1. Spirit Fanfics >
  2. Um veela em apuros >
  3. Capítulo 16

História Um veela em apuros - Capítulo 16



Notas do Autor


Gente, o que está em parênteses "()" é eu (Anna, a co-autora) surtando comentando.
Boa leitura ♡

Capítulo 16 - Capítulo 16


Autora on:

- Será que da pra parar de andar de um lado pro outro?? - James reclamou do sofá para Albus.

- Cala a boca, você fala isso porque Scorpius tá ai do seu lado. Meu pai falou que tio Remus achou Teddy desmaiado!! Sabe o que é isso?? Desmaiado. E se foi envenenado? E se foi a Vick ? Eu quero ir pra la, mas o pai saiu com o Draco e ameacou se nós saisse, matava. Meu Merlin, eu tô quase fugindo pela janela .

James revirou os olhos, era o segundo dia que Albus surtava, mas ele no fundo entendia o moreno .

O ruivo soltou Scorpius se levantou indo até o irmão.

- Albus, você tem agido estranho. Você esta grávido? Você enjoa fácil, muda de humor direto e chora sem motivos .

Albus olhou incrédulo pra ele

- Tá louco? Sou homem, não mulher. Como engravido??

Lilly sentada no sofá, parou o jogo e olhou pra Albus.

- Olha Albus, eu sou virgem mas vou explicar. Você pega um homen pelado, e outro e.... (Opaaa, tá sabendo demais em amada)

-NÃOOOOOOO!!

Os três meninos gritaram em uníssom todos vermelhos, e Lilly deu de ombros apertando o play do game voltando a jogar .

- A anatomia eu entendo bem, agora, é tipo, não sou veela !! (MAS É BURRO EM, PQP)

Scorpius estava vermelho, soltou seu livro e respirou fundo.

- Não precisa ser veela pra gerar. Você é um ômega marcado, seus hormônios vão sofrer mutacao fazendo você se tornar mulher ...

- O que ?? Vou virar mulher? Meu pinto vai cair?? (Aí meu Merlin, nem parece é sonserino. ASSIM VOCÊ ENVERGONHA NOSSA CASA! PORRA ALBUS!!!)

Scorpius revirou os olhos.

- Não me faça crer que você esta se tornando burro. Você é um Sonserino, usa essa cabeça de coxinha e bota ela pra funcionar. (Scorp, não pode ofender a coxinha)

Albus colocou a mão no queixo, com o dedo tocando a boca. Seus olhos viraram de um lado pro outro e suspirou pensativo.

- Talvez eu esteja grávido ....como vou saber???

Harry vinha entrando na mesma hora e deixou a travessa cair das mãos, fazendo voar mousse de arco-iris pela sala toda e Draco suspirou.

- Aff Potter, meu mousse. Que droga ....

Harry saiu pisando por cima do mousse, indo até Albus e o segurou nos ombros .

- Você esta ...gra..... Eu te amo... mas Teddy vai morrer e depois Sirius me mata ...mas eu vou dar um "Olá" pra Merlin .

Todos olhava Harry choroso e Draco se estressou (Dray amor, esse estresse todo faz mal pro bebê. Pode não)

- Ahh, cala a boca Potter. Vocês Grifinórios não estudam, só pensam em quadribol e da nisso. Tudo burro. Albus, você não está grávido. Você não explicou, Scorpius?

O loiro menor suspirou

- Eu tentei pai... Lerdeza veio da genética.

- Eii....bebê, não fala isso, eu sou um Potter ....contra vontade, mas sou ...

James reclamou Lilly fingiu não ouvir.

- Senta agora ... - Draco mandou e tanto Harry como Albus sentaram.

Com um aceno da varinha, Draco limpou a bagunça. Era possível ver que ele se incomodou com a sujeira.

- Vou falar só uma vez, ok? Albus não esta grávido e não estará até estar maduro, sim, os sintomas são da mutação. Você é novo pra ser marcado mas já foi, você só será fértil após seu cio, que ocorre por volta dos 16 pra 17 anos. É raro vir antes, ainda mais sendo você bruxo, entao quando acontecer, um pouco antes de Teddy entrar em você é so tomar poção pra não gerar. Eu tomava, ajuda muito e se não fosse a noite que me drogaram, agora eu não estaria grávido e com desejo de um mousse que não existe mais. Então respira e todos vão tomar banho SEPARADOS que vamos pra casa de Sirius ver o Teddy, ok?

Mais rápido que podiam, os jovens saíram da sala indo pros seus quartos.

Harry levantou, foi até Draco e abracou o loiro .

- Adoro saber que minha cobra é inteligente, astuta e que vai me dar uma filhotinha linda loira ou morena. Eu sei que tudo foi ruim aquele dia do estupro, mas isso me trouxe até você .

Mesmo com bico, Draco abraçou Harry, que beijava seu pescoço.

- Pottynho, tô louco pra namorar, vamos subir um pouquinho?

