História Um pequeno milagre - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Arthur Pendragon, Ban, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Escanor, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Jericho, King, Margaret, Meliodas, Merlin, Oslo, Personagens Originais, Veronica, Vivian, Zaratras, Zeal
Tags 10pragas, Assassinato, Bipolaridade, Dupla Personalidade, Espíritos, Guerras, Inveja, Irmãos, Merthur, Reencontro, Segredos
Visualizações 4
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Os misterios que me cercam


Dois dias depois...

P.O.V.S Merlin

- Está cansada?

- Sim.

- Desculpe.

- hum?

- Acho que exigi muito de você.

- Não, eu vou ficar bem.

- Amanhã não vou treinar você.

- Por que?!

- Nos últimos dois dias você não tem descansado quase nada isso pode se prejudicial.

- Tá, mais você vai ficar aqui comigo não vai?

- Sim...

- Você não vai.

- Desculpe pequena, tenho algumas coisas para resolver.

- Certo...

- Rirari, por que quer ser uma maga?

- Eu não sei.

- Não tem um motivo em especial?

- Bem acho que, bem talvez um acontecimento no passado tenha me levado a isso.

Pensamento:MAIS AFINAL, O QUE TEM NO PASSADO DELA, NATSUMI O QUE ACONTECEU COM ELA?

" Lamento Kushida, mais sobre isso nem mesmo eu tenho ideia do que seja. "

Após algum tempo Rirari dormia calmamente.

P.O.V.S Rirari

Sonho...

Estava em um pequeno bosque atrás de minha casa em forroad, ouso uma voz doce me chamando.

" Atem... Senhorita Atem Rirari, fujir de casa não é solução para escapar de fazer um teste de leitura. "

Minha mãe surgia de trás de uma árvore, ela usava um vestido preto com detalhes em amarelo, o que sempre chama atenção nela são os longos cabelos loiros e os olhos azuis, algo muito peculiar tambem é que em seu braço esquerdo é coberto por vários pontos em linha vermelha que ficam no formato de espiral, cobrindo desde o braço até a mão, e a mão direita é também coberta por pontos em espiral porem na linha azul.

- Ma-Mamãe, o que faz aqui?

- Não sei, talvez por que minha filha mais velha saiu com o pai a meia hora atrás e a casa estava quieta demais, e que eu saiba eu tenho duas filhas.

- Já faz tudo isso, achei que avia saido apenas por 10 minutos.

Ela me pega no colo e caminha em direção ao jardim de casa.

- Mãe eu não quero fazer esse teste.

- Por que?

- Não, Não quero.

- Por que?

- Mamãe, eu não quero porque é meu primeiro texte.

- Então vou te levar a um lugar.

Nos teletransportamos para um templo, parecia ser bem antigo.

- Rirari, sabe onde estamos?

- Não.

- Você está diante do enigma espectral.

- E aqui onde reside o corpo da primeira Deidade Suprema?!

- Sim, venha comigo.

Fomos para uma sala onde avia apenas um altar com um colar e um pendante na forma do simbolo de nosso clã.

- O que é aquele altar mamãe?

- É o caixão da reencarnação da paz.

- Como?

- Como a primeira deusa suprema Atem viveu pela paz porem não conseguiu conquistala completamente, foi criado o caixão da reencarnação diz que o espírito da deusa atem aquarda o dia em que a imperatriz vai renascer para concretizar seus planos e herdar seus ideais.

- Nossa, essa pessoa com certeza deve ser filha de uma deusa suprema, mais por que me trouxe aqui?

- Descubra você mesma.

Ela saiu por um dos lados do salão me deixando sozinha. O pingente do colar começou a piscar, e por curiosidade acabei pegando o colar.

Um imenço clarão surge, quando acordo estou deitada em uma maca com varios pontos descendo da linha do pescoço até a linha acima de minha bariga. Ouvi algumas vozes vindo do corredor.

" Então o colar sumiu? "

" Sim, parece que ninguem sabe como alguem teve aceso ao mausoléu "

...

- Rirari, Rirari acorde.

- Ham ham, Mer-Chan o que foi?

- Você está ardendo em febre.

- Estou?

- Vou pegar um pouco de água.

- Não - Falei segurando seu braço enquanto ela levantava.

- Rirari...

- Fica aqui por favor!

- Rirari eu preciso ir.

- Não não!

P.O.V.S Merlin

Acabei cedendo a ela, nos deitamos e ela insistiu que dormíssemos abraçadas, porém ela não me abraçada ela me segurava com muita agressividade como se estivesse com medo de algo.

- Rirari, o que você quer?

- Estou com medo.

- Medo de que pequena?

- Chuva...

- Rirari, está chovendo mais não precisa ter medo.

- Não tenho medo da chuva, tenho medo do que ela esconde.

- Rirari, você ve algo na chuva?

- Uhum...

- O que é Rirari?

- Eu não sei, está lá em todas as noites de chuva, até a escuridão tem medo que escureça por causa disso.

- Calma, eu estou aqui.

" Você não pode fazer nada contra Vreens, Kushida. "

" Quem é Vreens? "

- Vreens, é a personificação do medo, apenas aqueles que já encararam o medo de frente podem velo. "

" Então como Rirari consegue o ver? "

" Ela não o vê, mais tem medo de velo. "

- Onee-Chan...

- O que disse Rirari?

- Nada. Mer-Chan...

- Não tem certeza?

- Sim, Mer-Chan.

Em algum lugar de um...

" Eu sei como ela se sente, mas ela não pode sair do meu controle "

" Não estou em posição de lhe criticar mais sua filha não é um objeto para você ficar manipulando, você não sente remorso? "

" Eu fasso sem remorso pois é por um bem maior, e você não é muito diferente sua filha é um pássaro sem asas "

" Usarei tudo que for preciso para ganhar "

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...