História Uma Aposta - Yoonkook - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Yoonkook
Visualizações 742
Palavras 1.039
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 54 - Extra 4


Abro meus olhos e observo o local em que me encontro. Hospital.

Tento me lembrar do porque estou aqui e quando as memórias voltam eu apenas fecho os olhos e suspiro com força.

Isso é desgastante.

Faz 15 anos desde que eu comecei a ter essas crises. Logo depois dos episódios de agressões que aconteceram comigo no tempo de faculdade. No começo foi horrível, eu tinha constantemente, elas vinham quando eu via qualquer tipo de violencia, seja real ou fictício.

Frequentei um psicólogo por seis meses e finalmente percebi que tinha sumido. Sumiu nada, as vezes ela volta nos momentos mais inesperados. Uma vez estávamos no shopping almoçando, logo depois fomos ver as exposições que tinham por lá e vimos um carro todo destruído, era algo sobre alertar as pessoas pra não beberem no trânsito.

Eu vi aquilo e lembrei do acidente, lembrei de tudo e a crise começou. Eu me sinto o ser humano mais impotente do mundo porque eu simplesmente não consigo parar, eu não consigo mentalizar coisas boas para essa crise passar. Eu simplesmente começo a ficar sem ar e pensar em várias merdas que podem acontecer e logo depois sempre acordo aqui.

- Como está se sentindo? - uma médica entra e me lança um sorriso calmo.

- Vivo.

- Isso é bom.- a mesma diz.

- Creio que sim - suspiro baixo e olho pra porta.

- Jungkook não veio - ela diz e deixa a prancheta de lado.

- Já imaginava, ele nunca vem - sinto meus olhos ficarem marejados mas balanço a cabeça.

Chega de chorar.

- Ele foi buscar a Hyo, por isso que ele não veio - ela continua.

- Isso é só uma desculpa, doutora - digo me sentando na cama.

- Você não quer-

- Não preciso de um psicólogo - murmuro a interrompendo - Posso ir agora?

- Sugiro que descanse mais.

- Já descansei bastante - digo e ela ri baixo.

- Você nunca aprende, não é? - a mesma balança a cabeça - Enfim, você precisa arranjar um jeito de parar com essas crises, aconselharia ir num psicólogo.

- Não quero ir.

- Precisa de mais medicamentos? - ela se refere aos de enxaqueca.

- Por favor.

- Certo, vou lá assinar sua alta e já deixo os papéis no balcão da recepção.

- Tudo bem, doutora.

- Quer que eu ligue pra Jungkook?

- Não precisa - murmuro.

- Ok, não espero te ver tão cedo nesse hospital - ela diz séria e eu acabo rindo baixinho.

- Também.

Quando a médica sai eu me jogo pra trás novamente. Eu já sou conhecido aqui nesse lugar, minhas crises no passado eram constantes.

Pego meu celular e ligo para Jimin.

Ligação on:

- Oi Yoon.

- Oi Chim, você pode vir me buscar?

- Onde você está?

- No hospital.

- O QUE ACONTECEU? VOCÊ ESTÁ BEM?

- Calma, Jimin.

- YOONGI VOCÊ ME PEDE CALMA?

- Eu estou bem sim, eu só tive uma crise novamente e não tem ninguém pra me buscar.

- E o Jungkook-

- Por favor, não fale o nome dele agora.

- Aish Yoongi eu vou grudar a cara de vocês.

- Gruda mesmo, preciso dele perto de mim novamente-

- Meu Deus, isso foi fofamente estranho e trouxa.

- Não precisa jogar na minha cara.

- Certo, desculpa. O mesmo de sempre, não é?

- Sim.

- Chego aí em quinze minutos.

Ligação of.

Me levanto, troco de roupa e tomo os remédios que estão numa bandejinha do lado da cama. Vou até a recepção e pego meus papéis.

- Tchau, até outro dia - brinco sem humor e saio do hospital indo me sentar na escadinha que tem lá na rua.

O carro de Jimin logo chega e me pergunto se meu melhor amigo é o the flash.

- Estava por perto - ele sorri e destrava o carro, entro e me sento do seu lado.

- Flash.

- Está se sentindo melhor?

- Estou sim.

- De verdade? - Jimin me olha e eu não falo nada.

O mesmo suspira baixinho e liga o som do carro. Os minutos passam rápidos e nós não falamos nada, não ficou um clima estranho porque sabemos que tem momentos em que o silêncio é melhor do que uma conversa.

Seu carro para na frente da minha casa e eu tiro o cinto de segurança.

- Qualquer coisa me liga - ele diz e segura meu braço - Você sabe que eu estou aqui sempre.

- O-obrigado - não consigo segurar e acabo desabando em sua frente.

As lágrimas escorrem pelo meu rosto e eu cubro o mesmo com minhas mãos. Sinto os braços de Jimin circularem meu corpo e sua mão fazer carinho em meus cabelos.

- Aish Yoon - sua voz também sai embargada - Eu odeio te ver chorar e odeio Jungkook por ser o motivo dessas lágrimas.

- E-eu também queria o-odiar ele, Chim - soluço e ele se afasta um pouquinho para olhar meu rosto.

- Vocês têm que conversar - ele diz e eu nego - Sim sim, Yoongi.

- Não preciso da indiferença dele novamente.

- Vocês não conversaram sobre isso, tem que dizer como se sente e juntos tentar resolver - Jimin segura minhas mãos e faz um carinho nela - Vocês são casados, você sabe.

- Eu s-sei - fungo baixinho e olho pra rua.

- Veja, ele chegou - Jimin aponta discretamente pro carro que parou do outro lado da rua.

Vejo Hyo descer do carro e pular toda feliz enquanto ri de algo que ele falou.

- Não deixe ela ver você chorar, você sabe como ela fica preocupada - Jimin continua e eu concordo com a cabeça e seco minhas lágrimas.

- Certo - murmuro e abro a porta do carro - Obrigado Jimin, não sei o que seria de mim sem você.

- Aigoo pare com isso - ele diz envergonhado - Você já me ajudou tantas vezes com o Taemin também, só estou retribuindo sua ajuda.

- Ok, Ok - dou um sorriso pra ele e saio do carro.

Atravesso a rua e abro a porta de casa, vejo Jungkook parado do lado da geladeira e desvio o olhar rapidamente quando o seu encontra o meu.

- Yoon-

Nem deixo ele terminar de falar, apenas passo reto e vou direto pro nosso quarto. Me jogo na cama e me permito sofrer sozinho, fechando os olhos e me entregando ao sono.

As vezes dormir é melhor do que ficar acordado. Dormindo você sonha coisas boas, coisas que fazem você ficar feliz e quando você acorda percebe que ainda está no mesmo pesadelo de sempre.


Notas Finais


bom, o Yoon tem ataques de pânico (crise de ansiedade) e ele teve isso uns meses depois da briga do jk com os agressores dele. Mais coisas vão ser explicadas nos próximos capítulos, como o fato da professora chamar ele de Min e não Jeon, o porquê do Jeon estar afastado e tal...

Obrigada pelos quase 500 favoritos, amo vocês 💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...