1. Spirit Fanfics >
  2. Um Pai Para Nosso Bebê - TaeYoonSeok >
  3. Contrato

História Um Pai Para Nosso Bebê - TaeYoonSeok - Capítulo 21



Notas do Autor


Oi...
Espero que gostem ❤️❤️❤️

Capítulo 21 - Contrato


Hoseok estava bicudo e de braços cruzados, parecia uma criança birrenta.

-eu vou contar pro Yoongi-hyung – Hoseok falou choroso.

Taehyung riu e negou com a cabeça.

-você não pode correr para o Yoongi toda vez que eu falar algo que você não gosta – o bico de Hoseok aumentou mais ainda ao ouvir isso.

-ele vai saber que você me maltrata quando ele não está por perto! – Hoseok virou as costas e começou a subir a escada a passos pesados, tropeçando no terceiro degrau e quase caindo – nem machucou! – ele falou choroso com Taehyung e voltou a subir a escada.

Taehyung suspirou, não adiantava, Hoseok era um teimoso.

O alfa subiu depois de um tempo, e pegou os dois omegas deitados na cama se abraçando enquanto Hoseok contava para Yoongi que Taehyung estava o “maltratando”.

Os dois ômegas fizeram bico quando viram o alfa.

Taehyung chegou a fazer um barulhinho de frustração ao notar que os ômegas iriam o ignorar.

-nenens – Taehyung se aproximou, mas Yoongi e Hoseok fingiram que nem era com eles.

-podemos ir comprar roupinhas para os bebês, só você e eu – Yoongi falou com Hoseok – NÓS DOIS – Yoongi falou mais auto pra deixar claro que Taehyung não estava convidado.

-sim, só nós dois – Hoseok concordou.

Taehyung riu, não adiantava nem tentar falar com os ômegas, os dois eram duas crianças teimosas.

-tô precisando de mais alfas nessa casa, pois os ômegas fazem um complô contra mim – Taehyung falou como quem não quer nada, mas queria provocar os ômegas, mas não poderia negar que queria que um dos bebês fosse alfa, pois queria ser pai de um ômegas e de um alfa, mas do jeito que os dois ômegas estavam manhosos, ele achava que os dois bebês seriam ômegas, coisa de superstição que ouviu dos avós e pais.

-nossos bebês nunca ficariam do lado desse alfa sem coração – Yoongi falou com Hoseok.

-sem coração? – Taehyung falou rindo.

-com licença, estou falando com o Hoseok, não com você – Yoongi olhou indiferente para o marido e voltou a olhar para Hoseok – entendeu, Hoseok? – Yoongi acariciou a bochecha de Hoseok.

-entendi – Hoseok deu um selinho em Yoongi.

Taehyung sorriu discreto, estavam feliz em saber que seus omegas estavam bem próximos e amorosos um com o outro, se continuasse assim, logo Yoongi entenderia que Hoseok não era uma ameaça ao amor deles, e sim uma extensão, e que os três poderiam ficar juntos e cuidar dos bebês como uma família.

-vão me ignorar? – Taehyung perguntou ainda sorrindo.

Os dois ômega nem deram ideia a ele, continuaram a trocar beijinhos e carícias.

...

Os dois omegas voltavam do shopping, compraram roupinhas até cansarem, além de bichinhos de pelúcia para o quarto dos bebês, o quarto seria um arco-íris se dependesse dos ômegas que ainda não haviam entrado em um acordo de como seria o quarto dos bebês, no fim se Taehyung não tomasse uma atitude, os bebês iriam nascer e nem ter um quarto.

-eles vão usar roupinhas combinando – Hoseok falou e Yoongi negou com a cabeça.

-não, isso é muito careta e cada bebê vai ter sua personalidade, não quero que eles pensem que tem que ser parecidos – Hoseok fez bico.

-mas eles são gêmeos, tem que usar roupinhas combinando.

-Hoseok, eles não são gêmeos, nem na mesma barriga eles estão – Hoseok revirou os olhos.

-isso é detalhe, não estam na mesma barriga mas são irmãos e vão nascer no mesmo dia, então são gêmeos.

-claro que não, eles são irmãos, mas não gêmeos, e só vão nascer no mesmo dia porque o médico disse que a cesária poderia ser feita no mesmo dia.

