1. Spirit Fanfics >
  2. Um Príncipe Nada Convencional (Yaoi) >
  3. Precisamos Conversar

História Um Príncipe Nada Convencional (Yaoi) - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Precisamos Conversar


Sora não sabia onde Juno morava, mas sabia onde ele trabalhava. No dia seguinte, numa tarde de terça-feira, ele apareceu na porta da loja. Entrou no local olhando para os lados a procura do baixinho, mas não o viu. Uma funcionária se aproximou pensando se tratar de um cliente.

— Olá, posso ajudar? — A moça o encarou pensativa. — Desculpa, o senhor não é aquele…

— Estou atrás de um funcionário chamado Juno. — Interrompeu. Estava incomodado e ao mesmo assustado com as possíveis palavras da moça. Ela ignorou e não insistiu.

— Ah sim! Ele está no horário de almoço.

— Obrigado! — Foi embora apressado.

Sora pegou o elevador mais próximo e subiu para o terceiro piso, onde ficava a praça de alimentação. Quando saiu, escutou o barulho das várias vozes falando ao mesmo tempo, dos talheres batendo no prato e da música acústica ao vivo com um homem à cantar, sentado no banco no centro da praça. O lugar era grande com mesas quadradas espalhadas por todos os lados. Apesar de não ser um final de semana, o lugar estava cheio. Percebeu que nem todos estavam ali para comer, mas para bater um papo e descansar após as compras. Sora começou a andar enquanto seus olhos cor de mel procuravam por Juno.

Após alguns minutos, ele o encontrou. Estava sentado à uma mesa afastado do barulho da música. Juno comia sozinho um prato de comida italiana. Um espaguete e tomava uma limonada. Juno nunca foi muito fã de refrigerante, sempre optando por sucos. Sora logo se sentou à mesa na sua frente. Juno levantou a cabeça e ficou surpreso.

— Sora? O que faz aqui?

— Eu vim ver você. — Respondeu com um sorriso.

— Por que?

— Eu acho que precisamos conversar.

— Por que? — Juno continuava confuso.

— Eu acho que você ficou mal depois de ter ido na minha casa.

— Por que eu ficaria? — Juno estava fingindo indiferença. Ele sabia do que se tratava, mas era um teste pra saber como Sora iria se sair.

— Sei lá! Talvez pelo fato de querer sair comigo e eu não poder ter ido.

Juno baixou a cabeça e deu um curto sorriso. Não foi por isso que ficou triste, mas resolveu não revelar nada.

— E como quer resolver isso?

— Saindo juntos! — Juno se engasgou enquanto bebia o suco. Deu algumas tosses e conseguiu se recompor.

— Você está me chamando pra sair?

— Sim! Você não quer?

— Quero! — Juno franziu o cenho por causa de sua empolgação. Mudou o tom de voz tentando ofuscar o outro. — Quero. Quando? Onde?

— Quando você está de folga?

— Amanhã.

— Ótimo! Então, amanhã às oito horas da noite. Pode ser?

— Claro!

— Eu posso buscar você na sua casa? — Sora queria saber onde Juno morava para não precisar se encontrar com ele no local de trabalho. No entanto, Juno não achou adequado dizer, visto que Kai estava em sua casa. Não queria que os dois se vissem.

— Eu posso ir até a sua ou podemos nos encontrar em algum lugar. — Sora fez uma expressão inconformado, mas sorriu.

— Ok! Podemos nos encontrar no ponto de ônibus em frente à lagoa no centro. Você poderia me dar seu número para caso algo aconteça. — Outra chance.

— É uma boa! — Os dois trocaram os números.

— Então, está confirmado! Bom…eu tenho que ir para o meu estúdio. Qualquer coisa, pode ligar pra mim.

— Certo! Tchau! — Para a surpresa e vergonha de Juno, Sora se aproximou e lhe deu um beijo no rosto indo embora com a mochila nas costas.

Juno ficou vermelho e deu um sorriso tímido. No entanto, sentiu uma energia ruim e olhou para os lados se deparando com dois homens de cabeças raspadas, altos e de braços musculosos tatuados. Eles o encaravam de forma estranha. Juno se sentiu ameaçado e não conseguiu terminar sua refeição. Se retirou do local às pressas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...