1. Spirit Fanfics >
  2. Um pequeno mundo para seu grande coração >
  3. Capítulo 2

História Um pequeno mundo para seu grande coração - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2


— Vamos mamãe! Eu quero conhecer a escola nova! 

Ray andava por toda a casa extremamente empolgado, já estava com o uniforme novo, a mochila, tudo novinho em folha para o primeiro dia de aula. 

— Ray! Se acalme, eu estou pegando as chaves! — Isabella diz. 

— Mas eu estou muito ansioso! Vamos! Vamos! 

Assim que ela pega as chaves e abre a porta, estende a mão ao filho e os dois vão em direção ao carro. 

Já dentro do veículo, o menininho fazia milhões de perguntas sobre a vida para mãe, na verdade, nem dava para saber se as perguntas eram direcionadas a ela mesmo. 

— Quando nós vamos pra nossa casa de verdade? — Ray a pergunta. 

Os dois estavam dormindo na casa dos pais de Isabella, afinal a casa não estava completamente pronta. 

— Algumas coisas ainda não estão prontas, filho. — Isabella o reponde enquanto dirigia. 

— E como é o meu quarto novo? 

— Eu tenho certeza de que você vai gostar dele. Ei, olhe, chegamos! 

Ray estava mais ansioso ainda de poder estudar numa escola em que a mãe iria trabalhar como professora. Mas aí se lembrou que tinha algo a contar para ela. 

— Sabe mamãe... Eu liguei pro papai ontem... 

— V-você ligou pra ele é? 

— Ele nem me atendeu... Por que? 

Agora não tinha como ela esconder mais, ela precisava contar a verdade. 

— Sabe, Ray... Eu e o seu papai não estamos mais juntos... 

— Por que? — ele diz um pouco assustado. 

— Nós dois não nos amamos mais. 

— Como assim? 

— Certas vezes... Nem sempre você vai amar uma pessoa pra sempre. 

— Então você algum dia não vai me amar mais? 

— Não! Você, eu vou amar para sempre! Só que em relação ao papai... Ele não era a pessoa certa pra mim e eu não era a pessoa certa pra ele. 

— Ata... Mas vamos logo! Eu quero conhecer a escola nova e fazer amiguinhos novos! 

Os dois saem do carro, ele se despede da mãe e olha ao redor, ele percebe que tem várias crianças com um pai e e uma mãe, e se lembra dos bons momentos que sua família tinha entre os três, mesmo sendo a muito tempo. 

Um garotinho, um pouco parecido com ele, porém loiro, o pergunta. 

— Ei! Cadê os seus pais? — ele pergunta a Ray. 

— Bom, minha mamãe deve estar com os alunos dela, ela é professora sabe. 

— Ela dá aula aqui? 

— Sim, para o maternal. 

— Mas e o seu pai... Você não tem um? 

Após Ray ouvir isso, ela imagina que seu pai havia sumido, pois não o amava mais, então ele saí correndo para bem longe dali. 

— Mas você nem me respondeu... — o menino diz, confuso. 

Ray se senta no chão de um corredor e começa a chorar, quando um homem branco, dos olhos azuis, com um rosto gentil e simpático se senta ao seu lado. 

— Ei garotinho... Está tudo bem? — ele diz. 

— Uh? Sim... Eu acho que sim... 

— Por que está chorando então? 

— Por que o meu papai se esqueceu de mim! Ele sumiu e me deixou pra trás! Ele não deve me amar mais... Assim como ele não ama mais a mamãe... 

— Ah, entendo... Quando eu tinha sua idade, o meu pai também deixou de amar  a minha mãe. 

— Sério? 

— Sim. 

— E ele também não te ama mais? 

— Não, ele sempre me amou muito, tanto ele quanto minha mãe. E eu tenho certeza de que seu pai e sua mãe te amam bastante. 

— Do tamanho de um urso pardo? 

— Do tamanho de um urso pardo! 

Ray começa a rir, mas logo se lembra que precisava ter modos e se apresentar, do jeitinho que a mãe o ensinou. 

— Prazer! Meu nome é Ray! — ele diz, estendendo a mão ao homem. 

— Prazer! Meu nome é Leslie! — o homem diz, sorrindo e apertando a mãozinha do garoto. 

— Uau! Leslie! Que nome bacana! Nunca ouvi falar nesse nome! 

— Foi minha mãe que escolheu esse nome.

— A minha mamãe também escolheu meu nome. Sabia que ela começou a trabalhar como professora aqui hoje? 

— Não sabia, mas muito legal! Eu também sou professor, eu dou aula de música... E falando em aula, você deve ir a sua sala, vou te levar até a inspetora Krone e ela te levará até lá. Vamos? 

— Sim! 

O menino dá a mão ao professor e os dois vão até a inspetora. 

CONTINUA


Notas Finais


Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...