História Um Sorriso De Esperança- Imagine Jung Hoseok (JHope) - Capítulo 34


Escrita por: e Unicorniana249

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Ação, Bts, Drama, Jung Hoseok, Novela, Romance
Visualizações 120
Palavras 1.394
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem
Boa leitura~

Capítulo 34 - Um Sorriso De Esperança


Fanfic / Fanfiction Um Sorriso De Esperança- Imagine Jung Hoseok (JHope) - Capítulo 34 - Um Sorriso De Esperança

Hoseok não sabia mais o que fazer. Seu mundo estava sem chão, sem luz. Tudo em sua volta era completo em tons apenas de preto, brando e cinza. Não sabia mais para onde ir ou o sentido de sua vida. Havia perdido completamente sua garota, e agora não tinha mais caminhos os quais poderia escolher para tê-la novamente.

(S/N)- M-Mark.. quem... Quem é ele? – disse com uma expressão meio confusa, enquato recorria ao irmão para entender a atual situação.

Mark- (S/N), esse é o Hoseok. Ele.. Bom ele era um grande amigo seu.. – Mark fala tudo muito nervoso, enquanto coçava a nuca, e olhava para os lados.

(S/N)- Ah sim. Perdão, Hoseok. Creio que eles já tenha dito a você que eu per- – acabou sendo interrompida, pelas palavras do Jung.

JH- Que você perdeu a memória. Sim.. eles... Eles já me falaram.

(S/N)- Ah. Ok então. Mark.. eu posso falar a sós com o Hoseok?

Mark- Tem certeza? O médico recomendou que você não tentasse se lem-

(S/N)- Me lembrar das coisas que eu vivi e blá blá blá!! Eu sei, Mark! E relaxa, quero apenas saber de algumas coisas Ok?

Mark- Hm.. certo. Vamos galera. Hoseok... to de olho!

Mark, após fazer gestos que em sua opinião eram "intimidantes", saiu da sala acompanhado dos garotos e da menina, que apenas olhava a expressão perdida do Jung.

Ao escutar o barulho da porta se fechando, a garota tentou se levantar, não obtendo muito sucesso. Ao ver tal situação, Hoseok correu até estar do lado de (S/N), a ajudando a ficar sentada na cama, com algumas almofadas sustentando seu corpo meio mole. Hoseok se sentou na poltrona ao lado da cama, enquanto olhava para a garota, esperando com que ela disesse algo.

(S/N)- Então, Hoseok. O quê nós... Bem.. Nós eramos?

JH- Como assim? Eramos amigos, como seu irmão disse.

(S/N)- Hoseok, não adianta tentar mentir. Eu conheço bem o irmão que eu tenho. Agora, diz. O quê nós eramos?

JH- Bom... – Hoseok não sabia o que falar. Estava confuso sobre tudo, e não sabia se falava a verdade ou não. Respirou fundo, e se preparou mentalmente para tudo o que diria. – Olha (S/N), eu vou te falar tudo. Mesmo sendo contra isso. Nós nos conhecemos no início do ano passado. Acabamos tendo um relacionamento, que não chegou a ser namoro, porque você sempre tinha um recaída na sua depressão e então nunca chegamos a oficializar tudo. Acabamos com tudo após eu ter ido para um internato. Ah, você atualmente namora com uma garoto chamado Minseok. – disse revirando os olhos. A menina riu graciosamente pela ação repentina do garoto. Achou adorável o "ciúmes" do maior consigo, e mesmo não se lembrando da relação entre ambos, se sentia bem e calma perto do mesmo.

(S/N) lembrava que pouco coisa, e isso contava com apenas os acontecimentos de sua infância, até cerca dos seus 10 anos. A garota quase teve um infarto ao ver o irmão que sempre a maltrava, mas após o mesmo saber da perda de memória da garota, explicou tudo calmamente e que havia se desculpado com a mesma.

(S/N)- Você é engraçado, Hoseok! Deviamos ser bons amigos.

JH- De fato éramos. Mas sempre acabavamos nos afastando pela sua depressão. Eu tentei de tudo mas não deu.

(S/N)- Eu sinto muito.

JH- Não peça desculpas. Você não tem culpa por pessoas que você confiou muito não terem te dado o devido carinho, o que gerou sua depressão. Ninguém tem culpa por ter algo assim.

(S/N)- Sabe... eu, eu sempre fui assim. Minha depressão não é bem exatamente por sempre estar sozinha ou não ter atenção. Ela simplesmente foi crescendo dentro de mim, por pequenos motivos que muitos poderiam julgar coml idiotas, mas que realmente me afetaram. O fato da minha mãe ter feito aquilo comigo realmente me magoou, mas eu nunca liguei muito e também não demorei a esquecer. Mas foi a traição á minha confiança que me quebrou aos poucos. Meus pais; Meu irmão; Pessoas que eu amava.

 JH- Entendo..

