1. Spirit Fanfics >
  2. Um Presente >
  3. Semideuses

História Um Presente - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Apenas uma fanfic feita de presente para um amiga.

Capítulo 1 - Semideuses


Kyungsoo não deixava de pensar o quão incoveniente aquele jogo seria, levando em consideração que provavelmente daria de frente com um certo garoto que sabia muito bem ser um completo idiota. 

Enquanto caminhava em direção à floresta para organizar-se junto aos colegas de chalé, não deixava de notar um certo alvoroço vindo dos campistas rivais. Sua curiosidade se aguçou ainda mais ao perceber uma cantoria incomum. Como filho de Hades, tinha algumas habilidades úteis à disposição e sem perder tempo viajou pelas sombras até chegar atrás de uma árvore perto da algazarra. Sua espiada rendera-lhe a visão do terrível Baekhyun chamando toda atenção que podia para um showzinho incluindo até passos de dança que achava nada além de extremamente ridículos. Quem aquela cria de Apolo pensava que era?

- E aí pervertido - disse a dríade saíndo de sua árvore.

- Que droga, sua maluca! - exclamou Kyungsoo enquanto se recuperava do susto.

- Maluco é você que fica na surdina espiando os outros. Aliás, aquele ali não é o seu namoradinho do outro acampamento? - devolveu a dríade.

- Namoradinho seria a última coisa que aquilo seria de mim e francamente, não tem nada melhor para fazer além de ficar me atrapalhando? - questiona o esquentandinho.

- Pelo amor dos deuses, relaxa, é só uma piada. E não tem nada melhor do que ver essa sua cara vermelha de vergonha - disse entre risos.

- Não enche! - seu rosto continuava a ficar ainda mais vermelho.

- Quem tá aí? - um campista se aproximava depois de ouvir as vozes vindas da árvore.

Não deu um segundo e Kyungsoo viaja pelas sombras novamente para onde estão seus colegas campistas. A dríade dá língua para o campista e volta para sua árvore.

Pouco antes do jogo começar Baekhyun acena em direção ao rival com um sorrisinho meio maléfico, que é retribuído com com uma cara feia e bochechas vermelhas.

O apito marca o início da competição, levando ambos os times a correrem em direção à densa floresta seguindo o plano arquitetado pelos filhos de Athena e Belona. Kyungsoo corre ao lado de um campista tentando achar a bandeira quando o companheiro cai, deixando os equipamentos espalhados pelo chão. 

- Mas o que... - ele se abaixa pra ver se o amigo está bem e se depara com uma flecha com algo parecido com uma pedra na ponta. Depois de concluir que está apenas nocauteado, Kyungsoo se levanta e olha em volta na procura de algum filho de Apolo para ajudá-lo e avista a bandeira brilhante sob o sol forte.

"Não posso perder essa chance, desculpa cara" ele pensa e corre em direção do objeto que significa a vitória. O que ele não esperava era a outra flecha certeira que prende a perna direita de seus shorts numa rocha que ficava a poucos metros da bandeira. 

- QUEM FOI? - gritou ao procurar pela pessoa responsável. 

- Como vai, diabinho? - disse Baekhyun com sua inconfundível voz enquanto se aproximava com a bandeira e arco em mãos.

- Claro que tinha que ser logo _você_ - disparou Kyungsoo com certo desgosto tentando arrancar a flecha (que por sinal estava muito bem presa).

- Achei que ficaria feliz em me ver, o que foi, papai brigou com você? - disse com tom de deboche.

- Haha será que você poderia ser mais incoveniente? E por que não vai logo entregar a bandeira? - perguntou enquanto alcançava a faquinha dentro do bolso.

- Eu já vou, mas zoar você é mais legal e aliás, não acho que uma faquinha de manteiga vá conseguir tirar essa flecha. 

- Mas não é pra tirar a droga da flecha - num movimento rápido ele corta a parte presa do jeans e avança pra pegar a bandeira, que é tirada do caminho pelo desvio de Baekhyun. 

- Há! - exclama Baekhyun antes de cair por conta da rasteira de Kyungsoo.

- Qual é?! - diz depois de cair no chão

- Essa bandeira é minha! - o filho de Hades se apressa para tentar alcançar o objeto, apenas para ser impedido pelo outro semideus que agora subia em cima dele segurando seus pulsos e o imobilizando. Kyungsoo estava cansado das outras viagens pelas sombras e não tinha certeza se conseguiria fazer outra sem desmaiar.

- Até que você é bonitinho - o comentário inesperado deixa Kyungsoo com o coração totalmente acelerado. Como ele ousa?

- Do q-que você ta falando, seu maluco? - Ele tentava se libertar mas Baekhyun estava segurando-o com muita força. Ele não tinha muitas opções e o amigo não parecia nem perto de levantar para ajudar. Seus rostos estavam próximos e uma ideia ousada passou pela cabeça de Kyungsoo, era arriscada mas provavelmente daria certo. Ele olha o filho de Apolo nos olhos e dá um sorrisinho, como um flerte. Baekhyun estranha e fica desajeitado, deixando o aperto um pouco mais solto. Kyungsoo não perde tempo e une seus lábios com os de Baekhyun, que é pego de surpresa com esse ato inesperado. Era para ser apenas algo rápido, mas ambos estavam gostando. Foi um beijo intenso, como se os dois estivessem ansiando por esse momento há tempos. Era quase como se a bocas estavam brigando, querendo mais e mais um do outro. Estavam tão imersos que quase não ouviram quando o semideus antes desmaiado agora levantava e perguntava: 

- O que vocês tão fazendo? - Baekhyun ficar sem reação nenhuma enquanto Kyungsoo aproveita a deixa para sair debaixo do outro e correr para a bandeira, pegando-a e correndo em direção ao companheiro para puxá-lo de volta por onde vieram. Ele olha para trás para ver o semideus que recém beijou e dá uma piscadela, deixando Baekhyun ainda mais desnorteado. 

- Que beijão hein - disse a dríade chegando perto do semideus no chão.

- É...


Notas Finais


Espero que goste :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...