1. Spirit Fanfics >
  2. Um Romance Adolescente -Taekook >
  3. XLII

História Um Romance Adolescente -Taekook - Capítulo 43


Escrita por:


Capítulo 43 - XLII


Catorze dias se passaram...

Dak se senta na cama do hospital para que o médico possa examina-lo.

-o senhor está sentindo alguma dor? -o médico pergunta e Dak nega -se levante, vá até a porta e volte! -Dak levantou e, um pouco manco, foi até a porta e voltou para a cama -está um pouco manco, más isso não é nada!

-bom dia!! -Tae diz todo alegre entrando no quarto.

-bom dia, filho! -o Kim sentou na cama.

-bom dia, Kim Jr! -Tae riu e se aproximou no médico.

-como está o Kim Teimoso, doutor? -Dak cruzou só braços e os outros dois riram.

-ele está muito bem! -o médico olhou algumas folhas e falou: -senhor Dak, vou trazer a sua alta!

-finalmente! Aleluia! -a alegria foi tanta que até dancinha ele fez, com direito a risos dos outros presentes.

-o que está esperando, doutor? Vá logo buscar esse papel! -Tae pediu e o médico, sem esperar mais, foi lá.

-onde estão os outros? -Dak perguntou.

-foram fazer um lanchinho...

-e você já comeu? -Tae ascentiu -otimo... Escuta, você vai ficar aqui né?

-então, era sobre isso que eu queria falar com o senhor! -Tae sneta na cadeira de frente para Dak -Daegu não é muito a minha cidade... Eu gostaria que o senhor fosse comigo!

-para Seul? -Tae ascentiu -bem... Se isso te fizer feliz e se for para eu ficar perto de você, eu vou sim!

-então, agora que o senhor não está mais preso nessa cama, pode... Pode me dar um abraço? -Dak sorriu e se levantou abrindo os braços, Tae se levantou e o abraçou forte.

-quantos abraços você quiser, meu filho! -Dak falou apertando o garoto em seus braços. Tae enxugou algumas lágrimas e olhou para seu pai.

-o senhor não sabe quanto tempo eu sonhei com esse abraço!

-desculpe te fazer esperar tanto tempo, filho! -Tae sentiu que ia chorar, então mudou de assunto.

-más temos que resolver sua mudança para Seul para eu poder te abraçar todo dia! -o Kim mais velho riu.

-cheguei! -Bruce disse entrando com alguns papéis na mão e uma prancheta.

-que demora! -os dois disseram.

-foi mal! -entregou a prancheta com o papel da atleta para Dak -assine o papel aí já poderá ir embora! -sem demora, Dak assina o papel -aqui está a lista de alguns remédios que você deve comprar! E também está anotado os horários em que deve toma-los! -Bruce entregou o papel para o outro.

-obrigado, doutor! E obrigado por cuidar de mim!

-é o meu trabalho!... Espero que ainda possamos nos ver! Que não seja aqui, é claro! -riram.

-tchau, Bruce!

-tchau, senhor Dak! Tchau, Kim Jr!

-tchau, doutor! -Tae fez um aceno com a cabeça.

Dak e Tae saíram do hospital e já encontraram o carro de Allana parado na frente.

-parabéns pela alta, senhor Kim! -Allana disse.

-obrigado, Lana!

-vamos entrando, meu motorista o levará até a sua casa! -Dak ascentiu e eles entraram no carro.

Eles foram a viagem inteira conversando animados, assuntos aleatórios e, às vezes, sem sentido algum, más era uma conversa. Chegaram em frente a casa/mansão de Dak.

-vou ajeitar as coisas para a mudança para Seul, comunico a Jiwoo quando tudo estiver pronto! -Dak disse para Tae e beijou a testa dele -tchau, filho!

-tchau, appa! -beijou a testa do Kim antes dele sair do carro.

-então quer dizer que o Dak vai mudar para Seul? -JiWoo pergunta.

-vai sim! -Tae responde -más estou preocupado é com a empresa dele!

-é verdade, o Senhor Kim tem uma empresa de brinquedos e literatura! -Allana conclui -será que não tem como mudar o CEO da Kim's Toy para Seul?

