História Uma brincadeira... - Imagine Jin - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, TWICE
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amigos, Bullying, Família, Imagine Jin, Instagram, Paixão Platônica, S/n & Jin
Visualizações 97
Palavras 1.548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Lírica, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii, tudo bem? Espero que sim! Avisando que amanhã pode não sair capitulo, mas vou fazer de tudo para postar. Provavelmente sairá a noitinha.
Espero que gostem!
Desculpe pelos erros de português!
Boa leitura😘

Capítulo 17 - POR QUE?



Fiquei assustada e sem saber o que fazer ou o que falar. Não queria deixá-la assustada, frustada ou algo do tipo, porquê sei que não é bom. Quantas vezes, antes de namorar o Junior, ela não falou que gostava de mim, agora estou a ponto de deixá-la envergonhada na frente de todos. Se fosse somente as meninas podia falar com tranquilidade, mas os meninos - Jb, Jackson e Youngjae - estavam ali para começar a zoar ela.

Ny: S-S.n?

Abaixei a cabeça e fechei os olhos com força, deixando uma lágrima sair.

S.n: Desculpa NaYeon, eu não consigo! Você é minha melhor amiga e sabe que eu não seria capaz de ficar com ninguém além do Jin...

Ny: Ei! *ela colocou a mão no meu queixo e levantou o meu rosto* Eu sei, eu te conheço, você é minha irmãzinha caçula S.n! Eu sempre te achei linda, já gostei de você uma vez e gosto aponto de te entender em todos os aspectos. Você é a pessoa mais legal que eu já conheci, mas eu também tenho o meu namorado. Não vou te beijar ok?

S.n: Obrigada! Te frustei ou algo do tipo?

Ela soltou uma risada nasal de me abraçou.

Ny: Não, porquê eu te entendo!

Retribui o abraço dela e a mesma carinhou meus cabelos.

Mm: Nossa, fiquei com ciúmes agora!

Ny: Vem aqui minhas baixinhas!

Tz: Nossa...

Ny: Eu falei de todas Tzuyu!

Elas se juntaram ao abraço.

Jb: Então está bem eu...

S.n: Vem todos de uma vez!

Todos se juntaram ao abraço, foi aí que eu vi o tamanho da minha família, uma filha única que tem a família mais grande do mundo.





2 dias depois...

Estava sentada no sofá acarinhando minha barriga e sentindo os pezinhos dos meus dois filhinhos, que são uma menina e um menino. Fiz um ultrassom ontem e deu 1 casalzinho, Baekhyun e Ye-rim, mas o Jin ainda não sabe. Estou bem feliz, minha vida está perfeita.

Omma: Oi filha!

S.n: Oi omma! *ela sentou do meu lado com uma vasilha de pipoca e ficamos conversando* Omma e aquela história com o agiota, como vocês estão fazendo?

Omma: A última vez que nós o vimos, ele não quis receber o dinheiro e falou que o que ele queria era você. Então estamos nos escondendo, para ele não fazer nada com nós e nem com você.

S.n: Mas omma, não podemos fugir para sempre, uma hora temos que aparecer para humanidade.

Omma: Eu sei,mas enquanto isso não acontece vamos ficar quietos.

Assenti e começamos a conversar sobre outro assunto. Quando a pipoca acabou, minha omma foi lavar a vasilha e eu fui para o quarto.

J: Linda! *olhei para ele e sorri* Como meu nenê está?

S.n: Feliz! Feliz! Feliz!

J: E meus filhinhos?

S.n: Se mexendo toda hora!

Ele beijou minha barriga e depois me beijou. Deitei o mesmo e sentei em seu colo.

J: Te amo!

S.n: Também te amo! Você é a melhor coisa que existiu na minha vida, obrigada!

J: Obrigada você por sempre está aqui do meu lado me dando muito amor e carinho!

Dei beijos em todo seu rosto e ele foi rindo. Ele estava tão fofo que nem vê nem desconfia que esse ser humano tem um lado safado.

S.n: Já sei o sexo das crianças!

J: Sério? O que?

S.n: Uma menininha e um menininho!

J: Ye-rim e Baekhyun?

S.n: Sim!

Nós já tínhamos decido nome para eles. Vi o sorriso dele ainda maior e foi aí que pude ver o quanto feliz eu podia deixá-lo. Abracei ele chorando de felicidade e o mesmo apertou bem forte.

J: Te amo, meu...

??: EU QUERO O QUE É MEU!

Assustei e o Jin me puxou para o armário.

J: Shii!

Ficamos abraçados por um bom tempo até a porta ser aberta pela minha omma. Na hora pensei que ela ia me entregar com medo de que acontecesse algo com ela e meu appa, mas apenas deu um suspiro de alívio.

Omma: Você está bem? *assenti* Temos que te esconder, aqui não dá mais para você ficar.

J: E-eram eles?

Omma: Sim, eles querem ela de qualquer jeito. Conseguimos despistar falando que ela estava vivendo com os tios, mas temos que fugir.

Minha omma me puxou e corremos para arrumar tudo. Quando íamos embora, pela portão lateral da casa, batemos de frente com eles. Engoli seco e tentei fugir, deixando todos para trás, mas me barraram perto da piscina.

S.n: Por favor, me deixam!

??: Eu paguei agora você vai comigo.

J: Deixa ela em paz!

Seguraram ele e um homem estranho veio até mim.

S.n: NÃO CHEGA PERTO!

??: Calma meu anjo! *ele chegou para colocar a mão em meu rosto, então fechei bem os olhos e virei o rosto, me surpreendendo quando ele colocou a mão na minha barriga* Gravida?