Antes de Draco terminar, Harry pegou ele no colo e correu pro quarto trancando a porta com velocidade e começou a tirar a roupa.

- Calma Potter ...

- Calma nada - Harry falou ofegando, já puxando a blusa de manga comprida pra cima e voltando a beijar Draco com desejo. O loiro ainda meio deitado se apoiou sobre os cotovelos e Harry riu. Queria muito foder seu veela bonito .

Abrindo o ziper da calca jeans de Draco, Harry tentava tirar. (Só tentar mesmo)

- Amor, tô de tenis ainda. Calma vai, respira.

Draco rindo do seu boy magia, viu ele respirar fundo e tirar suas próprias roupas, mas não menos apressado .

- Harry, vem aqui! - Draco o chamou com o dedo, e Potter como vagalume foi até ele.

Draco tirou o tênis, depois a calça e olhou Harry com desejo, mordendo os lábios

- Você me quer, Pottynho? - Falou o loiro com luxuria, enquando passava a mão sobre o tórax de Harry, que arrepiou com desejo

- Quero. Eu quero muito ....Preciso Draco, dessa droga viciante que é amar seu corpo, que é estar unido a você.

O moreno usou as duas mãos pra segurar a cabeca de Draco, enterrando a maos nos fios longos que desciam até o ombro, agora soltos e sedosos. Harry puxa Draco em direção ao seus labios e distribuiu beijos suaves pelo rosto do loiro, beijando a testa, nariz, olhos, bochechas, queixo, e com carinho beija os lábios onde soltava leves gemidos. Draco mesmo aproveitando os toques, tirou a box de Harry, a deslizando pernas abaixo fazendo saltar o membro grosso e duro. (Ui, salivei)


Após o beijo, Draco foi pro meio da cama de pernas abertas e Harry engatinhou até ele, se aproximando com volúpia e desejo, observou os labios vermelhos e inchados pelos beijos  e pele lisa e reluzente. A gravidez lhe caia muito bem, Harry pensou.

Com cuidado, pegou a perna de Draco e comecou subir beijos da panturrinha até a coxa. Era erótico, era intenso, era libertador.... Draco nunca havia sido de tocado assim com carinho e cuidado, ele sabia que não era o elo, era Potter. Tentando não pensar como Gina era burra por perder Harry, Draco voltou a si sentindo sua box branca deixar o corpo, onde ele ergueu o trasseiro para Harry tirar e jogar por algum canto. A boca do moreno não tinha freios, ele salivava por chupar Draco e não perdeu tempo, abocanhando o membro de Draco que era mais fino que o dele, mas tão rigido quanto o seu mesmo.

Meio desajeitado na arte de chupar, Drac acariciava os cabelos de Harry satifeitos, afinal, ali tava a prova que Harry era só dele.

- Devagar leãozinho, que fome essa!? - Draco dizia baixo e Harry sorriu voltando a chupar e tocar as bolas pesadas de Draco com cuidado, fazendo o loiro se lubrificar ainda mais. Após massagear as bolas de Draco, Harry usou dedos pra alargar seu veela bonito  o fodendo com dedos e fazendo o veela gemer alto e sem pudor, afinal, o quarto era enfeitiçado pra não emitir som exeterno e Harry agradecia por isso.

Draco se contorcia com dedos de Harry, mas ele precisava de mais .

- Por favor Harry...

A voz arrastada e manhosa fez Harry largar membro de Draco tocar a si mesmo uma duas bombadas e deitou sobre Draco, apoiando um braco pra não esmagar a barriga do loiro e aproveitando que Draco ergueu a perna direita, a apoiou no ombro e se encaixou penetrando o loiro sem presa, sentindo ser engolido ao poucos. Draco era apertado e delicioso. Harry gemeu esticando com vontade fazendo as costas de Draco se ergue com desejo.

O ritmo que começou lento, agora investia contra Draco que a essa altura tira as duas pernas erguidas e todo aceso livre a Harry, que castigava sua próstata com prazer e sentia o as paredes internas de Draco o apertar.

- Tão apertado, amor ..... Tão perfeito. Te amo tanto ....

Harry soltava palavras com os olhos fechados e cabelos no rosto colado com suor. Ele estava no limite.

Draco o empurrou, vendo ele olhar sem entender e Draco subiu nele sentando sobre seu membro, entrando dentro de si e controlando com cavalgadas, enquando mordia o pescoço de Harry que arranhava as costas de Draco devido ao desejo que gritava. Não esperando e preenchendo o loiro com seu leite e Draco gozou no peito e barriga de Harry com vontade.

Ainda respirando desregulados sseolharam dentro dos olhos e sorriram.

- Quando sua barriga tiver grande, vamos trocar de papel e você me fode?

Draco sorriu ainda dando selinho no escolhido .

- Você deixaria eu te foder ?

Harry olhou com ternura pro seu veela.

- Ninguém alem de você, meu veela bonito .... Só você ...

