1. Spirit Fanfics >
  2. Um Príncipe em minha vida! >
  3. Ultimate (Temporada 2)

História Um Príncipe em minha vida! - Capítulo 83


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, oi pessoas!
Como vão? Espero que bem, após contar todos os pedidos (ao todo foram oito comentários) resolvi continuar essa incrível história.
Espero que gostem.
Obrigado por acompanhar.
Beijos

PS¹: Espero que estejam todos em casa, cuidando da saúde. Juntos vamos vencer o COVID-19.

PS²: Nas fotos abaixo as crianças que aparecem: Ao lado de Malia é o Pedro, abaixo do Pedro é o Tyler, ao lado do Tyler são Claudia, Naya e Dylan e acima dos três é a Aspen.

Capítulo 83 - Ultimate (Temporada 2)


Fanfic / Fanfiction Um Príncipe em minha vida! - Capítulo 83 - Ultimate (Temporada 2)

Stiles abre um sorriso.

— Ele está bem. Só anda trabalhando muito. — Stiles suspira. — Estamos todos trabalhando muito.

— Que bom. — Liam sorri. — E como vai a sua empresa de arquitetura?

— Muito bem.

Pedro aproxima de Stiles. O polaco abaixa e pega o filho no colo. Stiles enche de beijinhos na bochecha do filho. Pedro abraça o pai e deita a cabeça no ombro dele. Stiles faz carinho no filho.

Isaac entra em casa e coloca sua maleta no escritório. Ele chega à cozinha e vê Malia terminando o jantar. O médico aproxima da amada e a abraça por trás. Malia vira para o marido e eles dão um beijo apaixonado. Isaac e Malia saem do beijo.

— Como foi na clinica?

— Excelente. — Isaac suspira e pega uma batata frita e come. — E como foi no atelier?

— Terminei o vestido da Myriam para o baile de pai e filho. — Malia suspira. — Ela ficou uma princesa, você vai ver no próximo sábado.

— Beleza. — Isaac sorri. — Próximo sábado vou dançar muito com meus três filhos.

— O Pedro te convidou? — perguntou Malia.

— Ainda não. — respondeu o médico que encosta na bancada. — Ele deve esperar chegar mais perto. Vai ver está com vergonha de pedir.

— Eu acho que ele está com saudades do Stiles. — Malia suspira pensativa. — Théo falou que faz nove meses que Stiles e Pedro não se vêem pessoalmente.

— E foi. Quando aconteceu aquelas férias, o Pedrinho adoeceu antes de viajar e você decidiu que era melhor ele ficar aqui. — Isaac alisa o braço da esposa. — Amanhã quando eu for buscar ele no John eu converso com ele.

— Ok... Não esqueça que domingo agora tem o almoço na casa do meu pai.

— Noora não me deixa esquecer. Ela está animada. — Isaac dá um selinho em Malia. — Vou subir e tomar um banho rápido, já volto para te ajudar a preparar a sobremesa. Te amo, Ma.

— Te amo, Isaac.

Isaac saiu da cozinha e subiu para o segundo andar de sua casa. Malia, pensativa, desliga o fogão. Ela aproxima do celular, coloca no número de Stiles. Malia está indecisa se liga ou não para o pai de seu filho.

Aspen, John e Raphael saem do carro. Eles andam até a porta de casa. Aspen destranca a porta e vai entrando, em seguida Raphael e John vão entrando conversando sobre o baile no próximo fim de semana. Aspen olha para Pedrinho sentado na mesa e Liam na cozinha.

— Vocês já estão nos preparativos. — diz Aspen que joga a mochila no sofá. — O que teremos para jantar hoje?

— Macarronada, tia Aspen.

Raphael fecha a porta. John abre os braços. Pedro desce da cadeira e corre até o avô e da um forte abraço. John carrega o neto e logo coloca no chão. Pedro vira e abraça Raphael que retribui o carinho de seu neto do coração. Aspen olha para mesa confusa.