-porque são gêmeos!

-eu vou perguntar ao Taehyung se são gêmeos! – Yoongi falou emburrado, odiava está com a razão e ainda ser contrariado – amor! – Yoongi entrou em casa chamando pelo marido -AMOR! – nada de Taehyung responder.

-deve ter ido trabalhar – Hoseok falou e deixou as bolsas no chão da sala.

-ele falou que não iria hoje – Yoongi também deixou as bolsas no chão – meus pés estão me matando – o ômega se sentou no sofá e jogou as pernas sobre a mesa de centro.

A gravidez para aquele ômega pequenininho estava o deixando bem dolorido, os pezinhos estavam inchados em poucos meses de gravidez e a barriguinha bem grandinha, pesada demais para o corpo delicado e magrinho dele.

-eu vou pegar um creme pra fazer massagem – Hoseok foi atrás de um creme refrescante para os pés de Yoongi.

Não demorou muito para o ômega voltar e se sentar no chão, pegando os pés de Yoongi e os massageando delicadamente.

-hum... Isso é tão bom – Yoongi falou manhoso sentindo os pés sendo massageados e bem fresquinhos pelo creme de menta – suas mãos são tão macias – Yoongi abriu os olhos que havia fechado durante a massagem – e esse creme é tão geladinho... – Yoongi sorriu ladino.

-... Ta me olhando assim por quê? – Hoseok falou confuso ao olhar a cara suspeita de Yoongi.

-quer massagear outra coisa?

...

Taehyung entrava em casa com a mala pesada da mãe, nem teve tempo de avisar aos ômegas que iria buscar a mãe na rodoviária, a mulher havia chagado de surpresa.

-... Assim, Hyung? – a vizinha manhosa de Hoseok foi ouvida.

-sim... Hum... Hobi – a voz de Yoongi também era manhosa.

-o quê é isso, Taehyung? – a mãe do alfa perguntou de olhos arregalados.

-só um segundo, mãe – Taehyung correu para a sala, e bem... A cena seria bem gostosa de se ver se a mãe de Taehyung também não tivesse ido para a sala.

-que absurdo! – a mulher tapou os olhos.

-droga! – Yoongi arregalou os olhos e rapidamente fechou a calça.

Hoseok ainda estava com cara de bobo ajoelhado entre as pernas de Yoongi e com as mãos meladas pelo creme que usou para... Massagear o pênis de Yoong.

O alfa mais velho estava com um bico enorme.

-Hoseok, vai lavar as mãos – Taehyung falou depois de ver que Hoseok não havia se movimentado.

Hoseok concordou com a cabeça e correu para escada, subindo como um furacão, morrendo de vergonha.

-que coisa absurda! – a mulher falou irritada – que falta de vergonha! Eu sempre soube que você não era um ômega descente só não imaginava que traia meu filho na casa dele! – Yoongi arregalou os olhos, chocado com a mulher.

-mãe, eu já havia avisado que o Hoseok também fazia parte da nossa relação...

-exatamente! – Yoongi se manifestou – eu não trai o meu marido na NOSSA CASA – Yoongi fez questão de lembrar que aquela casa, assim como tudo que eles tinham, foi uma conquista do casal, com esforço dos dois – o Hoseok faz parte da nossa relação – a mulher riu debochada.

-o Hoseok é marcado pelo Tae! Ele é um ômega! O Hoseok faz parte da relação por ser o ômega do meu filho! Então você estava sim traindo o meu filho, você deveria se envergonhar de usar o Hoseok para as suas safadezas, por quê eu garanto que q ideia foi sua – Yoongi abriu a boca chocado.

-eu não obriguei o Hoseok a bater uma pra mim...

-você é tão vulgar, agora eu entendo porquê o Taehyung marcou o Hoseok, nem ele aquenta um ômega sem classe como você, você foi o pior erra que meu filho cometeu!

-MÃE! – Taehyung repreendeu a mulher – a senhora está na casa do meu marido, não vou permitir que fale assim com ele! O Yoongi foi a melhor coisa da minha vida...

