História Despertar Inesperado - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rei Leão
Personagens Banzai, Ed, Kiara, Kovu, Mufasa, Personagens Originais, Scar, Shenzi, Vitani, Zira
Tags Kisiri, Kiuli, Kopani, Kovara
Visualizações 115
Palavras 1.039
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Meu pai amado do céu
Nunca pensei que um capítulo assim fosse difícil
Bem, provavelmente não ficou bom
Boa leitura e espero imensamente que gostem

Capítulo 33 - O Dia Em Que Todos Resolveram Morrer


Fanfic / Fanfiction Despertar Inesperado - Capítulo 33 - O Dia Em Que Todos Resolveram Morrer

Pov de ???

Quando perdemos alguém que amamos demoramos muito tempo para superar. Certo?

Flashback on

Pov de Simba

Acordei cedo, muito cedo. Depois do pesadelo que tive não tem como não acordar. Não sei se ele seria capaz disso mesmo. No sonho, Kion matou ​Nala.

Afastei esses pensamentos balançando a cabeça. Tenho a impressão que hoje vai ser um dia muito estressante. Olhei para o lado e avistei Nala. Ela estava dormindo, mas parecia que até não respirava. Olhei ao redor e só tinha nós lá. Levantei e cutuquei a cabeça dela. Nada.

Cutuquei mais uma vez. Também não acordou. Desesperado, comecei a balança-la violentamente. Mas ela não acordava. Pensei no único lugar que me veio a cabeça naquele momento: a árvore do Rafiki.

Coloquei ela em minhas costas e corri, corri mais rápido do que o vento. As únicas vezes que me lembro de sentir um desespero parecido foi com a morte do meu pai e a "morte" de Kopa.

Não se passaram nem cinco minutos e já estava em frente a árvore. Gritei por ele, e o macaco - babuíno, o que quer que seja - já estava cuidando dela. Cheguei mais perto para tentar entender, mas só ganhei uma cajadada. Entendi o recado e saí de lá.

******

Alguns minutos depois, o macaco apareceu. Dei um sorriso cheio de esperanças, que se desmanchou assim que vi seu rosto. Mostrava tristeza.

- O que aconteceu? - eu perguntei - Ela está bem? - ele chegou mais perto e colocou sua pata em meu ombro, e previ o pior.

- Ela está morta, Simba. - e ele finalmente disse as palavras que mais me doeram de ouvir. Passei reto por ele, já com lágrimas nos olhos, e a procurei por lá. Logo a encontrei. Mesmo morta, ela parece em paz. Deitei meu pescoço no seu e deixei as lágrimas descerem. Não conseguiria viver em um mundo sem minha Nala.

******

Devo ter dormido por lá mesmo. Acordei de novo, e Nala já não  estava lá. Minhas lágrimas estavam secas, mas ainda haviam vestígios de choro. Minha garganta parecia queimar por conta da desidratação. Meus olhos deveriam estar vermelhos. A única coisa que passava pela minha cabeça eram sussurros. Sussurros de uma voz familiar, mas ao mesmo tempo tão estranha.

Pov de Kovu

Olhava para o interior da Pedra. O lugar já estava diferente sem Nala. Kiara estava calada. Kopa estava chorando, com Vitani tentando o acalmar. Nuka encarava fixamente o lugar onde a antiga rainha dormia. Jasiri estava com o olhar vago, não prestando atenção em nada. Eu estava sentado ao lado de Kiara, com algumas lágrimas. Minha mãe... Bem, ela deve ter sido amiga da rainha, mas, se foi, esconde muito bem. Era a única que não demonstrava emoção.

Kiara e Kopa olharam para ela ao mesmo tempo, mas apenas abaixou a cabeça, olhando suas patas.

- Eu sei que acham que fui eu. - ela disse, quase em um sussurro.

- Não acho, tenho certeza. - respondeu Kiara fria, recebendo um aceno de concordância de Kopa.

- Não fui eu. Sei que não acreditam em mim, afinal, por que acreditariam? - ela perguntou/disse levantando o olhar - Sei que não confiam em mim, que não dei nenhuma prova de confiança e nem de que estou do seu lado, mas de uma coisa eu tenho certeza. ​Não fui eu.

- Ela está dizendo a verdade. - disse o vovô fantasma, surgindo no meio do lugar. Todos levantaram a cabeça rapidamente com o susto, até Jasiri, que não prestava atenção. - Não foi ela.

- Se não foi ela, então quem foi? - perguntou pela primeira vez Kopa.

- Sério que não tem nenhuma suspeita? - o fantasminha que me dá arrepios disse/perguntou retoricamente, levantando uma sobrancelha.

- Kion...? - sussurrou Kiara, desacreditada, conseguindo o olhar de todos. Mufasa deu um pequeno sorriso triste.

- Haverá um ataque hoje à noite. Ele fez isso para desequilibrar suas emoções, para deixa-los com raiva.

- Pois bem, funcionou! - disse Jasiri.

- Mas como ele entrou aqui, a matou, não nos matou e saiu sem fazer nenhum barulho? - perguntou Zira - Não vi nenhum sinal de sangue nela.

- Ela morreu quando Kion esmagou o pescoço dela. Falando nisso, é porque ele não esteve aqui. Não diretamente. - e dizendo isso, o vovô fantasma sumiu. Por culpa desse coroa vou acabar morrendo.

Nesse momento me lembrei de Simba, ele não estava na Pedra.

- Alguém viu o Simba? - todos negaram no mesmo instante - Tô com um péssimo pressentimento em relação a isso. - nesse momento escutei um barulho, de algo pesado caindo de um lugar alto. Corremos para fora e não acreditei no que vi.

Simba estava caído no chão, inerte. Pulou do topo da Pedra. Mas o mais estranho vinha depois: ele estava sorrindo.

Alguns minutos antes

Pov de ???

​Frases  se repetiam como um eco sem fim na cabeça de Simba. Tantas vezes que ele se convenceu disso. "Se eu tivesse tomado mais cuidado ela estaria viva." ​Logo após balança sua cabeça, interrompendo esses pensamentos. Começou a andar em direção a Pedra.

Andou pelo que pareceram dias, quando na verdade eram apenas minutos. Começou a pensar nos " e se?" E se ele tivesse sido mais cuidadoso, então Nala ainda estaria viva? E se Scar não tivesse voltado, então eles não estariam nessa situação? E se Kion  não fizesse aliança com Scar, ele ainda seria o mesmo? E se ele se matar, encontraria sua esposa?

A ideia lhe subiu o pensamento. Ao invés de entrar na Pedra, ele subiu nela, até o lugar mais alto que encontrou. Começou a repensar. Pensou três vezes antes de saltar. Saltar com um sorriso no rosto. Encontraria Nala, nem que fosse preciso morrer.

Ao cair no solo não sentiu nada, via apenas branco. Branco que começou a tomar forma, até se transformar em Nala.

- Simba? Então, parece que você também morreu. - ela lhe dirigiu um sorriso, enquanto entravam em uma versão... Melhor das Terras do Reino. Se lembrou do que ouviu.

"​Simba morre em uma tentativa de encontrar Nala"

​Ele sorriu. Isso o lembraria que nem a morte será capaz de o separar de sua amada.


Notas Finais


E foi isso :/
Não achei muito bom não, mas espero que tenham gostado
Sério, foi mó difícil pra fazer este
Ei, quem tá de greve na escola levanta a mão \o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...