História Uma Black um tanto diferente - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Andromeda Tonks, Bellatrix Lestrange, Horácio Slughorn, Lílian Evans, Lord Voldemort, Pedro Pettigrew, Regulus Black, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter, Tom Riddle Jr., Walburga Black
Tags Harry Potter Au, James Potter, Lílian Potter, Marotos, Pedro Pettigrew, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tom Riddle
Visualizações 62
Palavras 1.785
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sinto Muito a demora...Estava viajando.

Mas agora voltei e em breve vou trazer uma nova capa para fanfic.

Boa Leitura

Capítulo 7 - Ignoro o aviso de todos...De Novo


Fanfic / Fanfiction Uma Black um tanto diferente - Capítulo 7 - Ignoro o aviso de todos...De Novo

-VOCÊ O QUE? - Sirius praticamente gritou ficando rubro de raiva- REMO LUPIN VOCÊ BEIJOU A MINHA IRMÃ?

-Almofadinhas para de piti- Disse James olhando ao redor- Todo mundo nesse trem está ouvindo.

-E desde quando você não gosta de uma boa treta Pontas? - Pergunto cruzando os braços.

-Eu gosto, mas o Sirius está exagerando nessas de irmão mais velho protetor.... Eu vi aquilo nem para beijo era direito, estava mais para selinho.

-Verdade aposto que o Régulo nem se importaria tanto- Remo diz tentando acalmar o Six, o que não dá muito certo.

-Régulo não se importa comigo, não como o Six se importa- Falo e vejo o olhar do Sirius suavizar e ele me abraça apertado.

-Ok parei de dar piti, mas só um aviso Aluado: Se magoar minha irmãzinha...A Lua cheia vai ser o menor dos seus problemas.

-Já vou indo gente, vou dar um oi para Lily- Falo me levantando e logo me transformo em uma águia. Depois de um ano de prática havia se tornado cada vez mais fácil e mais divertido ser uma animaga.

-Espera Ventania- Disse James pegando uma coisa do bolso e colocou no meu bico uma carta – Entrega isso para ela por favor.

-Que isso James? Minha irmã é uma águia, não uma coruja- Six falou tentando tirar o papel do meu bico, mas eu não soltei, afinal não me incomodava de bancar a mensageira para um amigo tão querido quanto o James.

-Viu ela não se importa.... Estou te devendo uma marota- James disse com um sorriso sincero e se jogou de volta no banco do trem, claramente pensando em como Lily iria reagir...È esse menino está bem apaixonado, e é tão bom ver ele assim.

Remo abriu a janela para mim e eu voei para fora do trem, nunca deixava de me surpreender com o quanto era bom voar sem o auxílio de uma vassoura, ser capaz de estar no ar durante ventos fortes e tempestades sem o medo de cair, sentir o vento no meu rosto e não ter cabelo loiro para vir no meu rosto me atrapalhar.

-Elle? – A Lilian perguntou me vendo voar do lado de fora e abriu a janela, então entrei pousando no banco ao lado dela, depois voltei a minha forma humana normal e nos abraçamos apertado afinal as férias haviam sido longas e eu sentia saudades da minha melhor amiga.

-Aqui para você- Falo entregando a carta do James e a Lily abre e parece um tanto surpresa com o que lê lá.

-Tem certeza que isso é uma carta de James Potter? - Ela pergunta parecendo completamente incrédula- Não tem um pingo de arrogância nisso.

-Lily Evans- Falo começando a rir- Você deixou o meu amigo completamente caidinho, agora ele está tentando de verdade te conquistar, devia dar uma chance.

-Hmmm eu vou pensar, mas agora precisamos conversar - Ela diz guardando a carta parecendo realmente preocupada- Sobre Riddle, você precisa se afastar dele.

-Como assim por quê? Você mesmo vivia me empurrando para ele lembra? Até com a ajuda do Professor Slughorn.