— Nove pratos e nove copos? — pergunta Aspen confusa. — Porque tem um prato a mais?

John olha para a mesa.

— Confundiu de novo Pedrinho? — pergunta John.

— Confundi não vovô.

— Pelo que eu saiba Dustin e Ethan comem nos pratinhos separados. — diz Raphael que olha para mesa. — Mas aqui tem nove pratos quando somos apenas oito.

Stiles abre a porta do banheiro e vai saindo se revelando para Raphael e Aspen.

— Hoje somos nove. — diz Stiles.

John assusta ao ouvir a voz do filho. O agente aproxima do marido e vê Stiles parado. Stiles sorri para o pai. John dá um forte abraço em seu primogênito. Ao sair do abraço com o pai, Stiles cumprimenta Raphael com um abraço e em seguida a irmã.

— Somos nove. — diz Pedro aproximando do pai e pegando na mão dele. — Viu? Meu papai é o número nove.

— O que faz aqui Stiles? — pergunta John.

— Minha antiga universidade me convidou para dar uma palestra sobre arquitetura. Como a minha agenda estava livre, aceitei e vim correndo para matar a saudades do meu filho e da minha família. — Stiles sorri emocionado. — Tudo bem eu ficar aqui, pai? Não quero ficar em hotel.

— É claro que você pode ficar aqui Stiles. — diz John sorrindo. — Você fica no quarto do Pedro.

— Meu filho tem um quarto aqui?

— Era seu quarto que passou de herança para seu filho. — diz John sorrindo. — Você vai adorar.

— Não se preocupa papai. Você pode dormir no meu quarto. Eu deixo, mas deixo só você. Meu quarto, minhas regras.

Stiles sorri e enche a testa do filho de beijinhos. Ele faz cócegas em Pedro que ri animado.

— Bem vindo, Stiles. — diz Raphael.

— Valeu Raphael.

Stiles olha para Aspen.

— Você está bem Aspen?

Aspen sorri.

— Sim... Fico feliz que você esteja aqui. — Aspen olha para Pedrinho. — Vai ficar até quando Stiles?

— Talvez até a próxima semana. Já que é um seminário de arquitetura. A minha palestra é na segunda, mas quero assistir algumas palestras. Vou comprar a minha passagem de volta apenas na próxima sexta.

— Compra pra segunda papai. Assim você passa o fim de semana comigo.

— Seu pedido é uma ordem meu amor.

Stiles beija a bochecha do filho. Pedrinho sorri para Aspen. Eles sorriem juntos e suspiram. Stiles vai até sua mochila e abre. Ele tira um pacote de presente e vai aproximando da irmã.

— O que você me perguntou quando nos falamos semana passada por telefone?

— Eu perguntei se você poderia olhar o preço de uma peruca lace ruivo desbotado com mexas roxo. — diz Aspen confusa olhando para o irmão. — É pra peça da escola que vou fazer.

— A peruca é cara. — diz Stiles esticando o pacote de presente. — É um presente meu. Não vou revelar o preço.

Aspen abre o embrulho e tira a peruca. Ela pula animada e dá um forte abraço em Stiles. Eles saem do abraço e Pedro vibra com a alegria de sua tia. Aspen sobe correndo para o quarto. A campainha toca. Raphael aproxima da porta e abre. Garret e Ethan vão entrando. O músico surpreende ao ver Stiles e aproxima dando um forte abraço. Stiles bate as mãos para Ethan e o pega no colo. Liam aproxima do marido e eles dão um selinho.

— Oi Ethan — diz Stiles enquanto segura na mão de seu sobrinho. — Como você está garotão? — Stiles olha para Liam e Garret. — Ethan se parece muito com vocês dois.

— É nosso filho. — diz Garret sorrindo — E essa surpresa? Você não é tipo obrigado a ficar com segurança por toda a parte já que seu marido é um rei?

