1. Spirit Fanfics >
  2. Um Pingo De Esperança - BTS >
  3. Capítulo 19

História Um Pingo De Esperança - BTS - Capítulo 19


Escrita por:


Capítulo 19 - Capítulo 19


Fanfic / Fanfiction Um Pingo De Esperança - BTS - Capítulo 19 - Capítulo 19

Acordei com uma aeromoça tocando o meu ombro.

Aeromoça- Com licença, senhorita. Chegamos.

Já havia se passado três horas tão rápido?
Me sentei no sofá e estiquei os meus braços para frente do meu corpo e depois para cima da minha cabeça. Me levantei e peguei minha mochila, sai do jato e caminhei para dentro do aeroporto. Assim que cheguei ao portão de embarque, vi Adam, ele estava de paletó e parecia cansado. Corri ao seu encontro, assim que ele me viu correndo abriu os braços e eu pulei em cima dele, cruzando as minhas pernas em sua cintura, ele me abraçava forte.

Ad- Sebastian me falou que você resolveu de última hora que iria voltar então vim correndo. O que houve?

Balancei a cabeça em negação.

A- Não quero falar disso agora.

Me soltei de seu abraço e ele me colocou no chão.

Ad- Tudo bem.

Ele olhou ao meu redor.

Ad- Onde estão suas coisas. Só trouxe essa mochila?

A- Sim, deixei tudo naquela casa.

Adam repousou as mãos nas minhas bochechas e me olhou com carinho.

Ad- Deve ter acontecido alguma coisa séria mesmo para você ter voltado do nada e ainda ter deixado suas coisas lá. Eu fiquei preocupado, mas ainda bem que você voltou. Vamos, vou te levar para casa.

A- Tá bom.

Adam pegou me mochila, colocou na sua costas, pegou minha mão e começou a andar na direção da saída. Já estávamos dentro do carro quando Adam acaba com o silêncio que circulava dentro do carro.

Ad- Vai continuar trabalhando na BigHit?

A- Ainda estou pensando nisso.

Ad- Como assim você AINDA está pensando nisso? Você gastou uma fortuna comprando uma parte da empresa só para ficar perto daqueles meninos e vai deixar tudo de lado? O que você tem na cabeça?

Fiquei olhando o horizonte.

A- Exatamente, o que eu tenho na cabeça? O que eu estava pensando? Eu sou tão patética. Fiquei tão focada neles que esqueci completamente que eles poderiam saber do meu passado, eu realmente pensei que eles poderiam me salvar da minha vida, mas esqueci que eles também poderiam sofrer com a minha história. Eu os amo, mas prefiro que eles fiquem longe de mim do que sofrerem por mim. Eu já me culpo por você se preocupar tanto comigo.

Olhei para Adam.

A- Me desculpe por fazer você sofrer por minha causa. A culpa é toda minha.

Nessa hora o sinal fechou e Adam parou o carro, segurou minhas mãos e olhou no fundo dos meus olhos.

Ad- Do que você está falando? A culpa não é sua. Eu te amo tanto que se não soubesse da sua história ia me sentir completamente culpado por não poder te ajudar, iria achar que eu não sou importante para você. Eu prefiro sofrer sabendo da verdade do que ficar feliz em uma mentira. Eu vou estar sempre ao seu lado e você sabe disso. Eu não quero te forçar a nada, mas eu acho que os meninos merecem uma explicação, você já tinha uma ligação com eles e foi embora do nada, eles vão ficar deslocados com isso, eu ficaria, e eles vão querer saber o por quê de você ter voltado para cá de uma hora para outra. Se você tem tanto medo de eles descobrirem o seu passado é melhor você falar de uma vez, isso vai tirar um peso enorme de suas costas, mas só fale se você quiser.

A- Aah, isso é complicado.

Me soltei de suas mãos e me sentei direito.

A- Irei pensar sobre isso. Não se preocupe.

Adam suspirou.

Ad- Tudo bem.

O resto do caminho foi em completo silêncio até chegarmos em casa.

Ad- Chegamos, querida Ana.

Sai do carro e Adam me seguiu.

A- Finalmente em casa.

Sai correndo e me joguei no sofá, Adam colocou a mochila no chão e se jogou em cima de mim e abraçou minha cintura.

Ad- O que vamos fazer agora?

Nessa hora eu me lembrei que o meu celular ainda estava no modo avião. Coloquei a mão no bolso e desliguei o modo avião, o celular começou a vibrar feito louco, cheio de ligações e mensagem.

Ad- Nossa, eles estão mesmo preocupados. O que você vai fazer?

Mais 200 notificações.

A- Eu não sei. Eu realmente não sei.

O celular começou a tocar na mesma hora, era Yoongi.

