História Um Sonho Conquistado - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Once (O11CE)
Personagens André "Dedé" Duarte, Gabriel "Gabo" Moreti, Lorenzo Guevara, Ricardo "Ricky" Flores
Visualizações 11
Palavras 1.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii pessoal, eu sei q n devia estar postando hj mas ta mt seca ca em casa por isso vou postar
Vamos la pro cap

Capítulo 2 - Atração? E uma confissão? Uma primeira vez?!


Se passou uma semana, ja era fim de semana, Ricki,Gabo e Dedé decidiram ir dar uma volta na cantina pra comer.

Pov Gabo

-O costume Polvo-falou o Dedé 

-Pra mim so um suco está bom-falei

-Pra mim é o mesmo q o Gabo-falou por fim o Ricki 

Estávamos sentados comendo, na verdade bebendo, so o Dedé q estava comendo, estávamos falando e estava td normal, bem pelo menos até aparecer o Lorenzo, o capitão dos Falcões, ele é mais alto que eu, tem cabelo preto, usa meuo q uma crista para o lado, tem a pele bem branca e... é bem gato... espera oq eq eu estou a dizer?!! Eu e o Lorenzo não nis damos bem desde que eu o humilhei assim que cheguei á escola.

-Olha olha o trio de falhados-falou o Lorenzo se aproximando da mesa com os seus 2 amigos, o Lucas e o Adrian.

-Oq eq tu queres Lorenzo-falou o Ricki sem paciência 

-Nd, so queria vir ver o meu trio de falhados preferido-falou com um tom ironico

-A serio Lorenzo, n chega ja eu te ter humilhado em frente a td o instituto?-falei

-Seu grande...!-ele estava prestes a me bater, pelo menos o Lucas e o Adrian conseguiram segurá-lo e o Ricki e o Dedé seguraram-me a mim

-Obrigado pessoal, não me apetecia nada lutar com o Lorenzo, ainda porque depois do que aconteceu no balneário depois do jogo não se pode repetir ou então o Francisco tiranos do time.

-Os amigos servem pra isso Gabo-respondeu o Dedé.

-Então ainda bem que tenho amigos como vcs

-Relaxa, amigos fazem estas coisas, ja os amigos do Lorenzo so fazem isto pk se n o Lorenzo estragalhes a vida-respondeu o Ricki 

-Vdd-respondi

Quebra de tempo

Pov Lorenzo 

Já se passaram algumas horas desde a "quase briga" com o Gabo, eu n sei o que se passa cmg, n consigo parar de pensar nele..., por mt que me custe admitir eu acho que estou a sentir algo pelo Gabo, n amizade, n ódio, eu... acho que estou apaixonado 

-N, n pode ser verdade. Eu n posso estar apaixonado pelo Gabo.

Pov Gabo

Já se passaram algumas horas desde os acontecimentos da cantina, estou sozinho no quarto pk o Ricki e o Dedé foram a algum sitio, ao que parece o Dedé tinha que contar algo ao Ricki, eu nem liguei mt pk passa-se alguma coisa comigo, ultimamente se penso alguma coisa sobre o Lorenzo o meu cérebro automaticamente muda para uma imagem dele todo suado e sem camisa, eu vi isso no balneário depois do jogo n pensem que sou algum tipo de prevertido ou assim, mas voltando ao assunto, vai sempre parar a essa imagem e as vezes ate fico... duro..., eu sei q sou homossexual, o Ricki e o Dedé também sabem, e eu tb sei q eles são, n namoram mas os dois so homossexuais, talvez seja so atração física, pelo menos eu espero que sim.

Pov Dedé 

Eu não aguento mais esconder isto do Ricki, eu e ele somos amigos á mt tempo mas á algum tempo eu descobri uma coisa, estou apaixonado pelo Ricki, desde o início eu achei ele bonito, mas pensava q n passava de atração física, pelos vistos eu estava enganado. Levei o Ricki para um lugar secreto, um lugar que só eu e ele conheciamos, nem o Gabo sabia da existência daquele lugar, era um prado verde com um pequeno riacho ali perto, era perto do IAD por isso n demoravamos nem 10 minutos a chegar la

-Então pk me trouxeste aqui?-ele perguntou

-Ricki, o que eu vou falar agora é mt serio, so preciso que me prometas uma coisa. N vais deixar de ser meu amigo depois do que eu te vou falar.

