casa violada e sua esposa levada era maior e mais perigoso do que qualquer tipo de ódio que ele sentiu um dia. 

19h: duas horas antes

Kakashi havia-o designado para uma missão simples, recuperar um dos raros pergaminhos do Shodai-Hokage, roubados durante o período do Quarta Guerra Ninja. Ele sabia onde estava e conhecia seus inimigos, Sasuke não teria trabalho, sabia que voltaria para casa a tempo de ver Hinata tricotando roupas para o bebê enquanto Kurama dormia aos seus pés. A cena se tornou comum e como ele era adepto a rotinas, não demorou a se acostumar, era reconfortante, por mais que ele ainda dissesse para si mesmo que não merecia tais privilégios, mas Kakashi o disse que se ele os tinha, não poderia maldizê-los. Deu de ombros e se concentrou para chegar à Vila do Rio, no país da água. Mas Sasuke sentia algo estranho, seu instinto não lhe enganava, algo estava errado. Girou a kunai entre os dedos e cortou a garganta no ninja com quem lutava e revirou a "biblioteca" atrás do pergaminho, Kakashi havia dito que o documento era selado com o símbolo da Folha, estava virando o conteúdo de um baú no chão quando sentiu a aproximação de chakra. Cinco homens. 

Quando finalmente achou o pergaminho, os ninjas entraram na sala, armados de kunais, katanas e shurikens gigantes. Guardou o pergaminho e logo estava com Kusanagi nas mãos, queria ir pra casa e ter certeza que Hinata estava bem, mas ele sentia que não, e aquilo o deixava frustrado pois não conseguiria mantê-la a salvo se não estivesse perto, longe dele considerar Hinata fraca, ele sabia do poder e das habilidades da kunoichi, Hinata era uma ninja admirável e poderosa. Mas estava grávida, e Sakura o advertiu sobre a fragilidade do estado em que ela se encontrava. Inconscientemente Hinata iria levar e usar seu chakra para proteger o bebê, e mesmo que Kurama estivesse lá e ele soubesse das capacidades da raposa, algo não o deixava tranquilo, ele tinha que ver Hinata. 

Inferno. 

Pensando nisso Sasuke não percebeu quando os cinco homens caíram mortos aos seus pés, odiava matar sem motivos, não que ele visse algum ali além do pergaminho, mas não podia morrer e deixar Hinata sozinha. Limpou o sangue da Kusanagi na yukata de um dos mortos e saiu pela janela, estava prestes a anoitecer e sabia que não chegaria a tempo do jantar. 

Tsc, odeio atrasos

Saltou de galho em galho quando uma kunai passou quase rasgando sua orelha, se ele não tivesse desviado, ele caiu de pé no chão e recebeu o impacto, um dos seus perseguidores manipulava terra e com um soco fez ondulações no terreno que só não o desequilibraram pelo chakra concentrado na palma dos pés, ele já estava perdendo a paciência. 

[...]

23h: duas horas depois

Ele havia demorado mais que o esperado, não imaginava que teria que enfrentar tantos shinobis da Vila do Rio 

Quando chegou em Konoha, os ANBU responsáveis pela segurança de Kakashi o esperavam na entrada na vila. 

-O Hokage exige sua presença imediatamente, Falcão. - e sumiu. 

O mau pressentimento de Sasuke aumentou e ele considerou a ideia de ir para casa ver se Hinata estava bem, Kakashi poderia esperar, mas suspirou e se dirigiu a torre Hokage, esperava que fosse realmente importante, ele sabia que tinha que entregar o pergaminho, mas queria garantir que Hinata estava bem. Saltou pelos telhados até entrar pela janela. Mesmo sob a máscara, ele direcionou seu olhar para Kakashi, o ex-sensei parecia acabado. 

-Qual o problema? - Mesmo que já soubesse, precisava ter a certeza antes de sair desvairado para casa. 

-Hinata foi sequestrada. 

A máscara ANBU impedia que outros pudessem ver o queixo truncado de Sasuke, mas o chakra dele oscilando entregava sua identidade.

-Quando, como e por quem? - a voz de Sasuke estava dura e não era capaz transmitir um terço de toda a raiva que sentia. 

Kakashi suspirou. 

-Há duas horas, a assinatura de chakra é desconhecida, somente Tsunade pôde identificar.

-Somente Tsunade… Está me dizendo que minha esposa foi sequestrada pelo mesmo clã que matou Naruto? E como eles entraram na vila? - a mão de Sasuke fechada em punho tremia, a intensidade do chakra dele aumentava, ficando sufocante para alguns ali dentro - Mas que porra Kakashi! 