— Sim, é o protocolo. — Stiles beija a bochecha de Ethan. — Só que eu costumo a quebrar os protocolos quando estou com a minha família.

Liam volta para a cozinha. Stiles coloca Ethan no chão. O filho de Garret e Liam saiu correndo e pegou na perna de Pedrinho. Aspen desce a escada com a peruca e vira para todos recebendo elogios.

 

ESTADOS UNIDOS

BEACON HILLS

Tyler está sentado na sala de estudos olhando para o celular em sua mão. Ele levanta, vai até a janela destranca e saí para a varanda. Tyler olha a movimentação de alguns funcionários pelo jardim. O filho de Derek pega o celular e disca rapidamente. Ele coloca o celular no ouvido.

 

TYLER: (tom baixo) Tia Cora?

CORA: Oi amor, da tia!

TYLER: (tom baixo) Saudades tia, Cora. Escuta, meu pai chegou bem?

CORA: Seu pai? Pelo que eu saiba ele é o Rei dos Estados Unidos.

TYLER: (tom baixo) Não é meu pai, Derek. É o Stiles. Ele disse que ia para Londres, mas não ligou avisando se chegou bem ou não. Estou preocupado.

CORA: Porque você está falando baixo como se estivesse sussurrando? Será que você não dormiu e sonhou com isso? Se o Stiles tivesse vindo a Londres teria pelo menos carros de segurança junto com ele.

TYLER: (tom baixo) Não posso falar muito tia Cora.

 

— Tyler? — chama uma voz feminina. — Está na hora da aula! Vamos?

— Sim! — gritou Tyler. — Um minuto.

 

TYLER: (tom baixo) Preciso desligar tia Cora.

 

Tyler encerra a chamada e volta para o quarto de estudos onde fecha a porta. O príncipe olha para a sua professora particular que já está sentada a mesa.

 

LONDRES

 

CORA: Espera! Que voz é essa? Tyler? Alô?

 

Cora olha para a chamada que foi encerrada. Ela bufa e joga a cabeça no encosto do carro de seu marido. Dustin está no banco de trás em sua cadeirinha brincando com os bichinhos de pelúcia. Ian para no sinal vermelho e olha para esposa.

— O que o Tyler queria? — perguntou Ian.

— Ele está um pouco confuso. — Cora, pensativa, morde levemente os lábios. — De onde conheço aquela voz?

— Que voz? — questiona Ian.

— Acho que é a professora do Tyler. — Cora suspira. — Aconteceu alguma coisa, Ian. Isso não é bom, o Tyler estava quase sussurrando no telefone.

— Vai ver era uma brincadeira.

— Não sei. Não era o tom de voz dele... Amor, eu sou uma princesa. Sei quando tem algo de errado no ar e esse telefonema do meu sobrinho só prova isso. — Cora olhou para o sinal que abriu, Ian saiu dirigindo. — Amor, se o Stiles estiver na casa do seu pai quando chegarmos para o jantar... Vou ficar apenas alguns minutos e depois correr para o aeroporto.

— Meu irmão está nos Estados Unidos, Cora. — Ian vira o carro na rua de sua casa. Ele abre o portão da garagem e vai aproximando. — Se o Stiles vir para Londres ele tem que vir com uma comitiva e é avisado pelo menos com um mês de antecedência como sempre foi.

— Fique avisado. E se perguntarem, vou dizer que estou com dor de cabeça e preciso viajar no dia seguinte para ir atrás de um possível novo fornecedor em Madri. — Cora suspira. — Mas se seu irmão não tiver, vamos ter uma maravilhosa noite de sexo.

— Sexcho? — pergunta Dustin.