-tem! Más é um pouco complicado! -Jungkook diz -precisa procurar alguma empresa que o dono esteja disposto a vender, ou comprar um terreno para construir uma! Também tem o negócio dos empregados!

-máa vai dar certo! -Tae diz -eu vou ajudar ele!

-boa sorte! -Kook disse.

Kim Dak-Hu tem a Kim's Toy que trabalha com brinquedos e literatura, e tem a Kim Advocacy, uma empresa especializada em advocacia. A Kim Advocacy trabalha em todo tipo de caso, seja criminal ou empresarial, advogados muito bem treinados e competentes.

Eles foram para o hotel e entraram para os quarto. Tae e Kook recolheram suas coisas e colocaram dentro das malas, tomaram banho e se arrumaram, voltariam ainda hoje para Seul. Já arrumados, os quatro descem e vão direto para o carro.

-Gael, para o aeroporto de Daegu! -Allana ordenou -o senhor Kim vai chegar um pouco mais tarde por conta da papelada da empresa! -o motorista ascentiu e partiu para o aeroporto da cidade.

Eles tiram as coisas de dentro do carro e foram para o aeroporto, compraram as passagens e embarcaram no avião.

Alguns minutos depois...

Eles chegaram, pegaram suas coisas e saíram do aeroporto. Entraram no carro da Park e partiram rumo a casa de Tae.

-Luka, pode pode ir, eu vou ficar aqui! -Allana diz para o motorista e ele se vai -tia Woo, preciso falar com a senhora!

-tenho todo o tempo do mundo pra você, querida! -Woo diz.

-omma, posso ficar aqui com o Tae? -Kook pediu e JiWoo ascentiu.

-más não volte muito tarte!

-não! -JiWoo e Allana partiram para a casa da Jeon e Tae e Kook entraram na casa do Kim.

-já estava com saudades da minha casinha! -Tae diz.

-foram só duas semanas!

-duas semanas e dois dias!

-nossa!

-estou com fome!

-procura alguma coisa pra comer! Vou levar suas coisas para o quarto! -Tae ascentiu e foi para a cozinha. Kook pegou a mala de Tae e levou para o quarto, a colocando no lado da porta. Kook desceu e foi até a cozinha e viu Tae se esticando pra pegar um pote de biscoitos, ele riu e foi até o garoto.

-baixinho! -Kook zombou pegando o pote de biscoitos.

-para de zuar minha altura! Eu não sou baixinho... Você que é muito alto! -Tae fez bico cruzando os braços.

-más eu tenho 1,78... Você não passa dos 1,60! -Tae mostrou a língua para Kook o fazendo rir.

-para com isso e me dá meus biscoitos! -Tae ordenou tentando pegar o pote, más Kook levantou.

-só se me der um beijinho!

-num sei se tá merecendo não!

-então não te dou o pote! -Tae riu e deu um selinho em Kook -eu pedi um beijo!

-e eu dei!

-não! Você me deu um selinho! Selinho não é beijo, você mesmo que disse!

-aff! -Tae deu um beijo "de verdade" em Kook. JungKook colocou o pote no balcão. Quando Tae pensou em separar o beijo, Kook não deixou, prensou o garoto contra a bancada e segurou com afinco a cintura de Tae -Kook... -Tae tentava falar entre o beijo, más Kook não dava brecha.

-acho que ninguém pode nos atrapalhar agora, Taetae! -Jungkook diz dando uma pausa no beijo -agora eu termino! -Kook levantou Tae o colocando sentando na bancada e se encaixou entre as pernas dele.

-não é possível que sejamos atrapalhados uma terceira vez! -Tae voltou a beijar o moreno sentindo as mãos dele adentrarem sua camisa. Elas subiam e desciam pelas costas de Tae e apertam a cintura dele, descem para a coxa, apertando de leve. Kook desce os lábios para o pescoço de Tae, deixando beijos molhados e marcas pelo local.

O mais temido, a campainha tocou.

-eu desisto!! -Kook esbravejou -porra! Vou dar fim na campainha da sua casa, só assim pra não nos incomodarem! -Tae riu e desceu do balcão.

-depois a gente termina isso, pompom! -Tae pegou seu pote de biscoitos e foi para a sala.