-Sim Eleanor, mas isso foi antes de descobrir o quanto ele é perigoso…Apenas se afaste dele por favor.

-Não posso Lily, simplesmente não posso.... Porque eu me importo muito com ele, prometi a ele que o aceitaria com todos os defeitos e eu não os culpo por isso...Por Merlin, ele é órfão e vive num orfanato horrível

-Eleanor você é tão boazinha, espero de verdade que você não se machuque por causa disso.... Odiaria te ver sofrer- Ela diz e eu vejo a sinceridade nos seus olhos, é maravilhoso ter uma amiga como a Lilian- Aliás Severo e ele estão cada vez mais próximos.

-O que? Como assim? - Pergunto me soltando do abraço completamente confusa.

-Bem eu não chamaria o que aqueles dois tem de amizade, eu não sei direito...Só sei que o Severo está cada vez mais metido com aqueles sonserinos que praticam arte das trevas escondidos, e seu amiguinho Riddle é o líder deles

-Bem eles podem se interessar por artes das trevas, mas isso não significa que vão machucar alguém- Falei tentando a todo custo defende-los.

-Você é muito ingênua Elle, por isso Sirius e eu nos preocupamos tanto com você...Se for continuar mesmo com isso vou te dar apenas um conselho de amiga: Tente não se machucar.

***

-Então- Falo me afastando um pouco de Tom na aula de poções tanto que acabo caindo no chão.

-Senhorita Black, tudo bem aí? - Slughorn pergunta preocupado e eu confirmo com a cabeça- Tom ajude-a a levantar por favor.

Ele estendeu a mão para mim e eu a peguei, e senti um arrepio descer a minha espinha quando senti os dedos dele nos meus. Mas não era arrepio de medo, isso era bom.... Muito bom na verdade e eu senti as minhas bochechas esquentarem e eu não consegui evitar de rir da situação embaraçosa em que eu agora me encontrava, e Tom arqueou a sobrancelha me olhando como se eu tivesse algum problema mental.

-Para de ser tão chato Tommy- Murmurei usando os dedos para curvar os lábios dele em um sorriso que e Merlin como ele ficava lindo assim, nem parecia o garoto mais frio da Sonserina como todos diziam- Tommy! Tommy!

-Como você é irritante- Ele revirou os olhos, mas estava sorrindo.

-Deve ser o seu carma- Sussurrei rindo.

Só então eu percebi que toda sala tantos lufanos quanto sonserinos estavam olhando para nós dois muito chocados, e a maioria das meninas me olhava com um olhar mortal mas eu não dei a menina...E Slughorn parecia imensamente satisfeito...E Tom também percebeu e voltou a sua postura fria de sempre.

Suspirei lembrando do que a Lily havia me avisado...Mas era difícil me manter longe dele.

***

Na hora do almoço estava na mesa da Grifinória ao lado dos marotos, eles estavam conversando sobre alguma pegadinha ou algo do tipo, não estava nem prestando atenção porque não conseguia parar de desviar o olhar para mesa da Sonserina e para um certo moreno de olhos azuis cinzentos...Ele estava falando alguma coisa com os seus amigos e Severo estava entre eles, sabia que praticavam artes das trevas, mas talvez não fosse tão ruim? Vai que é apenas um hobbie ou sei lá, não quero acreditar no aviso que a Lily me deu.

Vi Bellatrix se sentar ai lado dele, fazia o possível para toca-lo mas Riddle não lhe dava a mínima atenção e quando dava era para dar uma cortada daquelas bem frias...Mas minha prima não desistia, ela estava tão obcecada que eu chegava a sentir pena...E eu até me impressionava com a frieza com que ele tratava as outras pessoas, até seus “amigos”, comigo ele não é assim.

-Terra para Eleanor- Pedro disse passando a mão em frente ao meu rosto- Ihh gente acho que ela está dormindo acordada.

-Ventania? - James faliu olhando na mesma direção que eu- E ela não tira os olhos da mesa das cobras.