Adam saiu de cima de mim.

Ad- Eu vou deixar a sua mochila no seu quarto, volto já.

A- Tudo bem.

Adam foi até o meu quarto e eu fiquei sozinha, com o celular não... tocando.

Respirei fundo, atendi o celular  e o coloquei na orelha.

Houve um silêncio aterrorizante.

Comecei a escutá-lo respirar pesado.

A- Yoongi?

Y- "Yoongi"? É a única coisa que você tem para falar? Como você pôde? Por que?

Ele falou tão rápido que parecia que iria chorar.

A- Me desculpe, Yoongi. Eu não sei o que falar. Só... Me desculpe.

Y- Eu só quero saber por quê. Por que você nos deixou? Por que você me deixou sem falar nada?

O que eu falo?

A- Yoongi... Eu não posso te falar, não agora.

Y- Por que? Por que não?

A- Ainda não estou preparada. Você tem que entender isso.

Escutei Yoongi suspirar.

Y- Entendi. Quando você estiver pronta para me falar eu irei escutar com muito prazer. Você só me assustou.

A- Eu sei.

Nessa hora eu escutei todos os meninos falando de uma só vez com o Yoongi.

Y- Saiam de perto de mim. Sim, é ela. Me larguem. Solta o meu celular. Calma, vou colocar no viva voz.

Eu comecei a rir.

Adam apareceu na mesma hora.

Ad- E então, já falou com eles?

Nessa hora todos os meninos ficaram calados.

Y- Quem está aí?

Minha cabeça estava explodindo com os meninos falando coreano de uma lado e o Adam falando inglês do outro.

Nessa hora eu escutei alguém pegar o celular do Yoongi.

Y- Me devolva, Jungkook.

Ad- Eu não tô entendo nada do que eles estão falando.

J- Ana? Ana?

A- Sim, Jungkook?

J- Quem está aí? Por que foi embora? Quando vai voltar? Por que não falou nada?

Ad- O que ele tá falando?

A- Ele está com ciúmes de você.

Ad- Ae?

Adam me abraçou pela cintura e começou a beijar o meu rosto fazendo sons altos de beijos. Os meninos começaram a falar todos juntos querendo saber quem é, e eu comecei a rir.

A- Pare de provocá-los, Adam.

Ad- Provocá-los? Que bobagem. Você é minha desde sempre.

N- Aff, eu tô entendo tudo.

A- O Namjoon está entendo tudo. Ele é fluente em inglês.

Ele começou a falar para os meninos o que o Adam tinha me falado.

Os meninos começaram a tentar pegar o celular da mão do Jungkook, eu e Adam começamos a rir.

Os meninos começaram a falar em conjunto que isso não tinha graça.

A- Meninos, meninos, se acalmem. Ele é apenas um amigo de longa data, relaxem.

Ad- Um amigo de longa data? Agora você partiu o meu coração.

Dei um tapa no peitoral dele.

A- Pare de ser dramático.

Adam soltou minha cintura e se sentou no sofá com os braços e as pernas cruzadas.

Y- Devolvam o meu celular. Não ligue para eles, eles são idiotas.

A- Yoongi, pare de falar deles assim, você também estava gritando, eu ouvi sua voz.

Y- Uhmm. Má.

A- Não sou má, sou realista. Bem, meninos, eu vou desligar.

Y- Espera. Eu posso te ligar outra hora?

A- Claro. Amanhã vamos fazer uma chamada de vídeo. Tenho que arrumar minhas coisas agora. Até mais. Eu am... Quer dizer, até amanhã.

Y- Bom, até amanhã.

De repente houve um silêncio que parecia durar horas.

Y- Ana.

A- Yoongi.

Falamos juntos.

Y- O que foi?

A- An... Já tô com saudade de você. Até mais.

Tirei o celular da orelha e desliguei a ligação em menos de dois segundos.

Ad- O que foi isso?

A- O que foi o quê?

Ad- Você nunca falou que estava com saudades de alguém além de mim. Estou com ciúmes.

A- Que bobagem.

Me sentei em seu colo e o abracei.

A- Você tem um lugar especial no meu coração.

Ad- Eu sei.

Adam e eu ficamos conversando a tarde inteira. Eu me sentia tão bem perto dele, ele sempre foi o porto seguro.

Ad- Ana?

A- Sim?

Ad- Vamos ficar juntos para sempre, né?

A- Sim. Até que a morte nos separe.


Notas Finais


Eu gosto da noite.
É mais do que um período de tempo.
É outro lugar.
É diferente de onde está durante o dia.
Somos diferentes de quem somos durante o dia.
Um pouco mais escondidos, um pouco menos vistos.
Quando a vida parece mais um sonho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...