-você me chamou de "pompom"?? -Jungkook perguntou desacreditando seguindo ele.

-apelido carinhoso! -o Kim abriu a porta e viu seu pai -Appa!! -sem esperar, Tae o abraçou. Tamanha era a felicidade.

-oi, meu filho!! -o Kim mais velho disse apertando o mais novo.

-entra! -Tae o puxou para dentro de casa.

-oi, JungKook! -Dak cumprimentou o menino com um aperto de mãos.

-oi, senhor Kim!

-senta, appa! Fica a vontade! -os três sentaram. Dak na poltrona e Tae e Kook no sofá de mãos dadas. Dak intercala o olhar entre Tae e Kook, até que pergunta:

-o que estavam fazendo? -Tae e Kook mostraram um sorriso torto, estão nervosos.

-a gente estava... Aann -os dois falavam juntos. Tae olha para o pote de biscoitos em seu colo.

-estavamos comendo biscoitos! Quer? -Tae estendoeu o pote na direção dele.

-não, muito obrigado!

-tá... Onde o senhor conseguiu meu endereço?

-Allana!... Sabe, acho ela legal, más às vezes não parece que ela é desse mundo!

-concordo! -Jungkook diz -ela é previsível e... Imprevisível! -Tae ficou encucado.

-como assim?

-as vezes sabemos o que pode vir se tratando dela, más, outras vezes, ela nos surpreende! -Jungkook explica -ela não é quem aparenta ser!

-verdade... Más não vamos ficar falando sobre a multe personalidade da minha amiga, né?!

-não! Eu vim aqui pra te pedir ajuda, filho! Sobre a empresa, a mudança do CEO, essas coisas!

-claro que eu ajudo! Como eu posso ajudar? -Tae pergunta.

-não querendo me intrometer, más já me intrometendo -Jungkook diz fazendo os dois Kim's rirem -se o senhor procura um prédio para formar a nova empresa, eu conheço um amigo que está vendendo! Más se preferir comprar um terreno para construir uma, eu posso ajudar nisso também!

-serio? Agradeço muito pela sua ajuda, senhor Jeon!

-ah koé, senhor Kim? Já passamos dessa! Deixe de formalidade e esqueça o Jeon! Me chame de JungKook, Kook, como preferir!

-então esqueça o Kim, rapaz! -os dois riram e Tae ficou só assistindo aquela DR enquanto come biscoitos -vamos lá, Kook:eu vou precisar dos dois! Preciso da empresa para poder fazer toda administração e de um terreno bem grande para poder montar uma fábrica!

-ah sim! A fábrica para fazer os brinquedos! -nesse momento, Tae teve uma ideia, então levantou a mão -pode falar, Tae!

-eu tive uma ideia, talvez vocês aprovem! Na Jeon's, nos trabalhamos com software, hardware e literatura! -Tae começa a explicar e Dak o interrompe.

-Jeon's? -Dak pergunta confuso.

-Jeon's é o nome da empresa do Kook! -Tae explica -ele está começando esse ano! Ele é um ótimo chefe! Eu trabalho como secretário pessoal dele!

-secretario, designer, animador e tradutor! -Jungkook diz -mal começou e já surpreendeu o antigo dono!

-que orgulho! -Dak diz. Ouvir isso fez os olhos de Tae brilharem em alegria! -vai comandar a Kim's Toy e a Kim Advocacy quando eu me aposentar, né?

-aish appa! Depois a gente vê isso! O senhor ainda tem muitos anos de trabalho! -eles riram.

-continua, amor! -Kook insiste.

-bem, a Jeon's trabalha com software, hardware e literatura! A Kim's Toy trabalha com brinquedos e literatura também! A Jeon's trabalha muito com jogos e é bem focada nisso, isso eu percebi, então eu pensei, por que não juntar a parte dos games da Jeon's com a parte dos brinquedos da Kim's Toy?

-explique melhor! -os outros dois pediram.

