1. Spirit Fanfics >
  2. Uma amizade estranha >
  3. A solidão

História Uma amizade estranha - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Lembrando que estou refazendo e corrigindo erros de Português. Libero capítulos na Domingo, Segunda, Quarta e Sexta feira. Espero que me compreendam hehe!

Capítulo 1 - A solidão


Fanfic / Fanfiction Uma amizade estranha - Capítulo 1 - A solidão

Você já teve um amigo estranho, porém legal? Um amigo frio, porém carinhoso? Pois é... Eu tive um amigo assim.

Tudo começou numa casa enorme e vermelha... Onde eu e meus pais morávamos. A gente morava na França, por causa do meu avô. Ele sempre vivia doente. Eu e os meus pais visitávamos ele frequentemente.

Era legal a minha casa, porque tinha um quintal enorme atrás da casa. No quintal havia um portão pra entrar numa... Digamos numa floresta.

Era incrível o quintal. Mas os meus pais não me deixavam entrar na floresta, por causa de um conto que eles viram na Internet.

Era sobre o Slender man. Eles falavam que o Slender man matava as suas vítimas e os policiais não conseguiam achar o corpo deles. Slender Man não tinha piedade de ninguém.

Eu achava aquilo tudo uma bobagem. Sempre pensei que ninguém podia ser tão ruim e que os meus pais estavam inventando aquela historinha pra me assustar.

O problema é que eu sempre me sentia sozinha. Não tinha ninguém para conversar comigo, não tinha ninguém para compartilhar meus segredos ou brincar comigo. Meus pais nunca me deram atenção, por conta dos seus serviços e com isso... Me sentia vazia por dentro.

Quando a noite caiu, eu decidi ir para o quintal levando o meu ursinho de pelúcia nos meus braços. Fui até ao portão velho e enferrujado e me chamou atenção uma placa escrito.

"Afaste-se ".

Não dei bola. Abri o portão e fui para a floresta.

Enquanto eu caminhava pela floresta, eu senti que alguma coisa estava me vigiando. Sacudi a minha cabeça e pensei que era coisa da minha cabeça.

Tentei ignorar aquela sensação e continuei caminhando pela floresta. Até que ouvi um barulho vindo de um arbusto. Como eu era muito medrosa, acabei pensando no pior. Pensei que era um bicho papão querendo me pegar.

Soltei sem querer meu o ursinho de pelúcia e saí correndo pra casa.

Cheguei em casa agarrando as pernas do meu pai e disse pra ele me proteger, pois eu ouvi " passos do bicho papão indo e ele estava vindo atrás de mim ", na floresta.

Meu pai apenas olhou pra mim com uma cara de sono e disse pra mim ir pra cama para dormir. Naquele momento fiquei furiosa.

Fui até ao meu quarto batendo os pés no chão bem forte. Chegando no meu quarto, tranquei a porta e me joguei na cama. Eu chorei de tristeza.

Eu percebi que eu realmente estava sozinha. Até que senti de novo... Aquela sensação de que algo estava me vigiando. Tentei ignorar aquela sensação.

Liguei meu rádio, estava tendo estática e justo na minha música predileta!

Olhei ao meu redor e vi que estava faltando alguma coisa na minha cama. Bati o travesseiro na minha face, pois me lembrei onde eu tinha deixado o meu ursinho.

Tive que sair de fininho para a floresta.

Chegando lá, fiquei procurando feito doida pelo meu ursinho. De repente comecei a ouvir passos.

Pensei que fosse meu pai me procurando, mas depois duvidei do meu próprio pensamento. Comecei a ter forte dor de cabeça.

Olhei para trás... Vi um homem alto sem face.

Fiquei olhando para ele pra tentar descobrir que espécie de criatura ele era, mas estava difícil com aquela dor de cabeça que eu estava sentindo naquele momento.

O sujeito levantou um braço e vi que na mão dele estava o meu ursinho.

Gritei de felicidade.

" Ursinho! Aí está você! "

De repente eu me dei conta de uma coisa. Eu estava cara a cara com Slender Man. O estranho é que eu não senti medo dele.

Quando vi na Internet os documentários sobre ele e suas vítimas... Pensei que ele fosse mais assustador. Mas eu estava enganada.

Então, me toquei o que ele estava tentando fazer comigo. O legal... È que eu consegui me comunicar com ele através da mente. Eu me senti bem com ele.

Slender me entregou o ursinho e foi andando pra fora da floresta. Eu queria perguntar uma coisa pra ele... Se ele queria ser meu amigo, mas ele já tinha sumido da minha vista.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...