História Um porto seguro - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 6
Palavras 623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 34 - Capítulo 33


Era dia de mudanças, que eu precisava fazer mas do qual sempre adiava. Voltando as velhas origens... Parei em frente a um salão de beleza.

-Boa tarde. –Cabeleireira

-Boa tarde, gostaria de saber como faço para voltar para minha cor natural de cabelo? –Digo

-Teria que usar um removedor da tintura. Pela cor que este seu cabelo pelo menos umas quatro aplicações. -Cabeleireira

-Ok, podemos começar hoje?

Depois de duas horas no salão, sai de lá com dois tons mais claro. Mudança radical. Deixo pra me arrepender depois, agora quero apenas apreciar o momento.

Mandei mensagem para o Logan que iria passar na ONG, já era quase 20horas. Queria dar boa noite para minhas crianças. Chegando na entrada da ONG meu celular toca, é o Chasse.

‘Diga. ’

‘Não desliga Desirré, precisamos conversar. ’

‘Estou ocupada Chasse, estou na ONG depois nos falamos. ’ Desliguei em sua cara.

Sinto a Falta dele, mas ainda não sabia o que fazer. Não sei lidar com mentiras. Uma hora ou outra teria que ter essa conversa com ele, mas no momento ainda estava tão brava com ele. Quando entrei na ONG as crianças vieram ao meu encontro correndo, me derrubando no chão. Eu ri tanto, abracei todas. Fui para a secretaria organizar algumas papelada pendentes. Enquanto Luana me colocava a par de todos os assuntos. Inclusive alguns casos de crianças que precisava ser cuidadosamente avaliados.

-Desirré? Tem um rapaz te procurando na recepção. –Luana

-Ok, obrigada.

Quando passo pelas portas vejo Chasse.... Até parece que ele iria me deixar em paz.

-Então é aqui o seu cantinho do céu? –Chasse

-Sim, meu segundo lar.

Vejo Naomi, uma criança que foi resgatada há 6 meses, vir em minha direção com lágrimas nos olhos:

-O que foi, minha princesa? –Pergunto

-Não é pra você ir embora... –Naomi

-Não vou agora, reúna todos no pátio, já irei lá.Brincarmos um pouco. –Digo

-Tá bom. –Diz a garota, logo em seguida correndo. Olho para o Chasse:

-Quer vir?

-Claro que sim, pensei que ia me mandar embora. –Chasse

-Muito tentador... –Digo com um sorriso malicioso nos lábios.

Quando chego no pátio já estão todos lá me esperando, tinha alguns rostinhos novos, um pouco tímidos. Brincamos de pega-pega, de futebol e algumas outras brincadeiras. Deixei todos bem cansados, assim seria fácil dormirem. Quando todos estão deitados em seu dormitório, Chasse se ofereceu pra ler uma história a eles. Antes de ir embora prometi voltar no dia seguinte para assistimos filmes.

-Obrigada Chasse.

-Foi interessante. Você estava radiante com eles. –Chasse ficou me observando por um longo tempo antes de falar novamente, - vai voltar para a cor natural de seu cabelo?

-Sim, hora de fazer algumas mudanças na minha vida. Renovar.

-Entendo... Sobre a Luna...

-Não quero falar nela.... Se quiser voltar outro dia pra ser voluntario aqui na ONG, as crianças iriam adorar. –E eu também, mas claro não iria dizer sou muito orgulhosa.

-Claro que virei.

Ao saímos da ONG me aproximo de minha moto, Chasse por sua vez me olha espantado:

-Comprou?

-Sim, sempre quis ter uma, mas Diego e Jhon não deixavam.

-Você está mudando muito depressa..., mas, nunca perca a essência doce que você tem Desirré.

-Anotei.

Subo na moto, mas antes de colocar o capacete ele me puxa e me beija, nossa como senti a falta de seus lábios, de seu cheiro, de suas mãos em meu corpo..., mas não posso.... Tenho medo de me ferir. Se afaste dele, Desirré.

-Chasse... Não.

-Precisava te sentir novamente.

-Boa noite Chasse. –Coloco o capacete e vou, antes dele dizer mais algo.

Chego em meu apartamento, Logan está dormindo na sala, parecendo bem confortável já que está apenas de cueca boxe. Alias ele vive de cueca boxe pelo apartamento.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...