-a Jeon's e a Kim's Toy poderiam fazer tipo uma "parceria", juntas as duas empresas poderiam fazer bonecos dos personagens dos jogos produzidos pela Jeon's! Os jogos da empresa estão bombando, principalmente os novos personagens e as novas armas! Fãs dos jogos não pensariam duas vezes antes de comprar o brinquedo do cabo Johny ou da enfermeira Joy! Poderiam produzir também outros brinquedos com a temática dos jogos! -Tae explica -é uma ideia bem previsível! -Dak e JungKook se olharam como se perguntasse "Topa?"/"Se você topar".

-compareço na sua empresa amanhã para conversar sobre isso, senhor Jeon! -Dak diz.

-estarei esperando, senhor Kim! -segundos depois, eles caíram na risada -serio, eu vou ficar esperando!

-eu irei! -os três levantaram -bem, vou pegando o beco!

-onde o senhor vai ficar? -Tae pergunta.

-eu tenho uma casa aqui! E quero que vá me visitar lá!

-eu irei!

-bom, eu vou indo! -Dak beija a testa de Tae e aperta a mão de Kook -estou de olho em você, rapaz! -diz para JungKook e eles riram.

-fica tranquilo, Dak! -Jeon disse e Dak foi embora.

-biscoito? -Tae pergunta apontando o biscoito para Kook. O maior mordeu o biscoito -isso é canibalismo! -Kook tentou, más não conseguiu segurar a risada.

-ah e por que o senhor estava me chamando de pompom?

-se eu tivesse um coelhinho, colocaria o nome dele de pompom! Bem, eu tenho um coelhinho, más o nome dele não é pompom!

-ué você adotou um coelho? Qual o nome dele então?

-o nome do meu coelhinho é Jeon JungKook! -Kook cerrou os olhos.

-hahaha!! Muito engraçado!

-ya você é meu coelhinho! -Tae colocou o pote na mesa de centro e abraçou Kook -só meu!

-seu? Sei disso não! -Kook provocou vendo a cada indignada de Tae.

-como é a história? -Tae perguntou de uma maneira tão... Estranha, que Kook teve que responder.

-sim! Eu sou seu! -apertou Tae -inteiramente seu! Exclusivamente seu! Só seu, meu amor!

-e eu sou seu... Meu pompom!

-não me chama de pompom!! -Kook pediu manhoso.

-por que não? Eu gosto!... Ou é pompom ou é coelhinho!

-nenhum dos dois! Não sou seu pompom nem seu coelhinho!... Eu sou seu Daddy! -Kook levou os braços de Tae para seu pescoço e os seus para a cintura dele.

-você não desistiu? -perguntou rindo.

-desistir não está no meu vocabulário! -puxou o menor para um beijo, bem na hora em que o celular tocou -não sei por que eu ainda tentei!

-é! O universo está conspirando contra nós dois hoje!

-juro que, na próxima vez, desligo o meu celular, dou fim no seu e coloco uma placa na sua porta escrito "Por Favor, Não Incomodar! O Casal Que Transar Em Paz!" -Tae gargalhou. Kook atendeu o celular -quem é o consagrado?

~JungKook, vê como você fala comigo!

-ah o que deseja, omma?

~seu pai está aqui e quer falar com você! Venha!

-tá bom! Chego aí Jajá! -Jiwoo finalizou a ligação -é, vou ter que ir!

-más tá cedo!

-appa está lá em casa e quer falar comigo! Deve ser algo da empresa!

-como seu secretário pessoal, quer que eu te acompanhe?

-hoje não! Más amanhã vai me seguir de cabo a rabo por toda Seul! -os dois riram. Tae deu uma série de selinhos em Kook enquanto os dois caminham até a porta.

-já estou com saudades!

-eu também, meu amor! -Kook deu um beijo em Tae e saiu -te vejo depois!

-até depois! -Tae ficou olhando Kook sumir na esquina e entrou novamente -meu pompom!

Tae subiu para o quarto e viu, em cima da escrivaninha, várias caixas azuis, cinco pra ser mais exato. Com tudo isso, Tae acabou esquecendo do tal admirador. Não queria contar pra Kook, não lhe é conveniente! Tae quer descobrir quem é e conversar com o tal admirador, só isso...

Esse cara tem que saber que, mesmo com os presentes fofos a as lindas palavras nas cartas, o coração de Tae pertence apenas a JungKook. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...