-Oq foi Dedé? Estás a assustar-me

-Prometes ou n?

-*engole seco* Ok eu prometo

-*Respira fundo* Desde q nos conhecemos que eu te achei bonitinho, mas á algum tempo eu descobri que isto n era só atração física, eu me destraí e quando dei por mim, eu estava apaixonado por ti.

-De-Dedé eu... nunca pensei que sentisses isso por mim...

-Eu compreendo se n quiseres ser mais meu amigo, eu ja esperava q tu n gostasses de mim dessa forma...

-Tens razão, eu n quero mais ser teu amigo...

Meu coração partiu naquela hora

-...eu quero ser mais do que isso-falou ele me empurrando para a relva e colocando as mãos ao lado de minha cabeça e as pernas ao lado de minha cintura.

Ele estava literalmente de 4 por cima de mim, nossas caras estavam bem próximas, eu devia estar td vermelho, o Ricki tb estava, mas bem menos vermelho que eu, então simplesmente aconteceu, nos beijámos, no inicio era so um selinho e eu estava sem reação, mas á medida que eu me entreguei ao beijo ele foi ficando cada vez mais quente, ele pediu passagem com a lingua e eu cedi, aos poucos fui tirando a camisa dele e ele tirou a minha, o físico dele n era musculado, mas continuava a ser bem gostoso.

Pov Ricki

Eu ainda n tinha a certeza se aquilo era um sonho ou se era real, bom real ou n eu vou aproveitar. Aos poucos fui descendo os beijos desde a boca dele até ao seu pescoço, ele se esforçava para n arfar mt, mas n conseguiu, depois do pescoço fui descendo até aos mamilos dele, enquanto eu brincava nos mamilos dele ele agora estava se esforçado para arfar, mas era para arfar em vez de gemer, sem sucesso, aos poucos foi deixando uns gemidos escaparem, depois de turturar ele o suficiente nos mamilos fui descendo ate ao abdómen dele, ele tinha o abdómen definindo entao eu comecei a lamber os abdominais dele, continuei meu caminho e cheguei nas calças dele, comecei a desapertar o cinto e tirei as calças dele, beijei e lambi o membro dele ainda coberto com a licra dos boxers

-R-Ricki v-ai l-logo-falou entre gemidos

Tirei os boxers e o membro dele (ja ereto) saltou para fora, comecei a lamber a cabecinha, ele já n se controlava, gemia feito um louco, a sorte era que o lugar era bem secreto, n dava para ouvir nd do lado de fora, depois de o turturar abocanhei o membro dele de uma vez oq o fez soltar um gemido mais alto, comecei a fazer movimentos vai e vem no membro dele até ele gozar na minha boca, depois disso eu próprio tirei minha calça e meus boxers e empurrei as pernas dele para cima, me posicionei na entrada e perguntei:

-Pronto?

Ele afirmou com a cabeça, fui enfiando devagar para n o magoar, acabei por enfiei td e ele me deu permissão para começar a me mexer comecei devagar, vi a cara de desconforto dele e entrelacei meus dedos nos dele e sussurei no ouvido dele:

-Calma, aahh...

Eu tb ja falava entre gemidos, quando ele parecia mais confortável eu comecei a acelerar o ritmodas estocadas, ele apertava a minha mão e gemia ao ritmo das estocadas, depois de eu gozar cai ao lado dele, cansado, suado, ofegante e satisfeito. Ficamos ali ainda a trocar caricias, davamos selinhos e mordidad no pescoço um do outro e essas coisas. Acabámos por nos vestirmos e voltamos para o quarto no IAD.






Notas Finais


Pronto pessoal, amanha tem cap de "Um Amor Louco (Jazzpok)"
UM BEIJO NA TETA ESQUERDA E TCHAU!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...