-então porque marcou o Hoseok? – a mulher rebateu – o seu lobo sabe que esse aí não era o certo, então escolheu um melhor, se você olhar, esse aí só conseguiu segurar um bebê graças ao Hoseok, ele é tão inútil que até pra fazer o papel de ômega, ele dependeu do Hoseok! – Yoongi virou as costas para sair da sala, queria ser forte mas as palavras da mulher haviam realmente machucado ele.

-eu vou colocar a mala da senhora no carro, vou te deixar em um hotel – Taehyung falou já indo em direção a porta.

-vai realmente por a sua própria mãe na rua? Tudo por causa desse aí? – a mulher falou dramática.

-É o meu marido! Eu amo a senhora, mas não vou mais permitir que destrate o Yoongi! Quando a senhora aprender a respeitar o meu ômega, será bem vida na minha casa – Taehyung saiu levando a mala.

-olha o quê você fez! – a mulher segurou o braço de Yoongi – colocou meu filho contra mim!

-me solta! – Yoongi puxou o próprio braço para se soltar do aperto – quando a senhora aprender a me respeitar, a senhora pode voltar aqui, mas se continuar assim, não vou permitir que chegue nem se quer perto dos bebês.

A mulher gargalhou.

-Yoongi, são meus netos, você não pode me impedir de ver os filhos do Tae, e além do mais, um dos bebês nem se quer é seu – a mulher negou com a cabeça – você sebe que o lobo do Tae escolheu o Hoseok, né? Sabe que o filhote do Hoseok vai ser o favorito do Tae? Não vai demorar muito para o Taehyung se tocar que a família dele é o Hoseok e o bebê dele, então não enche a sua boca pra falar que não vou me aproximar dos meus netos, pois você não é o pai de um deles e quando o Tae te largar, ele vai poder ficar com o seu bebê, ele é advogado, vai ficar com a guarda do seu bebê, e o Hoseok vai cuidar dos dois – Yoongi respirava descompassadamente está bem assutado.

-mãe, vamos, já liguei para o hotel – Taehyung chamou a mulher.

A mulher sorriu depois de ver que havia desestruturado Yoongi.

-nada um beijo para o Hoseok – a mulher falou para Yoongi e se retirou.

Yoongi esperou a mulher sair e se sentou no sofá, chorando depois de ouvir tudo aquilo, e se a mãe de Taehyung realmente tivesse razão?

...

Hoseok suspirou, já fazia longos minutos que ele batia na porta do quarto de Yoongi e nada do outro ômega abrir.

-o quê foi? – Taehyung parou ao lado de Hoseok.

-o Yoongi-hyung não quer abrir a porta, eu sei que tem alguma coisa errada com ele, o bebê está inquieto – Hoseok tocou a própria barriga.

-ele deve estar dormindo, sabe que ele é preguiçoso – Taehyung falou sorrindo, adora o contraste dos jeitos dos ômegas, Hoseok bem agitado e Yoongi mas tranquilo, era como se os dois se completassem e principalmente completassem Taehyung.

-hum... – Hoseok resmungou triste, não achava que Yoongi estava dormindo.

-quer ir comer algo na rua? – Taehyung perguntou sorrindo – coloca uma roupa quentinha e eu te levo pra comer algo perto do lago, um lanchinho romântico – Taehyung falou brincando.

-tá bom! – Hoseok sorriu grande e selou os lábios de Taehyung.

Taehyung pegou a chave reserva no bolso e abriu a porta do quarto, vendo Yoongi sentado com o notebook no colo.

-amor, pensei que estivesse dormindo – Taehyung se aproximou de Yoongi e beijou amoroso a testa do Ômega – por quê não abriu a porta para o Hoseok? Sabe que ele fica triste quando você ignora ele – Taehyung se sentou ao lado do marido e acariciou o braço dele.

-ele é o seu ômega, quem tem que se preocupar com ele é você – Yoongi respondeu seco, sem tirar os olhos da tela.

-ele é o nosso ômega – Taehyung corrigiu o marido.

-seu e do seu lobo né? Afinal foi ele quem escolheu o Hoseok, não eu – Taehyung bufou, já estava cansado de falar sobre isso.

-pensei que você já tivesse entendido que o Hoseok é nosso, meu e seu...

