1. Spirit Fanfics >
  2. Um traidor entre heróis Bakugou X leitora >
  3. Capítulo 4

História Um traidor entre heróis Bakugou X leitora - Capítulo 4


Escrita por: Kotakataka

Capítulo 4 - Capítulo 4


Fanfic / Fanfiction Um traidor entre heróis Bakugou X leitora - Capítulo 4 - Capítulo 4

Mais um dia repetitivo, bom, pelo menos era repetitivo de uma maneira bom, pela primeira vez estou tendo amigos, diferente de quando eu estava na liga... A maior parte do tempo eu ficava sozinha, só via Dabi porque era ele que me trazia comida, o Shigaraki só aparecia quando era para reclamar dos heróis ou quando eu fazia algo errado... Tortura...

    A Toga aparecia as vezes com Dabi, e a maioria das vezes tentava pegar meu sangue, ela é uma garota muito alegre, a ponto de sorrir mesmo depois de presumivelmente ter matado alguém, exibindo tendências sádicas, Himiko é obviamente mentalmente instável e tem uma percepção muito distorcida de amor e amizade.
  
    Todas as vezes que ela tentou me matar logo em seguida a mesma tentava fazer “amizade” comigo, ela ainda explica e compara que assim como as pessoas "normais" beijam as pessoas que amam, e ela suga o sangue das pessoas que ama porque este é o seu "normal", mostrando ainda mais sua compreensão distorcida do amor.

  Assim que terminei de me arrumar sai o mais rápido possível, acabei acordando tarde por causa da ultima noite, e iria me atrasar se não caminhasse mais rápido, por sorte cheguei na sala e o professor ainda não tinha chegado.

- S/N FINALMENTE CHEGOU! – Momo grita do outro lado da sala.

  - PARA DE GRITAR PORRA! – Bakugo grita do outro lado da sala onde estava junto com Denki e Kirishima.

Vou na direção de Momo e Jirou, as
duas estavam sentadas, Jirou estava com o cotovelo apoiado na mesa, e Momo com as pernas cruzadas.

- Cadê a Mina? – Falo me apoiando na mesa.

  - Ela ainda não chegou, cuidado com a Toru! – Momo me puxa.

- Hãn? Desculpa Toru eu não...vi...você... – Droga S/N, claro que não viu ela, ela é invisível.

- Sem problemas S/N, está bonita hoje. – Sinto sua mão nos meus cabelos.

- Obrigada! – Dou um sorriso, e assim que paro de sorrir vejo Bakugo fazendo sinal com a mão para eu ir até ele.

   Vou rapidamente a ele e Kirishima e
Denki se afastam, ou eu vou apanhar ou vou levar uma bronca ou algo parecido, seu olhar estava focado nos meus, seus braços cruzados e como sempre com uma cara de bravo.

- O que você quer? – Paro em sua frente e cruzo os braços inclinando a cabeça.

- Não entendo porque anda com perdedores. – Bakugo arruma a postura e coloca as mãos no bolso.

- Perdedores? Está falando das meninas?

- Exatamente! Deveria vir para o meu lado, afinal não sou um perdedor como eles. – Ele balança a cabeça na direção das meninas que estavam olhando.

  - Até esses dias você queria me bater e me chamou de fraca, por que mudou de ideia em 2 dias? – Ergo uma das sobrancelhas.

- Olha não faz perguntas idiotas!!! Se não quiser some da minha frente. – Ele se inclina ficando mais perto do meu rosto.

- Vou pensar, afinal sou muito forte para você. – Bato meu cabelo em seu rosto e saio de perto dele.
                (Se seu cabelo for curto, você
apenas vira debochando da cara dele)

        Mina finalmente chega, ao lado do professor, nem conseguimos conversar, as aulas eram bem entediantes, a maioria das vezes, já as de treinos eram muito cansativas, fico me perguntando se não tem uma aula que equilibre isso.

- Ei S/N, daqui a pouco eu passo no seu quarto ok? – Denki diz vindo até mim e colocando uma das mãos na nuca.

- Há sim, eu já tinha me esquecido, para onde vamos na verdade?

- Eu estava pensando em andar um pouco pela cidade.

- Pode ser... – Dou um sorrisinho antes de virar de costas e ir para o meu quarto.

   Eu não fazia a menor ideia que roupa usar para sair, preferi um vestido preto com bolinhas brancas, dei uma viradinha na frente do espelho e coloquei uma botinha preta alta.

  - Nossa... Eu não estou nada... feia... – Falo me olhando no espelho.

