História Uma br em Naruto - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouza Akimichi, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hana Inuzuka, Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Jiroubou, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Karui, Karura, Kiba Inuzuka, Kidoumaru, Killer Bee, Kimimaru, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Madara Uchiha, Maito Gai, Matatabi, Matsuri, Mebuki Haruno, Mei, Moegi, Morino Idate, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Pein, Personagens Originais, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sari, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Shukaku, Son Gokuu, Suigetsu Hozuki, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsume Inuzuka, Tsunade Senju, Udon, Yamato, Zetsu
Tags Lokurt!
Visualizações 36
Palavras 1.458
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ecchi, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


* Regra do anticoncepcional __ toda ninja de Konoha deve tomar anticoncepcional caso venha a ser estuprada não engravide

Capítulo 8 - Ataque e primeira vez


Malu: Vou chamar os meus amigos
Kiba: os tigres?
Malu: Claro
Kiba (sussurrando): porque não lobos
Malu: E os meus novos amigos também
Kiba: quem são eles?
Malu: Alfa, Orion, Lua, Cleópatra, Faraó, Yudi, Silver, Haru, Luci, Goiaba, Talismã, Destruidor, Mal, Franken, Tiliam, Estrela, Mar, Tempestade, Outrora e Jack.

Dessa vez não só uma família de tigre apareceu, mais também uma matilha de lobos

Kiba (sussurrando): isso aí lobos
Malu: Tem algo errado
Kiba: o que é?
Malu: O comportamento deles
Kiba: tem alguém perto de casa...e tem segundas intenções

Uma bomba de gás e jogada no quarto  mas nada acontece o Inuzuka vai no guarda-roupa e coloca algumas coisas nos bolsos.

Malu: Isso não vai te afetar por hora, olha os bichos. - todos estavam bem mais próximos - feromônios
Kiba: eu sei mas vamos logo... Tenho um mal pressentimento
Malu: Você não sabe o que é feromônio não é?
Kiba: não mesmo
Malu: hormônio de atração, liberandos durante o cio não deve te afetar
Kiba: claro eu não sou um animal - ele começa a tremer
Malu: Correção meio animal
Kiba: às vezes eu odeio ser um Inuzuka vai na frente
Malu: acho melhor você ir

 Logo ela é jogada no chão

Malu: Mas o que?
Kiba: ainda bem quase que acertam essa shuriken em você - No entanto é evidente a tremedeira do garoto
Malu: Me diz que você não tá entrando no cio
Kiba: eu não tô porque, eu esto lutando por isso a tremendeira mas... se eu perder o controle corre e não olha pra trás
Malu: ótimo, agora vamos

ela puxa ele até a janela e ambos pulam, logo um lobo e uma tigresa aparecem.

Malu: Sobe na Cleópatra
Kiba: espera aqui eu vou dar uma olhada pra vê se é seguro. Já volto
Malu: Pula logo nela pra evitar que seus feromônios se espalhem e reze pra que o cheiro da tigresa prege em você
Kiba: Realmente nessas horas que eu odeio ser um Inuzuka
Malu: sobe aí a gente vai vaza agora
Kiba: tá

os dois fogem floresta a dentro, longe do núcleo da confusão. Alguns minutos passam até eles adentrarem a caverna em que haviam dado a festa.


Kiba: o efeito dos feromônios está passando isso já é um alívio
Malu: Vamos lá pra enfermaria
Kiba: enfermaria?
Malu: tem uma lá em baixo junto com os quartos
Kiba: nem sabia que tinha uma parte de baixo, quanto tempo livre você tem?
Malu: bastante

os dois descem alguns degraus

Kiba: quanto tempo demorou pra construir isso
Malu: 3 horas
Kiba: 3 o que?
Malu: horas
Kiba: Como construiu tão rápido
Malu: Tigres, lobos, morcegos, etc

Eles seguem por um corredor bem iluminado, e entram na enfermaria. Grande limpa, bem iluminada, armários com remédios, macas etc

 Kiba: me da alguma coisa pra mim não respirar o ar
Malu: pega - ela se aproxima de mais para entregar uma máscara
Kiba: só jogue não se aproxime

ela arremessa e logo depois senta no chão.

Kiba: tá com sono?
Malu: Não só deu uma tontura
Kiba: o que você tá sentindo?
Malu: dor quando eu tento levantar
Kiba: poderia tirar somente a parte de cima da roupa? tô estranhando que a causa é esse cheiro estranho vindo de você

A garota remove a blusa

Kiba: Vire de costas

A mina obdece a contra gosto e ele  tira um dardo das costas costas dela e cheira

Kiba: isso é um paralisante afrodisíaco por isso fico inquieto quando tô muito perto de você
Malu: sai daqui
Kiba: Não se preocupa o afrodiasiaco já deve ter passado o problema é o veneno... eu também não sou um animal eu tenho alto controle
Malu: meu corpo tá estranho, tá quente
Kiba: e o veneno droga tenho que fazer alguma coisa mas eu não sei o que fazer
Malu: pega o frasco ali em cima da bancada
Kiba: toma - arremessa a garrafinha

a br toma o líquido e o cheiro do veneno passa mas ela começa a ofegar
Kiba: o que foi agora?
Malu: tá doendo
Kiba: quer que eu faça alguma coisa?

