1. Spirit Fanfics >
  2. Um segredo guardado a sete chaves (Malvie) >
  3. Você é...

História Um segredo guardado a sete chaves (Malvie) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


B
O
A
L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 12 - Você é...


Algumas horas depois...

 

                               MAL ON:

Acordei  sentindo uma vibração no bolso da minha calça, ainda meio sonolenta bufo, e com os olhos semiabertos  puxo o celular do bolso atendendo a ligação .

-  Alô?   -  digo com a voz rouca de sono, olho pro lado  observando Evie que ainda dormia tranquilamente.

- Mal sou eu o Carlos Você  ainda tá aí  com a Evie? A porta do quarto tava trancada...

- To sim ela está dormindo e eu também estava - digo vendo Evie se remexer e me abraçar ainda mais 

- Desculpa te acordar e que você não respondia as mensagens e além do mais, já está tarde o Ben tá preocupado com você.  E faz horas que a Evie e você não  comem  alguma coisa  então vem logo antes que  o  refeitório feche e  que o Ben tenha um piripaque... e AH a Fada Madrinha quer conversar com você e a Evie. 

- HUG! Tá já tô descendo - desligo o celular e suspiro, me levanto e olho pra Evie que parecia um anjo dormindo, Mas que saco tava tão bom ficar com ela ali no quentinho e abraçada com ela fora que eu não quero ter que acordá-la , ela precisa descançar depois de tudo isso fora que eu acho melhor resolver isso amanhã . Vou até o banheiro e lavo o rosto, calço meus tênis e me aproximo da cama cutucando Evie gentilmente.

- Evie acorda você tem que comer - digo tirando alguns fios azuis de seu rosto 

- Ah não só mais cinco minutinhos Mally- diz fazendo bico e usando uma vozinha que derretia meu coração 

- Não nem mais um minuto princess- digo subindo em cima dela

- Se você não  levantar eu vou te encher de cosquinhas 

- Você não ousaria - diz ela ainda de olhos fechados tentando me tirar de cima dela 

- OUSO SIM - digo e começo a encher ela de cosquinhas na barriga onde ela tem muita cosquinha ( muita mesmo) , na hora ela acorda abrindo os olhos e tentando segurar minhas mãos 

- MAL! PARA PARA EU JA ACORDEI - diz ela com a voz falhada de tanto dar risada e de se mecher pra se livrar das cosquinhas 

- Bom mesmo mocinha  agora  sai da cama nos temos que ir falar com a Fada Madrinha - saio de cima dela

 

- Tá 

 

                              EVIE ON: 

Levanto à pedido da Mal, que me despertou do meu soninho bom em que eu estava, sorrio sentindo-me super viva e acordada como se as cosquinhas tivessem me dado energia.  Estou bem surpresa pela Mal ter ficado aqui comigo, mas logo toda essa "felicidade" se foi tão rápido quanto ela chegou , porque eu me lembrei que tenho problemas, me lembrei do que aconteceu, me lembrei de quem eu não sou mais alguém que eu conheço ,só  de olhar para aqueles pequenos fragmentos daquele espelho, que me trouxeram a mesma sensação ruim de mais cedo. Mordo meus lábios e olho pra Mal com uma expressão aflita, toda o clima leve que estava  antes que era ocupado com Mal me fazendo cosquinhas já não era o mesmo pra mim. 

- Hey vai ficar tudo bem ...

