História Um porto seguro - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 8
Palavras 484
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 36 - Capítulo 35


...

Logan

Não sei o que deu em mim para agarrar e abraçar ela bem apertado ontem no sofá, mas não consegui resistir. O pior foi inventar uma desculpa esfarrapada, mas o bom que ela não fez tantas perguntas. Cada dia que se passa me apego mais a ela. Quero tanto provar seus lábios, mas temo que ela vá se afastar de mim se eu o fizer, apesar dos meus sentimentos por ela, ela se tornou uma pessoa muito importante em minha vida. Foram as palavras dela que tiraram da escuridão em que se encontrava a minha vida, preciso dela. Passei muito tempo só, quem sabe seja ela a preencher a lacuna vazia da minha vida.Estou perdido em pensamentos quando escuto alguém falando comigo.

-Bom dia Sr. Stevan, sou o Sr. Smith, me acompanhe por gentileza.

-Bom dia Sr. Smith. –O acompanho até uma sala enorme.

-Esta é a primeira vez que a senhorita Smother indica alguém aqui dentro para qualquer cargo. Ela é sempre muito centrada e uma ótima funcionaria por sinal. Confio em seu julgamento, sobre sua indicação. Olhando seu currículo vejo que há vasta experiência na área de comunicação.

-Sim, já trabalho nessa área há um tempo já.

-Certo, irei fazer um teste com o Sr. Mas acredito que dará certo.

-Obrigado pela confiança, não vou decepcionar. -Escuto alguém bater na porta.

-Entre. Olá Matthew esse é o Sr. Stevan ele vai estar fazendo um teste hoje conosco, preciso que entregue esse projeto antes do horário do almoço.

-Ok. E ai cara?

-E ai.

-Você não me é estranho.

-Amigo da Desirré, nos conhecemos no evento do final de semana.

-Ah claro, lembrei. O cara que ficou com meu quarto de hospedes

Ele me pediu para o chamar de Matt, concluímos o projeto bem rápido, montar uma publicidade para um novo produto que está chegando as prateleiras em breve. Sr. Smith nos parabenizou e pediu que eu fosse ao RH para pegar lista de documentação.

Preciso dar a noticia a Desirré, mas quando chego em sua sala vejo Chasse saindo de lá, enfurecido.

-Oi linda, algum problema aqui?

-Não apenas Chasse com cobranças desnecessárias. Mas me conte como foi lá?

-Amanhã começo a trabalhar.

-Nossa, que ótima noticia.

-Você parece bem irritada.

-Ah tô é revoltada, putz só pedi um tempo pra digerir essa história com a Luna, mas parece que ele está pirando. Está cismado que estamos juntos.

-Ele deve estar com medo de te perder.

-Talvez você tenha razão, mas enfim, tenho muito trabalho a fazer. Te vejo a noite, ok.

-Se cuide, qualquer coisa você pode me ligar.

Claro que ele está com medo, desde que cheguei aqui não sai de perto dela. E pretendo não sair e nem dar qualquer espaço para eles se aproximarem de novo. Ele teve sua oportunidade. Ela tem me dado muito apoio e ajuda, isso me faz a querer cada vez mais.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...