Cora e Ian olham para o filho pelo retrovisor. Cora começa a rir sem graça fazendo sinal de silêncio. Ian entra com o carro na garagem. Ele saiu junto com sua esposa. Cora pega o filho no colo e vai saindo. Ian fecha a garagem. Eles atravessam o jardim e sobem a escada de entrada da casa de John. Ian procura a chave no bolso e não acha. Dustin toca a campainha.

Stiles levanta do sofá e vai aproximando da porta e abrindo. Ian e Cora assustam ao ver Stiles ali. O marido de Derek abre um enorme sorriso e os braços. Ian aproxima do irmão dando um forte abraço. Eles saem do abraço. Cora olha para trás procurando pela equipe real e não vê ninguém. Ela sorri e encara o cunhado. Stiles pega Dustin no colo.

— Oi lindão. — diz Stiles mexendo na barriguinha de Dustin. — Como vai meu sobrinho lindo? — Stiles olha Cora. — Oi cunhada.

— Oi Stiles — Cora sorriu. — Que bom te ver.

Cora entra. Aspen corre até a cunhada. Elas se cumprimentam animada. Ian e Cora trocam olhares. John chama todos para a mesa. Stiles, Pedro, Ian, Cora, Aspen, Liam, Garret e Raphael sentam-se à mesa. John coloca Ethan sentado na cadeirinha próximo do pai e Dustin próximo dos pais.

A família Stilinski começa a jantar. Cora fica olhando para Stiles. Pedro, animado, conta que tirou dez no trabalho de estudos sociais. Aspen comenta que o sobrinho deve ser o garoto mais inteligente da turma dele. Liam sorri para a irmã e para o sobrinho.  Garret repara que Cora não para de encarar Stiles. Ian sorri para o marido do seu pai. Stiles comenta que está animado para fazer a palestra na universidade em que estudou.

— Como estão todos, Stiles? — pergunta Cora.

Stiles sorri para a cunhada.

— Estão bem. — diz Stiles com um sorriso nos lábios. — Derek trabalha muito para manter um país em pé. Sua mãe se tornou conselheira dele. Tyler foi mal na escola e tivemos que contratar uma professora particular. Claudia, Dylan e Naya estão adorando frenquentar a escola.

— Que bom. — respondeu Cora enquanto enrolava o macarrão no garfo. — Minha mãe comentou que quer passar o Natal esse ano aqui em Londres.

Stiles deixa o garfo cair em cima do prato.

Todos olharam para ele.

— Acho difícil — comenta Stiles pegando o garfo novamente. — Derek já deixou tudo programado para aparecer ao vivo na televisão americana na mensagem de Natal. As crianças vão ter aulas te o dia vinte e dois de dezembro.

— Não se preocupa Stiles. As crianças têm algo que se chama privilegio. O pai é o Rei dos Estados Unidos e outra as mensagens sempre são gravadas e transmitida como se fosse ao vivo. — Cora pega uma taça de vinho e toma um gole. — Bom, seja como for... Esse vai ser um Natal memorável.

— Porque memorável Cora? — perguntou Liam.

— Ian vai tirar a foto oficial da minha mãe com todos os netos.

— Vou mesmo. — Ian sorri e bebe um pouco de vinho. — Vai ser um trabalho totalmente gratuito.

— Porque gratuito? — pergunta Aspen.

— Ian não pode cobrar por trabalhos pela família real já que é casado com a Cora. — diz Garret com um sorriso de lado. — E pelo fato do irmão dele ser casado com o Rei dos Estados Unidos.

— Entendi — Aspen sorri — Tantas regras.

A família Stilinski termina o jantar. Raphael serve a sobremesa. Cora olha para Ian e comenta sobre a viagem dos fornecedores que precisa fazer na manhã seguinte. Liam estranha, mas não diz nada. Cora saiu rapidamente.

— Que filme vamos assistir? — pergunta Pedro.

— A Barraca do Beijo ou Para Todos Os Garotos Que Já Amei. — responde Aspen com um sorriso no rosto. — Será que vamos de Noah ou Peter?

