História Uma Banshee ciumenta - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Alan Deaton, Allison Argent, Brett Talbot, Chris Argent, Claudia Stilinski, Corey Bryant, Derek Hale, Gerard Argent, Isaac Lahey, Jordan Parrish, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Noshiko Yukimura, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Stydia
Visualizações 29
Palavras 484
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Slash, Terror e Horror, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Quem é você?



Eu e Lydia estávamos dentro do meu jeep,a caminho de Beacon Hiils até que meu telefone tocou.

- Ly atende para mim. - Pedi a ela.

- Claro. - Diz ela pegando o telefone. - Alô escote, pera Fala com calam, não renovou tá estamos indo. - Diz ela desligando Oi celular. - Stiles seu primo fugiu... de novo 

- Caramba o Scott não consegue cuidar de um adolescente de 16 anos.

Eu acelerei para chegar rápido na pequena cidade, fui direto para o loft de Dereck e encontrei todos da alcatéia, conversando.

- Olha que chegou, você sabia que ninguém aqui e obrigado e procurar sua família por aí.

- Oi para você também Dereck, eu tava morrendo de saudade de você. - Falei e ele rosnou para minha pessoa. - Tá vocês sabem de alguma pista onde ele pode tá.

- Ele tá na reserva. - Quando ouvi aquela voz meu sangue ferveu era ele aquela praga que nunca morre.

- O que você faz aqui Théo? 

- Informando onde seu amado primo está. - Diz ele com aquele sorriso cínico dele , serio sempre que ele faz Isso eu tenho vontade de bater nele com meu taco de baseball com arame farpado enrolado.

- E como você sabe? - Pergunta Scott.

- Isso eu só falo se eu for convidado para entrar. - Por que ele queria um convite, ele nunca foi educado.

- Ta entra logo. - Falou Issac sem paciência.

- Não não não caro beta, ele tem que me convidar. - Falo apontando para Dereck.

- Por qué? - Perguntei.

- Se você quer saber como eu sei é o que mais eu sei, e bom me convidar rápido. - Falou ele.

- Tá entra e desembucha. - Disse Dereck também sem paciência.

- Bom eu passei um tempo em Nova Orleans e conheci um amigo, que estava atrás de seu primo Stiles então eu o ajudei ele a localiza ele é quando chegamos a qui ele fui em direção da reserva e eu vim a qui para te contar.

- Como ele sabia que ele estava na reserva, e para que ele está procurando meu primo.

- Pra a primeira pergunta a resposta é que ele usou um feitiço de localização, sobre o que ele que e eu não sei mas eu tenho certeza que não é para entregar flores.

Depois dessa conversa desagradável, eu e o grupo fomos para a reserva e como nós não tínhamos um feitiço de localização, tivemos que usar o melhor é bom rastreamento pelo cheiro, quando encontramos meu primo ele estava deitado no chão se contorcendo e havia um garoto provavelmente o amigo de Théo, elefalou algumas palavras.

Eu e meus amigos saímos dos carros que era meu jeep e o carro do pai da Alisson e fomos em direção de meu primo é aquele muleke estranho que recitava "Bestia hominis sanguinem per voco". Tudo que passava pela minha cabeça era quem era ele, ou melhor o que ele era.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...