Me sento na cama e apenas fico olhando para a tela do celular, eu nunca usei um, as únicas coisas que sei é ligar e olhar a hora, talvez isso seja estranho, espero que ninguém me peça nada pelo celular.

  Saio do meu quarto e resolvo esperar na porta, era tão entediante tudo, e também criei um certo pânico de ficar muito tempo trancada em um cômodo só, não demora muito para Kaminari aparecer, ele estava com um óculos de sol levantado, e um pirulito na boca.

- Você já está aqui! – Ele diz ainda com o pirulito na boca.

- Bem, eu estava entediada no quarto, e eu não consigo ficar parada por muito tempo em um lugar só. – Desculpa esfarrapada S/N.

  - Se voce diz... Vamos lá? - Denki me puxa pela mao.

  - O que voce gosta de fazer no tempo livre Denki?

- hmm... A maior parte do tempo eu fico  no celular, ou quando da, fico na piscina de casa. - Ele diz ainda me puxando para fora do local.

- Nao tem medo de dar um shock enquanto esta na agua? Por exemplo, se voce esta na piscina com alguem e sem querer ativa a individualidade... - Acho que ele nao faria isso já que consegue controlar.

- Bom, antigamente eu tinha sim, mas agora... Esta tudo bem, eu consigo ficar de boa, não é como se eu fosse dar um shock do nada. - Ele sorri para mim.

- Voce consegue carregar um celular? - Imagine que foda deve ser.

- Sim, o Bakugo me usa como carregador. - Denki para e eu percebo que já estavamos na rua. - E voce S/N? Já teve medo de ativar sua individualidade sem querer?

  Isso desencadeou uma memoria... Aos 7 anos os viloes pegavam pesado comigo no treino, no começo eu acabava criando pequenos furacoes na base, pedras voando, inundaçoes, e a maioria das vezes o lugar pegava fogo.

   Isso foi um dos motivos de eu dormir em uma "solitaria", quando eu fico muito estressada eu perco o controle e minha individualidade fica descontrolada.

  - Nao... Nao tenho medo, aos poucos aprendi usa-lo. - Falo olhando para as minhas maos e depois sorrindo para ele.

  - Isso é bom, preparada para amanha?

- Mais ou menos, estou um pouco nervosa...

- Espero lutar com voce, prometo pegar leve. - O mesmo coloca as maos no bolso e começa a caminhar.

- Não me subestime Denki Kaminari... - Vou ao seu lado com a cabeça erguida.

- haha, como quiser... Bom, eu te chamei para sair, mas não tenho um lugar em mente, só... Chamei, passei a noite pensando em lugares, mas nao sei nenhum... - Denki fica vermelho e coloca uma das maos na nuca tentando disfarçar.

  - Olha, tem um negocio de comer que ele derrete na boca e parece uma nuvem... Eu gostaria muito de experimentar... - Pego uma mecha de cabelo e fico enrolando no dedo.

- Algodao...doce?

- Acho que sim.

- Espera, voce nunca comeu algodão doce? - Kaminari me olha assustado.

- CLARO QUE JÁ! Mas eu tinha 5 anos na época... Nao me lembro muito... - Viro a cara com vergonha.

Denki da uma risadinha. - Tudo bem, eu levo voce para comer isso.

  - Serio? - Sinto meus olhos brilhando, ele era o máximo...

- Sim, vamos lá. - O loiro segura minha mão para irmos mais rapido.

Chegamos em uma pequena pracinha onde tinha um carrinho de algodao doce, enquanto Denki ia comprar eu me sentei em um banco e aguardei, estava tao feliz por conseguir andar livremente.

- Curtindo o passeio? - Aquela voz... Aquela maldita voz atras de mim...

-.... - Apenas continuei olhando para frente paralizada.

  Shigaraki se senta ao meu lado enquanto olhava para Denki que estava distraído comprando o doce.

- O que faz aqui? - Falo abaixando a cabeça.

- Tenho que ficar de olho em voce, nao posso deixar voce ficar 100% livre, deveria estar atras do all might, nao saindo com estudantes. - Shigaraki tira uma de suas maos do bolso e quase me toca.

- Ele me chamou... E eu aceitei, seria estranho nao aceitar, afinal nao estou no horario de aula. - Tento mover meu braço mas o mesmo chega mais perto com sua mao.

- Melhor tomar cuidado S/N... Nao se apegue aos heróis, preciso de voce viva.

- Eu sei...

  Shigaraki se levanta e sai andando, enquanto Denki vinha até mim.


Notas Finais


Finalmente consegui escrever


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...