Kakashi estendeu a ele o registro de entrada, onde eram anotados todos que entravam e saiam de Konoha, diziam-se mercadores e tinham licença do país do fogo, com o selo feudal, não havia como desconfiar. Não era culpa de ninguém. 

-Você sabe bem que o selo feudal não pode ser adulterado ou copiado exceto por portadores de kekkei genkai especiais como Byakugan ou Sharingan. - Kakashi estava certo, não havia culpados em deixar homens autorizados pelo Senhor Feudal entrarem na vila, e em tempos pós-guerra, o que poderia ser tirado de uma vila devastada pelo caos da guerra? A frustração de Sasuke aumentou juntamente com seu ódio. 

Sem dizer nada ele deu as costas para sair do escritório, ele iria trazer Hinata pra casa, e mataria qualquer um que entrasse em seu caminho. 

-Tem uma equipe minha o esperando. 

-Não preciso e muito menos pedi a ajuda de alguém. 

-Sasuke você tem noção do que estamos falando? - Kakashi não parecia alterado - O clã Goshitzu não é temido a toa, Sasuke. Eles conseguiram inibir o chakra de Naruto e da Kyuubi, você tem alguma noção de quanto poder precisa para suprimir o chakra de uma Bijuu?

-E eles com certeza não sabem que não pode atacar um Uchiha e achar que sairão vivos. - a risada raivosa e atípica de Sasuke fez Kakashi rememorar os tempos de nukenin do aluno. - Não mande ninguém comigo, Kakashi, ou você terá corpos para enterrar. 

E saiu sem bater a porta, correndo para seu próprio Distrito. O chakra ali presente estava quase sumindo e Sasuke fechou os olhos para poder entender o que tinha se passado, entrou na casa vendo tudo revirado, marcas de luta e sangue. Por sorte ou desejo do destino ele tinha o Rinnegan, e assim como Madara tinha o Limbo, Sasuke tinha o Kaminokeiji-jutsu* e Amenotejikara. Ativou o Rinnegan, buscando concentração, o Jutsu de Revelação Divina ou Kaminokeiji-jutsu permitia que ele pudesse ver ações passadas no ambiente através das assinaturas de chakra presentes no local, ele não poderia ver físico, apenas chakra, pois era um jutsu que ele ainda tinha pouca experiência. Mas, experiente ou não ele tinha que saber o que havia ocorrido ali. 

-Kaminokeiji-jutsu - fez os selos de mão assim que ativou o Rinnegan, podendo fazer uso do jutsu. Logo o cenário ao seu redor escureceu e luzes fluorescentes acenderam-se, lilás quase branco para Hinata, laranja para Kyuubi e amarelo intenso para o bebê, coberto pelo de Hinata, aquilo, por vários minutos que ele não contou, não havia mudança na cena, mas uma tênue camada escura surgiu sobre o chakra grandioso da raposa de nove caudas, a camada fazia uma redoma cada vez mais escura e espessa em torno da Kyuubi, e quando ele já não era mais capaz de poder ver o brilho alaranjado da bijuu, Sasuke arrepiou, pois a matiz lilás de Hinata teve o mesmo destino, até estar oculto na camada densa. E ele reconheceu a técnica que matou Naruto, talvez aquela inibição de chakra também mexesse com os sentidos do afetado, uma técnica covarde. Algo tremulou na cena e dois chakras escuros entraram na casa, Sasuke viu as figuras de Hinata e Kurama lutarem, conseguindo ferir um dos homens, por isso o sangue na casa. Mas Algo mudou, Hinata caiu no chão de joelhos, a camada densa em seu chakra tremulou e Sasuke viu a esposa desmaiar. Assim como Kurama. 

Os invasores os pegaram no colo e correram pelos telhados, deixando o rastro escuro de seus chakras, Sasuke não teria problemas em seguí-los e assim o fez. O ex-nukenin não se perdoaria se algo acontecesse à Hinata e ao bebê, seu coração há muito morto se retorcia num sentimento que já não conhecia mais: o medo. Sasuke tinha medo de perder Hinata, o medo visceral e intrínseco de perdê-la era igual ou maior de saber a verdade por trás de Itachi, o medo alimentava a raiva dentro de si, Sasuke seguia os rastros reparando em todo e quaisquer alteração na rota, por horas a fio ele seguiu-os, não sabia dizer se ainda estava dentro do país do fogo ou se já tinha saído de seus limites.  Ele estava chegando ao seu próprio limite com o Kaminokeiji-jutsu, por ser um jutsu novo ele não sabia quanto chakra consumia e preferia resguardar energia para quando encontrasse-os. O bosque ao seu redor estava silencioso, quietude quebrada apenas pelo som dos animais noturnos, Sasuke sentia a presença dos invasores próximos de si e tirou Kusanagi da proteção. Não poderiam inibir seu chakra se ele não usasse. Caminhou devagar entre as árvores, usando a escuridão a seu favor, Sasuke se perguntava onde as pessoas deixavam o juízo e o senso de preservação, pois tinham várias, várias provas de que não era saudável ameaçar um integrante Uchiha, Naruto sempre dizia que o poder do clã uchiha estava aliado a loucura, e ele não negava, poder demais enlouquecia. 