— Que tal não ir de nenhum dos dois? — questiona Garret com um sorriso de lado — Escolha algo mais educativo. Pode até ser comédia, mas que não tenha adultos interpretando jovens.

— Pai? — pergunta Aspen

John e Raphael se olham.

— Escolhe você Aspen. — diz Raphael. — Próxima sexta o Garret.

— Combinado. — respondeu Garret e Aspen.

Stiles vai até a cozinha. Ele pega um copo e enche de água. Pedro vai aproximando do pai e segura na blusa dele. John e Raphael chegam à cozinha, enquanto Ian, Liam, Garret, Dustin, Ethan e Aspen estão no sofá olhando o catálogo da Netflix.

— Papai, vem ver o filme comigo.

— Antes de irmos — Stiles termina de beber água e coloca o copo na pia. — Liga pra sua mãe. Vou pedir a ela que você passe a semana aqui comigo.

— Tem que ser agora papai?

— Sim, filho.

Pedro olha para Raphael e John.

— Vovô, posso usar o telefone?

— Pode sim, Pedrinho. — responde John.

Pedro pega o telefone sem fio. Ele disca para sua casa. Stiles, John e Raphael observam o garoto que leva o telefone sem fio no ouvido.

Isaac está sentado na sala. Ele está terminando de ler um artigo médico. O telefone começa a tocar. O médico pega o telefone sem fio, leva até o ouvido atendendo a ligação.

 

ISAAC: Alô?

PEDRO: Oi papai Isaac.

ISAAC: Oi amigão. Como está tudo na casa do seu avô?

PEDRO: Está tudo ótimo. Papai acabei esquecendo minha mala do fim de semana no seu carro, mas pode deixar tenho a escova de dente aqui e posso conseguir um pijama emprestado.

ISAAC: Que bom Pedrinho. Se quiser eu posso levar a sua mala.

PEDRO: Precisa não papai. Escuta minha mamãe está acordada? Preciso falar com ela.

ISAAC: Está sim. Vou levar o telefone pra ela. Como foi no trabalho de Estudos Sociais?

PEDRO: Tirei dez!

ISAAC: Parabéns.

 

Isaac levanta e saí da sala. Ele anda até o escritório, abre a porta e olha para Malia que desenha.

— Amor, o Pedrinho está no telefone falar com você.

— Obrigada lindo.

Malia estica a mão.

 

ISAAC: Vou passar para sua mãe, Pedrinho. Boa noite e bons sonhos.

PEDRO: Brigado papai Isaac, pra você também.

 

Isaac entrega o telefone sem fio pra Malia. O médico senta na poltrona e observa a mãe de seus filhos atender a ligação.

 

MALIA: Oi amor da mamãe.

PEDRO: Oi mamãe.

MALIA: Como vão as coisas ai na casa do seu avô?

PEDRO: Bem, mamãe tem alguém aqui querendo falar com você. Vou passar o telefone.

 

Pedro sorri e estica o telefone sem fio para Stiles. O arquiteto abre um sorriso recebendo o telefone e colocando no ouvido. Raphael vai saindo da cozinha. Pedro aproxima da mesa e pega uma uva e come. John observa Stiles respirar fundo antes de abrir a boca ao telefone.

 

STILES: Oi Malia, sou eu, Stiles.

MALIA: Oi... Você está em Londres? Não recebi nada sobre a sua vinda. Quando chegou?

STILES: Dessa vez eu vim mais tranquilo sem grandes alardes. Vou fazer uma palestra sobre arquitetura na minha antiga universidade na segunda.

MALIA: Que bacana.

STILES: Pois é... Malia será que você pode encontrar comigo amanhã às nove da manhã? Eu preciso ir em um local, o Pedro vai comigo e preciso que você vá.

MALIA: Tudo bem, encontro vocês amanhã. Me manda o endereço por mensagem.

STILES: Eu vou te passar agora.