Sorrio em resposta e vou até o banheiro trancando a porta e começo a lavar meu rosto inchado de sono e meus olhos meio irritados devido ao choro. Olhando assim eu não  me parecia nada comigo mesma, eu me sentia cansada, abalada, confusa e feia... extremamente feia por estar assim . Olho meu reflexo novamente e a única coisa que eu vejo é dor, tristeza e feiúra, dor de perder meus amigos , tristeza por isso estar acontecendo quando na verdade as coisas estavam indo tão bem, mas agora eu sabia que na verdade não estavam. Primeiro aquela coisa toda com o Ben (que até agora eu não entendi nada inclusive nem sei o que ele fez pra Mal não ficar mais brava com ele ), depois com o Doug e muitas coisas antes, talvez elas ja não estivessem bem mesmo, só que eu não tinha percebido , derramo uma lágrima e olho meu reflexo no espelho... sim eu estava feia... sim eu estou me sentindo fraca.... sim eu estou desabando depois de aguentar tanto calada...de aguentar decisões que não são minhas, de aguentar a opinião alheia, de aguentar os mesmos discursos rodeados de drama que se encaixam num frenesi frenetico de bondade e sorrisos falsos. DROGA! soco com força o espelho trincando o vidro, eu estou sufacada eu tenho que saber quem sou, o que agora eu sou, eu me sinto navegando em mares escuros conhecendo novas subespecies das que eu ja conheço, voltando aos momentos que ja passei, como um grande flashback que não faz sentido, como se coisas diferentes navegassem em mim, como se algo em mim tivesse despertado. 

Feia 

Burra

Inútil 

 

Essas palavras não saiam da minha cabeça.  Culpa da minha mãe? Talvez ( com certeza). As vozes e sussurros continuavam descontrolados, eu tinha certeza que aquilo era só o começo muita coisa ainda está por vir, eu quero muito controlar a vontade de chorar porque se não eu não vou parar mais ,pego uma blusa azul e uma calça preta limpas que estavam ali no banheiro, agradeço muito por ela ser de manga longa e tampar os vários curativos do meu braço.

- Evie? tá tudo bem aí? 

- Tá sim - digo abrindo a porta do banheiro saindo enfim dos meus devaneios 

- Evie olha independente de tudo eu nunca vou te abandonar 

Sorrio leve e a abraço forte, é bom ter o apoio dela, é bom ter ela aqui. Ela se aproxima de mim e me abraça com força, retribuo o abraço me sentindo protegida em seus braços, logo depois saimos do quarto indo ao refeitório. 

   

                    BEN ON: 

Eu estou sentado aqui no refeitório com Jay e Carlos que estão com duas bandejas de comida nas mãos, uma que tem iogurte e salada de frutas provavelmente pra Evie e outra com um sanduíche e um suco que deveria ser pra Mal. Daqui a pouco iremos ao encontro da Fada Madrinha pra resolver a primeira questão da situação: a origem dos poderes da Evie e o que ela é, foi uma grande  surpresa pra mim e pra Fada Madrinha quando Doug chegou machucado na sala dela alegando que a Evie tinha poderes, ficamos un bom tempo com ele e depois que fomos atrás  dela os meninos nos disseram o ocorrido. Como a Evie e a Mal estavam dormindo trancadas no quarto ( o que eu achei estranho e que deve ser obra da Evie) nos achamos melhor resolver isso mais tarde e agora eu e os meninos estamos esperando por elas. 

- Será que elas vão demorar muito ? - pergunta Carlos nitidamente impaciente 

- Não tenho certeza disso porque elas ja chegaram 

Olho pra direção em que Jay olhava e vejo as meninas, as duas tinham semblantes cansados e preocupados assim como Jay e Carlos mas mesmo assim Mal estava linda, já Evie estava muito diferente ela parecia perdida em seu mundo. A mesma estava com uma aparência acabada, sem a maquiagem e o brilho que ela costumava carregar., jamais imaginei que a veria assim, ela mal pareceu me notar  ( ainda bem) mas isso só prova que o que está acontecendo e sério, a Evie tem magia e isso pode gerar problemas, muito problemas. 

- Oi gente- diz Mal sorrindo leve pra mim e pros meninos 

- Mal você tá bem ?-  vou até ela e a abraço forte enquanto Jay e Carlos fazem o mesmo com a Evie 

- Eu só to preocupada Ben so isso - sorrio pra ela 

 

- Calma logo logo vamos saber o que significa tudo isso.

 

                                            [...] 