Ele apertou o cabo da Kusanagi, o céu escuro e o breu da floresta garantiam a ele a discrição que precisava. O Mangekyo Sharingan estava ativado e ele preparado para mandar aquilo tudo queimar no inferno. Um urro monstruoso quebrou o silêncio sepulcral do lugar. 

Sasuke estava queimando de ódio, ele achou que não poderia sentir mais ódio em sua vida, mas então ele teve sua casa destruída, a esposa sequestrada e a Bijuu roubada. 

Ele sentia o ódio queimar suas entranhas como se fosse o Amaterasu fazendo dele um punhado de cinzas, e mesmo desfeito ele continuaria queimando alimentado pelo ódio que sentia. Nem mesmo por Itachi, por Konoha ou por si mesmo, seu ódio por ter sua casa violada e sua esposa levada era maior e mais perigoso do que qualquer tipo de ódio que ele sentiu um dia. 

Parou no meio de duas grandes e próximas árvores, olhando o casebre de aparência abandonada, outro rugido ecoou na floresta silenciosa e Sasuke entendeu que estavam a tentar extrair o chakra de Kurama, uma nova e mais massiva onda de ódio percorreu as veias do ANBU, o rapaz sabia que eles tinham ciência de sua presença ali e que estavam a manipular seu chakra, mas Sasuke não precisava de chakra para matar um bando de suicidas que perderam o medo da morte e violaram o Distrito Uchiha atrás do dōjutsu de sua esposa. Se aproximou lentamente do casebre quase destruído e teve uma kunai lançada em sua direção, mas o reflexo rápido com a Kusanagi desviou a lâmina.

-Você tem muita coragem de vir aqui sozinho, Uchiha. - uma voz saiu de dentro do casebre. Em algum ponto da busca de Sasuke ele perdeu a máscara, e tampouco ligava, quem ali visse seu rosto não viveria muito para e descrevê-lo. 

Ele preferiu não responder e continuou avançando, a voz continuava a provocá-lo, dizendo coisas que faria com Hinata, com Kurama e o bebê, ajudando a aumentar o sentimento destrutivo de ódio dentro de Sasuke, aumentando a vontade dele em matar quem estivesse em seu caminho. Ele odiava matar sem motivos, mas ele tinha grandes motivos para tal: Hinata, a criança que ela carregava e a irritante Bijuu. 

A Kusanagi girou em sua palma, perfurando abdômen e diafragma do ninja que ousou o atacar por trás com uma katana de lâmina escura, o sangue escorreu pela arma do Uchiha e ele puxou a espada, derrubando o corpo morto, abaixando-se antes de ser atingido pela shuriken no mesmo momento que cortava o joelho do inimigo à sua frente, e quando este caiu no chão segurando o joelho, foi atingido no meio do peito pela Chidori. Sasuke levantou e entrou no casebre destruído, não estava surpreso de ver tudo vazio aparentemente, mas ele ouviu gritos altos o suficientes para deixá-lo assustado pelo resto de sua vida. Sasuke destruiu a madeira podre do chão em uma enorme cratera e uma passagem pequena, pulou na cratera, caminhando onde antes existia uma escada que levava aquela abertura.

Ele sentia seu chakra ainda suprimido, mas ele sabia que aquele jutsu como qualquer outro, uma hora iria findar, afinal ele imaginava que não seriam capazes de inibir o chakra dele, de Hinata e de uma Bijuu. 

Sasuke sabia que, talvez nada lhe desse mais satisfação que matar o assassino de seu melhor amigo e o sequestrador de sua esposa. O ódio Uchiha cairia em peso sobre o desgraçado desafortunado. 


Notas Finais


*Jutsu de Revelação Divina ou Kaminokeiji-jutsu: Como todo mundo sabe, o Rinnegan dá ao usuário jutsu(s) que somente ele pode usar, tomei a liberdade de criar o Kaminokeiji-jutsu pra dar mais emoção.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...