 

John olha para Stiles. Pedro pega mais algumas uvas e come. Ele aproxima de John com a boca cheia de uva e começa a rir. John sorri e beija a testa do neto.

 

STILES: Anotou?

MALIA: Sim, anotei.

STILES: Preciso de dois outros favores. Três para falar a verdade. Prometo que amanhã te conto pessoalmente o porquê desses favores.

MALIA: Ok... Quais os favores?

STILES: Leve todos seus documentos amanhã junto com o seu talão de cheque. Segundo, não conte a ninguém. Terceiro o Pedro pode passar essa semana comigo aqui na casa do meu pai?

MALIA: Pode sim. Venha no domingo à noite. Vou preparar um jantar e o Pedro pode separar o material da escola e ele busca a mala com algumas roupas.

STILES: Beleza. Até amanhã às nove da manhã.

MALIA: Posso contar ao meu marido?

STILES: Contanto que ele guarde segredo.

MALIA: Entendi. Até amanhã.

STILES: Boa noite, Malia.

MALIA: Boa noite, Stiles.

 

Malia encerra a chamada. Ela coloca o telefone sem fio em sua mesa, levanta e vai até Isaac que está sentando na poltrona. O médico encara a esposa em seu colo. Eles se olham apaixonados.

— Stiles está em Londres. — diz Malia que suspira. — Ele está estranho. Amanhã vou encontrar com ele às nove da manhã.

— Amanhã vou encontrar com meu pai e o Garret no clube com as crianças para almoçarmos juntos.

— Acho que com o Stiles vai ser rápido. Depois que ele casou com o Derek a pontualidade dele melhorou muito.

— O que você acha que o pai do Pedro quer?

— Não sei... Ele é meu melhor amigo. A voz dele estava estranha, seja como for vou descobrir amanhã.

— Vamos dormir, Ma?

— Vamos.

Malia levanta. Isaac também. Eles dão as mãos e vão saindo do escritório. O casal sobe a escada e vão direto para o quarto deles. Myriam já está dormindo a um bom tempo e Théo está finalizando um livro.

Pedro está no sofá ao lado de Aspen. Eles assistem ao filme A Barraca do Beijo. Ian e Liam estão sentados no chão e seus filhos estão em seus colos. Garret está ao lado de Liam e Raphael está sentado na poltrona. O filme acaba. Liam e Garret despedem de todos. Ian despede de todos e também vai embora.

Cora está entrado no avião. Ela manda uma mensagem para Ian avisando que acabou de entrar no avião. Ao sentar na poltrona a princesa fica totalmente pensativa. Ela vasculha em sua memória tentando encontrar lembrança da voz que escutou mais cedo ao telefone com seu sobrinho.

Stiles empresta uma blusa para Pedro dormir. O arquiteto deita na cama ao lado do filho. Não demora muito para que eles acabem dormindo. A madrugada passa rapidamente e o sol surge no céu cinzento de Londres. Pedro vira na cama dormindo profundamente.

John desce a escada e assusta ao ver a mesa do café da manhã toda arrumada. Stiles leva o bule de café e o de chá para a mesa. John observa seu primogênito terminar de colocar a mesa. Stiles assusta ao ver o pai. O arquiteto tira o fone do ouvido e coloca no bolso.

— Bom dia, pai.

— Bom dia, Stiles. Caiu da cama?

— Acordo todos os dias às cinco da manhã para dar uma corrida de meia hora. — Stiles abre um sorriso. — Passei na padaria e comprei pães, roscas e frios. Acabei de preparar o café para você e preparei o chá para o Raphael, eu sei que ele gosta.

— É ele gosta — John sorri e suspira. — O que está acontecendo Stiles? Porque você está assim dessa maneira?


Notas Finais


E aí?
O que acharam?
Comentem aqui em baixo, quero saber.

Bjs

PS: desculpe qualquer erro de português.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...