Depois que as meninas comeram, nós saímos do refeitório ja vazio e começamos a andar em direção a uma sala que pertencia a Fada Madrinha e que é pouco utilizada, lá ficavam todas as coisas magicas de Auradon , exceto a varinha e aquelas coisas que estão no Museu, o resto é  guardado aqui . Poucos  Sabem dessa sala e são poucos que podem realmente  entar aqui,  bato na porta e logo ela é aberta pela Fada Madrinha que ja nos aguardava 

 

- Gente o que estamos fazendo aqui? 

- Vinhemos descobrir o que aconteceu Evie- diz Jay pondo a mão no ombro dela a confortando 

- Entrem gente - diz ela abrindo espaços para que nós entrarmos 

- Me esperem aqui e não toquem em nada 

 

Assim que ela saiu um silêncio prevaleceu na sala, Evie estava de mãos dadas com Carlos enquanto Jay estava do lado de Mal que estava tentando amenizar a situação dizendo algumas coisas pra Evie, que estava perdida e alheia a tudo como se ela estivesse em transe, independente do resultado que isso desse eu sabia que seria algo complicado. 

Logo a Fada Madrinha aparece com cinco  livros nas mãos :um azul , um branco, um vermelho, um verde e um laranja, todos tinham símbolos diferentes em suas capas provavelmente são livros magicos. Porém  acima de tudo eu tenho que descobrir o que a Evie é, e saber com quem eu estou lidando.

FM-  Bom, pra começar, Evie se acalme e relaxe ninguém aqui está aqui pra te castigar ou julgar, eu sei que é assustador isso tudo mas nós  vamos resolver.  Meninos o que será executado nessa sala não é aconselhável  pra vocês assistirem, quando nós  terminarmos contaremos o resultado 

- Ta bom Fada  Madrinha - digo saindo de lá com Jay e Carlos 

 

  

                       MAL ON :   

Depois que os meninos saíram ela nos mandou sentar em um sofá e colocou os cinco livros na nossa frente. Olho pro lado e observo Evie, a mesma está aflita e nervosa suas mãos tremiam, me aproximo dela e seguro  suas mãos 

-  Vai ficar tudo bem Evie - por mais que eu esteja dizendo isso a ela, eu não  tenho certeza total disso, afinal de contas a Evie está passando por um momento delicado e difícil e que provavelmente vai mudar tudo a partir de agora, e eu sei que tudo isso é assustador pra ela. Eu me sinto um pouco culpada afinal se eu tivesse sido a amiga que ela merece ela não estaria passando por tudo isso dessa forma,  Eu me sinto horrível toda vez que eu vejo seus olhos cheios d'água,  me sinto péssima por tudo isso ter acontecido.

FM-  Meninas, prestem atenção no que eu vou dizer. Os livros que estão aqui não são livros comuns, eles são livros portadores, ou seja apenas um usuário portador da magia de cada livro pode utilizá-los. O livro azul representa a magia básica simples como telepatia, empatia, teletransporte etc. O branco representa a magia das fadas boas, o verde o de seres que se transformam em seres misticos ou são misturas de fadas com algum outro ser como deuses e outros. O laranja é a magia das bruxas, magos, feiticeiros entre esses. E o vermelho é a magia das trevas básica, você entra em uma dessas categorias de magia, e nos vamos descobrir onde você se encaixa. É simples deixe seus olhos como estavam mais cedo e toque nos livros, o livro que brilhar e for atraído por você é a reposta. 

 

                       NARRADORA ON

Após aquela grande informação da Fada, Evie pareceu confusa e ansiosa, ja Mal tinha várias perguntas rodando por sua mente, todas com foco principal na menina de cabelos azuis, Mal está com receio de que aquilo não funcionasse e de que Evie se machucasse , além de outros questionamentos como:  e se que Evie não possuísse nenhuma das magias ali, o que fariam se isso acontecesse? 

- Mas e se ela não tiver nenhuma dessas!?

- Isso é impossível Mal, não vou omitir isso de vocês, existia sim uma outra magia além  dessas, inclusive eu tenho o exemplar do livro , mas esse tipo de magia está  extinta  há anos .