lágrimas escorrem dos olhos da br

Kiba: o que foi?
Malu: quente
Kiba: o que tá quente?

ela se mexe e mais lágrimas escorrem

Malu: ca...lor
Kiba: o que você quer que eu faça?
Malu: faz parar
Kiba: a sensação de um calor insuportável que você sente vontade de tirar tudo o que está te cobrindo?

ela confirma enquanto chora
Kiba: o afrodisíaco fez efeito só agora é parece um bem forte
Malu: Me a...juda
Kiba: essa é a mesma coisa que eu tava sentindo mas o calor não era tão intenso
Kiba: o único método que eu conheço pro efeito acabar e você fazer com alguém e eu não vou fazer isso
Malu: faz parar
 Kiba: mas se eu for fazer parar você pode se arrepender e eu não sei fazer essas coisas porque nunca fiz antes e também a decisão é sua você escolhe se quer que eu faça ou não

ela chora com dor

Kiba: você quer que eu realmente faça

Malu: lá em baixo os chu...veir..os
Kiba: quer que eu te carregue?
Malu: qu...quero

ele a leva nos braços até os chuveiros

Kiba: daqui não é mais comigo só vou ligar o chuveiro e te colocar perto dele, tô lá fora

O cheiro fica forte de mais antes que ele chegue a porta

Kiba: não vou aguentar muito tempo e não consigo andar por causa do calor, então vou ficar aqui qualquer coisa que eu fizer de errado pode me espancar

O som da água caindo ecoava pelo local, mais o calor não passava pra nenhum dos dois

Kiba: tá passando?
Malu: Não
Kiba: é exatamente o que eu pensava, pelo menos não temos mais gente na nossa cola aqui na caverna

O cheiro agrava e alguns dos tigres e lobos invadem o local criando uma barreira entre os dois

Kiba: isso mesmo pessoal façam isso

gemidos baixos ecoam pelo local enquanto os animais arrastam Kiba para perto dos chuveiros

onde ele viu uma beleza incomum na garota. O corpo molhado como os cabelos caídos, a respiração irregular, a boca entre aberta, a movimentação dos dedos na parte íntima na teoria  falha de que isso diminuiria o calor.

Malu: tá quente
Kiba: e m-melhor v-você mandar seus bichos me tirarem perto de você... já não consigo mover as pernas
Malu: Cleópatra - mais a tigresa empura ele para perto da br
Kiba: melhor vocês me tirarem de perto dela

no entanto os animais saem do lugar

Malu: fica comigo - ela o abraça
Kiba: me solta
Malu: não quero
Kiba: para
Malu: f...fi...fica
Kiba: tá eu fico

os segundos passam mais a fragrância  que a garota exalava  não

Kiba: não sei se vou me controlar por mais tempo, eu preciso que você me solte antes que faça uma besteira

ela solta, por pouco tempo antes dos lábios dela encontrarem o pescoço dele

Kiba: o que você está fazendo?
Malu: Nã..o..sei - as mãos dela adentram a blusa dele
Kiba: para isso tá me deixando louco - mais ele tem o lóbulo da orelha mordido
Kiba: foi mal mas não aguento mais me controlar vou perder o controle desse jeito
Malu: m..Me aj..jud..a - ela sussurra o pedido no ouvido dele que começa a passar as mãos nas pernas de da br
Kiba: desculpa tô me movendo sozinho
Malu: Eu e..nte..ndo
Kiba: por favor me solta
Malu: N..ão cons..igo
Kiba: desse jeito eu não vou poder aguentar e vou fazer merda

O cheiro fica mais forte

Kiba: Malu se você fizer mais alguma coisa e não me soltar eu vou perder o controle

mas ela puxa ele para um beijo as bocas entram em consenso após o estranhamento inicial, e o resto das vestimentas vai ao chão. Os corpos se esfregam em sincronia, alimentando o desejo num jogo quente de malícia e amor...apenas o som dos gemidos baixos de ambos, o calor dos corpos debaixo do chuveiro que não esfriava nada, apenas aumentava a sensibilidade dos corpos...então a preparação começou, os dedos adentraram e começaram os movimentos de vai e vem dificultados pelo hímen intacto. Que logo foi rompido e o sangue escorreu pelas pernas da garota e foi limpo pela água.

Kiba: você segue a regra?
Malu: a do anticoncepcional? sim

o riso fraco de ambos ecoou pelo ambiente, não a sentimento de glória maior que se unir espiritualmente e fisicamente com outra pessoa. Foi quando os movimentos tiveram início; devagar e depois rápido, fortes e constantes no limite da selvageria e humanidade.
Há muitos séculos as mulheres eram cultuadas por serem a única forma dos homens encontrarem o paraíso antes da morte e agora o Inuzuka entendia o motivo.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...