-Elle o que diabos você tanto olha naquela mesa? - Sirius perguntou arqueando a sobrancelha.

-Não é da sua conta- Respondi curta e grossa pela primeira na vida, não estava a fim de dar satisfações a ninguém.

-Quem é você e o que fez com a minha irmã? – Sirius perguntou claramente surpreso porque eu nunca havia falado assim com ninguém, então eu simplesmente dei de ombros.

-Cadê o Remo?- Perguntei tentando ao máximo mudar de assunto

-Estava na sala do Diretor Dippet, olha ele vindo aí- Disse James apontando para a porta do grande salão, então eu sorri e corri até ele o abraçando forte.

-Eu shippo- Falou o James fazendo coraçãozinho no ar.

-Cala a boca Pontas- Resmungou Sirius que não estava nenhum pouco feliz com isso.

***

-Que show foi aquele na hora do almoço? - Tom me puxou pelo braço firme, mas sem machucar e me encostou na parede do corredor.

-Show? Do que você está falando? E por que estamos no corredor a essa hora da noite? –Perguntei olhando para os lados para ter certeza de que não tinha ninguém vindo.

-Você e aquele menino, e relaxa.... Sou monitor, não vou te dar castigo por estar fora da cama, mas se bem que deveria- Ele diz aparentemente irritado pelo que aconteceu hoje na hora do almoço e ouso dizer que foi até fofo.

-Remo é só meu amigo- “Amigo esse que eu beijei só...Mas acho que ele gosta de mim”, completei mentalmente e a expressão dele mudou rapidamente para raiva, havia esquecido que ele era legilimente.

O Silêncio havia se tornado rapidamente constrangedor, ele nada dizia e eu também não tinha ideia do que estava se passando na mente dele, porque Tom estava usando a mesma máscara de frieza que usava com todo mundo e isso doeu em mim mais do que qualquer palavra de raiva que ele poderia dizer.

-Pois bem fique com o lobinho.... Pensei que tivesse bom gosto- Essas palavras dele foram como um banho de água gelada, de tão frias.

Ele estava prestes a ir quando eu o puxei novamente para cima de mim, encostando minhas costas de volta na parede.... Olhei nos olhos dele profundamente.

-Se eu não te conhecesse diria que está com ciúmes, mas não tem motivos para isso eu só vejo Remo como amigo- Abaixei a cabeça- E Falando em amigos, muitos deles me dizem que eu deveria me afastar de você.

Pensei exatamente no aviso que a Lily me deu no trem, depois no aviso do Severo.... Realmente nenhum dos meus amigos aprovava minha proximidade com Tom Marvolo Riddle.

-Lilian Evans- Ele perguntou e eu dei de ombros como confirmação, então ele levantou meu queixo me fazendo olhar nos olhos dele- Vai fazer isso?

-Não- Respondi com um fio de voz, estava nervosa demais para sair com uma voz firme, mas ao invés de me afastar fomos nos aproximando cada vez mais até que nossos lábios estivessem a meros centímetros de distância –Estou aqui para salvar-lhe de si mesmo.

-Faça isso-Ele sussurrou ofegante antes de colarmos nossos lábios.... Não foi nenhum pouco parecido com meu primeiro beijo com Remo, esse era tão intenso que quase me fez cair para trás, mesmo não tendo quase nenhuma experiência eu me deixei levar pelo instinto e entrelacei os braços no pescoço dele usando como impulso para aprofundar o beijo.... Senti a língua dele pedir passagem, sem hesitar eu cedi e me impressionei: Como aquilo poderia ser tão bom?

***

No dia seguinte Madame Pomfrey havia me chamado para ir a ala hospitalar dizendo que era uma emergência...E eu quando eu vi me joguei no chão, os olhos enchendo de lágrimas...Não queria acreditar naquilo.

Lily estava imóvel petrificada numa cama de hospital.


Notas Finais


Foi isso meus amores.

Gostaram? Odiaram?

Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...