- Fada Madrinha, é possível que essa magia seja da minha mãe?- pergunta Evie com a voz rouca 

- Não minha querida, essa magia é sua e isso é um tanto curioso não acha? Porque afinal de contas a Rainha Má nunca teve magia própria dentro dela que pudesse ser passada pra você, agora vamos começar. 

Evie assentiu buscando se concentrar para conseguir fazer seus olhos ficarem vermelhos mesmo ela não gostando nem um pouco de ter que fazer  isso, Mal e a Fada apenas observavam atentas. Mas logo Evie abriu os olhos e olhou pra Mal buscando num pedido mudo, ajuda, ela não queria e nem conseguia fazer aquilo, mas Mal sabia que não podia fazer nada pra ajudar, qualquer interferência poderia anular o resultado final. Então como  forma de  conforto ela apenas sorriu pra Evie passando-lhe confiança, Evie respirou fundo e tentou novamente , minutos depois seus olhos já estavam vermelhos e era nítido como ela estava se esforçando pra mante-los assim. 

- Ótimo Evie agora encoste nos livros com cautela-diz a fada atenta aos movimentos de Evie 

Os livros estavam posicionados um ao lado do outro, em uma mesinha que ficava de frente pra onde elas estavam sentadas , que também ficava próxima a uma prateleira de livros um tanto estranha que dizia "magia desconhecida ", Evie se aproximou dos livros, primeiro ela tocou o branco que assim que foi tocado por ela desapareceu. O mesmo aconteceu com os outros livros, restando apenas o vermelho que estava numa extremidade da mesa, esse  do qual a Fada tem certeza que é o livro, mas qual não foi seu espanto e surpresa quando Evie direcionou seu olhar pra ela, um olhar vibrante que se parecia muito com um de uma pessoa da qual ela e  muitas fadas  e seres  mágicos  já temeram, aquele olhar parecia desvendar sua alma, parecia vasculhar seus segredos e desvendá-los . Evie parecia estar sendo guiada por algo, porque de um jeito estranho, ela se dirigiu até   a  prateleira  (rotulada como "magia desconhecida) e como se soubesse onde estava, ela tira de lá um livro preto que também tinha um símbolo e seguia o estilo dos outros livros,  esse era o livro do exemplar de magia que a fada alegava estar extinta, na hora o livro brilhou fortemente. Evie parecia estar encantada com o livro como se ele fosse a sua salvação  , ela olhava fixamente pra Fada Madrinha que sustentava um olhar assustado e surpreso, Evie e Mal esperavam ansiosas para  que a Fada lhes dissese qual era o tipo de magia que  abordava  o livro . Evie está tão supresa quanto Mal, a mesma so seguiu sua intuição, deixou-se ser conduzida por sua magia e sua surpresa era quase tão grande quanto a da Fada Madrinha, acima de tudo Evie não sabia o que aquilo significava muito menos quem ela  é.

Do lado de fora Ben que não aguentava mais esperar, inventou uma desculpa  esfarrapada pros meninos e se aproximou de onde elas estavam , um forte brilho era emitido ali, ele se encondeu atrás  de  uma parede e abriu um pouco a porta para ver o que acontecia, por sorte Mal e a Fada estavam muito centradas no que acontecia ali  para perceber que ele estava ali, ele se esgueirou um pouco e teve um vislumbre de Evie, e no momento que ele encarou aqueles olhos.. O caos está pra começar... se preparem leitores a maldição vai começar!!

- Isso não é possível- a Fada está amedrontada e aflita, mas mesmo assim ela não perdia a compostura não podia dar uma impressão errada sobre a magia de Evie. Seus olhos não acreditavam no que estavam vendo pra ela aquilo era impossivel, aqueles olhos parecia que aquela pessoa estava ali na sua frente novamente . 

- Fala Fada Madrinha - diz Mal aflita 

- Evie você é....- a Fada engole seco antes de continuar 

- Você é uma...

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...