-eu não escolhi ele Taehyung! Eu não escolhi perder o meu marido para outro! – Yoongi se levantou alterado e saiu do quarto.

Taehyung suspirou, sabia que a mãe dele sempre conseguia desestabilizar Yoongi, então não iria discutir, deixaria os ânimos do Ômega se acalmarem para poderem conversar civilizadamente.

Mas Yoongi não estava disposto a ter uma conversa civilizada.

...

Hoseok tomou seu banho, passear na beira do rio com Taehyung havia sido muito bom, até perderam a hora e chegaram bem tarde em casa, com um Taehyung morto de cansado, o alfa não conseguia seguir o ritmo de Hoseok, o ômega era muito agitado.

-hyung! – Hoseok falou sorrindo ao ver Yoongi no quarto dele – vai dormir comigo? – Hoseok se aproximou de Yoongi, mas o mais velhos se afastou, se levantou da cama e estendeu um papel para Hoseok – quê é isso? – Hoseok perguntou confuso, olhando o contrato.

-você não é bobo, pode até se fazer, mas não é bobo – Yoongi falou sério.

-eu sei o quê é, só não entendi porquê está me mostrando isso.

Hoseok olhava o contrato de barriga de aluguel, assinado por ele a meses.

-pra você não esquecer que esse bebê que você está esperando é meu, que não importa se você tem a marca do meu marido, esse contrato, assinado por você, deixa claro que esse bebê é meu.

-Hyung, o quê eu fiz? – Hoseok falou choroso.

-Hoseok, eu quero você fora da minha casa assim que os bebês nascerem, e como está escrito no contrato, não quero que tenha contato nenhum com meu filho ou com a minha família – Hoseok negou com a cabeça.

-não... Eu não vou deixar o meu filho! – Hoseok rasgou o contrato – Yoongi, eu te amo e amo o Tae, pensei que você também estava começando a gostar de mim – Hoseok segurou as mãos de Yoongi – são os nossos filhos, são nossos gêmeos – Hoseok sorriu em meio as lágrimas – vamos cuidar deles juntos...

-chega – Yoongi se afastou já deixando as lágrimas caírem – não vou deixar você roubar meu marido e meus filhos.

-do quê está falando? – Hoseok falou confuso.

-você pode até tirar o Tae de mim, mas não vai me tirar os meus filhos! Quero você bem longe dos meus filhos, você não pode quebrar o contrato, então acho melhor ir pondo na sua cabeça que esse bebê não é seu!

Yoongi saiu do quarto, deixando Hoseok atrasado para trás.

Hoseok não entendia nada, ele estava tão apaixonado por Yoongi, e tinha certeza que Yoongi também já estava gostando dele, não fazia sentido essa mudança em poucas horas, mas mesmo estando apaixonado, Hoseok não deixaria Yoongi ficar com seu filhote, ele conseguiria o melhor advogado do país para achar uma brecha naquele contrato.

...

Taehyung passou na cafeteria e pegou seu café, nem deu tempo de fazer um em casa já que muito cedo Namjoon o ligou informando que havia um caso muito importante e que Taehyung teria que chegar o mais rápido possível.

Taehyung não entendeu nada, mas mesmo assim saiu, nem deu tempo de se despedir dos seus ômegas.

-Bom dia, Nam – Taehyung falou sorrindo – que cara é essa? – Taehyung estranhou a feição seria de Namjoon.

-seu cliente está na sua sala – Namjoon falou sério.

Taehyung franziu o cenho, alguma coisa estava errada.

Ao entrar na sala, Taehyung ficou mais confuso ainda.

-Hoseok, o quê faz aqui?

-eu preciso falar com você – Hoseok estava sério.

-nenem, por quê não falou em casa? – Taehyung foi dar um selinho em Hoseok, mas o ômega virou o rosto.

-Kim Taehyung, você é o melhor advogado da Coreia e eu quero que pegue o meu caso.

-Hoseok... Do quê está falando?

-quero que me ajude a não ter que entregar o meu filho para você e o Yoongi. Quero que arrume uma brecha nesse contrato, pois se não achar, eu fujo com o meu filhote.


Notas Finais


Relevem os erros, não li o capítulo, só sai escrevendo.
Espero que tenham gostado ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...