1. Spirit Fanfics >
  2. Um perfeito idiota (Casgali) >
  3. Quem é ele?

História Um perfeito idiota (Casgali) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Quem é ele?


18:30 PM / Terça feira / 12/02

Pov's Magali Fernandes

Eu ouvia tudo que a Sr. Guilbert dizia atentamente. Eu não poderia me dar o luxo de perder esse emprego, eu realmente preciso trabalhar, tenho contas pendentes e uma faculdade para pagar.

_ Você Acha que está preparada para cuidar da Mansão Marques, Magali? Não estou querendo lhe pressionar, mas para cuidar disso aqui sozinha, requer muita responsabilidade!

A voz da Sr. Guilbert me tirou do meu transe. É claro que eu não me sinto preparada, mas oque eu posso fazer? Eu preciso trabalhar, a vida não está fácil para ninguém.

_ Claro! - respondi calmamente - Só me tire uma dúvida, não é A senhora que faz o trabalho que eu irei fazer? - parei de andar e a olhei confusa.

Ela riu fracamente e parou de caminhar também!

_ A Dona Luciana; Dona de tudo isso aqui, irá passar um tempo em Cancún e eu irei junto para acompanha-la! - explicou, enquanto voltou a caminhar. - Eu espero que você consiga dar conta disso tudo, é o meu nome que está em jogo! - finalizou.

"Pode aposta que eu também espero" pensei comigo mesma.

_ Ah, entendi! - Eu tentava a todo custo esconder o meu nervosismo, eu não queria que ela me achasse despreparada para trabalhar aqui.

_ Resolvi lhe dar esse volto de confiança por que acredito no seu potencial, por favor... não me decepcione! - pegou uma mala que estava em cima do enorme sofá que havia ali e começou a caminhar até a porta - Agora preciso ir, o dever me chama! Boa sorte... - saiu e bateu a porta, antes mesmo de eu dizer algo.

"Tudo bem Magali! Não é o fim do mundo... você consegue, eu sei que consegue" _ pensei comigo mesma.

Quando a Sr. GUILBET me disse que seria rápido essa viagem, eu não imaginei que seria tão rápido assim. Acho que eu merecia Pelo menos uma semana de aprendizado. Já viu o tamanho dessa casa? É enorme.

Suspirei pesadamente e logo após,subir a enorme escada que havia ali. Acho que eu preciso de um banho para relaxar um pouco, meu dia foi extremamente estressante.

(...)

Pov's Terceira Pessoa

Magali havia acabado de sair de um calmo e delicioso banho, a mesma envolveu seu corpo em uma toalha branca e caminhou em passos largos até o seu quarto.

Assim que entrou, a mesma escutou uma música alta soar por todo o local. A garota arqueou as suas duas sobrancelhas confusa, oque diabos estava acontecendo?

"Será que a Sr. Guilbert resolveu voltar? Mas Por que ela colocaria música eletrônica para tocar? E ainda mais nessa altura. Não tem lógica. _ pensou a jovem consigo mesma.

Desconfiada e curiosa com oque estava acontecendo, a mesma resolveu desce até a sala de estar para verificar quem estava por trás disso.

_ Que Diabos é vocês? - Esbravejou a garota ao ver um garoto e uma menina dançando no meio da sala; uma dança que mais parecia uma insinuação de sexo, como se fosse a coisa mais normal desse mundo. - Como entraram aqui? - arregalou-se os olhos.

Ao Ouvir os berros que a garota estava dando, os jovens presentes ao local a olharam sem entender absolutamente nada, ambos parecia está tão surpresos, quanto ela.

_ Por que tem uma garota de toalha em sua casa Cascão? - perguntou a loira de cabelos encaracolados, que estava com o tal garoto.

Magali se olhou por alguns segundos e corou severamente ao perceber que havia descido apenas de toalha.

"Droga" _ pensou a mesma!

_ Quem é você? Oque está fazendo aqui? Eu deveria chamar a polícia? - pronunciou Cascão, ignorando totalmente oque a loira havia dito.

_ Quem faz as perguntas aqui sou eu! - revirou os olhos. - Me diga quem são vocês ou eu chamarei a polícia. - A garota pegou um jarro que estava por perto e ameaçou joga-lo em forma de defesa.

_ Sou neto da Dona da casa - revirou os olhos- Agora abaixa isso que está Ridículo! - Disse, se referindo ao vaso nas mãos da Fernandes.

A garota riu sacarticamente

_ prove! - desafiou.

Sem paciência para lidar com a garota, o rapaz retirou sua identidade do bolso e mostrou seu sobrenome. O queixo da garota quase foi ao chão. Envergonhada por esse papelão, a mesma colocou o vaso em seu devido lugar.

_ Desculpe, mas eu não tinha como adivinhar - tentou manter a sua pose - A Sr. Guilbert não me disse que a Sr. Luciana tinha um neto, e muito menos que ele viria para cá.

_ Agora que sabe quem sou eu, acho que tenho o direito de saber quem é você e porquê está de toalha a essa hora na sala da minha vó!

_ Sou a nova Serviçal da casa! E se estou desce jeito - apontou para si - é por sua culpa!

Cascão já estava preparado para responde-la, mas o mesmo foi interrompido por Cascuda.

_ Vai ficar nesse lenga-lenga com essa garota até quando Cascão? Eu quero me divertir ainda! - palestrou a mesma ao olhar para a Magali com cara de poucos amigos.

_ Me dá licença viu, eu realmente não sou obrigada a ouvir esse tipo de coisa. - A mesma bufou irritada e se preparou para caminhar até seu quarto novamente.

_ Onde você vai? - perguntou o rapaz ao morde seu lábios inferior.

_ Vesti uma roupa, não posso? - Retrucou a mesma totalmente sarcástica.

_ Para quê? Você fica tão bem de toalha! - passou a língua suavemente em seus próprios lábios, a provocando.

_ imbecil! - berrou a mesma, antes de desaparecer da vista do Rapaz.

(...)

A primeira coisa que fez quando entrou no quarto, foi manda uma MENSAGEM para a Sr. Guilbet perguntando sobre o tal neto da Luciana.

Enquanto a mulher não a respondia, Magali resolveu se vestir decentemente.

A mesma ainda não estava acreditando que isso estava acontecendo. Se esse garoto veio para cá, significa que ninguém precisará mais do seu serviço nessa casa. E agora? Como ela irá achar outro emprego que a pague tão bem quanto esse?

_ tudo culpa daquele moleque- sussurrou para si própria.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...