História Um romance de detetive. - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Nooroo
Tags Detetive, Marichat, Romance
Visualizações 94
Palavras 871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura ,meus amores.

Capítulo 12 - A nova missão



___  Bem, senhores , sobre o que sabemos da nossa vítima ?  -   O delegado Bonaparte  começando a reunião com a sua equipe, perguntando sobre a vítima .
___   Pelos menos , sabemos que ele traia a esposa dele com acompanhantes de luxo em suas festas chiques , enquanto a esposa viajava para promover o perfume dele !   -   Concha falando do relacionamento entre Marinette e Henrique,  olhando ansioso para o seu parceiro 

___    Uma atitude de um homem interesseiro , igual ao seu sogro !   -   Chat Noir dando a sua opinão á respeito do homem que tinha roubado o seu único amor ,  falando que o Henrique e Tom tinham algo em comum com as mulheres.

___   Imagino que ele se relacionou com muitas acompanhantes de luxo,  eu vi que ele tinha uma grande quantia de rémedios e camisinhas  , claro que ele não queria ter filhos com ninguém !   -  Um dos policiais comentando sobre o que tinha encontrado na cena do crime , dando o seu comentário.


___ (  Que bom, isso signifca que a minha princesa não está grávida deste infeliz ! )   -    Chat Noir ficando aliviado com o comentário  do colega , pensando sobre isso, xingando mentalmente a vítima.

___  Bem , ele era um homem bem ocupado , pelo que estou vendo, mas mesmo assim , eu tenho que enviar duas pessoas para entrevistar todas as amantes que a vítima teve um breve relacionamento, quem sabe  elas podem dar mais detalhes sobre a personalidade da vítima !   -  O delegado tentando defender a vítima,  pedindo para que dois homens entreviste as amantes da vítima, esperançoso para saber mais da vítima.


___   Nós nos oferecemos , senhor, é evidente que eu e o Chat somos os detetives do caso !   -  Carapace erguendo a mão para o delegado, oferecendo os serviços dele e do seu parceiro, antes que o delegado pense em alguém.

___   Está certo , senhor Latiffle  , você  e o seu parceiro vão na casa de amantes da Madame Lavender , quem sabe, algumas das meninas dela andou com a nossa vítima !   -    O delegado aceitando  a oferta , mandando os dois homens para uma casa de luxo, elaborando uma teoria que alguma menina da casa se relacionou.


__   Está bem, iremos agora mesmo !    -   Os dois detetives aceitando a missão  do delegado, falando que eles já ia para a casa da Madame Lavender .

___   Muito bem, reunião encerrada !   -   O delegado satifeito com os dois detetives, encerrado a reunião  , fazendo um gesto , dispensando a todos.

  -  x  x  -
    Enquanto o resto dos policiais  começou a ir para todos os lados, Chat Noir começou a caminhar na direção da porta de saída da delegacia que trabalhava , pegando as suas coisas no meio do caminho, se apressando para ir até  a casa de luxo de Madame Lavender.

  Ao ver o parceiro indo com pressa para a missão deles, Carapace tratou de se apressar também , pegando as coisas também,  começando a se apressar para acompanhar o seu parceiro.
     -  x   x   -  

    ~  Quebra tempo  :   Na saída da delegacia.

   Chat Noir estava colocando o seu casaco em seu corpo, quando começou a descer os degraus da escada da delegacia ,  ouviu a voz do seu parceiro chamando por ele 

   -  x x  -
  
   ___   Chat, me espere, se esqueceu que estamos nesta missão juntos ?   -   Carapace chegando correndo, pedindo para que o seu parceiro espere ,  lembrando que a missão era em dupla.

___  Me desculpe, parceiro, é que em pensar no aquele homem fez comigo com a minha princesa , uma coisa que eu nunca vou perdoar ele !    -  Chat parando no meio da escadas, esperando pelo seu parceiro , contando sobre o que estava sentindo para o amigo ,quando o moreno chegou ao seu lado.

___   Chat, tente esquecer isso, eu sei que o Tom fez algo ruim para você  e a Marinette, mas isso a gente vai ter que encarrar  na vida !   -  Carapace olhando para o parceiro, compreendendo os sentimentos do gato, aconselhando que isso o gato tinha que se acostumar com isso.


  ___  Eu sei, meu amigo, mas desta vez , eu não vou deixar que o Tom roube  a minha princesa de mim , eu até avisei para ele durante a minha visita !   -   Chat Noir concordando com o conselho ao amigo, falando que ele ia lutar até o final, contando um pouco sobre a última visita aos pais de sua amada.

___  Bem, vamos mudar de assunto, precisamos entrevistar muitas amantes de luxo, eu imagino que a Alya vai colocar de castigo, somente por causa do meu trabalho !   -  Concha concordando com o amigo, imaginando na bronca que ia dar nele, olhando para o céu estrelado , lamentando a sua falta de sorte.

__  Ah , você falar que  foi o delegado Bonaparte quem mandou você para lá !   -   Chat Noir dando uma palmadinha animadora no ombro do amigo,  aconselhando ao amigo contar a verdade para a morena.


___  É mesmo, meu amigo, tomara que ele atenda !    -   Carapace concordando com o amigo, rezando para a namorada o compreenda.
 


Notas Finais


Me desculpe por algum erro
Até mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...