(S/N)- Eu me recordo de alguns pensamentos, mas acho que agora não me sinto culpada pelas coisas que em aconteceram. Ninguém tem culpa, e não deveriam pensar assim de si mesmas, mesmo que muitas pessoas julgem-nas. Acho que todos deveriamos se importar mais com nossas próprias opiniões e das que nos amam.

JH- (S/N)... Você...

(S/N)- Hm? O quê foi?

JH- Nem parece a mesma (S/N) de alguns meses atrás que eu conhecia! Aquela garota depressiva, triste e deprimida. Você... – sorriu abertamente, completamente feliz. – Você está melhor em relação a sua depressão!!

~•~•~•~

NJ- Yoongi!!

Namjoon corria depressa atrás do Hyung, que se mantia parado no corredor, sentado em uma cadeira qualquer, enquanto pensava sobre algo que estava lhe tirando a paciência sem parar. Quem era o indivíduo que agora vivia para lá e para cá com Kim Taehyung?

Yg- Hm? Ah oi Namjoon!

NJ- Preciso urgente da sua ajuda!

Yg- O que houve??

NJ- O Jin... Ele.. Ele quer se mudar de cidade!!

Yg- Mas o que tem de errado nisso? Vocês vão poder viver juntos finalmente, como sempre quiseram.

NJ- Não é isso!

Yg- O que é então?!

NJ- Bem... nós terminamos, mas eu não queria que ele fosse embora!

Yg- Namjoon, qual o motivo?

NJ- Eu também não sei! Ele de repente disse que ia se mudar!!

Yg- Não isso seu idiota! Qual o motivo de vocês terem terminado?

NJ- B-Bem.. eu vi ele quase que beijando um garoto na praça a alguns dias.

Yg- Ai Namjoon! – o mais velho bateu em sua testa, não acreditando em tal motivo. – Já perguntou para ele o que realmente aconteceu?

NJ- S-Sim.. mas eu meio que não deixei ele falar!..

Yg- Namjoon!!

NJ- Mianhae Hyung!

Yg- Não é para mim que você deve desculpas! Parece até que não conhece o namorado que tem e não sabe que o mesmo odeia mentiras! Vai logo atrás dele antes que ele já tenha comprado uma passagem para Lisboa e viva lá com um cantor famoso!

Namjoon riu da possibilidade, mas ao ver o olhar do amigo sobre si, como se dissese "Dúvida que isso não possa acontecer?!" Ele caiu na real. Seu namorado era dono de uma beleza magnífica, e não existia Homem ou mulher na terra que não o olhassem e disesse que o mesmo era feio. Ao se ver na possibilidade de perder a pessoa que ama e um estalar de dedos, saiu correndo pelo corredor, indo o mais rápido possível para casa para arrumar a mesma para um belo pedido de desculpas do jeito que o namorado gostava.

~•~•~•~

(S/N)- Como assim?

JH- Você não parece mais a mesma. Está com pensamentos diferentes e parece estar mais feliz. Não acredito que após muito tempo você melhorou mesmo assim! – sorriu doce, vendo a garota olhar para si com um olhar não tão bom.

(S/N)- Hoseok, entenda, por mais que eu aqui, neste instante esteja bem, minha depressão ainda existe e não é em um pisar se olhos que ela vai sumir. Depressão é algo que uma hora você parece não ter, estando realmente bem e feliz ao olhar os outros, mas por dentro algo fica te corroendo o tempo todo. Ou seja, eu posso estar sorrindo, mas a qualquer instante eu posso entrar no meu diário transe de depressão e simplesmente ignorar a tudo e todos ao meu redor, ficando apenas com meus pensamentos.

JH- Sim, eu entendo isso bem! Mas você nunca falou algo tão tocante como o que falou! Você parece ter, nem que seja apenas um pouco, ter se tradado da sua depressão, a tirando do nível em que ela se encontrava.

(S/N)- Hoseok, tenta certeza que meus sorrisos não são obras minhas.

JH- Hm? Como assim?

(S/N)- Meus sorrisos, suspiros alegres, e cada gesto feliz que eu faça não foi porque algo me deixou assim. E sim por causa de uma pessoa.

Hoseok corou muito ao perceber que a garota dizia nada mais nada menos que sua felicidade era feita por si e suas ações. O garoto se sentia lisonjeado por ser o responsável por aquilo, por mais que estivesse extremamente tímido ao saber disso pela garota.

(S/N)- Me lembro de pouco, mas as poucas lembraças que eu tenho contigo me mostram que você era sim, uma pessoa bondosa e que tentava de tudo para o meu bem estar. E sabia que todos os meus sorrisos eram por sua causa. – a garota sorriu, vendo o garoto quase chorando por tais palavras. – Você, Hoseok, conseguiu me fazer ter ótimos momentos com apenas um sorriso. O sorriso que me deu um restígio de esperança. Me tirou de um poço sem fundo com apenas Um Sorriso De Esperança.


Continua??


Notas Finais


Gente, peço perdão por ontem. Eu meio que fiquei com preguiça de escrever o capítulo, mas saiu hoje!!!
Mianhae!😁😘

Espero que tenham gostado
Até...
Bjss❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...