História Um verão inesperado, uma pessoa inesperada. - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Romance
Visualizações 18
Palavras 780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Uma tarde tranquila


Fanfic / Fanfiction Um verão inesperado, uma pessoa inesperada. - Capítulo 8 - Uma tarde tranquila

Quando acordei o sol já estava sumindo e a lua tomava seu lugar, senti um peso em minha cabeça então percebi que sua cabeça estava apoiada sobre a minha, tirei a minha com cuidado o fazendo dar uma leve despertada, apoiei minha mão com cuidado sobre sua cabeça e á conduzi para meu colo, ele apenas deitou e voltou a dormir. Deveria ser umas seis e meia já quase não avia sol e poderia ser perigoso ficarmos ali, o olhei e vi seus olhos fechado, estava tão adormecido que não queria acorda-lo, passei a mão sobre seu cabelo e fiquei apenas o observando em seu descanso.

Alguns minutos depois ele abriu os olhos e me olhou, ele ficou por um momento ali... apenas deitado olhando para mim, continuei a acaricia seus cabelos.

???- A quanto tempo está acordada?

- Uns trinta minutos. Por que?

???- Podia ter me acordado.

- Você estava em um sono tão bom que não tive coragem.

Ele apenas me olha por alguns segundos e se levanta.

???- Melhor irmos embora está escurecendo, não quero deixar meus pais preocupados.

Nos levantamos e fomos andando entre as árvores até eu tropeçar e quase cair.

???- Você está bem?

- Sim, não foi nada.

???- Esta muito escuro, se segure em minha roupa se não pode acaba se perdendo.

Me aproximei e segurei na parte de trás de sua camiseta, me senti protegida estando próxima dele, era uma sensação boa.

???- Pronta?

- Sim.

Seguimos pelas árvores até chegar no lago e depois saímos para a estrada, o soltei e caminhamos até sua casa.

- Então.... até amanhã.

???- Vou te levar até o meio do caminho.

- Não precisa, não está tão tarde.

???- Sempre nos separamos entre as duas casa, hoje não vai ser diferente.

Ele diz e continua a andar então começo a segui-lo.

- Você sabe que não sou nenhuma criança.

???- Não é mas parece muito.*ri*

- Posso não ter altura mas sou madura como uma, tanto mentalmente quanto fisicamente.

???- Mentalmente não... *ri* -E fisicamente.....

Ele me olha de cima para baixo e vira o rosto para o outro lado rapidamente.

???- É... talvez.

Ele diz olhando pro além e quase como um sussurro, ele ficou com vergonha e não olhou mais em minha direção, achei aquilo muito fofo.

???- De toda forma, que tipo de homem eu seria se deixasse uma m-mulher anda sozinha.

Ele fala baixo e gaguejando.

- Você tem razão.

Dou passos mais rápidos e paro em sua frente o fazendo para e o encarando fazendo seus olhos se arregalaralem de surpresa.

- O que seria de mim sem sua proteção, poderia ter pego um resfriado ou alguém poderia me sequestra se não estivesse por perto para cuidar de meus cochilos constantes em locais inapropriados, ou até me perder na floresta.

Sorrio e volto a caminhar e ele logo em seguida, quando percebemos estávamos em frente a minha casa.

- No fim você me trouxe até em casa.

???- É melhor já que você anda por ai sempre distraída.

- Então nos vemos amanhã?

???- Sim. Boa noite.

- Boa noite.

Depois que entro ele vai para sua casa, subi as escadas e o observo indo até não conseguir vê-lo mais por conta da escuridão. Vou para o chuveiro tomar um banho e depois desço para comer algo, apago as luzes e subo para meu quarto, deito na cama e tento dormir mas estava difícil já que dormi bastante durante a tarde, ainda podia sentir seus cheiro apesar de não estar usando sua blusa para dormir, seu perfume deve ter ficado em minhas roupas já que ficamos juntos a tarde toda e como minhas roupas estavam próximas de minha cama podia sentir o aroma.

Decidi ir caminhar um pouco, me levanto e visto uma roupa, saio em direção a arvore solitária, sento e fico observando a lua... Minutos depois ouso um barulho então me viro para olhar e avisto ele.

- O que está fazendo aqui ?

???- Vi você vir pra cá da sacada do meu quarto. O que veio fazer aqui tão tarde?

- Não estava conseguindo dormi, então decidi andar um pouco.

???- Mas já é quase onze horas da noite, é muito perigoso ficar andando a essa hora sozinha.

- Eu não estou sozinha *sorrio*

???- Você não tem jeito.

Ele se senta ao meu lado.

???- Meus pais nem sabem que estou aqui, já estavam dormindo quando sai.

- Que garoto rebelde. *dou risadas*

???- Sua culpa.

Rimos e ficamos por um tempo  observando o lua que estava parcialmente coberta por nuvens.

???- Melhor irmos, esta tarde.

Olho para ele como uma criança insatisfeita.

-Então ta.

Saímos andando até o ponto onde nos separavamos

???- Vê se vai dormir

- ok, boa noite.

???- Boa noite.

Fui para casa tirei a roupa deitei na cama, fiz o que ele disse mas ainda não conseguia dormir.

 Alguns minutos depois ouvi um barulho na porta então vesti algo e desci para ver  quem era.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...