O sono queria chegar, mas ainda tinham que ver Teddy. Ambos sairam da cama, ligaram o chuveiro e ali no box tomaram banho e beijaram mais

Da sala, Albus parecia que ia botar um ovo. (Ele quer pegar o lugar da cocó agora? Que afronta)

- Cacanagem. Eles estar a 3 horas trancados e eu na seca ...

Scorpius vinha passando e James o puxou pro seu colo,  vendo o veela vermelho e gnorando o irmão que reclama com Lilly, que pôs um fone no ouvido fingindo prestar atenção em Albus.

- Você tem me evitado ...

O pequeno veela estava constrangido

- E..Eu...Não ....

James estava agoniado vendo como o loiro estava sempre se esquivando.

- Você não me quer mais? Não gostou dos meus beijos?

O jovem parecia triste e o loiro mordeu os lábios .

- Não ...Jamie, eu só tô com medo, sabe? ....Você é o capitão da Grifinória, o cara que esteve com várias .... Eu posso não ser o que você gosta ....

O loiro tremia de cabeca baixa. Com a cabeça, James fez um sinal e Lilly e Albus foram pra cozinha, deixando os jovens sozinhos

- Scorp, olha pra mim - O loiro ergueu os olhos cinzas, olhando de encontro aos castanhos esverdeados. - Meu passado já foi .... O que temos aqui não é sexo, não é carne ...Não estou com você por curiosidade ou para comparar você com outras. Estou aqui porque me apaixonei, e se for preciso vou esperar o tempo que for, porque te amo. Sim, dormimos na mesma cama todo dia, mas quando estiver pronto eu vou estar lá, se você me quiser ....

James falou olhando dentro dos olhos do pequeno loiro, que o abraçou sussurando em seu ouvido:

- James, estou pronto, é tudo que eu mais quero .....Só tive medo .

James beijou o loiro na testa e o puxou pra um abraço, fazendo Scorpius encaixar nele .

Harry vinha andando com sorriso e James mordeu a língua pra não fazer uma piada.

- Cadê o papai? - Scorpius perguntou vendo somente Harry .

- Dormindo, eu deixei um bilhete. Vamos logo senão eu volto pro quarto.

Os jovens assentiram e seguraram a mão do pai, aparatando na porta de Sirius. Assim que entraram, o casal veio abraçar os jovens e Harry.

- Cadê meu primo? - Sirius perguntou quando só viu um loiro.

- Dormindo. Está indisposto

James riu alto e todos olharam adolecente que vivia emburrado.

- O que foi, pequeno maroto? - Remus perguntou olhando James abraçado por trás de Scorpius.

- Meu pai abusou do Veela dele e agora diz que ele está indisposto. Eu quando casar com Scorpius em vez de usar essa desculpa, eu simplesmente não vou ao local.

Harry revirou os olhos, porque no fundo ele queria mesmo não estar lá .

- Padrinho, vou deixá-los aqui e vou ter que comprar outra sobremesa pro Draco.

Antes de Harry continuar a falar, ouviu Albus gritar do andar de cima , notando que o moreno já não estava com eles

- Teddy, quem é essa galinha ??

Harry olhou feio pra cima. Teddy tava traindo o filho marcado?! Antes de subir, ouviu o filho falar alto:

- Ela vai me atacar, manda ela sair Teddy ..... Eu vim te ver e não ser bicado. (Gente, a cocó é brava kkk)

Harry parou no começo da escada.

- Bicado ?? É a galinha ?? Aquela do desejo ?

Sirius riu e Remus fechou a cara.

- Sim, minha doce cocó deve ter assustado o pobre Potter. Mas se eu chamo ela vem.

Sirius alisou o ventre liso e chamou:

- veemmm cocózinha. Papai tem milho.

E logo a galinha apareceu, descendo escada voando e parando no chão olhando Sirius, que sorria com um pote na mão.

- Você não ia comer essa galinha? - Harry perguntou enquando Lilly alisava as penas da galinha e Scorpius parecia que ia sair correndo agarrado a James .

- Agora ela é da familia Harry, não se come familia.

E então....

- Ouviu né, tio Remus? cabo o sexo ..

James e sua boca ....

No andar de cima após a galinha sair ...

- Que saudades de você, vida ... Dois dias é muito tempo, eu já tô vendo que vou morrer de saudades de você, meu pequeno ...

Teddy falava enquanto puxava Albus pra um abraço, deitando o garoto que se aninhou no peito de Teddy, onde o maior ergueu a coberta e o puxou pra junto de si .

- Teddy .....

- O que foi, vida?

Albus apertou Teddy junto ao corpo, deslizando a mão sobre o nembro de Teddy, que pulsou

- Eu senti sua falta... Eu amo você e não vejo a hora de você entrar de novo em mim. Bem fundo ..... (Albus, que comportamento é esse? Gente...)

- Eu preciso me curar logo ......



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...