História Um verão inesperado, uma pessoa inesperada. - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Romance
Visualizações 21
Palavras 554
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Palavras sinceras de um último gesto.


Fanfic / Fanfiction Um verão inesperado, uma pessoa inesperada. - Capítulo 11 - Palavras sinceras de um último gesto.

Levantei e me arrumei para ir corre, na verdade eu ainda tinha esperança em encontrá-lo mas quando passei em frente a sua casa tudo estava fechado, chegando no lago andei por lá e tudo que vinha em minha mente era lembrança, depois fui para o campo de flores e sentei esperando o sol cobri as flores, ainda era lindo mas não avia tanta beleza estando sozinha. Alguns minutos depois me levantei e voltei a correr em direção de casa, chegando fui tomar um banho e depois tomar café. Não sabia o que fazer durante o dia é muito menos durante a noite, deitei na cama e mexi no celular até a hora do almoço, preparei algo fácil e comi depois peguei o livro e li a tarde toda, terminei o livro já era sete da noite então decidi andar pelo campo e ir até a árvore.

Caminhei pelo campo no início da escuridão e me deitei no pé da árvore apenas pensando em minhas férias de verão, do qual não esperava conhecer um homem tão intrigante que conseguiria marca sua presença em minha vida, eu com certeza não o esqueceria e esperava poder velo novamente, talvez em um verão qualquer debaixo da árvore ao anoitecer como a primeira vez.

Quando estava dando meia noite voltei para casa, vi algo perto da porta na lateral, me aproximei e avistei uma carta com uma rosa vermelha, peguei do chão e entrei indo para cozinha pegar um vaso com água e colocando a flor, ela estava meio murcha mas era uma rosa grande bem vermelha muito bela, foi escolhida por olhos atentos. Peguei a carta e sentei no sofá, era um envelope bonito, branco com desenhos dourado e tinha um selo em vermelho, abri e vi uma carta.

                           °°°

Oi! Sou aquele que não tem nome nem rosto... 

Sei que nos conhecemos de forma repentina em um verão quente e colorido, mas te conhecer foi... irritante porém inesquecível... vergonhoso mas aconchegante... complicado e animador... por fim foi bagunçado mas também foi belo.

Espero revela em um verão quente como esse, debaixo da mesma árvore solitária que possui à folhagem da cor de seus olhos, um verde vivo e vibrante que me lembra o verão... o verão quente como suas mãos e o sol brilhante que é dourado como sua pele.

Espero que tenha gostado da rosa que colhi no campo, achei que combina com você... Porquê ela é bela mas cheio de espinhos, uma beleza realmente perigosa mas forte e intensa que se torna atraente há primeira vista por qualquer olhos, mesmo que esses olhos tenham medo de encara-lá.

Mas não se preocupe! pois esses olhos tem medo de encara-lá por ela ser diferente e o diferente trás insegurança e com a insegurança o medo.

Obs:. Não durma em qualquer lugar vai pegar um resfriado. Se cuide!

Há! Não sei quantas vezes usou minha blusa mais seu perfume ficou nela...


                           °°°

Não tinhas palavras para descrever o que senti com suas palavras, era tudo tão lindo e sincero, queria pode dizer algo para ele como ele disse para mim... mas não tinha como. No fim mesmo que não tenha visto seu rosto ou saiba seu nome, me sentia feliz por tê-lo conhecido e passado uma semana ao seu lado.

Depois subi para o quarto e reli a carta varia e varia vezes até pegar no sono.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...