História Uma Brasileira na Coréia - Imagine Jimin - Capítulo 55


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 143
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 55 - Capítulo 54


 Despertei sentindo um peso sobre meu abdômen, aos poucos fui abrndo os olhos e me deparei com o rosto de Jimin sobre minha barriga, sorri e comecei a acariciar seus cabelos, notei que suas costas exibia arranhões avermelhados. Mordi o lábio inferior ao constatar que ainda estava nua, tentei me levantar mas o garoto me apertou ainda mais contra si.


- Onde pensa que vai? - Perguntou e sua voz soou mais rouca e arrastada.


- Estou com fome - Respondi sorrindo, o dia estava sendo mais do que perfeito.


 Parece até um sonho.


- Quer dizer que acabei com suas forças? - Corei ao ouvir o tom malicioso usado por ele.


- Jimin - Bati em seu braço, o fazendo rir abertamente e com vontade.


 Park se afastou e colocou seu corpo sobre o meu, seu rosto continuava um pouco amassado e com indícios de sono, seus olhinhos puxados estavam levemente inchados, sorri enquanto direcionava minhas mãos até seus cabelos e tentava deixa-los mais arrumados.


- Que horas são? - Perguntei entretida com os beijos depositados em meus lábios.


- Espere um minuto - Se afastou e pegou o celular sobre a cômoda - São 19:47 - Disse deixando transparecer seu espanto.


 Me levantei em um pulo e corri até o banheiro do quarto, ignorei o frio do lado de fora e liguei o chuveiro, a água quente relaxou os músculos e levou toda transpiração contida em minha pele. Arfei quando Jimin entrou no box e se juntou a mim, tentei parecer tranquila e serena mas não funcionou, ele me prensou contra a parede e colou seu corpo ao meu, pude sentir o quanto ele já estava excitado.


 Ele por acaso não cansa?


- Você é tão gostosa, e sabe o melhor? - Sussurrou tomado pelo desejo - Sou o único que pode toca-la, que pode sentir o sabor da sua boca, e principalmente, o único que vai ouvir o som de seus gemidos enquanto chama meu nome - Disse e me penetrou, fui pega totalmente de surpresa e acabei soltando um grito.


 Jimin parecia ser outra pessoa naquele momento, suas mãos passeavam e apertavam minhas curvas com paixão, seus movimentos eram rápidos, firmes e fortes. Cravei minhas unhas em seus ombros e recebi um gemido rouco como resposta, faltava pouco para atingir meu limite, infelizmente na melhor parte ele parou e se afastou.


- Vira de costas - Pediu acariciando seu membro ereto.


 Arregalei um pouco os olhos e fiquei totalmente sem jeito, mesmo assim obedeci e cedi à seu pedido, virei de costas e me inclinei para frente, fiquei alguns segundos esperando mas não aconteceu nada, girei a cabeça para o lado e notei que Jimin parecia hipnotizado com a cena.


- Vai ficar parado ai? Apenas olhando? - Questionei maliciosa e fiquei surpresa com a facilidade com que a frase saiu.


- Lívia, Lívia - Cantarolou rindo, admito que me arrependi de que atiçado a fera.


 Ele sorriu e estocou sem nenhuma piedade, me apoiei na parede em busca de apoio, meus seios ficaram presos contra a parede e a diferença de temperatura me deixou arrepiada. Nossos gemidos se misturavam e se tornavam ainda mais altos, não sei com que cara vou olhar no rosto dos meninos depois desse dia.


 Me preocupo com isso mais tarde.


- Oppa, ma-mais rápi-do - Pedi com um fio de voz.


- Cla-claro am-mor - Disse aumentou a intensidade de seus movimentos.


 Minutos, horas, dias, meses ou até mesmo anos podem ter se passado, não sei ao certo, minha única certeza é de que Jimin me completa tanto fisicamente quanto emocionalmente, prova disso é que alcançamos nosso ápice ao mesmo tempo. Senti minhas pernas fraquejando mas antes de alcançar o chão meu namorado me amparou.


- Uau, te deixei de pernas bambas? - Perguntou divertido enquanto me dava banho.


- Cretino - Respondi tentando demonstrar seriedade, porém acabei rindo de sua atitude.


 Mesmo com esse lado bobo, ele continua sendo o homem da minha vida.






[...]






 Já havíamos terminado o banho e agora eu aguardava que Park retornasse com minhas roupas, ele saiu à mais de 10 minutos e até agora não retornou. Me deitei na cama ainda enrolada na toalha e comecei a mexer no celular para passar o tempo, ouvi a porta sendo aberta e ao olhar me deparei com o garoto com algumas peças de roupa em mãos.


- Eu achava que Jungkook tinha muita roupa, mudei de idéia ao entrar no seu closet - Comentou risonho.


- Exagerado - Sussurrei envergonhada.


 Ele escolheu um conjunto de lingerie azul com alguns detalhes em renda, calça de moletom cinza e blusa de mangas longas pretas. Retirei a toalha e me vesti com rapidez e agilidade, meu estômago implorava por comida e eu estava decidida a preparar algo delicioso para comermos.


- Preparado para enfrentar seus amigos? - Perguntei preocupada.


- Não muito - Admitiu se aproximando e me abraçando.


 Segurei em sua mão e respirei fundo antes de começar a puxa-lo pelos corredores da casa, no andar de baixo era possível ouvir as risadas altas dos garotos. Descemos a escada e no mesmo instante todos os olhares se voltaram em nosss direção, corei e me escondi atrás de Jimin.


- Olha o casalzinho barulhento - Disse Yoongi sem se preocupar em ser discreto.


- Finalmente poderemos ver o filme no volume normal - Jungkook entrou na onda e começou a nos provocar.


- Quebraram a cama? Qualquer coisa amanhã comprados outra - Me surpreendi ao ouvir a voz de Jin.


 Onde eu cavo um buraco para enterrar minha cabeça?


- Pelo menos eu tenho alguém que me ame e me dê prazer - Disse Jimin me puxando e passando os braços por minha cintura - E se implicarem com minha florzinha, vou bater em vocês - Apontou para cada um deles.


- Parece que você não foi o único a ouvir meus gemidos - Sussurrei divertida e ao mesmo tendo envergonhada.


- Lívia - Me repreendeu usando o mesmo tom, enquanto os outros nos olhava confusos.


- Vem, hoje eu vou cozinhar para você - Comecei a arrasta-lo para a cozinha.


- Antes eu posso ligar para meus pais e me despedir? - Parei de andar e o olhei incrédula.


- Eu aposto o que você quiser que eu cozinho muito bem - Estendi a mão propondo um acordo.


- Tudo bem - Concordou apertando minha mão. 


 Ele vai se arrepender de ter dito isso, já estou pensando em qual será seu castigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...