Abri os olhos e vi que ele estava com uma expressão indecifrável. Não sei se ele está feliz ou triste, só sei que não quero ir.

S.n: Me solta!

Bati na mão dele e desci a mesma.

Omma: Não leva ela, a S.n não pode sofrer decepções, tristeza, raiva...

??: Cala a boca!

J: Por favor! Deixa ela aqui com os meus filhos!

Ele ajoelhou e abaixou a cabeça chorando.

??: Choi... *um homem, que não conheço, apontou a arma para o meu namorado e eu me desmanchei, minhas pernas ficaram fracas, mas o tal homem me segurou* Você escolhe, vamos?

S.n: S-sim, mas deixa o Jin!

J: S.n...

??: Pode tirar a arma da cabeça dele. *o homem tirou e eu corri até o Jin, o abraçando* Vamos? Se você for uma boa menina, poderá vim visitar sua família.

Me separei do Jin para olhar em seus olhos e ele me encarou.

S.n: Eu te amo escutou? Você é tudo para mim, ok?

J: Também te amo! O que vou fazer sem você?

Ele me abraçou e chorou.

??: S.n, vamos?

Falou perdendo a paciência.

S.n: Jin, eu vou me comportar para nós se ver, está bem?

Ele distanciou e fez sinal de positivo com a cabeça, limpei suas lágrimas e beijei seus olhos.

J: Se cuida!

S.n: Pode deixar!

??: S.n, não me faça te tirar a força daqui.

S.n: Não vou, só mais um minutinho.

Ele assenti e eu virei para o Jin, beijei o mesmo e o abracei.

J: Vou com você até o carro! *fomos todos para fora da casa, eu abraçada com o Jin e o mesmo me carinhando* Eu vou fazer de tudo para você voltar para mim, para os meus braços!

S.n: Acredito em você!

??: Não chamando a polícia, porquê se chamar... mato todos.

Jin assenti, beijei ele pela última vez e entrei no carro.

S.n: Tchau!

Cochichei passando os dedos no vidros, como se tocasse ele, e olhando para o mesmo chorando.

??: Não fica assim bebê! *ele passou a mão no meu cabelo e eu não falei nada, porquê tinha que me comportar* S.n, olha para mim.

S.n: Sim?

Falei o olhando e o mesmo estava sério.

??: Não quero ouvir o nome de ninguém daquela família na minha casa sem minha permissão, ok? *assenti* Mais uma coisa, não quero, em hipótese nenhuma, que você tente fugir.

S.n: Não vou, não posso!

Abaixei a cabeça, triste por ter que ir.

Guk: Meu nome é Bang Youngguk, mas pode me chamar de Guk.

S.n: Senhor Bang.

Ele deu um suspiro pesado e apenas assente.

Guk: Esta bem! Quantos meses de gestação?

S.n: 6.

Guk: Esta bem! *ele estava tentando puxaram assunto, mas eu não queria* S.n esses são Himchan, Youngjae, Daehyun, Zelo, Jong-up.

S.n: Prazer!

Me encolhi no banco e fui olhando para fora do carro. Senti uma mão na minha nuca e eu fechei os olhos tentando não chorar.

Guk: Você deve ser boa menina na...

S.n: Não fala coisas suja para mim, por favor!

Deixei uma lágrima cair, não queria fazer nada com ele e nem ouvir palavras nojentas, que o Jin nunca falou para mim por ser carinhoso, é muito sofrimento demais ter que aturar tudo calada.

Up: Chegamos, vocês ficam, nós vamos para empresa.

Guk: Esta bem, até mais tarde!

Ele me segurou pelo braço e me levou para dentro da casa dele. Cheguei e fui solta após ele fechar a porta.

S.n: O que eu terei que fazer?

Guk: Sente no sofá, que eu preciso arrumar algo para beber. *sentei e ele logo fez o mesmo, com um copo na mão* Duas coisas. *tomou um gole da bebida, na qual o fez fazer uma careta* Primeiro, me obedeça e segundo, não de uma de esperta.

S.n: Esta bem!

Abaixei a cabeça e ele carinhou me cabelo.

Guk: Você quer dormir um pouco?

S.n: Posso?

Guk: Pode, vem comigo.

Ele pegou na minha mão e me levou para um quarto luxuoso. Youngguk pediu para que deitasse e logo deitou do meu lado, mas não encostou em mim.

S.n: Vamos dormir na mesma cama?

Guk: Não, só quero que você ficasse comigo hoje.

Assenti e encarei minha mão.

S.n: Eu vou ficar aqui para sempre?

Guk: Até eu achar que está pago o valor da sua cirurgia.

Assenti e me encolhi, ele colocou a mão na minha cintura e eu tentei fugir.

S.n: Por favor...

Guk: Me obedeça, se não vai ser pior.

Ele colocou nossos corpos e dormiu, eu não consegui, não me sentia bem.

S.n: Jin...

O nome do Kim saiu de forma involuntária, deixando o que estava ao meu lado irritado.  Recebi um tapa e ele levantou.

Guk: Para o seu quarto.

S.n: P-por que?

Guk: Eu não autorizei falar o nome deles.

S.n: Eu queria ficar calma, eu não consigo dormir.

Guk: Eu não me importo, sua obrigação era não falar o nome...

S.n: POR QUE?

Não sei onde me veio tanta coragem de corta-lo, me assustei com o ato, mas não abaixei a cabeça. Ele ficou sério, levantou a cabeça e veio até mim. Pronto, eu ia ser castigada de alguma forta. O analisei e o mesmo cerrou os punhos, eu ia apanhar!







Continua...?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...