História Um pedacinho de céu (Doki Doki Literature Club) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Abuso Físico, Abuso Sexual, Doki Doki, Personagem Originais
Visualizações 3
Palavras 733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpa pelo sumiço ksksk
I'm Sorry

Capítulo 12 - Muito o que pensar. parte 1


“Natsuki, o que está acontecendo com você? Você está agindo de forma estranha desde esta manhã. Não me diga que não é nada - eu te conheço muito bem por isso. ”Jace bisbilhotou enquanto eu andava pela cozinha. Eu estou fazendo biscoitos. Isso me dá algo para tirar da cabeça as coisas. Jace roubou um pouco da massa e colocou na boca.

“Eu só ... as coisas não podem durar do jeito que são. Acho que estou apenas tentando me preparar para isso. Quero dizer, as coisas já são mais complexas do que eram ontem de manhã. Sua mãe perguntou sobre o meu rosto. Ela suspeita de algo. Não posso me dar ao luxo de deslizá-la novamente. Eric ligou e pelo som disso, ele está me seguindo. E então há você. Quero dizer, sou só eu ou as coisas são estranhas? "

Coloquei a assadeira no forno e acendi o temporizador.

“Isso seria tão ruim? Sobre a minha mãe, quero dizer? Pelo menos, se as coisas piorassem o suficiente e os policiais tivessem que se envolver, haveria um adulto que sabia alguma coisa sobre o que estava acontecendo." Ele ficou na minha frente. Esfreguei minha testa.

Não a quero envolvida. Eu não deveria ter te envolvido. Eu só ... eu não quero que ninguém se machuque por minha causa. ”

“ Tudo bem, mas devemos começar a tirar fotos marcadas com data de seus ferimentos por causa dele. Isso vai ajudá-lo se for necessário. " Ele pressionou. Eu assenti.

"Olha, vou considerar contar à sua mãe, mas é o melhor que posso fazer." Eu disse a ele.

“E quanto a mim, você sabe onde eu estou. Eu serei o que você precisar que eu seja. Se esse é seu amigo, continuaremos sendo amigos. Nada tem que mudar isso. Eu te amo. Você é minha garota. Não vou decolar porque você tem sentimentos por outra pessoa ou porque não quer prejudicar nossa amizade. Essa é a última coisa que eu quero. ”

“ Você é um deus. ”Eu disse a ele. Ele sorriu.

"Thor não tem nada em mim." Ele piscou. Eu ri. “E você não pode controlar o que Eric faz. Você nunca foi, agora não é diferente. Desfrute da sua liberdade enquanto dura, certo? Você precisa se divertir enquanto durar." Ele me abraçou.

"Eu te amo. Você sabe disso? Antes de você, faz muito tempo que eu sou capaz de dizer isso a alguém e dizer a verdade. Você tem sido uma dádiva de Deus no passado. Eu realmente, realmente  aprecio você." Inclinei-me para ele e bati na minha cara. Eu não preciso estar chorando agora. Eu só estou estressada. Ele beijou minha testa.

"Qualquer coisa para você, boneca." Ele sorriu. "Ei, ei, sem lágrimas." Ele as enxugou. Eu assenti.

Eu tenho uma confissão -


uma privação de amor.


Eu tenho um coração preto como azeviche;


Está tudo fodido e está caindo aos pedaços.

Eu me esforcei para pegar meu telefone do bolso.

"Olá", eu respondi.

"Ei, linda." Dean parece cansado. Ele deve ter acabado de acordar.

"Ei você, como você dormiu?", Perguntei a ele.

"Não tão bem sem você." Ele brincou. “Jace está com você? Eu queria falar" com ele e não tinha o número dele.

“Sim, ele está bem aqui. Aqui está ele." Entreguei-lhe o telefone.


Ponto de vista de Jace


Peguei o telefone de Natsuki e coloquei no meu ouvido.

"Ei", eu respondi. Por que ele quer falar comigo? Eu mal falei com o cara.

"Ei cara, você tem um minuto para conversar?" Dean perguntou.

" Sim. Eu vou sair. O que é isso? ”

“ Eu só queria ter certeza de que não estou pisando no pé de ninguém com Natsuki. Eu sei o quão perto você está. Eu também como é difícil estar tão perto sem sentimentos envolvidos. ”

“ Ela é minha garota, mano. Ela é como minha irmã." Eu menti.

“Tudo bem, legal. Eu não queria que as coisas fossem estranhas, ou algo assim. ”

“ Não, eu aprecio isso. O que está rolando? Nat está assando algumas coisas e ela sempre faz demais. Poderíamos pedir comida chinesa e todos saímos. - sugeri.

"Estou com Brian. Ela se importaria se ele aparecesse?"

"Brian? Eu o conheço. Não, ela adora companhia." Eu ri.

"Tudo bem, estaremos lá em cerca de uma hora." Ele desligou. Voltei para dentro e devolvi o telefone dela


Notas Finais


Crédito da música:
"To Be Loved" - Papa Roach


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...